Home Aviação de Treinamento Entrega do primeiro PC-21 à QinetiQ

Entrega do primeiro PC-21 à QinetiQ

5812
14
Pilatus PC-21 destinado à ETPS
Pilatus PC-21 destinado à ETPS

Sob o contrato firmado com a empresa britânica QinetiQ em 2016, a Pilatus fornecerá dois PC-21 para a Escola de Pilotos de Teste do Império (ETPS), sediada em Wiltshire, no sul da Inglaterra. Operado pela QinetiQ, o ETPS funciona como um centro de treinamento para engenheiros de teste de voo e pilotos de teste, e desfruta de excelente reputação em todo o mundo.

Em 17 de julho, Markus Bucher, CEO da Pilatus, apresentou um souvenir tradicional suíço a Steve Wadey, CEO do QinetiQ Group Plc, para comemorar a entrega de seu primeiro avião de treinamento PC-21. O segundo PC-21 será entregue no quarto trimestre de 2018 e será usado nos cursos de treinamento de pilotos de teste que terão início no início de 2019.

O PC-21: uma parte importante do novo programa de treinamento

Os dois PC-21 foram produzidos com um recurso de Instrumentação de Teste de Voo totalmente integrado para uso pela ETPS em pilotos de teste de treinamento e engenheiros de teste de voo.

A aquisição dos dois PC-21s faz parte de um projeto de transformação e modernização atualmente em curso na ETPS. Steve Wadey comentou: “Estamos muito satisfeitos em ver um PC-21 operando no Reino Unido pela primeira vez. Essas aeronaves terão um papel principal no programa de treinamento. Estamos muito satisfeitos que, com o suporte da Pilatus, estamos no caminho certo para oferecer novos serviços de treinamento para o benefício de nossos clientes.”

A entrega do primeiro PC-21 é outro marco importante no processo de desenvolvimento e fortalecimento da relação entre Pilatus e QinetiQ. Markus Bucher disse: “Estamos extremamente orgulhosos de que nossos PC-21 foram selecionados para a prestigiada Escola de Pilotos de Teste da Empire. O QinetiQ é o nono membro da família de operadores PC-21.

Estamos confiantes de que os muitos pilotos de teste internacionais que voarão nesses aviões PC-21 nos céus do Reino Unido se beneficiarão do investimento contínuo no desenvolvimento deste avião de treinamento. Com o PC-21, os melhores futuros pilotos de teste serão treinados com o sistema de treinamento mais capaz do mundo ”.

O PC-21 foi desenvolvido para atender às crescentes exigências do treinamento da força aérea. Seu excelente desempenho, ótima aerodinâmica, equipamentos de última geração, flexibilidade e facilidade de manutenção garantem que sejam muito superiores a outras aeronaves de treinamento. Horas de treinamento previamente voadas em jatos podem agora ser voadas exclusivamente no PC-21, gerando economias substanciais.

O consumo de combustível, as emissões de ruído e os custos associados podem ser bastante reduzidos. A Pilatus também desenvolveu um sistema de treinamento totalmente integrado para acompanhar o PC-21. Ele compreende os mais recentes simuladores, treinamento baseado em computador e instrução em sala de aula piloto. Nove clientes compraram 211 aviões PC-21 desde o primeiro voo em 2002.

FONTE: Pilatus Aircraft

14
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
5 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
Robson BandeiraWellington GóesAndreClésio LuizAldo Ghisolfi Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

http://www2.fab.mil.br/eda/index.php/2015-04-24-14-30-17?id=148

https://www.aereo.jor.br/2015/08/19/35-anos-do-embraer-emb-312-tucano-t-27/

https://www.pilatus-aircraft.com/en/fly/pc-21

O T 27 se estivesse em produção numa versão NG seria um concorrente ?

Os T 27 com MRO na Colombia seriam um concorremte ?

Tiago Silva
Visitante
Tiago Silva

Não, são aeronaves de categorias distintas apesar de algumas semelhanças sendo que o PC-21 esta num patamar acima.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Realmente o PC-21 está em um patamar superior, mas agora as coisas estão evoluindo para turbo-hélices mais potentes na instrução avançada e onde usamos o T-27 Tucano com 750 shp, Singapura, França e Austrália estão usando o PC-21 com seus 1.600 shp, algo impensável a alguns anos atrás.
Seria como utilizar o ST no quarto ano da AFA, passando direto do T-25 ao A-29, claro que tecnicamente é possível, pois Singapura e Austrália passam direto do PAC CT-4B neozelandês terceirizado da BAE Systems Australia direto ao PC-21 auxiliado por bons simuladores.
. https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRQSfyIJjROndq4XbEn0bCcmR3BW82HqYiZKBpScAMIXbsYGr4eSTXlMxPZ3g

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Olhando este CT-4 parece um T-23 Uirapuri(Zarapa) usado antes do T-25 na instrução primária e básica da AFA, mas não tem nada a ver, este neozelandês é bem versáti e totalmente acrobático.
Vejam este vídeo de uma demonstração, mas cabe uma observação, o T-23 tinha motor de 160hp, o CT-4B da BAE Systems tem 210 hp e o CT-4E da equipe de demonstração tem 260hp.
. https://youtu.be/doLe3maNsQs

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

É impressionante o númeto de tipos que esta escola tem a disposição, alguns não são seus como o Tornado e Gripen, mas estão a sua disposição por contrato.
. http://www.etps.qinetiq.com/school/fleet/Pages/default.aspx

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

O PC-21 é muito lindo e aparentemente é extremamente capaz, acho que deve ser o turboélice de maior desempenho (manobras e velocidade) disponível no mercado.

Pelo que consta no catalogo da Pilatus, dispoem de um abrangente sistema de instrução que envolve simuladores e a possibilidade de montar o cockpit (disposição de telas e botões) de modo semelhante ao de aeronaves de caça de última geração, como Gripen, Rafale, etc.

Aldo Ghisolfi
Visitante
Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Pergunta:

PC 21 “a la” A 29, é possível ?

Seria um forte concorrente ?

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

A sua asa foi desenvolvida para altas velocidades em instrução, seu objetivo é ter um comportamento proximo aos dos jatos, não serve para caregar muito peso só armamento relacionafo a instrução. Veja como é pequena a asa do PC-21, o que o deixa bem mais rápido do que o ST que tem a mesma motorização. . https://www.grumania.com/xtcommerce/images/product_images/popup_images/546_0.jpg Por outro lado depois da crise com os pacifistas suiços depois que o México atacou os índios separatistas com os PC-7 a Pilatus resolveu sair do mercado de aeronaves de ataque, chegando ao ridículo de dizer que não sabia que os PC-7 mexicanos… Read more »

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Interessante notar que mesmo com uma asa menor e uma fuselagem claramente pensada em velocidade, o PC-21 ainda não consegue igualar a velocidade de caças da 2ª Guerra. Imagino que aquele canopi enorme, obrigatório nos treinadores modernos, seja o culpado. Ou a hélice, pensando em não criar problemas de torque (como acontecia com o P-51), não transforma toda a potência em empuxo, visando criar uma experiencia “de jato”, com pouco ou nenhum atuação de leme e aileron na aplicação de potência.

De qualquer forma, ainda é o treinador turboélice de maior performance da atualidade.

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Olhando direito, eu retiro parcialmente o que disse, já que o único warbird com potência semelhante que o PC-21 não supera é o P-51B/D. E mesmo assim é por pouco, e ainda possui razão de subida superior.

Andre
Visitante
Andre

Quando eu li “escola de pilotos de testes do império” a primeira coisa que imaginei foi um grupo de pilotos indo em direção a uma fileira de TIE fighters….

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Aviãozinho interessante!!!

Robson Bandeira
Visitante
Robson Bandeira

Belo avião, aerodinâmica impecável! pelo andar da carruagem, vamos acabar comprando por aqui…