Home Aviação Comercial Governo federal não venderá controle da Embraer à Boeing, diz ministro

Governo federal não venderá controle da Embraer à Boeing, diz ministro

3009
65
Embraer KC-390

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) — O ministro da Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen, afirmou nesta sexta-feira (12) que o governo federal decidiu que não venderá o controle da Embraer à rival norte-americana Boeing, mas defendeu uma parceria entre as duas companhias.

“O governo não cederá o controle acionário da Embraer. Como vai ser a parceria, ainda não sabemos”, disse Etchegoyen a jornalistas durante evento de segurança no Rio de Janeiro.

“A essência é garantir o interesse nacional e a partir daí xenofobia não vale à pena porque de repente a gente perde o bonde da história. E pode perder uma boa oportunidade”, disse o ministro sem dar detalhes sobre as negociações.

O governo detém ‘golden share’ na Embraer que garante poder de veto em decisões estratégicas da companhia. As empresas admitiram no mês passado que estavam discutindo uma potencial combinação de negócios.

Etchegoyen defendeu que o governo deveria garantir o controle da empresa, mas abrir brecha para uma associação com a norte-americana “naquilo que nos for conveniente e sintonizado com o interesse nacional”.

FONTE: UOL

65
Deixe um comentário

avatar
65 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
35 Comment authors
pedro freiremattosluiz antonio,Walfrido StrobelAntonio Palhares Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Antonio de Sampaio
Visitante
Antonio de Sampaio

Esses caras não vão acreditar…. não adianta… “””nacionalista”””” é fogo.

Rodrigo M
Visitante
Rodrigo M

Palavra de politico é sinônimo de risco n’água..

Enio
Visitante
Enio

CUMPRA-SE e que a EMBRAER aumente o índice de nacionalização das aeronaves que está pra la de atrasado.

Zé
Visitante

E um general ainda se presta em fazer um pronunciamento desses…

Jr
Visitante
Jr

Rodrigo M, o Etchegoyen não é político

Antonio de Sampaio
Visitante
Antonio de Sampaio

Ai se fosse estatal…. isso nas mãos do PT não duraria um ano… esses são os noçus nacionalistas…. e os caras ficaram foi 13 anos… meu deus,… dá um frio na barriga…

Ozawa
Visitante
Ozawa

O pai da noiva, depois de muito debate, praticamente vetou o casamento, mas estranhamente para os padrões morais esperados permitiu que o casal more junto …

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

Eu gostaria que discurso do senhor Ministro da Segurança Institucional fosse verdadeiro e definitivo

Gustavo
Visitante
Gustavo

não adianta nem desenhar… tem cara que se recusa a pensar. Como pode defender a venda da empresa de capital aberto… vá estudar um pouco de fusões, aquisições e incorporações de empresas pra entender o “futuro” da embraer, caso seja vendida, antes de falar abobrinha.

Rodrigo M
Visitante
Rodrigo M

Jr
.
” O MINISTRO da Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen..”
Ainda que General, ele está respondendo pelos seus chefes políticos.

Nunão
Visitante
Nunão

“Enio 12 de Janeiro de 2018 at 16:48
CUMPRA-SE e que a EMBRAER aumente o índice de nacionalização das aeronaves que está pra la de atrasado.”

Enio, existe algum programa estabelecido de aumento do índice de nacionalização, em curso, para se dizer que o mesmo estaria atrasado?

A pergunta não é provocação, é curiosidade mesmo, porque eu desconheço um programa específico da empresa, atualmente, com essa finalidade e metas.

Adriano R.A.
Visitante
Adriano R.A.

Tomara que o governo brasileiro mantenha essa posição. É extremamente delicada a situação, mas com o apoio necessário uma cooperação entre as empresas pode sair sem que a Embraer seja comprada. Embraer e Boeing podem sair fortalecidas. Uma compra ou fusão seria o fim da Embraer como a conhecemos. Nada restaria além da gigantesca Boeing.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Ufa!
Um Nacionalista volta a respirar.
Mas que isso seja sólido como pedra de granito ou basalto. E não enrolação e vaselina para a platéia.

Que o caminho a ser seguido seja este, apenas de parcerias. Onde espaços complementares das duas companhias se auxiliem, para melhores êxitos comerciais.
Nossos filhos, netos e demais descendentes agradecem.

Marcos
Visitante
Marcos

Como a Boeing fez uma proposta para a aquisição de 100% das ações da Embraer, se os acionistas aceitarem, resta que a União compre essas ações, transformando ela novamente em uma estatal.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Eu sinceramente não acredito que o verdadeiro interesse seja a compra da Embraer pela Boeing. Se for possível eles compram, mas a princípio não acredito que seja a prioridade do momento.
Acho que eles querem mesmo é frear a compra da Embraer pela Bombardier, Airbus entre outras companhias, pois existe essa possibilidade.
Acho que o interesse é estar dentro da Embraer, não necessariamente donos, mas sendo parte importante da companhia.
Eu não sou contra a compra da Embraer pela Boeing por motivos “”nacionaistas””, mas sim por motivos de mercado. o que eu não acho bom são as consequências: pouca concorrência.

Marcos
Visitante
Marcos

Os chineses estão comprando tudo por aqui e nunca vi ninguém esmurrando mesa dizendo: Não, não e não!
Quando a China tomou os navios da Beleza, ninguém abriu a boca. Agora há uma oferta de compra por parte da Boeing, essa gritaria toda.
Isso vai ser igual ao aluguel da Base de Alcântara: não aceitaram a proposta com os americanos, alegando que não haveria transferência de tecnologia. Então assinaram com os ucranianos, sem transferência de tecnologia. Deu no que deu!
Amanhã vão vender para os chinêses pela metade do preço.

Robsonmkt
Visitante

Foi o que foi postado na matéria do jornal Valor: “Um parecer da Advocacia Geral da União (AGU) emitido em janeiro do ano 2000 manteve uma restrição pré-existente que limitava a um máximo de 40% a participação do capital estrangeiro na fabricante de aeronaves brasileira. O parecer conclui que a proibição só poderia ser retirada por uma lei específica posterior ou se “o Excelentíssimo Senhor Presidente da República, por razões de Estado, venha a retirar a exigência referente a limitação do capital estrangeiro”.” Simples: o presidente Temer não vai baixar nenhum decreto autorizando a Boeing a comprar 100% das ações… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

… os navios da Vale…

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

Tchau Boeing!!!
“Vá cantar de galo para lá!”

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

Melhor!!
Bye bye

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Marcos 12 de Janeiro de 2018 at 18:36
30 anos de doutrinação “americanuus malvaduuus”; já chinês é bonzinho! Chinês pode tudo! Isso que a Rússia está falida, senão ia ter um exército aqui defendendo investimentos chineses no Brasil.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

ops, correção: Russos* (última linha)

PauloR
Visitante
PauloR

O governo enterrou as pretensões da Boeing e dos entreguistas. Se querem fazer parceria; ótimo, sejam bem vindos mas, controlar a empresa; Não!

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

No que influi na vida de pessoas comuns a venda ou não da Embraer à Boeing ? Já estava privatizada mesmo. Só se preservou o interesse estratégico nacional.
A Petrobrás, Eletrobrás, e outras estatais sim, pode vender.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Bem que desconfiei no outro post que na hora que se exigiu a assinatura do Libanês ele ia arregar.

ODST
Visitante
ODST

Ótima decisão, encerra de vez o assunto da aquisição. Uma forte e duradoura aliança entre ambas não tem problema algum, mas controlar a fabricante NÃO!

Aos hipócritas defecando sobre nacionalismo, porque vocês não vão reclamar também com seu querido governo do EUA que nos últimos anos bloqueou DIVERSAS tentativas de aquisições de empresas por parte dos chineses?!

ODST
Visitante
ODST

@PauloR

Não tinha lido seu comentário, mas pelo jeito pensamos parecido!

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

A Standard & Poor’s baixou a nota brasileira. Coincidência ?

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

viram não se trata de governo do pt esse pessoal que decidiu é de direita mais para o centro,imagino que essa indignação dos senhores seria imparcial se fosse uma firma russa ou chinesa,o governo não deve abrir mão não quando no começo até aqui o trabalho foi ardúo até chegar aqui é agora querem a nata a sopinha com mel.Temer e o governo teve bom senso.

Kornet
Visitante
Kornet

Tem gente chorando pq a Boeing não vai comprar e depois acabar com a Embraer,sem comentàrios.
Parceiros pode até ser,mas dono jamais,não seria bom pro país.

JT8D
Visitante
JT8D

Esse notícia não é nada mais que uma reiteração de algo que o governo já afirmou diversas vezes. Mais não tem jeito, parece que as pessoas só entendem aquilo que elas próprias já estão previamente convencidas. Se fosse um outro governante, mesmo entregando uma refinaria da Petrobrás para o Evo Morales, seria aclamado como patriota

Dan01
Visitante
Dan01

Embraer nao e so uma grande empresa mas sim uma empresa importantíssima pra manter nossa força aerea, economicamente sou liberal mas nesse caso nao e so a economia que esta em jogo.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Agora quais são as opções da Boeing ?
1 – Fazer uma joint-venture, algo que não faz parte da cultura monopolista da empresa;
2 – Partir para a contratação direta dos funcionários da Embraer, com salário superior e luvas, para fazer seus próprios jatos comerciais, mas que não dará retorno imediato, e jatos menores geram lucros menores;
3 – Deixar como está e tocar como se nunca houvesse interesse.

Silva
Visitante
Silva

A Embraer jamais pertencerá a Boeing ou a qualquer outra empresa estrangeira, aceitem que dói menos, entreguistas medíocres. Estou me divertindo com o choro desses entreguistas pseudoamericanos kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… A melhor coisa que o Temer fez até hoje, foi ter tirado aquela Jumenta estocadora de ventos da presidência e segunda melhor coisa, esfregar um NÃO na fuça da Boeng. Estou muito feliz que a Embraer e a indústria aeronáutica brasileira, não terá o mesmo fim trágico que teve a Fadea da Argentina, quando foi vendida para a Lockheed Martin.

Curiango
Visitante
Curiango

Parabéns ao ministro. Parceria será bem vinda venda da EB para BG não. Vamos torcer para a Embraer comprar a Boing.

Curiango
Visitante
Curiango

Ou só tem torcida aqui para a Boing comprar a Embraer?

Adriano R.A.
Visitante
Adriano R.A.

Se a Boeing adquirir parcela considerável da Embraer (digamos 40%) talvez já atinja seu objetivo. O que eles querem, me parece, é garantir um alinhamento (com a Embraer) que lhes dê poder de barganha junto ao mercado a ponto de enfrentar a investida recente da Airbus. Estão pensando na aviação comercial apenas. Duvido que queiram se intrometer nos projetos de defesa. Dessa forma, o governo brasileiro manteria sua Gonden Share, a FAB seria tranquilizada, e a Embraer continuaria seu caminho, talvez mais forte do que nunca. A que se pensar que a briga ficou feia (Bombardier+Airbus, Japoneses, Chineses, Russos….), e… Read more »

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Vejam a desconstrução pretendida para cima do Brasil, Caças Gripen-E: supersônico multifunção, pós combustão, RCS baixíssimo, manutenção super ágil, opera em qualquer pista asfaltada, inteligência artificial top, boa autonomia, código fonte aberto para a FAB, opera em rede, fabricação conjunta, já muito bem amarrada com a Saab e com………………..Embraer. KC-390: cargueiro multifunção, motores comerciais d manutenção facilitada, configurações ao gosto do cliente, a jato um passo à frente do concorrente “a hélice”, conveniente capacidade de carga para quase toda obra, tecnologia geral no estado da arte, fabricado por?……………………Embraer. Ubraer: veículo aéreo urbano de decolagem e pouso verticais, econômico, silencioso, pioneiro-sem… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

Delfim Sobreira 12 de Janeiro de 2018 at 20:45
Agora quais são as opções da Boeing ?

A Boeing e a Embraer continuam em negociação, tratando de questões comerciais e jurídicas, alheios a gritaria da torcida do Framengo e do Curinthia.
A Embraer contratou bancos para dar suporte nas negociações. O interesse é dela também.
As negociações, por questões legais, estão sob sigilo. Quando houver algo formalizado, serão informados os interessados.
O que vem à imprensa é liberado sob o ponto de vista de ambas as companhias.

Marcos
Visitante
Marcos

O que vem à imprensa é liberado sob o ponto de vista do interesse de ambas as companhias.

JT8D
Visitante
JT8D

Não sei se a referência é à minha pessoa, mas se for é muito equivocada, porque não citei partido nenhum. O que ocorre é que todas as notícias giram em torno da atitude que será tomada pelo governo em relação à golden share. E eu não tenho nenhum motivo (político) para defender esse governo. Mas noto um viés muito grande em alguns comentaristas, que insistem em rotular o governo como entreguista, o que não faz sentido nesse caso específico, uma vez que tudo o que foi dito até aqui é que não se abriria mão do controle da empresa. Apenas… Read more »

Alessandro
Visitante
Alessandro

ótima noticia, o governo apenas protegeu uma empresa estratégica para o país, mas não foi contra a parceria com a Boeing, foi uma decisão sensata, agora resta saber se a Boeing irá confirmar essa parceria no futuro.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

JT8D, não meu caro, não é vc. O neguinho em questão, cita partido com todas as letras e não é de agora. Numa desnecessidade nos assuntos aqui abordados. Dá a entender ser mera provocação mesmo, para cima de quem gosta dessas tretas político-partidárias. Se não cito o nome é porque não sou moderador. Vá que ele se manque com os toques. Sou dos que apreciam a participação de todo mundo, mas sem tumultos imbecis. Quanto a mim, olho o agora e futuro, principalmente, me mantendo distante dessas contaminações do passado. Entretanto não sou cego, e vejo a insistência que há… Read more »

Jose de Deus
Visitante

Delfin Sobreira, Sua visao sobre a derrubada da nota brasileira faz todo sentido e aproveito para lembrar sobre a repentina concordancia do cidadao Britanico ex diretor de vendas da Embraer mudando da atitude de se defender e aceitando a culpa no caso de suborno perante a justica Americana. Teria o suspeito recebido algun nesta nova historia?

Zé
Visitante

Olha aí oh…xenófobos só quando ameaça interesses de alguns setores…

Zorann
Visitante
Zorann

Olá a todos! . Sobre o controle acionario da Embraer: . – 64% das ações estão pulverizadas no mercado – qualquer acionista, brasileiro ou estrangeiro, tendo mais de 5% das ações, só pode exercer voto na assembleia de acionistas equivalente a 5% das ações. Mesmo que um acionista tenha 30%, só pode votar como se tivesse 5%. – em cada assembleia de acionistas, os estrangeiros só podem exercer voto de no máximo 40% dos votos da assembleia. Ou seja, mesmo que metade dos acionistas falte à uma assembléia, computados os votos, os votos de estrangeiros não pode superar 40% dos… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

Delfim Sobreira
“A Standard & Poor’s baixou a nota brasileira. Coincidência?”

A baixa da nota tem a ver com a reforma trabalhista, não com a Embraer.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

1) Nada foi decidido, as conversas são iniciais;

2) O Tesouro (GF) não tem contrôle acionário da Embraer, somos minoritários com direito a Golden Share
(ação de ouro é uma terminologia utilizada no mercado acionário quando da criação de ações de classe especial que são retidas pelo poder público quando se desfaz do controle acionário de sociedades onde detinha participação, a chamada privatização), os acionistas majoritários são FI’s estrangeiras e

3) Esse assunto vai muito mais além que desejos pessoais.

Muita gente no GF querendo uma mordida $$.

Arnaldo Rocha
Visitante
Arnaldo Rocha

Se esta afirmação não for apenas um jogo para esperar que os ânimos se acalmem e depois entregar a EMBRAER, será a atitude certa. Nenhum país sério no mundo vende empresas estratégicas.