Home Aviação de Ataque Ataque aéreo israelense atinge alvo perto de Homs na Síria

Ataque aéreo israelense atinge alvo perto de Homs na Síria

6406
41
F-16I Sufa

BEIRUTE (Reuters) — Um ataque aéreo israelense atingiu uma fábrica ao sul da cidade síria de Homs no dia 1 de novembro e o exército sírio respondeu disparando um míssil antiaéreo contra o avião, disse um comandante de uma aliança militar que luta a favor de Damasco.

O comandante disse à Reuters que o ataque aéreo atingiu uma fábrica de cobre na cidade industrial de Hisya, a 35 km (21 milhas) ao sul de Homs e a 112 km ao norte de Damasco. O comandante não deu detalhes sobre vítimas.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, uma organização britânica que informa sobre a guerra, disse que o ataque aéreo tinha visado uma instalação militar.

Uma porta-voz militar israelense não quis comentar. O Canal 10 de Israel disse que a aeronave não foi atingida e retornou com segurança para a base.

A Força Aérea Israelense diz que atingiu os comboios de armas das forças armadas da Síria e seu aliado libanês, o Hezbollah apoiado pelo Irã, quase 100 vezes nos últimos anos.

Funcionários israelenses expressaram alarme sobre a influência iraniana na Síria, onde os grupos apoiados pelo Irã desempenharam um papel crítico na luta apoiando o presidente Bashar al-Assad durante o conflito que entrou em erupção em 2011.

O chefe militar do Irã, o general Mohammad Baqeri, alertou Israel contra a violação do espaço aéreo e território sírio durante uma visita a Damasco no mês passado.

F-16I e F-15I

No mês passado, cinco projéteis da Síria acionaram sirenes de ataque aéreo em cidades israelenses, levando os militares israelenses a dizer que aumentariam sua resposta ao fogo desviado da guerra síria que repetidamente se espalhou pela fronteira.

A Força Aérea Israelense atacou uma bateria antiaérea síria naquela semana que Israel disse que haviam disparado um míssil contra seus aviões enquanto eles estavam em uma missão de reconhecimento sobre o vizinho Líbano.

As tensões entre Israel e o Hezbollah, que finalmente enfrentaram um grande conflito em 2006, aumentaram este ano. Cada lado alertou que desencadearia um poder de fogo devastador no caso de uma guerra em grande escala.

FONTE: Reuters

41
Deixe um comentário

avatar
41 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
23 Comment authors
JacintoHumbertoMatheusClaudineyPangloss Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
donitz123
Visitante

Uma forcinha para elevar o moral do Estado Islâmico.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Roberto, assino embaixo!

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Cadê o southfront para dizer que uma bateria de S-200 derrubou os aviões israelenses?

Emmanuel
Visitante
Emmanuel

Porque dessa vez não derrubou. Nem nas outras. Mas ele provavelmente virou sucata.
Normal.
Só acho engraçado ver como o lado que detém melhor tecnologia, melhor armamento, melhor tudo, está sempre sendo atacado impunemente por Israel.

Tiger 777
Visitante
Tiger 777

O Heisbola pode ser fanático, mas burro eles num são…
Na guerra de 2006, Israel destruiu a infraestrutura do Líbano, causando prejuízos enormes.
Estes ataques, são pra evitar que armas sofisticadas caiam na mão de terroristas.

Ronilson
Visitante
Ronilson

Esse f-16 israelense é lindo o mais bonito que ja vi

sanney
Visitante
sanney

Só tem uma coisa q pode estar travando e impedindo os radares sirios e russos de abater esses caças. Sistema de guerra eletronica. Pq nunca ouve uma reação de S300 e 400 q se diz um dos melhores do mundo.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Sanney, os russos estão pouco se lixando se Israel ataca o Hezbolah.

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Roberto, me permita discordar em parte. Israel compra armamentos do seu principal aliado. Um dia esse foi a França, hoje é os EUA. Seria muita cara de pau, por exemplo, eles usarem dinheiro da ajuda militar americana para comprar aeronaves francesas, ou inglesas, tendo os EUA uma aeronave equivalente na prateleira. Afinal os americanos sempre possuam algo top de linha para oferecer.
.
Repare que, no caso do jato de treinamento avançado, os americanos não tinham nada para vender. Então a solução natural foi comprar algo de um país amigo e quase vizinho, que foi o caso da Itália.

Marcos
Visitante
Marcos

HMS TIRELESS 4 de novembro de 2017 at 16:41
Sanney, os russos estão pouco se lixando se Israel ataca o Hezbolah.
———-
Verdade!
Aliás, os russos tem boas relações com Israel, inclusive usam parte de seu espaço aéreo.
A Síria virou um retalho.

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

sanney 4 de novembro de 2017 at 16:39, prezado, isso já foi esclarecido a exaustão aqui na Trilogia, mas, não custa dizer de novo, Rússia e Israel acertaram acordo mutuo em relação as atividades tanto de um lado, como de outro nesta área(Síria). Na pratica são protocolos de ação que evita que haja qualquer incidente armado entre os dois países. Traduzindo, os russos fazem vista grossa para qualquer ação de Israel, contra o fornecimento de armas ao grupo Hezbollah, tanto por parte dos sírios ou do Irã. Por outro lado, Israel não incomoda, e de forma alguma ataca as forças… Read more »

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

PRAEFECTUS 4 de novembro de 2017 at 19:12
Eu também acredito que há uma boa relação entre Rússia e Israel.

MadMax
Visitante
MadMax

Pra ver qual lado está certo nesse conflito basta entender que: se o Hezbollah baixar as armas haverá paz. Se Israel baixar as armas haverá a completa destruição de Israel.

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

O caça que mostra na foto está com partes desgastadas será a areia do deserto.Israel quer se cuide apesar que nenhum estado vá ataca-lo diretamente pois irsael tem dezenas de ogivas nucleares,mas esses grupos terrorista que não responde a governo nenhum podem fazer seus ataques com foguetes e mesmo ataques suicidas assim que os mesmos tiverem armamento para tal.Por exemplo usar os kasan mais aprimorado e colocar material radiotivo nas suas ogivas(bomba atômica dos pobres).Eles tem que investir pesado também em diplomacia,claro com cooperação dos EUA para que essa guerra dos seis dias não se transforme em 6 séculos.

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

Eu concordo que Israel tenha que se defender, mas o que eu não entendo é pq Israel sobrevoa o Libano e a Siria o tempo todo como se esse espaço aéreo fosse seu e não aceitem que esses paises não lancem seus mísseis, afinal o espaço aéreo é deles. Imaginem um caça sirio entrando no espaço aéreo israelense.

donitz123
Visitante

Os israelenses estão super felizes pois nunca tiveram um vizinho tão confiável e amistoso quanto a Rússia.

Ivan
Visitante
Ivan

Fábio,
.
Dá uma olhadinha no mapa:
https://www.google.com.br/search?client=ms-android-motorola&biw=360&bih=263&tbm=isch&sa=1&ei=4SX_We-aBMj5wgTl9LHIBA&sjs=3&q=israel+map+2017&oq=israel+map+&gs_l=mobile-gws-img.1.1.0i19k1l5.169986.180743.0.182699.10.10.0.0.0.0.623.2163.2-1j1j1j2.5.0….0…1.1j4.64.mobile-gws-img..7.3.1252…0j0i67k1.0.Pk8BzSehREo#imgrc=35z8lNM9Jq7XmM:
.
Pois é…
Sempre o mapa.
.
As distâncias são pequenas na costa mediterrânea do Oriente Médio. Sempre foi, desde sempre.
.
As Colinas de Golan tem uma linha leste-oeste de 30 km – 2 minutos de vôo – , até Haifa no litoral partindo da fronteira em Golan são cerca de 60 km – 4 minutos de vôo subsônico.
.
Será que dá para entender porque a IAF-IDF voa sobre o Líbano e a Síria, verdadeiros santuários de forças hostis assimétricas?
.
Forte abraço.
Ivan, o antigo.

Ivan
Visitante
Ivan

comment image

Ivan
Visitante
Ivan
Ivan
Visitante
Ivan

https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQPVOAsSirTBvx3hYyGGj5eluURWO45GCT-ZKUwgf_Q1LLwhYg-I8q687R_hw
.
O mapa, sempre o mapa, para entender melhor o que acontece na política internacional e nas manobras militares simétricas ou assimétricas..
.
SDS.,
Ivan, o Mapento. 😉

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

Ivan Saudações, eu conheço muitissimo bem, bem mesmo os mapas daquele barriozinho de pólvora, fronteiras, delineações, histórico, zonas proibidas e reividicadas e etc., as pequenas distancias não são dsculpas pra Israel violar quase diariamente o espaço aéreo d seus vizinhos. Eu sei que Israel é cercado d inimigos e tem o direito sim d ataques preventivos mesmo em território inimigo, pq estes (terrorista principalmente) se puderem usarão suas armas contra Israel, mas essa atitude israelense é provocativa e tendenciosa, esperando uma resposta adversária pra ter motivos pra sua desproporcional resposta.Israel tem a mais bem equipada e treinada força militar daquela… Read more »

Soldat
Visitante
Soldat

2 – pontos

1- A Rússia(sao aliados) nunca irá atacar Israel mesmo se os seu soldados forem mortos por Israel isso já aconteceu com os Amis varias vezes e os Amis nunca revidaram contra Israel.

2- Os misseis nucleares de Israel não são para atacar os terroristas e muito menos o Ira.

E sim para num futuro caso suas colonias virem a cara para eles e os deixem na mão, usarão o plano de Sansão de levar o mundo todo junto…

E isso esperando mimimi…dos pro-Amis.

BILL27
Visitante
BILL27

Se a Russia faz vista grossa para Israel ,ela não deveria estar em solo Sírio …
Se o Putin afirma estar lá para apoiar Assad ,deixar outros paises sobrevoar e atacar em território Sírio ,é a mesma coisa que não estar lá.
È o tipo de coisa mais sem sentido que eu ja vi

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

O F35 de (natimorto)de Israel não deu mais as caras na Síria!?!? Por que será?!?!
Medo do S200 (obsoleto) !?!?

Augusto
Visitante
Augusto

Fábio, Israel tem que sobrevoar essas áreas para fazer reconhecimento para impedir os comboios do Hezbollah e manter o ISIS longe das fronteiras da colina de Golan que tem ocupação israelense

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

Augusto
Israel consegue fazer isso sem dificuldade nenhuma sem ter que a toda hora violar o espaço aéreo de outro país
Abçs

Augusto
Visitante
Augusto

Como Fábio ? E aliás a situação do s-200 o caça israelense estava sobrevoando o Líbano não a Síria, então se é assim pq a Síria disparou o míssil? Não seria uma provocação ? Qual o direito do Hezbollah de arma no Líbano, pelo que eu saiba o Líbano era um país de cristãos que os muçulmanos tomaram na guerra civil do Líbano e desde lá aquele país não tem governo oficial, então volta a perguntar que provocação Israel está fazendo ? Como Israel vai monitorar sem fazer voos de reconhecimento?

Ivan
Visitante
Ivan

Augusto, calma.
.
Os mapas demonstram claramente seu argumento das curtas distâncias, dá falta de profundidade do TO israelenses, notadamente entre Golan (fronteira com Síria) e Haifa (costa do Mediterrâneo)
.
As escalas nos mapas apresentam as distâncias.
.
Algo mais claro que desenho, não conheço. O mapa e o desenho…
.
Em tempo.
Este tipo de problema não ocorre com a Jordânia, um estado organizado, com controle de seu território em relação aos grupos extremistas estrangeiros.
.
Forte abraço.
Ivan.

Pangloss
Visitante
Pangloss

BILL27 5 de novembro de 2017 at 15:15 Se a Russia faz vista grossa para Israel ,ela não deveria estar em solo Sírio … Se o Putin afirma estar lá para apoiar Assad ,deixar outros paises sobrevoar e atacar em território Sírio ,é a mesma coisa que não estar lá. È o tipo de coisa mais sem sentido que eu ja vi ——————————————————- A Rússia está na Síria para defender seus próprios interesses. Lateralmente, isso inclui proteger Assad, mas apenas na medida suficiente para a salvaguarda dos interesses russos, e nada além. Se a ação israelense é apenas preventiva, a… Read more »

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

BILL27 5 de novembro de 2017 at 15:15, amigo, a Rússia sabe, entende, que há um refrega “particular” desde os primordios dos tempos, entre a Síria, Irã e etc, contra Israel. E, estes países, sabem que a Rússia não se envolverá nesta guerra “particular” entre eles(evidente que, desde que não ameace os interesses russos…). A Rússia no conflito sírio, está defendendo estrátegicamente “seus” interesseses. Ambos os lados entendem isso. E, até aqui, todos tem sido pragmaticos ao encarar isso. Tanto israelenses, quanto sírios, iranianos, turcos, sauditas e iraqueanos. Interesses esses, econômicos e geopoliticos. Há mihares de judeus de descendencia russa.Milhares.Israel… Read more »

fabio jeffer
Visitante
fabio jeffer

Augusto
Ivan
Vcs não acham que em pleno século 21 é necessário esse tipo d coisa

fabio jeffer
Visitante
fabio jeffer

Augusto, saudações Só como exemplo, aqi no Brasil, nossa força aérea conseguiria algo assim com seus R-99/E-99, Israel possui aviões muito mais eficientes e sofisticados pra isso que lhes permitem enxergar longe, bem longe, sem contar na qualidade de seus inúmeros satélites espiões de altíssima qualidade de imagens de onde eles podem ver e saber se um terrorista esta no quarto, no banheiro ou na sala de sua casa, e tbm sua eficientíssima rede de espionagem em toda aquela região plantada por la ja ha muitos anos, onde inclusive contam com libaneses e sírios cooptados financeiramente, e isto claro sem… Read more »

fabio jeffer
Visitante
fabio jeffer

Ivan, sadações
Os russos não voam sobre os EUA e nem os EUA voam sobre a Rússia, mas tanto um como o outro sabe o que se passa no lado adversário, e olhe as distancias.

Claudiney
Visitante
Claudiney

As frentes de combate na Síria diminuíram muito e aparentemente muitas armas estão sendo levadas pelo Hesbollah para o Líbano. Para Israel é um assunto de Segurança Nacional que para qualquer país do mundo pelo que eu saiba, está acima das leis e tratados internacionais. Por isso eles sobrevoam e atacam território libanês e sírio.

fabio jeffer
Visitante
fabio jeffer

olaa Claudiney
Claudiney nenhuma lei ou tratado internacional permite violações de espaço aéreo de um país soberano, mesmo que esse país esteja ingovernável. E Israel é signatário de muitos desses tratados.
Abraço amigo

Matheus
Visitante
Matheus

Força Aérea do Estado Islamico mais uma vez faz seu ataque. Nada de novo no front.

Concordo que Israel tenha que se defender, mas esses ataques sobre pretexto de que são prédios controlados pelo Hezbollah, eu não confio muito nessa não.

Humberto
Visitante
Humberto

Pessoal,
Israel voa sobre o Libano e a Síria pois ele pode faze-lo, já Síria ou Líbano não o fazem pois serão abatidos pelos Israelenses, simples assim. Sem entrar no mérito se é legal ou não, quem pode pode. Os gringos voaram por anos sobre a antiga URSS, Cuba, China(para ficarmos somente nestes países), nestes casos é uma luta de gato e rato. Vira e mexe alguém fica mais nervoso ou erra e a coisa degringola.
Refrescando um pouco a memória
http://www.aereo.jor.br/2017/05/19/cacas-chineses-voaram-invertidos-sobre-aviao-wc-135-americano/
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mundo/ft0204200105.htm

Jacinto
Visitante
Jacinto

fabio jeffer 6 de novembro de 2017 at 12:27 O motivo pelo qual Israel voa sobre Líbano e sobre a Síria foi explicado há 2500 anos pelo Tucídides no Diálogo de Melos: “Os fortes fazem o que podem e os fracos sofrem o que devem.” Israel voa sobre o Líbano e sobre a Síria porque, nem o Líbano, nem a Síria têm poder para evitar isso. Houve um período no qual os americanos voavam sobre a URSS impunemente com o U2 e depois com o SR-71, mas pararam quando os soviéticos conseguiram desenvolver sistemas SAM e interceptadores suficientemente bons para… Read more »

Augusto
Visitante
Augusto

Fábio mesmo havendo satélites e aviões com capacidade SAR é preciso de voos de reconhecimento, esses vôos não são feitos em território Sírio, Israel só sobrevoa a Síria se for pra atacar, os voos de reconhecimento são sobre o Líbano onde está o Hezbollah, não há provocação nenhuma nisso. Sobre os EUA e a Rússia quando a coisa esquenta a sim sobrevoos em território um do outro, só ver a situação do báltico um vive entrando no espaço aéreo do outro.

Augusto
Visitante
Augusto

É sobre o Líbano quando ele ganhou independência da França era um país majoritariamente Cristão, que foi invadido depois por ondas de palestinos que não aguentavam viver sob a tutela de Israel, depois do setembro negro e a expulsão da OLP da Jordânia por tentar um golpe de estado eles se mudaram para o Líbano e fizeram a revolução lá inclusive matando um presidente líbano cristão que marcou o início da guerra civil.

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

Jacinto, saudações Mais ou menos isso que quero dizer. Naquela região o mais fraco usa a ignorância pq não tem opção e o mais forte usa da ignorância por opção. E essa ignorância fomenta o ódio que gera ações que geram reações, que gera ataques que geram contra ataques. Israel por ser o mais forte tem outras opções mas usa da ignorancia pq aprendeu, essa ignorancia é a retórica preferida de partidos e candidatos que se elegem por ela em Israel. Desde a guerra de independecia quando sairam vencedores, o judeus expulsaram milhares de familias palestinas que estavam a muitas… Read more »