Home História da Aviação Museu Asas de um Sonho será instalado em São José dos Campos...

Museu Asas de um Sonho será instalado em São José dos Campos (SP)

2725
17
AEL Sistemas
F-27 no Museu da TAM
Museu TAM

O site do Núcleo Infantojuvenil de Aviação (NINJA) noticiou que o Museu Asas de um Sonho será instalado em São José dos Campos (SP), nas proximidades do MAB – Memorial Aeroespacial Brasileiro, ao lado da Embraer.

O início da construção foi anunciado no dia 12 de maio de 2018, às 12h10, dentro do MAB, em reunião da qual participaram João Francisco Amaro, presidente do museu, o prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth, e o coronel Ozires Silva, um dos fundadores da Embraer.

Estiveram presentes, ainda, Neide Pereira, Kiko Sawaya, Antonio José Catter, Wiliam Rady, entre outros, os quais assinaram uma breve ata, materializando o primeiro momento do projeto.

Museu TAM fechou em 2016

No dia 02 de fevereiro de 2016, o presidente do Museu TAM – Asas de um Sonho, então sediado em São Carlos (SP), anunciava o encerramento da exposição permanente naquela cidade, acenando com a possibilidade de ressurgir em outro local.

“O nosso sonho foi interrompido, mas não acabou! Trata-se de uma pausa para elaboração de um projeto mais amplo, de modernização, adaptação a novas tecnologias, abertura a parcerias e o ressurgimento em um novo local”, disse em um comunicado.

Justificava o fechamento das portas das imponentes instalações, devido queda de receita, dos custos em alta do setor aéreo e da recessão econômica que, naquele início de 2016, fustigava o país, já que a TAM Linhas Aéreas era a mantenedora do museu.

Com o anúncio da construção de um complexo para abrigar o acervo do Asas de um Sonho em São José dos Campos, batizada como a Capital do Avião, concretiza-se o que João Amaro dizia em seu comunicado de 2016:

“Já há tempo, contudo, achava que seria necessária a repaginação de todo o projeto, incluindo a parte arquitetônica, uma atualização tecnológica que permitiria instalar modernos simuladores de voo, a maior integração com a internet tendo em vista a importância da democratização do museu através da rede e uma definição das fontes de custeio”.

COLABOROU: Aerococus

17 COMMENTS

  1. Excelente notícia! Mas e o museu aeroespacial que se pretende construir no Campo de Marte (segundo protocolo de intenções assinado em 2017 entre a FAB e a PMSP)? Até se cogitou à época dessa assinatura que fosse o “Asas de um Sonho”.

    • Se o PAMA-SP fosse desativado sobraria espaço nos muitos hangares, mas como vai continuar em funcionamento fica difícil abrgar tantas aeronaves.

      • Walfrido,

        Até onde sei a área em questão era outra, longe dos hangares do PAMA-SP e do outro lado da pista, na área “civil”, vizinha à Av. Olavo Fontoura (onde também fica o CELOG e o HFASP), e não na área “militar” vizinha à Av. Braz Leme, onde está o PAMA-SP.

        Ou seja, ficaria na área onde há uma mata que seria transformada em parque (que, diferentemente do que muita gente pensa, não é mata atlântica original e sim árvores que cresceram naturalmente em área descampada), uns campinhos de várzea e um espaço vazio usado para estacionar carros alegóricos depois dos desfiles do Sambódromo, ali ao lado. É lá que está a área ociosa, ou de uso incompatível com as possibilidades dadas pela extensão do terreno praticamente vazio.

        As imagens das matérias abaixo ajudam a entender. Na primeira delas, há uma discussão em que você já colocou essa questão de que a área do museu seria no lugar dos hangares do PAMA-SP, então queria aproveitar para retomarmos e tentarmos chegar a um esclarecimento sobre isso.

        http://www.aereo.jor.br/2017/08/04/prefeitura-de-sao-paulo-e-fab-assinam-acordo-para-criacao-de-museu-no-campo-de-marte/

        http://www.aereo.jor.br/2017/07/23/campo-de-marte-tera-parque-e-museu-aeroespacial/

  2. Excelente notícia. Museu conhecido internacionalmente. Eu mesmo já levei visitantes da Africa do Sul que queriam visitá-lo e ficaram emocionados ao reconhecer que o Spitfire em exposição tinha voado por sua Força Aérea.

  3. Visitei um ano antes do fechamento, espetacular!! Acho que SJC será um ótimo local, próximo da Via Dutra e no pólo aerospacial brasileiro.

  4. Olá.
    Ótima notícia. Tomara que consigam preservar o acervo (conjunto de aeronaves) e tenham um espaço adequado para exibição (de preferência, em ambiente fechado).
    Sempre gostei do Museu Asas de um Sonho. Cheguei a visita-lo por cinco vezes (a última em 2014). A notícia do seu fechamento me deixou bastante chateado.
    E repito hoje a questão que fiz, anos atrás, aqui mesmo no fórum: será que o museu seria fechado se o acervo estivesse em Santiago do Chile (ou qualquer outra cidade próxima) e contasse parte da história da companhia (LAM Chile), bem como da aviação nacional (chilena no caso)?
    Para reflexão…
    SDS.

  5. Olá Colegas. Eu sempre ia até o museu quando era em S.Carlos. A gente sempre reservava uma tarde para levar as visitas da universidade lá no museu. Entendo que SJC é maior que S.Carlos e mais perto de S.Paulo, mas se ele foi fechado devido ao baixo número de visitantes, talvez tivesse sido mais adequado Campinas ou uma cidade da região metropolitana de S.Paulo (Guarulhos, Osasco, Sto Andre…) ou mesmo a capital. Talvez a questão tenha sido quem está bancando junto… o terreno, a construção, etc. Talvez na abertura do museu a gente descubra quem são os parceiros da Latam em SJC. Parabéns à cidade. Inveja.

    • Também penso assim. A melhor idéia é São Paulo mesmo, no Campo de Marte. Alí tem o pavilhão de exposições do Anhembi, há hotéis. Ali é região do pessoal fazer caminhada, levar filhos para andar de bicicleta. Vai ter público.

  6. Fico feliz por SJC, moro atualmente em São Paulo mas trabalhei dez anos na Embraer e tenho um apartamento ali pertinho. Sinceramente falando, esse museu deveria ter ido para o Campo de Marte como tinha sido anunciado pois estaria sempre cheio de visitantes muito mais que em SJC.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here