Home Aviação de Ataque Com bug no capacete, F-35C só faz pouso noturno com pilotos experientes

Com bug no capacete, F-35C só faz pouso noturno com pilotos experientes

4972
36
Um F-35C Lightning II do Strike Fighter Squadron (VFA) 147 se aproxima do USS Abraham Lincoln (CVN 72) para pouso
Um F-35C Lightning II do Strike Fighter Squadron (VFA) 147 se aproxima do USS Abraham Lincoln (CVN 72) para pouso

A BORDO DO USS ABRAHAM LINCOLN – A Marinha dos EUA está perto de consertar um bug técnico no sofisticado caça F-35 Joint Strike Fighter, uma limitação no capacete que representa um perigoso obstáculo para os aviadores que tentam pousar no escuro da noite em um porta-aviões em movimento.

Os pilotos do F-35C descrevem o bug como um brilho verde criado pela tecnologia LED no monitor montado no capacete Geração III, que transborda e os impede de ver as luzes de um porta-aviões durante a noite.

“À noite, os porta-aviões são as coisas mais escuras que você pode ter quando não há lua”, disse o piloto Tommy “Bo” Locke, comandante do esquadrão de caças da Marinha (VFA) 125, a um grupo de repórteres de defesa no hangar do Abraham Lincoln na segunda-feira.

Por uma semana, o esquadrão de Locke tem participado do Teste Operacional I, um marco que representa a primeira vez que o F-35C Lightning II se uniu em operações regulares de voo com um porta-aviões no mar.

A Marinha tentou consertar o problema do capacete com atualizações de software para permitir que os pilotos diminuíssem o brilho verde, mas até agora, apenas os pilotos mais experientes do F-35C podem pousar à noite.

Atualmente, para ser qualificado para pousar no porta-aviões no escuro sem consertos no capacete do F-35, os pilotos precisam de 50 pousos, disseram autoridades.

FONTE: Military.com

Subscribe
Notify of
guest
36 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sidney
Sidney
2 anos atrás

Sim claro, antes desse bug qualquer um pousava uma aeronave nova, de U$ 80 milhões, a noite em porta-aviões!

Manuel
Manuel
Reply to  Sidney
2 anos atrás

Esse bug só tem 6 anos de vida. E ainda não resolveram. Normal pô. O F-35 não é prioridade. Ele não irá reunir a maioria dos caças americanos em um só nas próximas décadas. Se o nome do programa, que gerou o F-35, fosse Joint Strike Fighter a ideia seria essa. Por isso que eles ainda não resolveram esse bug que já dura 6 anos.

bit_lascado
bit_lascado
Reply to  Manuel
2 anos atrás

Tá no prazo! A Lockheed deve ter contratado a Microsoft pra corrigir!

romp
romp
2 anos atrás

esperando a “criticancia” virem criticar. Vou até pegar minha pipoca hahaha

Defensor da Liberdade
Defensor da Liberdade
2 anos atrás

Não é mais vergonhoso que ter medinho de raios.

Silvonei
Silvonei
2 anos atrás

Vai começar as críticas não construtivas em 3, 2, 1 e já……

Marcelo
Marcelo
Reply to  Silvonei
2 anos atrás

Pois eh, contrutivo eh a dona LM usar esse programa para ficar mamando na teta do governo dos EUA…mas que se danem, o dinheiro eh deles mesmo.

Silvonei
Silvonei
Reply to  Marcelo
2 anos atrás

marcelo.

Tens razão na questão do dinheiro gasto neste programa e tantos defeitos, mas com toda esta tecnologia aplicada em uma aeronave “diferente”, tem custos altíssimos. abraços

Jorge Augusto
Jorge Augusto
2 anos atrás

A Intel esses dias ae soltou uma update bugada para a Microsoft, que soltou pra todo mundo.

A update foi tão bugada que fez com que maiorias dos PCs com processadores Xeon e Core simplesmente não bootarem de jeito nenhum no Windows 10

Bugs acontecem. Da lista de todos os problemas que esse elefante branco tem, isso ai é o de menos.

marcus
marcus
Reply to  Jorge Augusto
2 anos atrás

Tem mais de cinco anos que dei cartão vermelho para o Tio Bill Gates.
Agora só Linux Ubuntu.
Para utilizar computador em casa não preciso pagar uma licença para o Tio bill.
Foi caro esse Linux!
DVD de 1 Real para salvar o sistema operacional e já bootar instalando.

romp
romp
Reply to  marcus
2 anos atrás

nossa meu win10 foi barato também, 0 reais para baixar e gravar em um pen drive.

Antonio
Antonio
2 anos atrás

2781º problema. Sem crise.

JPC3
JPC3
2 anos atrás

Me parece apenas a necessidade de mais um ajuste, como acontece com todos os aviões recém introduzidos.

Luiz Henrique
2 anos atrás

eita caça pra dar problemas, hein, mas ainda acredito que vá da em algo, dps de tanto dinheiro investido eles tem que fazer dar certo, ñ da pra fazer um projeto tão caro ser abandonado cheio de falhas, tem que consertar

luiz antonio
luiz antonio
2 anos atrás

Eita…Encontraram uma unha encravada do dedo mindinho esquerdo do piloto de um F-35. Tudo indica que é um problema de projeto ergonômico do cockpit. Cheio de problemas esse aviãozinho.
Não sei ainda o que é pior: essa mesmice manca com essa aeronave divisora e inovadora de conceitos ou as entrevistas com os candidatos na Globo. Como é díficil

JT8D
JT8D
2 anos atrás

Se o Gripen der um terço dos problemas desse avião, os vira latas vão rasgar as vestes e lamentar pelo F/A-18 não ter sido o escolhido no FX-2

Luiz Henrique
Reply to  JT8D
2 anos atrás

olha, se der problema nós estaremos ferrados…

Rodrigo M
Rodrigo M
2 anos atrás

Deixa eu adivinhar mais uma vez:
Isso tudo é culpa da democratização da informação e dos oficiais americanos que estão tentando sabotar o próprio avião por algum interesse obscuro.

Maurício.
Maurício.
2 anos atrás

Custava eles terem colocado um HUD de verdade no F-35 ? Eu acho que deveria ter um HUD e o capacete eles iriam aos poucos melhorando, eles colocaram tudo embutido nesse bendito capacete, na minha opinião eles foram muito radicais nessa confiança toda nas tecnologias desse capacete, mas claro é apenas uma opinião pessoal.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Maurício.
2 anos atrás

Concordo…deram o passo maior do que a perna…agora vao levando, uma modificacaozinha aqui outra ali, ate resolverem os 2700 (problemas) e la vai pedrada…

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
2 anos atrás

50 pousos… ufa… pensei que seriam pelo menos 35 anos de serviço em porta aviões.

De vez em quando torço por uma Guerra de VERDADE, para termos noticias mais interessantes.

Alessandro
Alessandro
2 anos atrás

Lembrando que o capacete do Gripen NG feita pela AEL, tbm é algo inovador para nós, e sabemos pouquíssimos sobre os testes, não sabemos se no futuro podem apresentar problemas, então amanhã pode ser nós, o alvo dos ferozes críticos perfeccionistas.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Alessandro
2 anos atrás

o Gripen vai ter HUD !!! portanto nao, nao vai ter os mesmos problemas.

Ozawa
Ozawa
2 anos atrás

F-35 recebe a Revista Caras em Fort Worth, Texas, fala dos problemas, desafios, sua relação com o F-22, das constantes críticas no Poder Aéreo, e desabafa abrindo seu código fonte à reportagem: “Às vezes parece que vou estolar . . .”

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Ozawa
2 anos atrás

Eu sei que esse é um site familiar, mas uma revista de fofoca publicou uma imagem que os paparazzi flagraram do F-35 sem camuflagem e mostrando as partes íntimas. Tomara que o Galante não me bloqueie por postar isso:

http://www.f-16.net/forum/download/file.php?id=15651&t=1

ednardo curisco
ednardo curisco
2 anos atrás

Desde quando pilotos inexperientes pousam em porta aviões à noite?

Delfim
Delfim
2 anos atrás

Esta versão, com asas maiores e mais combustível, ficaria bem na FAB. Lógico, sem problemas e com custos menores.

JPC3
JPC3
Reply to  Delfim
2 anos atrás

Essa é a versão que tem a pior performance, é mais pesado e tem mais arrasto que os outros. E não tem canhão interno. O F-35A já tem uma quantidade boa de combustível interno, 8,3 toneladas, perde só para os Sukhois e F-15 com tanques conformais.

J-20
Reply to  JPC3
2 anos atrás

Na minha opinião, o que tem pior performance é o B, decorrente dos aparatos para decolagem vertical. Pelo menos, só pelo fato de poder operar em locais impensáveis para o A e o C (decolando de qualquer pista com a capacidade VTOL) já compensa muita coisa.

JPC3
JPC3
Reply to  J-20
2 anos atrás

Pelo que li, sobre os modelos de pré-produção, o C era o que tinha a pior aceleração e menor velocidade de subida.

Mauro Oliveira
Mauro Oliveira
2 anos atrás

Fico imaginando se houvesse internet quando o os caças da 3ª geração começaram a sua vida operacional…… O F-15A e seus lindos e confiáveis F100-PW-100 que adoravam soltar labaredas pela saída da tubeira e pela entrada de ar…….. O F-14A e seus lindos TF-30 que tinham que ser tratados como uma dama, com suavidade e gentileza porque senão o brinquedo quebrava O F-16A e seu defeito dos cabos do canhão de do Fly-by-wire que se conectavam e faziam o comando de atirar fazer o avião puxar pro lado e matar vários pilotos até virar filme o F/A-18E e sua asa… Read more »

JPC3
JPC3
Reply to  Mauro Oliveira
2 anos atrás

Isso sem falar nos caças de outros países, que além de perderem diversos protótipos, também entraram em serviço cheios de problemas.

Topol
Topol
2 anos atrás

Uma pergunta aos intindidos… Esse avião aí pode tomar chuva ?

Luiz Floriano Alves
2 anos atrás

Com o crescimento da complexidade dos sistemas aumentam as probabilidades de erros. Sómente a simpliciade tem baixo indice de erros. Já na segunda guerra ficou patente que a a analise de falhas teria que ser monitorada por aparelhos especiais. Nasciam os analisadores de motores, de eletrônicos, etc…Hoje embutidos nos sistemas que compõem os aparelhos.