Home Armamento EUA aprovam venda de 200 mísseis AMRAAM ao Reino Unido

EUA aprovam venda de 200 mísseis AMRAAM ao Reino Unido

3686
40
AMRAAM em voo

O negócio pode alcançar o valor de US$ 650 milhões via FMS

O Departamento de Estado dos EUA aprovou a possível venda de mísseis ar-ar AIM-120 AMRAAM para o Reino Unido sob uma venda militar estrangeira.

O potencial contrato para 200 mísseis AMRAAM (Advanced Medium-Range Air-to-Air Missile), anunciado terça-feira pelo Departamento de Defesa, inclui peças de reposição, equipamentos de teste, suporte técnico, pessoal e transporte. O custo do programa pode chegar a US$ 650 milhões.

O Departamento de Estado diz que a compra contribuirá para a segurança dos EUA, aumentando a capacidade de um aliado da OTAN.

Os mísseis serão fornecidos à Royal Air Force, que já usa o sistema e não teria problemas em integrá-lo.

O Míssil Ar-Ar de Médio Alcance Avançado AIM-120 é o míssil padrão guiado por radar usado pelas Forças Armadas dos EUA e por nações aliadas em todo o mundo. É uma arma “dispare-e-esqueça” que usa um buscador de radar ativo para rastrear e destruir aeronaves.

 

Subscribe
Notify of
guest
40 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luís Henrique
Luís Henrique
1 ano atrás

Porque o Reino Unido está comprando AIM-120?
E o Meteor??

Rui Chapéu
Rui Chapéu
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Me pergunto o mesmo.

Delfim
Delfim
Reply to  Alexandre Galante
1 ano atrás

E será ?

Everton Matheus
Everton Matheus
1 ano atrás

Alguém saberia me informar a validade desse missel, e se após o vencimento(não uso) é possível que seja feita uma substituição por preço menor?

RicardoNB
RicardoNB
1 ano atrás

Provavelmente para apoiar a frota de F-35. O ponto positivo é que trata-se da última variante com alcance de 160-180km. O problema dos F-35Bs é que estarão limitados a 4 AIM-120 enquanto o A e C vão poder operar com 6 AIM-120 em algum momento da próxima década. Logo seria melhor utilizar o Meteor para compensar a carga 33% menor com um míssil com maior PK (teoricamente).

Rommelqe
Rommelqe
1 ano atrás

Ha alguma previsao quanto à integrar o Meteor ao F-35?

Luís Henrique
Luís Henrique
1 ano atrás

Faltou um D na matéria.

Essa aquisição é de AIM-120 D.

Essa versão deve possuir capacidades semelhantes ao Meteor.

O alcance é classificado, mas pelas declarações excede 200 km.

Luís Henrique
Luís Henrique
1 ano atrás

Aliás, qual é melhor na opinião dos senhores?
AIM-120D ou Meteor??

Bosco
Bosco
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Perguntinha complicada!! Luís, Os dois mísseis são basicamente equivalentes e o que a gente mais quer saber deles é informação classificada. Olhando por aí dizem que o alcance do D é de 180 km enquanto o alcance do Meteor seria de 200 km. Algumas fontes mais recentes citam 300 km (???) para o Meteor. A diferença entre eles diz respeito que o D tem um motor foguete convencional, é mais leve e tem menor arrasto. O Meteor tem um motor foguete sólido aspirado, é mais pesado e tem maior arrasto. O que se sabe ao certo é que o requisito… Read more »

Diogo araujo
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Caraca hein Bosco, seu comentário é melhor que a matéria kk

Fox-2
Fox-2
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Bosco, Quando um míssil BVR é disparado contra um caça, e se o caça que está sendo atacado estiver à longa distancia, a unica maneira defensiva para este é dar as costa para o míssil e acelerar até mach 1.5 para que o míssil não consiga alcança-lo com energia suficiente para manobras. Essa manobra é eficaz contra todos os misseis BVR da atualidade, exceto contra o METEOR. Ao contrario dos demais, o motor do METEOR não funciona por 12 segundos, mais sim, por 30 segundos e em vários momentos de gerenciamento de aceleração. por isso que a ZEN dele é… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Fox-2
1 ano atrás

A NEZ do meteor é de 50km a do aim120d é de 40km se não me engano. Se não for 40km é de 35km.

Bosco
Bosco
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás
Fox-2
Fox-2
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Depende do vetor atacante e do vetor que que será o alvo, assim como o cenário de combate em questão. Pode se dizer que para um caça sueco JAS-39E Gripen NG, o Rafale francês ou um tufão saudita atualizado com um radar AESA, o Meteor é o melhor. Se você é um F-16, Mirage 2000 ou um caça similar de 4ª geração sem atualização de radar AESA, capacidade de rede limitada, e especialmente se as fronteiras de um país não são medidas em muitas centenas ou milhares de milhas, o Meteor não será aproveitado em sua plena capacidade e ai… Read more »

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Algo me diz que os EUA vão tentar melar o Meteor.
.
Os mísseis chilenos foram entregues ?

FighterBR
FighterBR
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Sim. Foram entregues a muito tempo

Delfim
Delfim
Reply to  FighterBR
1 ano atrás

Tks.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Se está falando de Amraam, foram entregues já faz tempo.

Jota
Jota
1 ano atrás

Alguém saberia explicar porque a foto do míssil apresenta aquelas “bolas de fogo” ?
Esse motor foguete é pulsante?

Chesterton
Chesterton
Reply to  Jota
1 ano atrás

O motor nao eh pulsante. Esse eh o efeito das ondas sonoras interagindo com a chama do escape.

Coutinho
Coutinho
Reply to  Chesterton
1 ano atrás

Esse efeito é chamado de diamantes de choque. Era muito comum vê-los no MIG 23 quando este decolava em pós combustão máxima.

Jota
Jota
Reply to  Jota
1 ano atrás

off topic.
Olha que legal: esse efeito pode ocorrer em várias situações , inclusive com uma garrafa de coca.
https://www.popularmechanics.com/science/a25777/soda-bottle-rocket-shock-diamonds/
https://www.youtube.com/watch?time_continue=28&v=kEw2msVaVy0
Essas cameras ultra-rapidas produzem imagens muito interessantes.

Coutinho
Coutinho
Reply to  Jota
1 ano atrás

Muito legal.

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

Uma vez vi que antes do Meteor o último missil BVR deles era o asraam e o aim120b, ou seja a RAF tava bem defasada no combate BVR, uma forca area que se preze tem que ter no minimo um míssil equivale ao araam versao C7.

Sidney
Sidney
1 ano atrás

Por isso hoje em dia não tem perigo de ter uma guerra, 650 milhões de dólares em 200 mísseis, isso em uma guerra é munição pra 10 min de combate, mesmo considerando o pacote ainda é caro!

Heli Queiroz
Heli Queiroz
1 ano atrás

Uma pergunta aos colegas: o Meteor cabe dentro do weapons bay do F35?

Bruno Vinícius Campestrini
Bruno Vinícius Campestrini
Reply to  Heli Queiroz
1 ano atrás

Sim. Inclusive o Reino Unido está trabalhando para integrar o míssil ao caça.

sergio ribamar ferreira
1 ano atrás

\Sr. Bosco ou Sr. Fernado. Este míssil pode ser empregado numa versão antiaérea? Por curiosidade, salvo devidas modificações nossa FAB possui alguns e por ventura poderão ser oferecidos em maior número? Obrigado. Complementando, o que uma diplomacia não seria capaz de fazer, visto que á visão diplomática anterior era basicamente antiamericana ou ocidental de preferencia.

Bruno Vinícius Campestrini
Bruno Vinícius Campestrini
Reply to  sergio ribamar ferreira
1 ano atrás

Pode e é, os noruegueses usam o AMRAAM no NASAMS.

sergio ribamar ferreira
1 ano atrás

Obrigado Sr. Bruno. Poderíamos adquirir e utilizar em alguma plataforma e desenvolver baterias antiaéreas? Só palpite.

Luís Henrique
Luís Henrique
1 ano atrás

Sim Bosco.

A principal diferença eh que o meteor possui motor ramjet e o aim-120D não possui.

Porém, como os dados de desempenho classificados, fica difícil saber qual eh melhor.

O Meteor normalmente divulga + 100 km.
Enquanto que o aim-120 D tem relatos de possuir alcance 50% maior que o C7. Algumas fontes indicam + 180 km.

Realmente, fica difícil saber qual melhor. Ou se são equivalentes.

Bosco
Bosco
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

Luís, Os europeus estão se unindo aos japoneses pra desenvolverem uma versão do Meteor com seeker por radar AESA, já os americanos estão embarcando num novo míssil de longo alcance denominado LREW. Luís, sei que você sabe e todo mundo usa esse termo, mas a rigor o motor do Meteor não é do tipo “ramjet” puro. Um motor ramjet utiliza combustível líquido (hidrogênio ou hidrocarboneto) e tem como característica básica não funcionar no vácuo (claro, por não ter oxigênio no vácuo para inflamar o combustível) e nem dar partida a partir da velocidade zero. O motor do Meteor por sua… Read more »

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

Luis Henrique geralmente a NEZ é a metade da metade do alcance de um missil BVR, ou, 1/4 do alcance do missil se preferir.
O AIM-120D tem uma NEZ de 40 km, ou seja o 1/2 do seu alcance é 80km o que faz ele ter 160 km de alcance maximo.
Fazendo o mesmo raciocínio com o Meteor, que tem uma NEZ de 50km, podemos mensurar por cima, um alcance maximo de 200km.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Augusto, onde conseguiu estes números?

Li que esses dados são classificados. Não estão disponíveis nos sites oficiais.

Poderia compartilhar a fonte?

Augusto L
Augusto L
Reply to  Luís Henrique
1 ano atrás

No site do RicardoNB que comenta aqui rem uma matéria sobre o Meteor, onde se compara com o Araam e o R-77.
https://tecnomilitar.wordpress.com/2017/08/28/mbda-meteor-missil-bvr/

Luís Henrique
Luís Henrique
1 ano atrás

Bosco,

A matéria que você postou, conclui que o 120D chega muito perto do Meteor em quase todos os quesitos, ficando atrás somente no motor ‘ramjet’.
E conclui que o Meteor possui maior alcance, maior NEZ e é Melhor.

Mas pelo que li, a diferença de capacidade parece ser pequena.

Anderson Rodrigues
Anderson Rodrigues
1 ano atrás

3,25 Milhões por unidade pensa em um equipamento caro, perigoso ele derrubar aeronaves de valor muito menor que ele.

Juarez
Juarez
1 ano atrás

Anderson, junto tem misseis de de treinamento, bancadas, ferramental, apoio logístico e treinamento.
Se eu fosse dar um “achômetro”, diria que cada um, na prateleira custa algo em torno de dois milhões de dólares.