Home Aviação de Caça Caça Saab JAS 39E Gripen: sistemas de guerra eletrônica e radar AESA

Caça Saab JAS 39E Gripen: sistemas de guerra eletrônica e radar AESA

9692
92
Caça Saab JAS 39E Gripen em voo de testes

O programa Gripen NG que formará a base para a futura família de caças JAS 39E/F que entrará em operação na Força Aérea Sueca (Flygvapnet) e na Força Aérea Brasileira (FAB) no início da próxima década, introduzirá novas tecnologias também na área de sensores e sistemas de guerra eletrônica.

Entre os destaques nos sistemas de combate, além do novo radar AESA Raven ES-05 e do IRST Skyward-G da Selex para detecção passiva de alvos aéreos, o avião será dotado de um avançado sistema de visor montado no capacete (Helmet Mounted Display – HMD) e um sistema de alerta de aproximação de mísseis (Missile Approach Warning System – MAWS).

O MAWS vai integrar o novo sistema de guerra eletrônica Arexis desenvolvido pela Saab, cujas antenas têm tecnologia de nitreto de gálio, e para o qual também foi selecionado outro produto da SELEX, as iscas (decoys) dispensáveis ativas BriteCloud.

O Arexis “jammer” (ECM) tem a capacidade de proteção contra radares de baixa freqüência pela utilização inteligente de técnicas de interferência baseadas em DRFM (Digital Radio Frequency Memory), como ruído inteligente, alvos falsos coerentes e várias técnicas de saturação.

Esse conjunto completo, combinado ao fato do caça já ter uma seção reta-radar reletivamente pequena, aumentará sua capacidade de sobrevivência contra ameaças da chamada quinta geração de caças e de novos tipos de mísseis superfície-ar (SAM).

O radar AESA, sistema de varredura eletrônica ativa, é um dos novos recursos do Gripen E/F. É um radar feito de muitos elementos diminutos de antena, montados de maneira a formar uma grande antena. Cada um destes elementos pode ser controlado individualmente, viabilizando as diversas novas funções.

Anteriormente, o radar do Gripen tinha uma antena mecanicamente controlada, com capacidade para iluminar uma só área por vez. Um radar AESA pode rapidamente efetuar a varredura de grandes áreas, monitorar um maior número de alvos simultaneamente, além de conferir ao piloto maior flexibilidade operacional.

O novo radar do Gripen feito pela Selex também conta com um mecanismo rotatório do tipo “swashplate”, que aumenta a área de cobertura lateral do radar para além dos 90º (ver gráfico abaixo).

A Saab também escolheu o IRST de busca e rastreio por infravermelho Skyward-G, fabricado pela SELEX Galileo. Como os sistemas similares, o Skyward-G fornecerá uma funcionalidade semelhante a um radar, sem emitir radiação eletromagnética e poderá, portanto, fornecer uma ampla funcionalidade de busca e rastreio, com alta discrição.

Outro sistema da SELEX será o identificação amigo ou inimigo (IFF) com três arranjos de antenas orientáveis eletronicamente, que coincide com o alcance do radar e campo de visão. Integrados, os três sistemas sinalizarão um ao outro automaticamente e, por fusão de dados com o novo sistema de guerra eletrônica, fornecendo ao piloto uma única imagem com as informações precisas, permitindo o compartilhamento desses dados com outros caças Gripen, por data link.

92
Deixe um comentário

avatar
89 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
60 Comment authors
MarcosMatheus LucasJT8DRinaldo NeryAlexandre Fontoura Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcelo Bardo
Visitante
Marcelo Bardo

Very good!

mf
Visitante
mf

Os 36 caças Gripen E/F que ficarão em Anápolis-GO, também dividirão as instalações da base com o Esquadrão Guardião equipado com os aviões de alerta aéreo antecipado E-99A, e um esquadrão de KC-390 com capacidade de reabastecimento em voo. Também um grupo de misseis antiaéreos responsável pela cobertura da base. Pela sua posição estratégica no centro do país. Mas terão de encomendar em seguida um lote de 48 Gripen adicionais para substituir todos os F-5M, e será na mesma época em que a Marinha vai precisar de um lote adicional de 4 escoltas Tamandaré e o Exercito terá de buscar… Read more »

mf
Visitante
mf

Tão importante quanto os caças em si são os misseis para armar os mesmo. Foi fechado um contrato de para a compra de 10 misseis A-DARTER, 10 misseis IRIS-T, mais outros de treinamento, junto com 50 bombas guiadas, mais pods inteligentes. Esta quantidade de misseis é muito pequena e são apenas de curto alcance, chama a atenção a encomenda de 2 modelos diferentes de uma categoria semelhante e nenhum missel BVR. Acredito que possa ser só um lote mínimo para alerta na base mas que mais misseis serão comprados, o BVR creio que será o I-DERBY, versão de longo alcance… Read more »

ECosta
Visitante
ECosta

mf,

Os 36 em Anápolis ? De onde você tirou esta informação ?
Não é possível que vão deixar uma área estratégica como RJ descoberta, com as bases navais e tudo.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Bom, sistemas, não deve nada aos russos, americanos e os outros caças europeus, só pessoas desprovidas de inteligencia ou ideologicamente motivadas “acham” que o gripen é inferior. Quanto a Fab, parabéns pela escolha, unica preocupação minha é se os f-5 vao aguentar mais do que 2025, porque duvido que o Brasil vai comprar um segundo lote para entregar antes dessa data, o primeiro lote so vai terminar as entregas em 2024, um segundo então so pra 2030, essa é a grande decepção minha, mas d resto otimo caça.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Sera que o brasil consegue, um leasing de um caça para suprir a demanda ate um segundo lote vir ?

Daniel
Visitante
Daniel

Augusto.
Esquece esse papo de segundo lote.
Ficará só nestes 36 mesmo.

Gustavo
Visitante
Gustavo

Augusto,
os possíveis demais lotes não terão essa morosidade, pois o caça já estará desenvolvido e poderão ter uma cadencia mais eficiente na entrega.
O grande problema é saber se essa encomenda chegará no tempo certo.

Gelson
Visitante
Gelson

Belo caça, ótimo avião!
Depois da chegada dos famosos “36” começará o período onde os mesmos deverão ser pagos, segundo o acordo de financiamento.
Aí a baiana vai rodar!
Acredito que vamos ver os F-5 por um longo tempo ainda.

Matheus Lucas
Visitante
Matheus Lucas

Já foram pagos, estão todos quitados.

DOUGLAS TARGINO
Visitante
DOUGLAS TARGINO

Creio que ficarão 12 em Anápolis, 12 Rio e 12 em Manaus. É a logica mais logica que consigo imaginar.

ECosta
Visitante
ECosta

Também acho mais lógico.
Porém ao invés de Manaus eu apostaria em Santa Maria.

Billy
Visitante
Billy

1º Lote: 36,
2º Lote: 36.

Adriano R.A.
Visitante
Adriano R.A.

Eu acredito que melhor seria fechar mais uns 12 e partir com a SAAB para uma próxima geração.

OSEIAS
Visitante
OSEIAS

a única base que está sendo preparada para receber os caças é Anápolis.
Esse tema já foi tratado aqui anteriormente. Todos desse lote irão para Anápolis.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Nós temos alguns estudos de aplicação de ram nos f-5 apesar de não termos conseguido um stalth os resultados foram bons, no gripen imagino resultados ainda melhores. Quem sabe uma redução de 50 – 60% no alcance de detecção em relação ao f-5 padrão…

Thom
Visitante
Thom

A Colômbia e o Peru vão comprar novas aeronaves na próxima década. Os colombianos estão muito interessados no NG. Então haverá mais de 1 lote pra FAB sim. Ainda mais, a Embraer tendo a capacidade produzir até mesmo o biposto e a MB ainda sonhando com a versão naval, assim com os suecos sonhando em ganhar a concorrência na Índia.
Creio que dependendo de nossa economia, possa sim, passar dos 80 NG’s na FAB.

Hélio
Visitante
Hélio

carcara_br 19 de Fevereiro de 2018 at 17:30
Os custos são seriam proibitivos?

Marcos
Visitante
Marcos

Daniel,

Com que autoridade você afirma isso? Tem algum contato na SAAB ou na FAB?

É cada uma que nós temos que ler aqui no blog

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Espero que venha completo com todos os sistemas opcionais possíveis rsrs! Se tudo que a SAAB diz sobre o Gripen E/F se cumprir, será o melhor caça 4G+++ em relação a custo x benefício.
Torço para que a FAB consiga as 108 unidades previstas para substituir todos os outros vetores (F-5EM/FM e A-1M) e que assim tenhamos nossa força concentrada em F-39 e A-29.

André
Visitante
André

Nunca tinha pensando nisso. Aplica ram nos F-5, poe um radar AESA, integra o Meteor e roda mais uns 15 anos com eles.

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

Olha a tecnologia embarcada do Gripen E/F que maravilha, só pra acabar com a falação depreciativa de alguns. Parabéns pela escolha acertadissima FAB. Agora é já partir, com a SAAB, pro JS2020 enquanto recebe e cria doutrina com os Gripen’s. Creio que no mínimo mais uma encomenda de 36 Gripen E adicionais ocorrerá até que se conclua o projeto e construção do JS 2020.

Emmanuel
Visitante
Emmanuel

Mas tem gente que prefere um projeto da sukhoi, ou mig, com uns 40 anos de idade.
Vai entender.

Bosco
Visitante
Bosco

O sistema de autoproteção ativo da suite Arexis utiliza transmissores de nitreto de gálio.

Jeff
Visitante
Jeff

A idéia inicial seria substituir os F-5 e os AMX, não é? Então duvido muito que fique somente neste 36 iniciais, e acredito que a FAB irá programar novas encomendas para não parar o ciclo de produção e entregas para o Brasil. Certo que irão negociar isso com o GF no futuro (seja lá qual for).
VAI que esse jato começa a vender no mercado, a fila de espera tende a ficar maior.

Soldat
Visitante
Soldat

Pode-se comprar como tampão alguns Rafales até chegar os Gripens de outros lotes.

Acho essa dupla Sensacional….

ECosta
Visitante
ECosta

Pessoal,
Os caças tem o IRST, mas e os radares de terra tem alguma capacidade de detectar aviões com a característica furtiva ?
Li em algum lugar que a China deu algum passo com relação a isso, mas para o Brasil é algo ainda muito distante ?

Adriano R.A.
Visitante
Adriano R.A.

Já que o F-18 E/F está partindo para uma nova versão do motor F-414-GE-400 com 26400 lb, em vez dos atuais 22000 lb, bem que poderiam meter isso no Gripen E/F….
Seria Supercruise a Mach 2.0…rsrsrsrs….

Russian Bear
Visitante
Russian Bear

Pequeno “Grande” vetor. Teremos a força aérea mais capaz da américa latina. Só falta mesmo para ter absoluta supremacia adquirir bombas guiadas e mísseis anti navios. Tomara que os Estados Unidos não criem empecilhos para estes tipos de armamentos. Só uma coisa que me deixou um pouco preocupado. Li em um site americano que o Gripen na versão antiga, no exercício Red Flag, foi derrotado pelos F-16 gregos e Mirage 2000 turcos; com um placar de 5×1 e 3×2 respectivamente.

Matheus
Visitante
Matheus

Se o Bolsonaro for presidente temos mais chances de conseguir mais caças?

Ivan Martins da Rosa
Visitante
Ivan Martins da Rosa

De uma coisa eu sei, se ele tiver o míssil Meteor, rapaixxx (Melhor míssil de combate ar-ar do mundo) ! Outra, é que terá mais manobrabilidade de combate que qualquer aeronave Russa, inclusive do acrobático SU 35 e suas outras versões;

Mattos
Visitante
Mattos

Eu li que escreveram reclamando que todos os aviões ficarão em Anápolis e nenhum no Rio. Para que???para roubarem e usarem no tráfico??

Ed Sanches
Visitante
Ed Sanches

Não sou nenhum expert em estratégia militar,mas não consigo entender porque temos que guarnecer o centro do país.Não seria mais lógico fazer isso com as fronteiras e onde estão as bases navais mais importantes?

ADRIANO M.
Visitante
ADRIANO M.

Seria tipo um Gripen Growler por assim dizer?

ADRIANO M.
Visitante
ADRIANO M.

1º Lote: 36,
2º Lote: 36.
3º Lote: 36

Chico Novato
Visitante
Chico Novato

Se não me engano já foi objeto de matéria aqui no site. No início todos os Gripens ficariam em Anápolis para desenvolver a doutrina, com o tempo ele seria repassado aos demais esquadrões.

Acho que o segundo lote já deve estar sendo negociado. O terceiro é que eu tenho dúvidas se um dia sairá.

Como já disseram aqui, depois da última entrega é que o bicho vai pegar.

Sigo na torcida por três lotes!

Yuri
Visitante
Yuri

É mt comentário sem noção, nossa senhora.

Marcos
Visitante
Marcos

“Se o Bolsonaro for presidente temos mais chances de conseguir mais caças?”

Bolsonaro foi capitão do Exército. Nós teremos mais Tanques e coisas verde-oliva. kkk

Bosco
Visitante
Bosco

Adriano, O Gripen tem um sistema de autoproteção que interfere em radares de controle de tiro, iluminadores, radar de míssil, radar de caça, etc. Esses radares operam na banda X e Ku. O Growler já é um caça de ataque eletrônico que é capaz de interferir em todo o espectro das RF, interferindo tanto em radares de busca quanto nos radares de controle de tiro, etc. Sua função é proteger todo um pacote de ataque e não só prover autoproteção. Isso não quer dizer que o Gripen NG não possa levar pods de interferência que possibilite a ele operar como… Read more »

Humberto
Visitante
Humberto

Para mim, conhecendo um pouco do histórico
1º Lote: 36, se tiver outros lotes
2º Lote: 12. Encomendado em meados de 2025
3º Lote: 12 (com sorte 18 para repor perdas) Encomendado na década de 2030.
Não vamos fugir muito disto não.
Só os 36 do primeiro lote é muito mais do que a FAB possui hj.
Concordo com o Ecosta, acho que vão estar entre Anápolis, Santa Cruz e Santa Maria.
Se é para ter os caças no norte, que seja na região da cabeça do cachorro.

Papan
Visitante
Papan

Boa noite a todos, só para lembrar que o lote de 36 caças destinados a BAAN serão para os dois esquadrões: Esquadrão Jaquar e o mais novo esquadrão que será transferido para Anápolis, esquadrão Adelphi, que anteriormente era sediado em Santa Cruz no Rio, hoje se encontrando em Santa Maria RS, 18 caças para cada esquadrão.

BILL27
Visitante
BILL27

Do jeito que o BR tá sem grana ,podem esquecer novas compras alem destes 36 em um curto/medio prazo.

Eu acho que os 12 primeiros caças vão para Anapolis ,lá vão formar a doutrina ,formar pilotos do GDa e dos demais esquadõres e a partir disso as demais unidades creio que vão ser destinadas a Santa Cruz e Canoas.

Bosco e seu nitrato de Gálio rsrs.

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Pessoal, 36 Gripens em Anápolis. Podem ser desdobrados em outras bases aéreas ou mesmo em aeroportos em caso de necessidade. Não haverá tampão agora, muito menos entre um lote e outro. Se fosse para ter um tampão jamais seria um Rafale. A FAB não vai comprar F-18, Su-35, Su-32, F-35, Rafale, F-16, Typhoon ou qualquer outro caça para complementar o Gripen num Hi-Lo. Já adianto que também não vai ter lift. Isso já foi dito inúmeras vezes em reportagens e por pessoas da FAB que comentam no site, em especial, o Rinaldo Nery. Podem usar a lupa para confirmar. Outrossim,… Read more »

Yuri
Visitante
Yuri

Acho dificil n ter Gripen em Santa Cruz, base ao lado de Itaguai onde irão estar nossos subs.

João Machado
Visitante
João Machado

boa noite
gostaria de um esclarecimento dos amigos, que tem muito mais conhecimento do assunto que eu…
Sendo baseados no planalto central, qual seria o tempo de voo até a fronteira com a Venezuela( apenas como exemplo), seria necessário REVO e qual seria o tempo de permanência na área? (ciente que todo este deslocamento apenas seria necessário uma unica vez, já que as aeronaves seriam alocadas posteriormente em bases próximas ao TO hipotético).

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

paciência que ainda vai demorar muito para a FAB ter o primeiro Gripen, segue a novela…

Robson
Visitante

24 unidades no segundo lote e olha lá… Inicialmente ficaram todos em Anápolis , mais acho que a tendencia e que posteriormente sejam melhor distribuídos pelo país…ate porque se precisar interceptar um jatinho na região sul,não da tempo de chegar lá saindo dede anapolis…

Fellipe Barbieri
Visitante
Fellipe Barbieri

Eu aposto em no mínimo mais eu 36 unidades no segundo lote, mas adoraria que tivesse 72 ou quem sabe até 90 caças totalizando o número tão almejado de 126 aeronaves …

Alguém sabe alguma coisa sobre novos aviões de REVO ou vão jogar nas costas do KC-390 a responsabilidade.

josé carlos cunha
Visitante
josé carlos cunha

Comenta-se muito, mas…e os preparativos para se fabricar os biplaces, alguém tem alguma informação, andamento, prazos, corte de chapas etc.

ADRIANO M.
Visitante
ADRIANO M.

Obrigado pelo esclarecimento Bosco…

luiz Antonio
Visitante
luiz Antonio

Lembrando que as 36 unidades não serão entregues de uma vez. Os A-1 foram todos transferidos para Ala 4, salvo engano, por dois motivos: racionalização de recursos e pré-fase de retirada de serviço com a chegada dos F-39. Sendo um caça multimissão, a lógica indica a sede de algumas unidades em Santa Maria (Centauro). Alguem sabe me dizer o que seria do Poker já que o F-39 faria ambas missões de reconhecimento e ataque? No inicio, com a entrega das primeiras unidades em Anápolis seriam providos as preparações das equipagens mas gradualmente entendo que seriam deslocadas para as Ala 4… Read more »

RL
Visitante
RL

Tomcat3.7 19 de Fevereiro de 2018 at 17:57
……….FAB. Agora é já partir, com a SAAB, pro JS2020 enquanto recebe e cria doutrina com os Gripen’s. Creio que no mínimo mais uma encomenda de 36 Gripen E adicionais ocorrerá até que se conclua o projeto e construção do JS 2020.

RL
Visitante
RL

“Tomcat3.7 19 de Fevereiro de 2018 at 17:57
……….FAB. Agora é já partir, com a SAAB, pro JS2020 enquanto recebe e cria doutrina com os Gripen’s. Creio que no mínimo mais uma encomenda de 36 Gripen E adicionais ocorrerá até que se conclua o projeto e construção do JS 2020.”

Concordo e assino embaixo. Aliás seria a ordem natural das coisas. De quebra poderíamos ir de:

Treinamento Básico T-Xc (Novaer)
Treinamento Avançado A-29 Super Tucano EMBRAER)
Treinador Avançado TX (SAAB + Boeing)
JAS 39 Gripen E/F (SAAB / EMBRAER)
Projeto Stealth – JS2020 (SAAB / EMBRAER)