Home Aviação de Treinamento Aviação Naval da China recebe jatos JL-10H de treinamento avançado

Aviação Naval da China recebe jatos JL-10H de treinamento avançado

4032
24

Em 3 de agosto de 2018, na Base Aérea de Suizhong, a Marinha da China realizou uma cerimônia de incorporação dos primeiros doze treinadores avançados JL-10H à Naval Aviation University da Aviação Naval da China.

A partir do final de dezembro de 2017, quatro entregas de três aeronaves consecutivas ocorreram pela Hongdu Aircraft Corporation ao regimento e estão agora prontas para aceitar sua primeira classe de 2018.

Nas fotos fornecidas na cerimônia, nenhum serial foi usado. A primeira aeronave entregue usava um serial na faixa de 88x0x (a partir de 01), portanto, é provável que essas doze aeronaves também usem matrículas nessa faixa.

Em meados de 2017, o JL-10 já estava operacional na Força Aérea Chinesa. Versões de exportação estão disponíveis na versão L-15, da qual a Zâmbia está operando alguns.

FONTE: Scramble Magazine

24 COMMENTS

  1. Mais uma alternativa para a aviação naval Brasileira, claro se perderem o eterno preconceito contra os orientais e medo do “Bicho papão” comunista!

  2. Bem que poderíamos deixar de lado esse problema com o Comunismo Chines. O Dragão cresce com Marx ou sem Marx. Hoje a China é um grande reduto Comercial e Industrial, portanto dentro das regras do comércio Capitalista. Esses aviões navais, bem que poderiam dar uma sólida base para a aviação de asas fixas da MB. Hoje aceitamos produtos do Japão. Tempos atras eram os vilões a evitar.

  3. Mais um produto da gigantesca máquina copiadora chinesa. Mas os chineses não estão nem um pouco preocupados com a descarada semelhança com o M-346. A arrogancia do império comunista não tem par na história.

      • Você esqueçe que Alenia e Yakolev fizeram um estudo em parceria sobre aquela que se chamava “asa ao plasma” e que por isso a Alenia-Aermacchi (hoje parte de Leonardo Company) teve a autorização a desenvolver uma sua versão do Yak-130 (muito melhorada!).
        Os Chineses nunca pediram permiso.

    • No caso a unica arrogância presente é ____________________
      _________________
      A aeronave JLH-10, foi desde a sua concepção projetada com consultoria ostensiva do OKB Yakovlev…
      Ademais, o M-346 é que se aparenta com o YAK-130. pois o design é de inteira concepção do OKB Yakovlev…
      Observe, caro comentarista, que em momento algum falo de cópia, pois houve acerto entre a Aermacchi e o OKB Yakovlev quando se desfez a parceria (se compensador é outra história)…
      😉

      COMENTÁRIO EDITADO. MANTENHA O RESPEITO, SEM FAZER ATAQUES PESSOAIS. VOCÊ JÁ FOI AVISADO MAIS DE UMA VEZ. LEIA AS REGRAS DO BLOG:

      https://www.aereo.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

  4. Tem nada de cópia, não:

    “In October 1998, it was reported that the venture was increasingly becoming an Italian-led effort due to a lack of financial support on the part of Russia.[5] By July 2000, Aermacchi held a 50% stake in the development programme, and Yakovlev and Sokol had a 25% share each.[6] In mid-2000, it was announced that differences in priorities between the two firms, and a lack of financial backing from the programme’s Russian participants, had brought about an end to the partnership, and that each firm would pursue development of the aircraft independently; Yakovlev received US$77 million for technical documents of the aircraft.[7][8] Yakovlev would be able to sell the Yak-130 to countries such as those in the Commonwealth of Independent States, India, Slovakia and Algeria, while Aermacchi would be able to sell the M-346 to NATO countries, among others.[7]”

    A fonte é a página em inglês do M-346 Master, na Wikipédia.

    • E a Yakovlev OKB participou como consultora do projeto chinês do L-15/JL-10, oficialmente é um projeto chinês com consultoria russa, mas na prática é o YAK-130 fabricado na China com “recheio” chinês.
      O YAK-130 usa motor Progress/NPC Saljut russo e o L-15/JL-10 usa motor Ivchenko Progress ucraniano, praticamente o mesmo motor na versão russa e ucraniana.

  5. Eu acho engraçado quando o povo fica bravo quando os chineses copiam.

    Eles inventaram a pólvora, o papel os fogos de artifício, a bússola. Não vejo royalties sendo pagada eles por isso.😁

  6. Indiferente de quem cópia quem, eles é que estão certos.
    Só país submisso e covarde como o Brasil é que vive pagando fortunas por coisas que podemos copiar localmente.
    E o besteirol brasileiro continua dando suas cartas nos projetos GRIPEN, LMV Iveco etc.
    Mas fazer o que? Uma vez banana do mundo sempre assim o será!

  7. Até pra copiar, é necessário conhecimento e competência.
    Veja o exemplo do BH chinês, o que para os americanos era reles tecnologia dos anos 70, demandou aos chineses mais de 20 anos em pesquisas, até conseguirem replicar o helicóptero norte americano.
    Ou o que seria dos submarinos russos se a Toshiba não lhes tivesse vendido seus centros de usinagem cnc de 5 eixos…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here