Home Aviação de Ataque Suécia atualizará o padrão MS20 dos caças Gripen C/D

Suécia atualizará o padrão MS20 dos caças Gripen C/D

6430
21
Gripen C MS20 com mísseis Meteor
Gripen C MS20 com mísseis BVR Meteor

A Saab recebeu 224 milhões de coroas suecas (US$ 26 milhões) para modernizar os sistemas da frota de aviões de combate Gripen C/D da Força Aérea Sueca.

O contrato da Administração Sueca de Material de Defesa (FMV), anunciado pela empresa em 23 de maio, envolve melhorias na atual configuração MS20 (Material Standard 20), que foi implementada em 2016.

Especificamente, serão feitas melhorias nas “capacidades centrais” da aeronave, incluindo os sistemas de aquisição de alvos, autoproteção, comunicação e interface homem-máquina, bem como diversos sistemas de suporte e treinamento importantes.

O trabalho será realizado nas instalações da Saab em Gotemburgo, Järfälla, Linköping e Arboga, com entregas a serem realizadas entre 2018 e 2020.

A Força Aérea Sueca opera 73 caças Gripen C monopostos e 24 Gripen D bipostos, todos com upgrade para o padrão MS20 (a versão final para o Gripen C/D). Essencialmente, um pacote de software, o MS20 inclui a integração do míssil ar-ar MBDA Meteor, além do alcance visual, e da bomba Boeing GBU-39 Small Diameter Bomb I; melhores modos de radar; uma capacidade de apoio aéreo aproximado digital; maior conectividade do Link 16; aprimoramentos da navegação civil; proteção química, biológica, radiológica e nuclear (CBRN) para o piloto; operações com capacidade noturna usando o SPK 39 Modular Reconnaissance Pod II; e um sistema de prevenção de colisão com o solo (GCAS).

Com 60 caças Gripen E previstos para entrar em operação entre 2022 e 2026, a Força Aérea Sueca originalmente pretendia aposentar seus Gripen C (os Gripen D seriam mantidos para treinamento de pilotos) durante o mesmo período. No entanto, em maio de 2017, o serviço divulgou que estava analisando as opções para reter um número dessas aeronaves mais antigas para compensar um déficit previsto nos números do Gripen E.

FONTE: Jane’s

21
Deixe um comentário

avatar
10 Comment threads
11 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
16 Comment authors
GEN EscobarDM FilhoViniciusWellington GóesLucianoSR71 Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Nilson
Visitante
Nilson

“para compensar um déficit previsto nos números do Gripen E.”
Essa frase me pareceu preocupante. Não imagino que a Suécia vai diminuir a quantidade de Gripen E (60) adquiridos. Então, entendo que já está prevendo um grande atraso na entrega dos Gripen E (previstas para 2022 a 2026), e para isso modernizando seus Gripen C, para cobrir o atraso.
Então se poderia concluir que também para a FAB haverá grande atraso??

BILL27
Visitante
BILL27

Evidente que em 4 anos não seriam entregues 60 caças

Washington Menezes
Visitante
Washington Menezes

Talvez estivessem esperando vender uma centena pro Brasil e não esperam mais.

Ivan
Visitante
Ivan

Nilson,
.
Possivelmente os suecos estão reavaliando suas necessidades de aviões de caça, considerando o reposicionamento de Moscou atualmente, notadamente no Báltico.
.
60 Gripens E podem ser insuficientes.
Mas 60 pode ser o número máximo que caberia no orçamento.
Parece razoável manter no futuro uma certa quantidade das versões C em missões menos exigentes ou complementares em pacotes de ataque com aeronaves mais atuais. Afinal a operação de aeronaves em um network-centric warfare é algo até mesmo antigo na Suécia.
.
Abç.,
Ivan.

André Bueno
Visitante
André Bueno

Concordo com você Ivan, o déficit parece ser por conta de uma demanda que não pode ser respondida pela SAAB no tempo desejado pela Força Aérea sueca.

Leônidas Pereira
Membro
Leônidas Pereira

Também entendi a situação por essa linha: os 60 encomendados não seriam suficientes pra dar conta da ameaça, mas aumentar a encomenda não caberia no bolso. Então, atualiza os Gripen C e os mantém em serviço, ao invés de dar baixa ou passar pra outros. Aumenta a frota sem custar tão caro.

Gustavo
Visitante
Gustavo

“Com 60 caças Gripen E previstos para entrar em operação entre 2022 e 2026, a Força Aérea Sueca originalmente pretendia aposentar seus Gripen C (os Gripen D seriam mantidos para treinamento de pilotos) durante o mesmo período. No entanto, em maio de 2017, o serviço divulgou que estava analisando as opções para reter um número dessas aeronaves mais antigas para compensar um déficit previsto nos números do Gripen E.” Faz sentido, afinal os 73 Gripen C seriam facilmente substituídos pelos mais capazes (60) Gripen E (monopostos, obviamente), claro que não na razão de 2 pra 1, que deve ocorrer por… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

Nilson e Ivan, O que me lembro é que a Força Aérea Sueca originariamente queria até 80 caças Gripen E, mas os contratos do governo com a Saab estão até o momento limitados a 60 novos caças (e até que podem se dar por satisfeitos, pois inicialmente o governo só estava disposto a comprar 40). Notícias anteriores que já vi a respeito dão conta que a Força Aérea Sueca espera para 2019 uma decisão, por parte do governo sueco, para a possibilidade de ampliar as encomendas de 60 para 70 caças Gripen E. Não me lembro de nada diferente disso… Read more »

Aldo Ghisolfi
Visitante

O que é que se está a passar com a Suécia?
Está temendo algo?

Alexandre
Visitante
Alexandre

A Rússia, como ela sempre “temeu”.

Ivan
Visitante
Ivan

Alexandre,
Não só a Suécia, mas todos os países nórdicos e bálticos.
Eles tem motivos para isso, basta observar a história recente.
Sds.,
Ivan.

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71

Creio que vc deva estar se referindo a Ucrânia, mas é bom lembrar que em 1939 a URSS invadiu a Finlândia, país escandinavo como a Suécia, ou seja os precedentes recomendam defesas fortes.

Flamenguista
Visitante
Flamenguista

Isso se deve à postura geopolitica russa. Quase todos os países europeus, neutros ou não, estao correndo para ter o minimo de capacidade de, se necessário, repelir algum ataque russo por seus próprios meios.

SRN

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Quando digo que o Gripen E foi entubado na Flygvapnet porque a SAAB precisava disso para tentar emplacar o projeto em outros clientes (Brasil, Suíça e Índia – mas só conseguiu no “esperto” da América do Sul), ainda sou taxado de ignorante, desinformado, etc. As melhorias que a Flygvapnet queria para os Gripen C/D, já eram suficientes para manter um número maior de aeronaves ao longo das próximas décadas. E por que?! Porque a atual aeronave é comprovadamente operacional, custos aceitáveis e as melhorias poderiam manter e ser implementadas em outras aeronaves já existentes. Repito, o corrente dos Gripens E/F… Read more »

Aldo Ghisolfi
Visitante

Alexandre, Ivan, Luciano SR71: concordo com vocês… MAS, será que mesmo dentro da mais rígida geopolítica russa existe a real possibilidade de destes países serem invadidos? Em franco confronto com a OTAN?

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71

Líderes responsáveis por seus países nunca devem pagar p/ ver, até porque ninguém consegue construir boas defesas da noite p/ o dia. Não dá p/ confiar em ditadores, mesmo que disfarçados – o Putin não permite que se tenha uma oposição real contra ele, utilizando de todos os meios p/ sufocá-la.

Vinicius
Visitante
Vinicius

Quanto tempo Angela Merkel está no poder? Quatro mandatos! Seria ela também uma “Ditadora” disfarçada? Onde foi para oposição na Alemanha?

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71

O que é isso, cara, não deturpe completamente uma situação só p/ atender suas preferências políticas. Todos sabem que o Putin reprime seus adversários, a oposição não pode fazer manifestações públicas sem autorização do governo, vários opositores foram presos ou tiveram mortes no mínimo suspeitas, inclusive no exterior – lembra dos casos de envenenamento na Inglaterra, por exemplo? Agora citar permanência prolongada no poder num país absolutamente democrático como é a Alemanha, comparando c/ o caso de Putin, é no mínimo desconhecimento total da realidade.

DM Filho
Visitante
DM Filho

Matéria da BBC que mostra um pouco da preocupação da Suécia com a Rússia:

Suécia orienta população a se preparar para guerra e distribui panfletos de alerta
http://www.bbc.com/portuguese/internacional-44216261

Fernando "Nunão" De Martini
Editor

DM Filho, tem matéria a respeito disso publicada anteontem no blog das Forças Terrestres, que faz parte da trilogia Forças de Defesa:

http://www.forte.jor.br/2018/05/22/suecia-distribui-instrucoes-para-caso-de-guerra/

GEN Escobar
Visitante
GEN Escobar

O Brasil precisava receber uns 6 Gripens C já para iniciar treinamento e familiarização dos novos componentes e já também para dar uma incrementada no arsenal! Eu gosto dos nossos F5 mas 6 Gripens já dariam uma auto estima muito boa!