Home Aviação de Ataque Indonésia renegociará acordo do caça KF-X com a Coreia do Sul

Indonésia renegociará acordo do caça KF-X com a Coreia do Sul

3905
20
KF-X
KF-X

JACARTA – O Ministério da Defesa da Indonésia disse que está renegociando um programa de cooperação com a Coreia do Sul para construir aeronaves de combate de geração 4.5.

A Indonésia assinou um acordo com a Coreia do Sul em janeiro de 2016 para desenvolver em conjunto os jatos de combate chamados Korean Fighter Xperimental ou Indonesia Fighter Xperimental (KFX/IFX).

Sob o acordo assinado com a Korea Aerospace Industries (KAI), o Ministério da Defesa da Indonésia investirá cerca de US$ 1,3 bilhão no programa Korean Fighter Experimental (KF-X).

O investimento da Indonésia será responsável por cerca de 1/5 do custo total do projeto, com até 100 trabalhadores indonésios participando no desenvolvimento e produção.

O porta-voz chefe do Ministério da Defesa, brigadeiro Totok Sugiharto, disse que a Indonésia quer esclarecer sobre vários pontos do acordo, uma vez que envolve o orçamento do Estado.

“A renegociação é necessária para deixar claro o ganho da Indonésia com o programa, já que o projeto seria financiado com recursos do orçamento do Estado”, disse Totok nesta segunda-feira.

Totok disse que a aeronave será produzida em conjunto, com início previsto em 2016, mas a Indonésia não pode vender a aeronave para outros países.

Além disso, a Indonésia pode não produzir componentes, embora alguns dos componentes do IFX possam ser produzidos localmente, para facilitar a transferência de tecnologia, disse ele.

Ele prosseguiu dizendo que a Indonésia não via nenhuma perspectiva no programa de cooperação, especialmente com a intervenção dos Estados Unidos restringindo o programa de pesquisa para produzir aviões de combate.

FONTE: Antara News

20
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
13 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
TamandaréAndromeda1016Walfrido StrobelClésio Luiz Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Olha os russos fazendo escola aí. Esse tipo de situação só eleva o nível de ética com que os suecos estão administrando o programado Gripen E/F.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Por isso a Turquia desistiu da cota de 20% que participaria neste projeto, disse que seria 40% para turcos e sul coreanos ou não entraria, como a Coreia do Sul bateu o pé em querer a maioria das cotas a Turquia não entrou.

Andromeda1016
Visitante
Andromeda1016

Eles queriam evitar o problema que foi observado no Eurofighter, que atrasou e já nasceu obsoleto por causa das divergências entre seus participantes. Se a Turquia tivesse entrado no projeto com 40% como eles queriam, acredito que o projeto não teria chegado onde chegou.

Se por ventura Indonésia sair do projeto a Coreia prosseguirá com o projeto sozinha, pois chegou a um ponto em que não dá mais para voltar, e queira ou não, a Indonésia realmente causou problemas ao projeto por causa da desconfiança dos EUA. Não é culpa dos indonésios, é claro, mas fatos são fatos.

Andromeda1016
Visitante
Andromeda1016

Indonésia não terá acesso total às tecnologias desenvolvidas no projeto pois muitas tecnologias estão sendo desenvolvidas unilateralmente pela Coreia (como o radar) e tem também as restrições impostas pelos EUA. A partir do desenvolvimento do T-50 a Coreia vem criando, desenvolvendo, melhorando tecnologias relacionadas com aviões, ou seja criando seu parque industrial aeroespacial, e não pretende compartilhar essas tecnologias de graça com a Indonésia só por causa do projeto KFX. Muitas dessas tecnologias foram compradas do exterior logo seria indevido dar de graça à indonésia. Os indonésios já participam do projeto KFX faz anos, tendo escritório local na Coreia de… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

A Indonésia já tem entre 50 e 100 engenheiros e tecnicos estagiando na KAI no sistema dos brasileiros na Suécia, e tem um andar inteiro da PT-DI dedicado aos desenhos do KF-X , mas existem ítens que a Indonésia está pagando o desenvolvimento e não está sendo compartilhada devidamente a tecnologia, outro detalhe importante é que os sul coreanos não querem que a Indonésia fabrique alguns componentes que ela tem condições de fabricar. Quanto aos embargos, quando os EUA embargaram alguns componentes a Coreia do Sul maldosamente deu a entender que a causa foi a Indonésia, mas a Indonésia consultou… Read more »

Andromeda1016
Visitante
Andromeda1016

Tem que ver o que foi acordado entre as partes. Como já disse tem tecnologias que estão sendo desenvolvidas unilateralmente pela Coreia já faz anos, logo não haveria motivo dela compartilhar com a indonésia. Tem que ver o que de fato foi prometido entre as partes. Não vejo acusação de quebra de contrato pelos indonésios mas insatisfação por alguns detalhes do projeto. É compreensível por causa do vulto do valor envolvido e talvez pressão política interna que deve estar procurando problemas para fuçar. Se me lembro bem o contrato prevê que serão fabricados 4 a 5 protótipos do avião sendo… Read more »

Andromeda1016
Visitante
Andromeda1016

Quanto aos motivos que você aponta para a negativa dos EUA confesso que são inéditos para mim, pois sempre ouvi de todos os meios que consultei que os EUA negaram por causa da Indonésia sim, e essas fontes são de diversas nacionalidades, como as gringas. Você tem o fonte dessa informação? Coreia abrindo lacres? Sei que houve problemas com essa história no passado mas nunca mais ouvi nos dias atuais. Se tal problema persistisse até hoje os EUA teriam parado de vender armas de forma geral não acha? Mas estão vendendo o F35, AWACs, mísseis, etc …… Estranho essa notícia… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Este foi um dos fatos com quebras de lacres, mas em nome dos bons negócio é melhor passar por cima e continuar a fazer negócios bilionários, mas dentro desta realidade.
. http://english.chosun.com/site/data/html_dir/2011/11/01/2011110101121.html

Andromeda1016
Visitante
Andromeda1016

História antiga. Deixam de vender seus produtos e os europeus agradecem. A Coreia também agradece pois por causa disso compra tecnologia dos europeus ou desenvolvem sua própria tecnologia como está fazendo agora. Sobre os embargos de tecnologia para este avião tem uma história mal contada ai: Quando a Coreia fez uma lista de tecnologias necessárias para a fabricação do seu avião que queria receber dos EUA, eles concordaram com tudo menos 4 que eram considerados os mais sensíveis (radar, etc). Contudo a Coreia não pediu as tecnologias em si, mas acesso ao código fonte desses equipamento para poder integrar as… Read more »

Andromeda1016
Visitante
Andromeda1016

Segue abaixo texto da matéria em questão no jornal indonésio. Não há acusação de quebra de contrato, apenas desejo de renegociar termos contratuais. Estão pagando por parte do projeto logo é lógico que queiram tirar proveito máximo do mesmo. Se conseguirão é outra história rsrsrs Jakarta (ANTARA News) – The Defense Ministry said it is renegotiating cooperation program with South Korea to build 4.5 generation fighter aircraft. Indonesia signed a deal with South Korea in January 2016 to jointly develop the fighter jets named Korean Fighter Xperiment or Indonesia Fighter Xperiment (KFX/IFX) in January, 2016. Under the deal signed with… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Em momento nenhum se falou em quebra de contrato, apenas vão renegociar o que o governo anterior assinou e é muito favorável a Coreia do Sul.
.
Os EUA depois do puxão de orelha nos sul coreanos é claro que vão continuar vendendo seus produtos, a Coreia do Sul é famosa por sua espionagem, já foram flagrados copiando dados de um notebook de uma delegação indonésia na hora do café da manhã.

Andromeda1016
Visitante
Andromeda1016

Os coreanos são famosos por causa de espionagem? ainda bem, vou contratar eles da próxima vez kkkkkkk Foram flagrados pelos indonésios e isso causou problemas, mas olha ai …. continuam fazendo negócios … Pois é, renegociação ….. afinal cada um tem que cuidar de seus interesses não? Esse projeto vai ser muito interessante se bem sucedido. Vai preencher a lacuna que o F16 vai deixar, apresentando um avião melhor que o F16 em todos os sentidos. Se os europeus não vierem com algo realmente bom no seu projeto de caça de quinta geração este avião vai vender bem. Não vejo… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Também acredito no KF-X, mas é para substituir os F-5 e F-4 da Coreia do Sul em primeiro lugar, que estão defasados.

Andromeda1016
Visitante
Andromeda1016

Esse é o discurso oficial, mas o plano a médio e longo prazo é ser o substituto comercial do F16 repetindo seu sucesso no mercado de armas. Quando fizeram o T50, era apenas para para ser um treinador supersônico ….. agora tem o TA-52, FA-50 …..

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Um fato interessante da língua coreana é que não é natural, falada a muito tempo,foi criação de um rei em substituição ao chinês. A escrita hangul (한글), foi introduzida em 1443 pelo rei Sejong, o Grande, o quarto rei da dinastia Choson, em substituição aos ideogramas chineses (“Hanja”) (한자, 漢字) usados na Coreia até o século XV. Foi uma jogada para unificar o país eternamente em guerra entre provincias e ilhas, é um país que não conhece a paz. Criaram sua lingua em 1443 e logo depois no final do século se recusaram a permitir a passagem dos japoneses para… Read more »

Andromeda1016
Visitante
Andromeda1016

Nossa você fala igual aos imperialistas japoneses que tentam justificar a colonização japonesa sobre a Coreia com essa história de que a colonização foi boa para o país. Não vou entrar nessa discussão com você pois foge do foco do tema daqui, mas tenha cuidado pois você corre o risco de ser confundido com japonês de verdade ou defensor dos crimes de guerras dos japoneses na segunda guerra. Vamos voltar ao tópico ok?

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Não vou me prolongar, mas invadir um país soberano ê um crime, mas negar a evolução que os japoneses levaram aos países invadidos é cegueira.
Seria como negar a evolução dada a Pernambuco na ocupação holandesa.
Na Indonésia o exército PETA criado pelos japoneses para defesa do arquipelago contra invasão dos americanos na II Guerra, foi o núcleo da futuro exército da Indonésia, sem dúvida uma evolução, porque os holandeses não davam treinamento militar aos indonésios para evitar levantes armados, não há como negar este fato.
. https://en.m.wikipedia.org/wiki/Pembela_Tanah_Air

Andromeda1016
Visitante
Andromeda1016

Não concordo com você. Coreia já estava procurando se modernizar naquela época. Era uma questão de tempo até ela se modernizar. Sofrer invasão, ser pilhada, ter sua população escravizada, ter sua cultura exterminada não são etapas obrigatórias para um país se modernizar. É por isso que o argumento japonês de que foi bom para a Coréia perde valor, pois o desenvolvimento da coreia foi necessário apenas para que o japão explorasse o país, nada mais do que isso. Foi um auto serviço para seus interesses. Não foi ato de amizade, de humanidade mas de barbárie. Foi como dar uma roupa,… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Para complicar a situação dos Sul Coreanos eles passaram os dados confidenciais e desenhos para a Korean Air Lines que fabricou várias partes, mas esta empresa aérea que tem uma divisão industrial que fabricou F-16 e F-15 não tinha segurança adequada e um hacker com IP da Coreia do Norte copiou os arquivos sobre a fabricação do F-15, como os americanos podem confiar em um parceiro desses.
. http://freebeacon.com/national-security/south-korea-charges-pyongyang-hackers-stole-f-15-designs

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

É grave, Strobel! Eu ainda não tinha conhecimento desse roubo de dados. Aliás, isto está se tornando prática comum por parte do Governo norte-coreano.
Fico grato pelo link.