Home Aviação de Ataque AHRLAC Bronco II é lançado no mercado americano

AHRLAC Bronco II é lançado no mercado americano

6539
44
AHRLAC Bronco II

O Grupo Paramount da África do Sul anunciou em 22 de fevereiro que está lançando seu avião Advanced High-Performance Reconnaissance Light Aircraft (AHRLAC) no mercado dos EUA.

A empresa pretende promover a aeronave conhecida como Bronco II para os Estados Unidos como uma potencial aeronave de ataque leve e de reconhecimento para os militares dos EUA.

De acordo com o presidente da Paramount Group International Ivor Ichikowitz, “o Bronco II foi projetado com o mercado dos EUA em mente; possui conteúdo americano significativo e agora estamos entusiasmados em poder nos comprometer a levar a produção completa da aeronave para os EUA”.

Como parte da mudança, a Paramount juntou-se com a empresa de integração e aviação militar baseada nos EUA Fulcrum Concepts para ajudar a apresentar o avião ao governo dos EUA. A Fulcrum Concepts liderará a integração de armas e sistemas, e será acompanhado pela subsidiária dos EUA da Paramount, a Paramount Group USA, e pela autoridade de design do AHRLAC, Aerospace Development Corporation (ADC).

As três empresas formaram a Bronco Combat Systems como uma entidade baseada nos EUA para ajudar no fornecimento da aeronave a potenciais clientes do governo dos EUA.

FONTE: Jane’s

Subscribe
Notify of
guest
44 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Tallguiese
Tallguiese
2 anos atrás

Aparenta ser muito frágil! Se o preço for bom serve pra países menos endinheirados ter alguma capacidade de reconhecimento e “ataque”.

Ed Senna
Ed Senna
2 anos atrás

Isso aí é um Cessna 337 com um pouquinho de anabolizante….

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
2 anos atrás

Serve para a Blackwater!!!

Jorge Augusto
Jorge Augusto
2 anos atrás

Parece um ultraleve. Mas não é um pouco tarde não? Digo, seria ótimo mostrar isso no inicio dos testes do OA-X se o foco são os americanos.

Acho que eles deveriam tentar vender isso para países menores. Tem muitos que adorariam uns.

Walfrido Strobel
2 anos atrás

Parece um ultra-leve mas é um avião bem armado e com bom motor, algo entre um AT-27 e um ST. Pode ter algumas vendas para quem não pode comprar um ST ou AT-6. Custa da ordem de 10 milhões de dólares.
Powerplant: 1 × Pratt & Whitney Canada PT6A-66 turboprop, 710 kW (950 hp)
Armament
Guns: F2 20 mm cannon
Hardpoints: 6 with provisions to carry combinations of:
Missiles: Mokopa anti-tank guided missiles (ATGM),
Bombs: Mk 81 250 lb. or Mk 82 500 lb. general-purpose bombs

Gustavo
Gustavo
2 anos atrás

tão feio quanto o bronco original.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
2 anos atrás

O avião usa o motor Pratt & Whitney Canada PT6A-66 turboprop, de 950 hp, mais potente que o motor do Tucano, que é o Pratt & Whitney Canada PT6A-25C de 750 shp.
.
Mas é bem mais menos potente que do Super Tucano, o Pratt & Whitney Canada PT6A-68C com 1600hp.

Tomcat3.7
Tomcat3.7
2 anos atrás

Gustavo 22 de Fevereiro de 2018 at 16:34

tão feio quanto o bronco original.
Exatamente e parece ser tão frágil o bichinho .rs

Bardini
Bardini
2 anos atrás

Vale mais comprar um Wing Loong xing ling dos chineses que isso aí…

Fernandes
Fernandes
2 anos atrás

É o Mwary, nome na Africa do Sul. Bastante testado, tentaram até vender para os árabes, talvez os mesmos da Novaer. É bem armado, tudo o que o Walfrido Strobel listou acima e mais opções, como assento ejetável, por exemplo.
Estão buscando novos conceitos e alternativas ao modelo padrão do A-29, At-6, B-250 etc…
O grupo Paramount da Africa do Sul é forte, audacioso e oferece produtos bélicos para ar, terra e mar. Fiquem de olho…

Fernandes
Fernandes
2 anos atrás

Ah… tem parceria com a Boeing também

Farroupilha
Farroupilha
2 anos atrás

Apesar de todas as considerações pertinentes dos colegas, acho que ele poderia ser muito útil para nosso exército e suas bases na amazônia numa versão anfíbia. Dois deles, com flutuação para pouso e decolagem dos rios e igarapés de qualquer profundidade, seria um tremendo incremento para rápida atuação espalhados por cada base. Um complemento perfeito e barato para o Super tucano que precisam de pistas, lanchas que ficam só na água,, e helicópteros que precisam de clareiras. E somos amigos da África do Sul. Quanto custariam uns 50 deles com algum tipo de flutuadores e armamentos? Acho que nada demais… Read more »

Júnior P.
Júnior P.
2 anos atrás

Sei não, para mim complemento para o Super Tucano é UCAV.
Att.

Ronaldo de souza gonçalves
Ronaldo de souza gonçalves
2 anos atrás

Para treinamento serve,mas pro teatro de operações mesmo de baixa intensidade os pilotos parecem exposto demais, é claro que por ser americano acham que sairão bem,inclusive no nome.Não gostei apesar de poder levar bons armamentos .\Faltam dados para maior avaliação,mas visialmente pareci frágil.

Flanker
Flanker
2 anos atrás

Farroupilha, vai botar flutuadores num aviãozinho desses? E o baita arrasto que iriam causar? Qual a degradacão de desempenho provocariam? E para o EB? Para que? Se é pra apoiar o EB, gasta esse dinheiro comprando mais A-29 para a FAB. Em tempos que as FFAA estão enxugando suas estruturas e tentando fazer mais com menos, não teria lógica alguma comprar um aviãozinho desses…ainda mais na quantidade que tu propôs. Mas, essa é apenas minha opinião.

Yuri
Yuri
2 anos atrás

Mais feio que briga de foice no escuro.

Rafael M. F.
Rafael M. F.
2 anos atrás

Cruzaram um F.E.2b com um P-38 e adicionaram genes de Pampa.

Isso não é um avião. É uma batida de trem em um caminhão de jaca.

Farroupilha
Farroupilha
2 anos atrás

Flanker, até hoje não entendo porque a amazônia cheia de rios e com suas populações ribeirinhas não está cheia de hidroaviões civis e das nossas FFAA aproveitando aquelas condições naturais. Claro que custos mais altos que uma canoa motorizada isso tem sim, mas a morosidade deste tipo fluvial de transporte lentíssimo e atrasado também provoca desperdícios custosos. Inclusive com a perda deste nosso território para povos conquistadores, já que não sabemos aproveita-lo e ocupa-lo de forma mais moderna. Não podemos deixar a amazônia parada no tempo. Precisamos inclusive incentivar a ida de mais brasileiros para lá. Eu mesmo, com internet,… Read more »

LucianoSR71
LucianoSR71
2 anos atrás

Farroupilha 22 de Fevereiro de 2018 at 21:02
Quando em uso, os Catalinas sofreram diversos acidentes, pois colidiam c/ troncos boiando ou pedaços de árvores que ficam completamente submersas quando das grandes cheias amazônicas – na aproximação o piloto não consegue visualizar esses obstáculos.

Salomon
Salomon
2 anos atrás

Hidros na Amazônia vão melhor nos rios de água preta, nos outros os troncos são um problema. Voltando ao tópico, se é feio ou não é o que menos importa. Vai incomodar o ST, acreditem.

luiz Antonio
luiz Antonio
2 anos atrás

Pareceo Patolino. Coisa horrorosa. Deve ser a versão ianque daquela estrovenga da NOVAER. Deus do céu.

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
2 anos atrás

Só colocar um PT-6 mais potente, e um radar pequeno que vira um adversário temível para o A-29. Já tem armamento orgânico superior. Aliás, a dianteira livre de motor pode não só servir para colocar radar e/ou outros sensores, ali podem caber uma ou duas armas de tubo leves. . Uma aeronave sem motor e disco de hélice dianteiro e com centro de gravidade deslocado para trás pode emular melhor as características de aviões a reação ? Pode fazer o trabalho de treinamento avançado e LIFT melhor ? Ainda mais com radar ? . Quanto à beleza, o MiG-21 é… Read more »

Farroupilha
Farroupilha
2 anos atrás

Não sei não mas troncos em rios dos outros países, como Canadá e lá no Alasca, existem também. Ou não há matas ao lado de rios em outros lugares? Não há acidentes em outros lugares?
Mas aqui sempre há obstáculos…

Fernandes
Fernandes
2 anos atrás

Farroupilha, não precisa modificar este aviao. Faça uma busca por Seamax M22 e Super Petrel LS. São anfíbios e feitos no Brasil, por fabricantes nacionais.

Rafael
Rafael
2 anos atrás

O Bronco é avião mais definido que esse ultra-leve armado. Esse tipo de aeronave tem ação bem limitada no campo de batalha se considerar atualmente o uso de drones. O a aeronave mais bem concebida para ataque leve considerando a época foi o Pucará Argentino e não foi um sucesso de vendas.

Farroupilha
Farroupilha
2 anos atrás

Valeu Fernandes.
Aproveito e deixo este link, com aviadores simpáticos de Manaus, e a aviação acontecendo nos rios de lá…
http://canalpiloto.com.br/super-petrel-ls-por-que-tao-querido/

Inclusive uma matéria sobre nossos pequenos hidroaviões de sucesso no mundo cairia bem aqui no PA.

Rafael
Rafael
2 anos atrás

– Advanced High-Performance Reconnaissance Light Aircraft
– Fulcrum Concepts
– Bronco Combat Systems
– Paramount Group USA

Pediram para as crianças da pre escola escolherem os nomes para essas empresas/grupos ?

Marciano Marcelino
Marciano Marcelino
2 anos atrás

Alvo perfeito para o antiguado tucano.
” Tiro ao pato para o supertucano’…

Tiger 777
Tiger 777
2 anos atrás

Farroupilha, não se preocupe…
Moro no norte, há 10 anos, e te garanto aqui está bem desenvolvido. Quem não tiver preconceito, venha, pois trabalho é que não falta.
Saí de Belo Horizonte, e te garanto se vc aguentar o calor, o resto vc tira de letra…
Até pque tem mais febre amarela, no sudeste do que aqui, te garanto.
Moro perto da Base aérea de Porto Velho, e vejo os treinamentos dos ST e Helis, tdo o dia.
Abcs

Felipe
Felipe
2 anos atrás

Pessoal, avião de guerra não precisa ser bonito ou “parecer” resistente… Cada um…

Fernandes
Fernandes
2 anos atrás

Sugiro que procurem no Google por imagens e informações sobre o Mwari. É um concorrente de peso para o ST e os demais players de treinamento, ataque leve e reconhecimento. Proporciona excente visibilidade para os pilotos.
Quanto à aparência, o P-38 na 2ª guerra e o próprio Bronco mais recente, tiveram sucesso em operações.

Roberto Dias
Roberto Dias
2 anos atrás

Acho que ele chegou tarde demais… a próxima geração de CAS será VANT.

Renato B.
Renato B.
2 anos atrás

Eu acho que essa vista livre, sem uma hélice no caminho, é uma vantagem. Realmente o motor poderia ser mais potente mas ninguém está procurando uma aeronave dessas pela velocidade final. Acho que o mais importante seria saber o alcance, para ter uma noção de quanto tempo poderia durar suas patrulhas.

Leandro Wollick
Leandro Wollick
2 anos atrás

Acredito que em comparação de desempenho com o ST ele não chega perto. Mesmo levando uma grande carga de armamentos, o ST é muito mais manobrável pelo seu desenho de asa o que faz ele um adversário para helicopteros e apoio aereo aproximado. Ja esse bronco acredito que não teria tanta facilidade em combater aeronaves de baixa velocidade. Tendo seu propulsor virado pra trás não imagino (supondo a proporções dele) que um radar ali na frente resolva alguma coisa. Como comentaram, é uma opção meio custo para quem não pode pagar pelo ST.

cwb
cwb
2 anos atrás

Se os canhões de 20mm fossem orgânicos colocados na lança de cauda sobrariam mais dois pontos nas asas.Tirando o segundo tripulante dava para aumentar o espaço para sensores e combustível.

Wagner
Wagner
2 anos atrás

Roberto Dias 23 de Fevereiro de 2018 at 10:50 Penso o mesmo. Entretanto, pode vir a ser útil para nações que não possuem capacidade técnica para manter e operar VANT´s armados. Se tivesse motor mais potente que o do ST (P&W PW150?), e os tripulantes sentados em uma “banheira blindada” seria um aparelho interessante. As asas altas também permitem cargas volumosas. Gosto de dois tripulantes, são dois olhos a mais para observar o cenário. Armamento orgânico de tubo, algum canhão tipo gatling numa torreta seria um diferencial! Misseis Hellfire, Brimstone, alguma coisa ar-ar e tcharam!, você tem um pequeno demoninho… Read more »

Wagner
Wagner
2 anos atrás

Na aviação beleza não põe mesa.

Matheus
Matheus
2 anos atrás

A Argentina poderia comprar uns 30, estariam bem armados.

Wagner
Wagner
2 anos atrás

Rafael 22 de Fevereiro de 2018 at 23:45

kkkkkkkkk, muito boa!

Matheus 23 de Fevereiro de 2018 at 12:21

Uma delegação argentina será enviada para avaliação da aeronave.

kkkkkkk

carvalho2008
carvalho2008
2 anos atrás

O Bronco americano é feio pacas e faz o serviço de respeito….
.
Este ai seria stol? sera que decola em quantos metros?

Silva
Silva
2 anos atrás

Pra mim isso aí ta parecendo um Pampa atrofiado turbo-propulsado que sofreu uma mutação.

Diego
Diego
2 anos atrás

Daqui a pouco vão armar um planador e lançar como aeronave de ataque leve e reconhecimento.

Mauricio R.
2 anos atrás

O ST é pesado, sua carga alar elevada, não é lá muito manobrável não.
Sua asa está longe do ideal, na época era o que a Embraer podia pagar.

Mauricio R.
2 anos atrás

Nos tempos do SK-38, um tipo de AMX sueco, a Saab também tinha um design bastante parecido com o A-10.
Quem sabe juntando esse design, o canhão chinês H/PJ-12 do CIWS Type 730 e as CF-34 que equipam os E-1 e dependendo da competência, talvez dê caldo.