Home Aviação de Ataque Su-57 supera caças de 5ª geração F-22 e F-35 dos EUA, diz...

Su-57 supera caças de 5ª geração F-22 e F-35 dos EUA, diz piloto russo

14895
102
Su-57 testando novo motor
Su-57 testando novo motor

O uso de caças F-22 pela Força Aérea dos EUA na Síria privou este modelo de suas vantagens sobre aeronaves russas, segundo a mídia norte-americana. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, um piloto militar russo comentou a situação

A utilização de caças norte-americanos F-22 na Síria privou os EUA das vantagens destes caças em relação aos caças russos, escreveu o jornal Military Watch. Segundo Veralinn Jamieson, tenente-general da Força Aérea dos EUA, os céus do Iraque e da Síria se tornaram “armazém de informações” para russos sobre atuação de caças estadunidenses durante operações.

Segundo o autor do artigo, os russos tiveram bastante tempo para analisar e testar a tecnologia de furtividade dos F-22, além de terem coletado dados sobre o uso da aeronave e encontrado meios de combatê-la. Além disso, a Rússia poderá usar essas tecnologias na fabricação de suas aeronaves.

O artigo enfatiza que os radares dos sistemas de mísseis antiaéreos S-300 e S-400 da Rússia controlam totalmente o espaço aéreo de Israel, Líbano e Síria. Este é um dos principais motivos pelos quais Israel não poderá usufruir ao máximo de seus atuais caças norte-americanos F-35.

Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o major-general e piloto militar russo, Vladimir Popov, opinou que em comparação a várias características dos caças F-22 e F-35 norte-americanos, os caças Su-30 e Su-35 nunca ficaram para trás.

Su-57
Su-57

“Vários especialistas, inclusive ocidentais, apontam que nossos aviões de 4++ geração não ficam para trás, e, em várias características, até ultrapassam aviões norte-americanos F-22 e F-35 de quinta geração”, indicou o piloto.

“Os norte-americanos colocam a furtividade em primeiro lugar […] Nós colocamos essa característica no segundo ou terceiro lugar. Para nós, o importante é a alta manobrabilidade, a redução de custos de fabricação e manutenção, simplicidade, e depois todo o resto. Porém, nossos aviões também são bem equipados para efetuar voos imperceptíveis”, apontou Popov.

As características do caça russo de quinta geração, segundo ele, devem ultrapassar as dos F-22 e F-35 norte-americanos.

“Não se deve se esquecer do nosso avião de quinta geração Su-57, que já passou por voos de testes. Agora está praticamente começando o rearmamento, vamos ver como a aeronave vai operar. Acredito que sua qualidade vá ser superior à dos Su-30 e Su-35, nossos aviões de geração 4++. Consequentemente, ele ultrapassará os F-22 e F-35 estadunidenses”, ressaltou Vladimir Popov.

FONTE: sputniknews.com

102
Deixe um comentário

avatar
42 Comment threads
60 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
56 Comment authors
neorasSebastiao Liparizi Netopaddy mayneGengisDuJosé Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Ulisses
Visitante
Ulisses

A Ferrari é melhor que a Mercedes, disse Sebastian Vettel….

Rui Chapéu
Visitante
Rui Chapéu

Comam frango, disse a vaca!

E por ai vai….

MBP77
Visitante
MBP77

Respeitem a notícia, pessoal!
A fonte é completamente isenta! 😀
Sds.

Antonio
Visitante
Antonio

O F-35 entrou no espaço aéreo sírio sem ser detectado, disse o General israelense.

Manuel Souza
Visitante
Manuel Souza

Eu vi o que vc fez. Kkkkkkk.

Renato
Visitante
Renato

_____________
_____________

COMENTÁRIO APAGADO POR ESTAR ESCRITO EM MAIÚSCULAS. LEIA AS REGRAS DO BLOG.

https://www.aereo.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Doug385
Visitante
Doug385

“Os norte-americanos colocam a furtividade em primeiro lugar […] Nós colocamos essa característica no segundo ou terceiro lugar.”

Não seria por não dominar totalmente essa tecnologia?
Compreensível a posição dele. Não iria dizer para o público interno que o material que o seu país irá utilizar durante décadas é inferior, mesmo sendo.

Hélio
Visitante
Hélio

Quem disse que eles não dominam. A furtividade não é segredo pra ninguém, os outros países não usam porque não acham que o custo vale a vantagem. Lembrando que o conceito de avião furtivo foi criado pelos russos. Os americanos o aplicaram no f117.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Não dominam. Até os indianos sabem disso.

Hélio
Visitante
Hélio

Mostre de onde você tirou isso. Os indianos não sabem de nada, eles só querem um caça como o f35, o su57 é outra coisa, assim como o gripen é outra coisa e assim por diante, são propostas diferentes. É a mesma coisa que comparar um fuzil 5.56 com uma dmr 7.62 e um fuzil .338

Como eu já disse, a tecnologia de reflexão de ondas de radar é um conceito russo.

Doug385
Visitante
Doug385

Verdade, os indianos não sabem de nada. Quem sabe é você.

César A. Ferreira
Visitante
César A. Ferreira

O que os indianos dizem não se guarda…

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Não só se guarda como ainda teve o condão de revelar aquilo que especialistas já diziam há bastante tempo ou seja, que a redução de RCS do caça russo estava aquém do que se poderia esperar em um aparelho cuja proposta era ser furtivo.

JPC3
Visitante
JPC3

Não usam porque não tem dinheiro para pagar e manter, como é caso dos russos.

Todos os projetos de aviões para a futuro são furtivos. Ninguém diz que o custo não vale a vantagem.

Ache um caça sendo planejado que não seja stealth. Melhor exemplo são os chineses.

Hélio
Visitante
Hélio

Isso já foi discutido diversas vezes. Todos os projetos são para 2030 em diante, até lá se espera uma grande redução nos custos, assim como grande evoluação dos radares, é outro cenário. Para hoje existem diversas maneiras mais baratas para não ser detectado, desde ECM até técnicas de vôo, como israel sempre fez.

Se o custo valesse a vantagem já teriam o feito. O custo do caça chinês é muito menor que o de um b2 ou f22. Além que sua capacidade também é questionada.

Bosco
Visitante
Bosco

Hélio, Esse negócio de custo proibitivo é lorota. Um dia desses um SSBN russo lançou em menos de 30 segundos 4 mísseis Bulava. Em menos de 30 segundos foi pro saco mais de 200 milhões de dólares num simples teste. Esse negócio de custo de hora de voo, custa de manutenção de material RAM, custo disso, custo daquilo… é conversa pra boi dormir. Países como os EUA, Rússia, China, Israel, etc. estão se lixando pra essas “planilhas” de custo que a gente vê por aí. Ninguém vai deixar de ter um stealth por conta de … custo, do mesmo jeito… Read more »

Munhoz
Visitante
Munhoz

O custo russo e chines é menor que o dos EUA, pois os materiais que esses países compram é em moeda local.

Se avaliarmos o gasto militar da China e da Russia por PPC, da em torno de 400 e 180 bilhões de dólares respectivamente.

Bosco
Visitante
Bosco

Quem inventa o conceito não conta, salvo do ponto de vista histórico. Na prática conta quem tem o “insight” e desenvolve o conceito e o coloca em prática. E na verdade o russo Petr Ufimtsev colocou as bases da “técnica de forma” para a redução do RCS mas o conceito da furtividade, de reduzir a “detectabilidade” pelo radar, era buscado muito antes dele divulgar seu estudo clássico sobre a reflexão das ondas de RF. E vale salientar que ele não tem nada a ver com o desenvolvimento dos materiais RAM, mas tão somente com a técnica de forma. *O conceito… Read more »

Fox-2
Visitante
Fox-2

Doug385,
A Russia tem sua própria doutrina de combate, que não precisa ser igual a dos EUA.
A furtividade é só uma das variáveis em toda essa equação.

Doug385
Visitante
Doug385

Amigo, não me entenda mal. Não disse que o caça será ruim. Pelo contrário, creio que será um ótimo combatente, mas não em todos os espectros do combate aéreo. Sinceramente, não creio que ele sobreviveria num combate BVR contra o F-22 e F-35. Sua melhor chance de sobrevivência seria trazer o combate para o campo visual, e mesmo assim passaria por bastante dificuldade, visto que o próprio capacete do F-35 oferece um campo visual expandido ao piloto através de sensores. O Su-57 será com certeza um senhor caça, mas dizer que será melhor que os seus congeneres americanos que custaram… Read more »

Eduardo von Tongel
Visitante
Eduardo von Tongel

excelente reflexão.

Hélio
Visitante
Hélio

Que palhaçada. As vezes eu acho que o Sputnik é tipo o sensacionalista. Esse site é assim no mundo todo ou os seus editores brasileiros são especialmente idiotas? O artigo não fala nada demais e eles colocam um clickbait descarado.

Marcos R.
Visitante
Marcos R.

Sputinices…

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Devem estar de brincadeira, so pode.

Off Topic

F-35 Block 4 irá levar bomba termonuclear B61 mod 12.
A capacidade explosiva varia segundo a missão.

Vai de 0.3 kilotons, 1.5 kilotons, 10 kilotons até 50 kilotons. Ou seja, poder ser usada como arma tática ou estratégica.

Os iranianos, os norte coreanos e russos que se cuidem.

Hélio
Visitante
Hélio

O que uma coisa tem a ver com a outra? Até o gripen tem capacidade de lançar bomba atômica.

Fox-2
Visitante
Fox-2

Tadeu Mendes,
Só um submarino Russo de ataque nuclear tem capacidade de destruir todas as capitais e principais cidades satélites dos EUA.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

O mesmo vale para os submarinos norte-americanos.

Até mesmo os submarinos da Classe Vanguard britânica possuem essa capacidade.

E agora?

Defensor da Liberdade
Visitante
Defensor da Liberdade

E agora que é justamente por causa desses brinquedos que nunca vimos um confronto direito entre Rússia/OTAN, e nunca veremos.

Bosco
Visitante
Bosco

E também o Triomphant e o Jin.
Todos os cinco “grandes” têm pelo menos 1 SSBN sempre em patrulha com pelo menos umas 50 ogivas com alcances acima de 6000 km.
Rússia e EUA têm 4 a 6 unidades em patrulha constante, o que dá algo em torno de umas 300 ogivas seguras de um ataque sub-reptício.

Wagner
Visitante
Wagner

Truco!

kkkkkkk

Munhoz
Visitante
Munhoz

O que ocorre neste caso da Síria é que os F 22 / 35 voando naquele território é uma grande besteira dos EUA pois os russos tem seus sistemas S 400/300 lá, sendo que estes não vão abater esses caças ou tentar impedir sua ação, muito pelo contrario, para os russos quanto mais esses caças voarem em cima de seus sistemas melhor, os russos vão até estimular o máximo possível para isto ocorra, assim eles podem aprender o máximo possível sobre as capacidades de seus sistemas contra o F 22 / 35, é tudo que os russos querem, aprender e… Read more »

Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

A vodka é das boas…

JPC3
Visitante
JPC3

Resta saber quantos Su-57( de 5° geração e com 5 radares) os russos terão dinheiro comprar.

Que o Su-57 supera os outros em algumas coisas nós já sabíamos.

Antonio
Visitante
Antonio

Tantos quantos seus amigos chineses estejam dispostos a financiar. Sabe como é, né? Amigos de longas datas. Até compram armas deles.

JPC3
Visitante
JPC3

Mais um que acha que China vai sustentar a Rússia?

Não leu sobre os cortes no orçamento militar russo?

Scarface 1
Visitante
Scarface 1

Acho que esse piloto russo fez esse comentário pensando na treta que daria nos comentários aqui…

Na minha opinião o SU-57 será sim um bom vetor,acredito que a furtividade desse aparelho irá melhorar bastante com certos ajustes,é burrice achar que os russos vão deixar esses motores expostos assim,entre outros ajustes até que “simples”,o vetor ainda não teve RAM aplicada também e por aí vaí,ainda tem muito a se desenvolver…

wwolf22
Membro
Active Member
wwolf22

ate um A29 com eletrônica israelense se torna “stealth”….

Andre
Visitante
Andre

Sabe wolf, quando eu li que “(…) o importante é a alta manobrabilidade, a redução de custos de fabricação e manutenção, simplicidade, e depois todo o resto.” eu também pensei que se o Vladmir fosse o cara que definisse os aviões que a força aérea russo deveria comprar e baseado nas mais importantes características que ele listou, então a Russia deveria encerrar a produção de todos os sukois e começar a produzir sob licença o A29.

Fox-2
Visitante
Fox-2

“Os norte-americanos colocam a furtividade em primeiro lugar […] Nós colocamos essa característica no segundo ou terceiro lugar. Para nós, o importante é a alta manobrabilidade, a redução de custos de fabricação e manutenção, simplicidade, e depois todo o resto.”

Os Russo potencializaram o Su-57 justamente onde o F-22 e F-35 são fracos.

marcelo
Visitante
marcelo

Não adianta nada tudo isso se vai ser abatido a 60 km de distancia , e nem vai ver de onde o míssil veio , os americanos agradecem essa doutrina!!!!

JPC3
Visitante
JPC3

E o resultado é um bom caças para defender a Rússia e escoltar bombardeiros, porém bem mais fraco em capacidade de penetração.

Renato Carvalho
Visitante

Sintetiza tudo seu comentário..

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

Fora o Fla X Flu que comumente acontece sobre o assunto, continuo com a mesma opinião de sempre:
– Veremos quem é quem somente quando houver combate dissimilar entre as aeronaves citadas incluindo as aeronaves chinesas.

O resto é achismo.

Bosco
Visitante
Bosco

“Os norte-americanos colocam a furtividade em primeiro lugar”. Ele parece estar se referindo ao F-117 e não parece conhecer as características dos F-22 e F-35.

FABIO MAX MARSCHNER MAYER
Visitante
FABIO MAX MARSCHNER MAYER

“piloto”? Um piloto profissional, treinado e formado dentro de uma estrutura militar JAMAIS daria uma declaração desta, salvo se tivesse voado as com 3 aeronaves.

Bosco
Visitante
Bosco

Fabio,
Ele deu entrevista para o repórter mirim do jornalzinho da Escola Primária Santo Isaac de São Petersburgo. rsrssss

Diego
Visitante
Diego

“Colocamos furtividade em segundo ou terceiro lugar porque não temos ideia de como fazer isso, por isso nossos aviões são melhores” Disse o piloto Russo…

Andre
Visitante
Andre

Se o conde Vlad escolhesse os aviões da força aérea russa e se realmente “(…) o importante é a alta manobrabilidade, a redução de custos de fabricação e manutenção, simplicidade, e depois todo o resto.” então ele fecharia a Sukoi e a Mig e iria fabricar sob licença o A29. Agora a pergunta que não quer calar: porque a trilogia, que produz matérias belíssimas como a recente série sobre o Super Hércules reproduz Sputinikisses? Devem existir diversas fontes russas, sobre armamentos russos, sérias. Temos até um colaborador russo que, tenho certeza, pode sugerir fontes, para que sejam agradados os odiadores… Read more »

Doug385
Visitante
Doug385

Pra agradar a torcida. Isso atrai visualização para o site. É preciso mantê-lo no ár.

José Roberto
Visitante
José Roberto

Eu já cheguei a essa conclusão sobre a trilogia, é a mesma coisa com tudo quanto é notícia negativa do F-35, isso faz o blog bombar.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Conclusão errada.

Próxima teoria conspiratória da fila, pode vir que o guichê está livre.

José Roberto
Visitante
José Roberto

Nunão, você pode até ficar chateado com isso, mas a realidade é que a trilogia tem sim colocado notícias pra lá de sensacionalistas de uns tempos pra cá, o blog é um dos mais visitados no meio dos interessados em tecnologia militar e certamente tem matérias que enchem os olhos de todo aficcionado por defesa como eu, agora negar essa realidade de que há matérias que só servem pra inflamar as torcidas é querer tapar o sol com a peneira. Talvez eu tenha sido muito unilateral dizendo que TODA notícia sobre o F-35 tenha esse intuito, corrijo aqui minha intempestividade.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

As torcidas se inflamam porque são torcidas, não conseguem filtrar informações no meio das notícias e só usam pra se atacar mutuamente. Não é culpa do blog o comportamento infantil de parte dos comentaristas. O Galante acabou de postsr comentário nesse sentido também. Ao mesmo tempo, essa história de “de uns tempos pra cá” não se sustenta. Isso é percepção de cada um. Pra quem edita o site e publica as matérias, milhares delas até agora, a verdade sobre o que seria “sensacionalista” ou não, no meio desse universo enorme do que já foi publicado, é totalmente diferente. A porcentagem… Read more »

romp
Visitante
romp

Lendo os comentários eu concluo que os Russos não devem saber produzir caças, não dominam nenhuma tecnologia, e o SU-57 assim como os antecessores é tudo uma grande ilusão e mentira.

Bosco
Visitante
Bosco

E lendo o texto do post você conclui o quê?

romp
Visitante
romp

Que os Russo estão desenvolvendo uma caça de quinta geração, cuja algumas características até devem superar os caça F-22 e F-35.

Rafael da Silva Pinheiro
Visitante
Rafael da Silva Pinheiro

A única característica que que o Su57 deve superar o F22 e o F35 é o custo.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Resta saber se essas “algumas características” serão suficientes para colocar o aparelho em vantagem perante os caças norte-americanos. Ao que tudo indica não…

romp
Visitante
romp

isso ai já e uma outra questão, porque eu não disse qual vai ser melhor ou pior. Para mim ambos são bons e vão cumprir suas missões.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

kkkkkkkkkkk […]

Antonio
Visitante
Antonio

E lendo os comentários, verifica-se um monte de pessoas desesperadas com o avanço dos russos. Só isso.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Que avanço?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Apenas vemos as mesmas velhas bravatas repetidas ad nauseam por um noticioso estatal que é motivo de piada há muito tempo. Só isso.

romp
Visitante
romp

as pessoas estão mais preocupadas em depreciar o projeto deles do qualquer coisa. O caça está sendo desenvolvido não está ? isso independe de qualquer fonte é um fato notório já conhecido por todos.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

A própria Sputnik com suas bravatas deprecia e desqualifica o projeto.

Bosco
Visitante
Bosco

Romp,
Não se preocupe com a sobrevivência do Su-57 não. Mais “porrada” que levou o F-35 e tá aí seguindo firme e forte o Su-57 não vai levar.

Celso
Visitante
Celso

Putz…Lá vem os caras do Opalão tunado dizendo que o Camaro é ________

COMENTÁRIO EDITADO. MANTENHA O BLOG LIMPO.

Mk48
Visitante
Mk48

O “piloto” russo dando um entrevista a uma mídia russa e vocês acham que ele iria dizer o que ? Hahahaha.

Com pouquíssimas excessões, como o Bosco e o Tireless, estou achando hilaria essa troca de gentilezas e educação nos comentários.

Boa sorte no FlaxFlu.

Jarbas NØRD
Visitante
Jarbas NØRD

Li que os russos não dominam nem a usinagem para fazer um rebite stealt, eles se destacam já no F- 35 vc não vê rebite, chega de blablabla, os russos só se gabam de manobrabilidade mas quero ver manobrar com um míssil 2x mais rápido e sem pó de alumínio no combustível sem deixar rastros de fumaça.
Rússia não se preocupa com fator stealt porque realmente não sabem fazer, aí estão apelando pra radares nas laterais e guerra eletrônica pra sobreviver até chegar no campo visual e ter alguma chance.

GengisDu
Visitante
GengisDu

Tem a fonte da informação de que os russos não sabem fazer ???

Fernandes
Visitante
Fernandes

E o Yak-141, cujos desenhos foram comprados pela LM e serviu de base para o F-35? Onde ele entra nessa discussão?

Rafael da Silva Pinheiro
Visitante
Rafael da Silva Pinheiro

Até onde eu sei, foi só o sistema de pouso e decolagem vertical.
Nada de tecnologia stealt.

Bosco
Visitante
Bosco

Fernandes,
O sistema VTOL do F-35B é diferente do Yak-141. Claro que todo conhecimento agrega, mas dizer que o Yak-141 foi a “base” do F-35B é meio que exagerado.
O Yak-141 tinha 3 turbojatos, sendo um para voo horizontal/vertical e dois exclusivamente para operação vertical.
O F-35B tem apenas 1 motor e no lugar dos dois turbojatos “verticais” adota um “lift fan” conectado ao eixo do turbofan.
O bocal 3BSD, capaz de “dobrar” 90º era solução mecânica de domínio público e já havia sido proposto para a USN em 72 na forma do Convair 200: http://steeljawscribe.com/wordpress/wp-content/uploads/image/convair_200_1.jpg

Bosco
Visitante
Bosco

Na verdade, há sim uma imensa semelhança conceitual entre o Yak-141 da década de 80 com o Convair 200 da década de … 70.
O que parece é que os soviéticos é que pegaram uma carona no projeto americano para desenvolverem seu Yak-141.

cwb
Visitante
cwb

Alguns dias depois da notícia do uso em combate do f-35,que entrou num espaço aéreo saturado de defesa antiaérea,fez o que quis,sendo que pelo visto essas defesas ficaram cegas,surdas e mudas,sai uma notícia minimizando às capacidades do novo avião de Israel.
O s-57 tem seu valor também,mas para ver qual dos três é o melhor,só mesmo fazer um top gear ….rs
Chama três pilotos,põe as aeronaves nas suas mãos e comparamos.O resto é chute e especulação para gerar flaxflu.
Abraço a todos!

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Essa Sputnik não serve como referência!

MGNVS
Visitante
MGNVS

Mais uma Sputinices.
Sem comentarios.

A.K. for T-7
Visitante
A.K. for T-7

O F-22 está pronto para combate e em serviço operacional há 13 anos… Está plenamente desenvolvido e voando há 20 anos. E hoje os russos tem os dados para combatê-lo… O quê os americanos efetivamente tem para combater os russos HOJE nunca foi ainda visto e não é conhecido, como era o F-117 em 1991: a bala de prata. Não se iludam. Se o F-22 está sendo exposto hoje, é porque a bala de prata é algo inimaginável.

Satyricon
Visitante
Satyricon

AK, seu comentário me lembra a guerra do Golfo.
A grande midia mundial se assombrou com o F-117, suas formas e invisibilidade. Era o avião secreto.
Para os especialistas, o que os deixou estarrecidos na epoca foi o novo modo radar “look down, shoot down”, algo até então inimaginável. A vantagem sobre o oponente foi esmagadora, e os Migs iraquianos, alguns deles semi-novos, recém saidos de fabrica, despencaram dos céus.

Águia
Visitante
Águia

É Bosco vc é msm fera numa teoria.
Seria bom o mundo real tão simples quanto vc imagina. Principalmente do ponto das economias.
A Rússia ainda é bruta sim, mas vai sonhando que o orçamento não conta e muito pra eles.

satyricon
Visitante
satyricon

Quando a India abandonou o programa do SU-57, surgiram inúmeras análises na mídia. Apesar de ser uma ótima aeronave, com um grande potencial de crescimento, o SU-57 seria, no fim das contas, uma plataforma “nos moldes de um 5G”, mas com recheio (aviônica, sensores, etc) de 4a geração. E foi isso que saltou aos olhos dos indianos. O pessoal parece se esquecer que uma aeronave 5G não é somente stealth. Este é apenas um dos vários fatores. Há especialistas que digam que os sensores e, principalmente, a fusão de dados, são os preponderantes. Vejam bem, o F35 tem voado a… Read more »

Águia
Visitante
Águia

O que é engraçado é que vejo formar fila pra criticarem os caças americanos, e outros projetos, quando se trata de uma fonte americana elogiando seus próprios equipamentos, e sempre muitos, destacando com todos os detalhes de seus vastos conhecimentos, as incríveis armas russas. Quando o assunto vem do lado russo sobre os seus equipamentos, a fila muda de lado, e, inverte os elogios, e novamente descarregam aquela chuva de conhecimentos sobre as qualidades do rival Estadunidense. Ou seja, o negócio aqui é ser do contra, para a maioria, e se possível, esnobando com seus conhecimentos. Quem sou eu pra… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Aguia, Com certeza você está corretíssimo em dizer que o melhor só seria conhecido em combate real mas nós, enquanto entusiastas, não estamos dispostos a esperar e nem queremos que aconteça. Talvez a gente comentando e mostrando conhecimentos técnicos (ou não) a respeito do tema o incomode de alguma maneira mas infelizmente esse é um site para entusiastas (civis e militares) e não de e para profissionais e é o que gostamos de fazer. Poderíamos estar roubando ou nos prostituindo rsrsrsss, mas gostamos de ler livros, revistas e sites sobre o tema “defesa” e “armas” e de trocar ideias com… Read more »

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Depois que vi a fonte, desisti de comenta…um custou 300 milhoes e outro menos de 80 milhoes… agora vcs analisem…

Marcelo-SP
Visitante
Marcelo-SP

Quando a gente lê que a furtividade não é segredo para ninguém, só dá para pensar que é melhor ler isso que ser cego… Tem que falar isso para os engenheiros da Honda na F1. Afinal, o motor a combustão não é segredo para ninguém há uns 100 anos. Inclusive para a Honda, que já dominou a F1 há algumas décadas, que agora, nesse retorno à categoria, fica devendo muito para Mercedes e Ferrari, apesar da grana despejada. Qualquer engenheiro do ITA sabe os princípios que levam um foguete a deixar um objeto em órbita. Daí… o diabo está nos… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Uau! Belo texto!

Marcelo-SP
Visitante
Marcelo-SP

Obrigado, mestre Bosco!

Helio Eduardo
Visitante
Helio Eduardo

Para mim a coisa fica assim: quando especialistas americanos voarem o Su-57, acreditarei no que disserem.. quando especialistas russos voarem no F-22, acreditarei no que disserem. Como isso não vai rolar, vou esperar o Dia do Juízo Final quando F-22 e Su-57 travarem a derradeira batalha aérea para saber a verdade….

Na boa, queriam o que? Que o “piloto” russo deitasse o malho no Su-57? E querem que algum piloto americano avacalhe o F-22? Não vai acontecer…

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Aham, sei…….

Menos, bem menos!!!

Mf
Visitante
Mf

A furtividade é muito importante mas creio que os sistemas de mísseis e radares antiaéreos russos conseguem sim detectar e abater um F-22 ou F-35, o SU-57 pode não ser tão furtivo quanto, mas pode ser sim superior em outros quesitos, e recebendo apoio de radares russos em terra pode achar seus homólogos americanos.

Não se deve subestimar os russos , eles só não tem o mesmo marketing que seu rival, mas são muito capazes. Os russos devem aperfeiçoar muita coisa com as informações coletadas.

Capacidade não lhes falta , falta grana, o tanque Armata e o SU-57 demonstram isso.

Mf
Visitante
Mf

A edição nota que ser furtivo no ar, que sempre se considerou uma grande vantagem do F-22, pode se tornar inútil em uma luta contra o avião russo. O Su-57 está equipado com um sistema da supressão radioeletrônica com tecnologia de memória digital de altas frequências que podem tornar cegos os radares ativos do caça norte-americano. Além disso, a Rússia em princípio não acredita na eficácia do sistema furtivo porque prefere não se esconder dos radares, mas os contornar. Os radares laterais dos Su-57 lhes permitem enganar os aviões furtivos norte-americanos, que registram o inimigo com base no efeito Doppler,… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Mf, O problema é que os russos contaram a tática empregada contra o F-22 . rsrssss Mf, para se utilizar sistemas de supressão radioeletrônica, mais especificamente, utilizar os sistemas ativos de autoproteção, os caças “emitem” energia e essa energia pode ser detectada pelos sofisticados sistemas RWR do F-22 e F-35. Por isso um caça só utiliza os sistemas de autoproteção de forma reativa, ou seja, ele só liga o sistema quando ele detecta que está sendo engajado. Ele não fica com o sistema ligado direto porque isso iria denunciá-lo. Já o F-22 tenta se manter oculto em toda a “cadeia… Read more »

Rafa_positron
Visitante
Rafa_positron

Menos… menos

Vamos esperar o “refino” da aeronave

mas acho q o PAK FA será sim um caça notavel

José
Visitante
José

Risível,acreditem se quiserem ou se puderem!
Depois de mais de 30 anos até os dias de hoje ninguém conseguiu construir,exceto os USA,uma aeronave dita furtiva,apenas o seu simulacro.Por que não perguntam aos indianos?Como dizia um certo presidente americano:os russos contam as suas mentiras e depois acreditam nelas!

GengisDu
Visitante
GengisDu

Creio que o Su-57 vai cumprir sua missão assim como o F-35 a sua e idem o faz a anos o F-22. Agora após ver um documentário onde mostrou q o F-117 já voava a quase dez anos antes de sua aparição podemos concluir q sendo o F-35 o q é e estando ae pra todos verem, imaginemos o q está trancado no hangar.

paddy mayne
Visitante
paddy mayne

Entendo muito pouco do assunto. Estou aqui para aprender, e não ensinar. Para mim, a frase que matou o assunto e qualquer embate foi do Marcelo-SP: “Na boa, eles não conseguiram nem terminar um motor que fique escondido na fuselagem…” Me convenceu na hora de que os russos ainda estão longe.

Sebastiao Liparizi Neto
Visitante
Sebastiao Liparizi Neto

Vocês acham mesmo então que a Russia ta gastando no desenvolvimento de um armamento como o S-57 pq eles são burros então? Eles querem jogar dinheiro fora? Fazer propaganda? Su-27/30/32/35 berkut, mig 31, misseis hipersonicos… Eles tao queimando dinheiro pra desenvolver avioes e armas “piores” q as ja existentes deve ser dinheiro la da em arvore e eles gostam de jogar fora em armamento ineficiente né… Acho uma burrice descreditar projetos como o su-57 ou até mesmo o J-20. Afinal sua opinião deve ser muuuuuuuito superior a de todos os engenheiros e milhoes gastos para desenvolve-los né. Se o su-57… Read more »

neoras
Visitante
neoras

Falou que Russia é melhor, mexe com o ego da galerinha mds kkkkk