Home Aviação de Caça Programa russo-indiano de caça de quinta geração continua conforme planejado

Programa russo-indiano de caça de quinta geração continua conforme planejado

6104
47
Su-57

Força Aérea Indiana deve ser o primeiro cliente

MOSCOU, 24 de outubro / TASS /. A Rússia e a Índia continuam com o seu projeto conjunto para desenvolver a Aeronave de Combate de Quinta Geração (FGFA), disse na terça-feira o escritório de imprensa do vendedor de armas da Rússia, Rosoboronexport.

O Defense News noticiou anteriormente que citava um relatório do comando da Força Aérea da Índia de que o avião que estava sendo desenvolvido com base no jato de combate de quinta geração russo Su-57 não atendia aos critérios de discrição desejados.

Além disso, na opinião dos funcionários da Força Aérea da Índia, a aeronave de combate de quinta geração não possui um conceito de motor modular, o que torna a manutenção e a facilidade de manutenção da frota. É por isso que eles propuseram às autoridades indianas que saíssem do programa FGFA russo-indiano, informou o Defense News.

“Atualmente, o acordo intergovernamental russo-indiano está em vigor, há compromissos, nos termos dos quais as partes estão implementando o projeto conjunto para o desenvolvimento do avião de 5ª geração de acordo com as etapas e prazos acordados”, disse a Rosoboronexport.

O acordo sobre o projeto FGFA foi assinado em 2007. No início de maio, uma fonte no Ministério da Defesa da Índia disse à agência de notícias indiana PTI que um contrato sobre o desenvolvimento de um projeto detalhado do novo avião de combate seria assinado no segundo semestre de 2017.

Na primavera, autoridades russas anunciaram que a Rússia estava totalmente implementando suas obrigações no âmbito do projeto e esperava uma decisão do lado indiano.

O Avião de Combate de Quinta Geração (FGFA) está sendo desenvolvido com base no avião russo Su-57, em conformidade com os requisitos técnicos estabelecidos pelo lado indiano. Espera-se que a Força Aérea Indiana seja o cliente inicial deste avião, após o qual essas aeronaves devem ser exportadas para outros países.

FONTE: TASS

47
Deixe um comentário

avatar
46 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
27 Comment authors
CaerthalRonaldo de souza gonçalvesBispoCopoCésar A. Ferreira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Mikhail Bakunin
Visitante
Mikhail Bakunin

Então TASS

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Nota padrão da Rosoboronexport. Mas os indianos estão dizendo OUTRA COISA.

RenanZ
Visitante
RenanZ

Ahan……

RL
Visitante
RL

Não sei quem é mais enrolado ou qual padrão de notícias é pior.

Se as sputinices ou as fábulas indianas.

Más algo em comum que ambos lados possuem é inegável.

SÃO DOIS ENROLADOS. RUSSÍA E ÍNDIA.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Sem dinheiro na mão, caça no chão… 🙂 A Russia ainda vai penar muito com esse SU-57. Por isso, eu tenho muita desconfiança das capacidades dos seus pares chineses, mesmo com a grana e a espionagem rolando solta.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Rodrigo, os chineses sequer têm um turbofan viável. Por aí você tira.

Edgar
Admin
Member

Russos tentando acalmar o público interno. O mais provável é a IAF desistir do negócio. A HAL, sócia da Sukhoi no FGFA, está tentando ajudar no lobby interno, mas “According to official sources, the IAF is not very keen to pursue the project in view of the high cost.”:

https://economictimes.indiatimes.com/news/defence/hal-strongly-bats-for-fgfa-project-with-russia/articleshow/61189233.cms

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

Uai eu achei tava tudo errado como o F35 natimorto, mas parece que não né!?!?!
Tá aí o multifuncional de quinta geração!!
Que pode se defender sozinho!
Carga útil condizente!
Alcance incomparável!
Mach 2.2 !
O que mais????

donitz123
Visitante

Esse artigo é melhor. Diz os motivos pelos quais os indianos não devem sair do programa. . https://m.economictimes.com/news/def…w/61189233.cms . HAL strongly bats for FGFA project with Russia By PTI | Updated: Oct 23, 2017, 09.09 PM IST . ” HAL Chairman and Managing Director T Suvarna Raju said the multi-billion dollar co-development project with Russia will be an opportunity AS NO COUNTRY HAS EVER OFFERED such critical technology to India.” . “We are still hopeful. It is an OPPORTUNITY FOR THE INDUSTRY AS WELL FOR THE COUNTRY. This is an opportunity for us to go in for this kind of… Read more »

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Os aises fazem o que podem para desenvolverem um caça de 5 geração sem subserviência. Enquanto outros ficam no anacronismo e berço expelndido. Não é fácil, mas não vai ser por causa de palpites que essas nações deixarão o projeto com base no Su-57.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Corrigindo: Os países..

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

O quê que a Índia sabe de quinta geração!?!?!
Eles tem é que agradecer por ter um caça como esse!!

JPC3
Visitante
JPC3

Sérgio Luis 25 de outubro de 2017 at 12:09

Pelo seus cometários a índia sabe muito mais que você. Quem são vocês para darem palpite acima dos comandantes e engenheiros deles?

Que o PAK-FA é menos furtivo que o F-35, além de ser assumido pela sukhoi, é uma constatação óbvia.

Infantilidade querer desqualificar todo mundo que critica equipamentos ou tecnologia russa.
Isso é falta de argumento.

JPC3
Visitante
JPC3

Sérgio Luis 25 de outubro de 2017 at 11:45

Só em insinuar que outros não podem se defender sozinhos já prova a falta de conhecimento sobre o que está falando.

JPC3
Visitante
JPC3

Se os indianos estão pagando tem direito de criticar e pedir por melhorias.

Agora dizer que eles não sabem de nada, sendo que a pessoas sabe menos ainda, é argumento de torcedor e nada mais

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

érgio Luis 25 de outubro de 2017 at 11:45

O Su-57 não pode se defender sozinho, não tem carga útil condizente e não tem alcance incomparável porque simplesmente não entrou em serviço. ele NÃO É UM CAÇA MULFUNCIONAL DE 5ª GERAÇÃO CONDIZENTE porque como vetor de combate SIMPLESMENTE NÃO EXISTE. O que há são menos de 12 protótipos que até o presente não receberam motores definitivos e que, segundo a Força Aérea Indiana, sequer conseguiu a redução de RCS compatível com os requisitos.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Sérgio Luis 25 de outubro de 2017 at 12:09

Pelo quê os indianos devem agradecer? Pelos sucessivos atrasos no programa? Pelo fato de a despeito de terem colocado muito dinheiro até agora não tiveram a contrapartida esperada? Pelo avião até o presente não ter obtido a redução de RCS conforme os requisitos? Por até o presente não existirem sequer 12 protótipos? Ou seria pelo fato de não ter ainda seus motores definitivos?

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

JPC3,
A India so sabe comprar armamento nas prateleiras da Europa e Russia! Para exigir “quinta geração” nas atuais condições teria que contribuir alem do dinheiro!Outra coisa a Russia só precisa do dinheiro deles! Relaxa e espera sentado!
Agora nos diga o quê que a Índia tem de experiencia alem de comprar nas prateleiras ????
Cita pelo menos uma aeronave que a Índia sozinha projetou, executou e fez voar!?
Ouvi falar que a Índia não se come carne bovina e que as vacas andam pelas ruas são consideradas Divindades!

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Galante, chamar o F-35 de natimorto é um “bom argumento”?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Sérgio Luis 25 de outubro de 2017 at 13:23

Quem coloca MUITO dinheiro em um programa como os indianos colocaram (diz-se que seriam US$ 10 bilhões) tem TODO O DIREITO DE EXIGIR que o mesmo seja cumprido. Ademais não fossem os indianos os russos sequer conseguiriam levar esse programa adiante. Basta lembrar que saíram oferecendo para deus e o mundo. Tiveram até a coragem de tentar fraudar o short-lit final do FX-2 quando o Ministro da Defesa Russo veio aqui no Brasil oferecer o programa. Felizmente a mulher sapiens declinou.

Sérgio Luis
Visitante
Sérgio Luis

Esse site é muito bom por ser democrático!
Muito bem! Assim que se dialoga!

Emmanuel
Visitante
Emmanuel

Um programa que tem tudo para dar errado. E está dando.
Se a Índia pular fora, um abraço. Coloca mais uns 10 anos aí para sair algo…se sair.
Quando esse caça entrar em operação vai estar atrás até dos chineses que começaram bem depois essa corrida de “cassa istelfi”.
Se o F-35 é natimorto eu não sei. Sei apenas que tem motor, está operacional, é usado pela IAF (ainda ando com uma foto da IAF na carteira…) e está progredindo, pouco a pouco.
Abraço.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Emmanuel 25 de outubro de 2017 at 14:44

Mitou de novo!

Jhenison Fernadez
Visitante
Jhenison Fernadez

Mais um cliente para o F-35?

Juliano Bitencourt
Visitante
Juliano Bitencourt

Jhenison Fernadez 25 de outubro de 2017 at 15:09
“Mais um cliente para o F-35?”
.
A Rússia Comunista é parceira da China Comunista. Se houver um conflito da China Comunista com a India, a Rússia Comunista vai dar uma “mãozinha” pros parças comunas. Melhor e mais seguro mesmo ir de F-35, que caminha para ser 5,5 Geração.

donitz123
Visitante

Os indianos se comprometeram a pagar 5 bilhões para receber as tecnologias desenvolvidas para o Su-57. Os outros 25 bilhões estão saindo dos cofres russos.
.
Uma pechincha já que não seriam capazes de obter essas tecnologias em lugar nenhum e sozinhos ou com outras parcerias não conseguiriam desenvolver nada similar. Não conseguem fazer um treinador que se recupera de um estol que dirá um caça de 5ª geração.

donitz123
Visitante

Para tristeza de muitos, com ou sem Índia o Su-57 será adquirido pela Força Aérea Russa.
.
Coloquem na cabeça que ele é UMA NECESSIDADE russa.

XFF
Visitante
XFF

Tem gente torcendo para que Programa russo-indiano dar errado. Ficam alimentando de fofocas que a Rússia não tem dinheiro e tal, como se eles fossem ministros de finança da Rússia. Dizem que Rússia não tem dinheiro, mas eles tem centenas de projetos militares em andamento, além de ser segundo maior potência militar do mundo.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

XFF, eu quero que o SU-57 dê muito certo, que venda feito água no deserto, que alguns de nossos vizinhos comprem algumas duzias e assim tomemos vergonha na cara e passemos a encarar com seriedade a proteção de nossa população, recursos naturais, espaço fisico, etc…

Agora, entre eu querer isto e o preço do barril do petróleo estar baixo, quebrando as pernas (econômicas) dos russos e os impedindo de diversas aventuras, uma delas o desenvolvimento de um caça de 5 Geração vai uma distancia, em dólares, imensa…

Plamber
Visitante
Plamber

@Emmanuel

Insinuar que o F-35 é um caça competente só pelo fato de Israel ter entrado na lista de compradores não é argumento, aqui ninguém nasceu ontem, todos sabemos que Israel compra qualquer coisa feita pelo Estados Unidos, e se os caras fizerem uma privada voadora e oferecerem para os israelenses, é bem provável que eles acabem comprando, tudo pelo bem da politica mantida por ambos os países.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Não foi atoa que mostraram os motores definitivos, logicamente do ponto de vista russo absolutamente nada mudou por causa de um relatório. Não será nada fácil para os indianos saírem do projeto agora, principalmente com o caça praticamente acabado. Falta a versão biplace, porém avião nenhum de quinta geração está adotando esta abordagem, não tem onde comprar.
Se estão seriamente pensando em sair do FGFA, então o Su-57 monoplace aparece como uma opção tão viável quanto seria o próprio F-35.
Os indianos estão botando pressão procurando tirar alguma vantagem na reta final do projeto.

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Meus camaradas, o avião russo Su-57, será uma aeronave revolucionária quando entrar em definitivo na Ordem de Batalha da VKS. Este equipamento, contará com um sistema de propulsão sem análogo no mundo, tál as capacidades que irá conferir ao Su-57. E, isso tem demandado intenso trabalho de engenharia para acertos finais. Outro equipamento que irá conferir imensa capacidade para cambate aéreo aos futuros guerreiros alados da VKS, será o radar na Banda X. Mas, algo que irá fazer com que esta aeronave seja temida por todos, será as incriveis capacidades de seu sistema defensivo de guerra eletrônica. Vem aí, um… Read more »

Bruno wecelau
Visitante

Gente o Su57 não tem nada a ver com a Índia… O avião russo indiano e outro projeto que esta sendo desenvolvido com base no Su57 e bem inferior ao mesmo,e é isso que os indianos reclamam….entendem uma coisa Su57 só vai voar n força aérea russa ,pelo menos ate desenvolverem uma geração a frente…. Armada,Su57 e S500 não vão exportar, isso já foi dito pelo presidente deles….

Bruno wecelau
Visitante

**Armata

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

A India está na mesma situação que o BR.
Ambos pediram versões diferenciadas dos projetos originais. Isto demanda esforço, tempo e dinheiro.
A Índia está com pressa ? Mete a mão no bolso !
De resto é mymymy ao molho curry.
.
Nossa vantagem é que a Suécia é um parceiro sério. Se a Rússia o fosse a FAB estaria com Sukhois.

XFF
Visitante
XFF

Os indianos já gastaram bilhões de dólares no projeto e vão sair justamente quando o caça está praticamente pronto? O choro dos Indianos nada mais é que uma tentativa de barganhar algo mais. A cooperação russo-indiano vai além de um caça. Possuem muitos projetos militares juntos.

MalExGrimmjow
Visitante
MalExGrimmjow

Bruno wecelau. Acredito que não será inferior, apenas as exigências e necessidades indianas são diferentes das necessidades russas, como hj eles fazem com o T-90 e Su-30 com recheio israelense. Acima estão falando do custo do projeto para os indianos. Em minha opinião para quem nunca teve sequer um jato subsônico pronto como vemos o TEJAS desde 1980 em desenvolvimento. O caça bi-reator russo com supercruise está de bom tamanho. Colegas, não podemos comparar os programas como F-35 e T50 olha o custo de ambos a diferença é absurda! Só o motor dá o custo do programa PAK-FA quase. Vamos… Read more »

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Plamber 25 de outubro de 2017 at 17:11, meu caro, me desculpe, mas você não poderia estar mais equivocado. Israel a bem da verdade, tem nos EUA, um aliado estratégico e grande fornecedor sim, de material de Defesa. Agora, eu digo ao amigo, que Israel tem know-how suficiente para identificar o que lhe convêm. Inclusive é suficientemente independente para fazer parcerias com quem quiser na área de Defesa(Brasil é prova disso). As Forças Armadas de Israel são reconhecidas mundialmente pelo elevado profissionalismo de seu pessoal, e utilização de avançados sistemas de combate. E, não podemos esquecer que Israel é grande… Read more »

João Borges Queiroz Júnior
Visitante
João Borges Queiroz Júnior

Penso como o Bruno. O SU-57 é um projeto russo, com requisitos russos. Será desenvolvido independentemente da participação indiana, mesmo que mais lentamente e com financiamento menor, pois é o substituto natural dos flankers, não há outro. E não vejo o porquê de haver “pressa” no desenvolvimento da aeronave, apesar dos amigos ressaltarem sucessivos “atrasos” e “fracassos” do SU-57. Ainda são protótipos, e os Russos atualmente não estão envolvidos em nenhum conflito de tal ordem que demande aeronaves mais avançadas que seus Flankers… Como comparação, ainda que guardadas as devidas proporções e *pretensões*, não esqueçamos que o F-35 com financiamento… Read more »

carcara_br
Visitante
carcara_br

Russos atualmente não estão envolvidos em nenhum conflito de tal ordem que demande aeronaves mais avançadas que seus Flankers…
.
-Ucrania
-Georgia
-A OTAN inteira
-E não menos perigosos os haters de redes sociais e espaços de comentários kkkkk.
.
Claro que existe um enorme GAP no momento, pra mim fica claro que não apenas faz falta um caça de 5 geração como a falta de um coloca o equilíbrio de forças no Globo em perigo, e já traz problemas pra geopolítica russa.

César A. Ferreira
Visitante
César A. Ferreira

Os órgãos informativos indianos são porta vozes de interesses conflitantes dentro do governo e da indústria. Portanto desconfie de qualquer notícia, mesmo do Defence News, que em geral é bem equilibrado.

Copo
Visitante

Então era picuinha inventada pela mídia ocidental desta vez né

Bispo
Visitante
Bispo

Vamos ponderar alguns pontos desta … parceria Russo-indiana. – Não há muito tempo, a Índia assinou com a França um contrato no valor de € 7,98 bilhão para o fornecimento de 36 caças” Rafale “(especialistas de ambos os países dizem que tal compra zerou o caixa para fundos alocados ao SU-57). – Supondo que a Índia encerre a parceria…quem garante que “amanhã” Moscou não intensifica a cooperação técnico-militar com o principal rival geopolítico da Índia, Paquistão… e talvez acabe vendendo o SU-35 para bater de frente com os Rafale. – Muitos acreditam que essa manifestação indiana sobre as qualidades do… Read more »

Ronaldo de souza gonçalves
Visitante
Ronaldo de souza gonçalves

È esses aviões de quinta geração não justifica o financeiro e nem dor de cabeça que até os americanos estão passando.Quanto aos chineses eles tem grana e tem espionagem e parece que vão conseguir a frente dos russos.Vejo que o Brasil deve ficar no 4.5 mesmo tá bom demais,e além que estão desenvolvendo radares que os localizam o avião de quinta.Na India um Pais com população de pobres gastando uma grana desta,seu inimigo imediato tem poucos vetores e digamos de quarta geração,não justifica não.

Caerthal
Visitante
Caerthal

O título bem que poderia ser “Programa russo-indiano de caça de quinta geração continua conforme REplanejado”.