Home Aviação de Ataque Conversão de F-15S para F-15SA na Arábia Saudita

Conversão de F-15S para F-15SA na Arábia Saudita

4906
5
F-15SA
F-15SA

A Alsalam Aerospace Industries de Riyadh, na Arábia Saudita, recebeu um contrato de US$ 59,7 milhões para a conversão de itens em seis aeronaves sauditas F-15S operacionais para a configuração F-15SA para a Força Aérea Real Saudita.

Os serviços incluem gerenciamento de programa, conversão de mão de obra e armazenamento de kit. O trabalho será realizado em Riad, na Arábia Saudita, e está previsto para ser concluído em 3 de agosto de 2020.

Este contrato é o resultado de uma aquisição não comercial exclusiva. Os fundos de vendas militares estrangeiras (FMS) no valor de US$ 17,8 milhões serão obrigatórios no momento da concessão.

O Air Force Life Cycle Management Center, Base da Força Aérea de Robins, Georgia, é o supervisor do contrato (FA8505-18-F-0041).

FONTE: Departamento de Defesa dos EUA

5
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
HumbertoRhino PowerBILL27AlexAugusto L Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Augusto L
Visitante
Augusto L

O F-15QA( Qatar Advance) é ainda mais avançado que esse da AS, aliás o avião pintado um partes laranjas na matéria do F-15X, é um F-15QA e não F-15SA.

Alex
Visitante
Alex

E eu ainda na espera de um dia o primeiro F-15SE sair da fábrica para a operalidade

BILL27
Visitante
BILL27

Contei 10 pontos de armanento em um só lado da aeronave , não sei quantos pontos tem na seção ventral ,mas são mais de 20 pontos ao todo ….Desconheço aeronave mais capaz do que esta neste quesito

Rhino Power
Visitante
Rhino Power

Belíssima aeronave. Sua venda para a Arábia Saudita, somente foi aprovada devido a intenção de que os sauditas sejam a primeira linha de defesa contra o Irã. Outro ponto que merece atenção é a venda dos sistemas S-400 pela Rússia. Deixando muito claro que nada passará por Riad sem ser amplamente contido. Mesmo com tantos vetores de altíssima tecnologia e defesas aéreas, eles não são capazes de contrapor os israelenses em um futuro conflito.

Humberto
Visitante
Humberto

Rhino, não concordo.
A AS conseguiu comprar os F-15 pois os Israelenses não se opuseram a venda, ambos tem um inimigo em comum que é o Irã ou seja, difícil imaginar um conflito entre eles a curto e a médio prazo, por sinal, existe muito boato sobre o intercambio militar entre eles.
Quanto aos S-400, difícil acreditar que a AS vá querer sair do guarda chuva americano, sinceramente não acredito que esta venda irá ocorrer.