Home Aviação Comercial A350-1000 começa o Tour de Demonstração no Oriente Médio e na Ásia-Pacífico

A350-1000 começa o Tour de Demonstração no Oriente Médio e na Ásia-Pacífico

1797
18
Airbus A350-1000

Airbus mostra a aeronave de fuselagem larga mais avançada do mundo

Toulouse, 30 de janeiro de 2018 – O A350-1000, o mais novo membro da família líder de aeronaves de fuselagem larga da Airbus, partiu para um tour de demonstração de três semanas de duração nas regiões do Oriente Médio e da Ásia-Pacífico.

O Tour de Demonstração vem após a conclusão de uma bem-sucedida campanha de testes de voo que durou menos de um ano e culminou na certificação conjunta da EASA e da FAA (agências reguladoras do setor de aviação na Europa e Estados Unidos, respectivamente), demonstrando o excelente design, desempenho e maturidade da aeronave. O tour do A350-1000 precede a primeira entrega para cliente nas próximas semanas, que será para a Qatar Airways.

Durante o tour, a aeronave de testes de voo A350-1000 (MSN065) visitará 12 destinos para demonstrar as exclusivas características da aeronave às companhias aéreas. O itinerário terá mais de 30.000 milhas náuticas / 55.500 quilômetros, com paradas em Doha, Muscat, Hong Kong, Seul, Taipei, Hanói, Singapura, Bangkok, Sydney, Auckland, Tóquio e Manila.

A aeronave permanecerá vários dias em Singapura, onde será exibida estaticamente no Singapore Airshow 2018 de 6 a 8 de fevereiro.

A MSN065 é uma das três aeronaves Airbus A350-1000 de teste e está equipada com uma cabine de passageiros totalmente funcional (40 assentos na classe executiva, 36 na classe econômica plus e 219 assentos na classe econômica comfort). Os voos de demonstração serão operados por tripulações de testes de voo da Airbus.

O A350-1000 é o mais recente membro da família A350 XWB. Ela possui um alto nível de convergência com o A350-900, com 95% de números comuns de peças de componentes de sistemas e a mesma Classificação de Tipo. Além de ter uma fuselagem mais longa para acomodar 40 passageiros a mais do que o A350-900 (em uma configuração típica de 3 classes), o A350-1000 também possui uma borda de arrasto da asa modificada, novo trem de pouso principal de seis rodas, e motores Rolls-Royce Trent XWB-97 mais poderosos.

Juntamente com o A350-900, o A350-1000 molda o futuro das viagens aéreas, oferecendo níveis de eficiência sem precedentes e um conforto incomparável em sua cabine de passageiros “Airspace”. Com a sua capacidade adicional, o A350-1000 está perfeitamente adaptado para algumas das mais movimentadas rotas de longo percurso. Até o momento, 11 clientes de cinco continentes já encomendaram um total de 169 aeronaves A350-1000.

DIVULGAÇÃO: Airbus

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nonato
Nonato
2 anos atrás

Alguém poderia comentar sobre as características do A350 em comparação com A330, e boeings 777 e 787?

Ivan
Ivan
2 anos atrás

comment image
.
Um comparativo da Airbus entre suas aeronaves widebody e as concorrentes da Boeing.
Acho que vale a pena dar uma olhada.

Ivan
Ivan
2 anos atrás

comment image
.
Este desenho oferece uma visão comparativa (dimensões) das 3 (três) versões:
A350-1000;
A350-900;
A350-800.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás

Adeus A 380.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 anos atrás

A Azul havia feito opção para 3 aeronaves, mudou de idéia e trocou por 5 A330-900, sendo que o primeiro chega no fim deste ano. O leasing do A350 é caríssimo: em torno de 1,5 milhão de dólares. Rentável somente em linhas acima de 14 horas de vôo, e a Azul ainda não tem nenhuma linha com essa característica. A LATAM se arrependeu da aquisição. Audax tem mais informações.
Concorre diretamente com o 787.

Everton Mateus
Everton Mateus
2 anos atrás

“Se Arrependeu” é mt forte. Se arrepende alguem que compra um computador, um carro, ou algo que não pesquisou tão bem. Não acredito que seja o caso de uma aeronave. Talvez a Latam tenha no máximo frustrado suas expectativas, ou um “elas por elas”.

Voltando a noticia, campanha de testes bem rápida essa, o que falta para a EMBRAER conseguir uma proeza dessas?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 anos atrás

Isso:¨frustrado suas expectativas ¨ deve ser o politicamente correto para ¨se arrependeu¨.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 anos atrás

comentário retido.
O que falta pra EMBRAER? Dinheiro pra assumir um projeto dessa envergadura, e coragem pra enfrentar BOEING e AIRBUS. Que pergunta…

Nonato
Nonato
2 anos atrás

Everton, comparado com outros aviões foi pouco tempo. Talvez porque se trate do mesmo avião. Entre o 900 e o 1.000 consta do texto 95% de comunalidade das peças. Um pouco mais comprido, muda um pouco talvez centro de gravidade, mexe um pouco na asa etc. Talvez seja por isso. Mas na minha opinião deveria ser muito mais rápido para qualquer avião. Hoje em dia não é mais tentativa e erro. Os principais conceitos aeronáuticos já são amplamente dominados. Ninguém reinventa a roda. E as novidades não necessariamente envolvem conceitos aerodinâmicos. Tipo o uso de novos materiais compostos. Apenas tornam… Read more »

Everton Mateus
Everton Mateus
2 anos atrás

kkkkkkk, Tamujunto Nery, mas eu me referi a proeza do tempo, e não da dimensão da aeronave, isso é indiferente a coragem pra enfrentar as outras Cias.
Digo isso não pelo KC390 que basicamente foi feito do 0 e esta inovando em alguns aspectos, mas pelo próprio projeto E2 que tem uma campanha de testes mais calma.
Nonato, eu concordo em tudo, mas ai eu volto ao ponto E2, falta o que a EMBRAER, ja que essa nova linha comercial não é tãooooooooo diferente da anterior.

Ivan
Ivan
2 anos atrás

Rinaldo Nery,
.
“Concorre diretamente com o 787.”
.
Comandante,
Acredito que o A350-1000 concorra com o Boeing 777-300 ER, em função do MTOW e número de passageiros.
(Ver tabela no link acima.)
.
A350-900 com Boeing 787-10X;
A350-800 com Boeing 787-9.
.
Interessante como Airbus e Boeing intercalam suas aeronaves widebody como uma escada
Elas não são exatamente iguais, mas próximas o suficiente para cobrir as necessidades dos clientes.
.
Abraço,
Ivan.

Ivan
Ivan
2 anos atrás

Nonato,
.
O Lineage 1000 tem haver com EMB190.
Acho que VC se confundiu ao indicar o magrelo EMN145.
.
Olha. o link:
http://pt.embraerexecutivejets.com/en-us/jets/lineage-1000e/pages/overview.aspx
.
Abc.,
Ivan.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
2 anos atrás
Ivan
Ivan
2 anos atrás

Carlos,
.
Configuração típica, de acordo com o sítio do fabricante:
A330-800 neo com 257 passageiros;
A330-900 neo com 287 passageiros.
.
http://www.airbus.com/aircraft/passenger-aircraft/a330-family/a330-900neo.html

Ivan
Ivan
2 anos atrás

Configuração típica, de acordo com o sítio do fabricante:
Boeing 787-8 com 242 passageiros;
Boeing 787-9 com 290 passageiros;
Boeing 787-10 com 330 passageiros.
.
http://www.boeing.com/commercial/787/
.
Abraço,
Ivan, o Antigo.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 anos atrás

Ivan, obrigado pela correção. Mas, salvo melhor juízo, acredito que o A350 e o 787 estão mais próximos tecnologicamente. Ambos trazem algumas inovações com relação à família anterior (777 e A330).
Everton, parece que o E2 tem inovações no fly by wire, com relação ao E1. Talvez por isso o tempo maior. Os amigos engenheiros podem me corrigir, se postei bobagem.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
2 anos atrás

Carlos Alberto, 04:12h.
Sim, esse.

Ivan
Ivan
2 anos atrás

Rinaldo, . O seu ‘juízo’ está corretíssimo. , Mas a Airbus e Boeing ficam lutando no detalhe, como vc sabe melhor que eu, usando inclusive o recurso de implementar avanços de uma nova geração de aeronaves em outras mais antigas para manter a viabilidade da linha como um todo. . Os Airbus A330-900 neo e A330-800 neo são exemplos dessa busca. Assim como foi também com o Jumbo, quando a Boeing aplicou novas tecnologias no 747-8 para manter vivo um grande quadrimotor para encarar – pelos menos no papel – o novíssimo A380. . É briga de cachorro grande, como… Read more »