Home Aviação Comercial C919 da China completa segundo voo de teste

C919 da China completa segundo voo de teste

2646
16
C919

O grande avião de passageiros da China, o C919, completou seu segundo voo de teste em 28 de setembro.

O jato, matrícula 10101, saiu do Aeroporto Internacional de Xangai Pudong e atingiu uma altitude de 10 mil pés, voando por 2 horas e 46 minutos. O tempo de voo foi o dobro do seu primeiro realizado em maio de 2017.

Posteriormente, a aeronave será levada para Xi’an para novos voos de teste.

Com um alcance padrão de 4.075km (2.532 milhas), o jato é comparável ao Airbus 320 atualizado e à nova geração 737 da Boeing, de acordo com a COMAC (Commercial Aircraft Corporation of China).

Segundo estimativas, para atender a demanda de voos de turismo, a China vai precisar de cerca de 6.000 novos aviões deste porte nos próximos 20 anos.

Cockpit do C919

Subscribe
Notify of
guest
16 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Jorge
Paulo Jorge
2 anos atrás

A mesma coisa da linha E-JET: praticamente montado integralmente com componentes importados. Só asas e algumas partes da fuselagem com fabricação local.
Bom para os fornecedores, que terão o mercado asiático no colo.

Sds

Antonio de Sampaio
Antonio de Sampaio
2 anos atrás

Paulo Jorge 5 de outubro de 2017 at 13:44 Procure entender a geopolítica, mas principalmente, as normais de comércio internacional impostas pelos Estados Unidos que estão por trás disso, não o fazem por gosto, na verdade eles são obrigados. Sujeito que fala que a Embraer “só monta”, não passa no mais das vezes de um hate frustrado, e é o que mais tem por aqui. Mas acima de tudo, mesmo que metido a safo, não manja é lhufas. Acho difícil que empresas norte americanas ou da UE venham operar esse modelo ou o chino-russo, mas certamente muitos países o farão,… Read more »

igortepe
igortepe
2 anos atrás

Quem se habilita a dar uma volta no cai pecinha?

Gustavo
Gustavo
2 anos atrás

Parabéns aos Chineses! Belo avião! Enquanto aqui zoam, lá voam…. constroem… projetam…

Corsario137
Corsario137
2 anos atrás

Esse ai tem escala, potencial e um pouco mais.

Walfrido Strobel
2 anos atrás

O que causou estranheza foram os cinco meses entre o primeiro e o segundo voo do primeiro protótipo.
Segundo algumas fontes no primeiro voo os sensores para registras os dados necessários a certificação ainda não estavam instalados, somente agora inicia a certificação, o primeiro voo foi só para divulgação ao público e não causar um atraso maior na programação.

Top Gun Sea
Top Gun Sea
2 anos atrás

Quem diria as potências ocidentais se renderam a comunista segunda grande potência econômica do mundo, fornecendo equipamento de ponta aos chineses.

hamadjr
2 anos atrás

Rapaz se aquilo é comunista imagina então quando chegar ao Bakunismo … belo avião e sem dúvida vai concorrer com os demais nesse segmento até porque tem reserva de mercado né.

Mikhail Bakunin
Mikhail Bakunin
2 anos atrás

Será glorioso tovarishch Hamad

Nonato
Nonato
2 anos atrás

Um problema para os países ocidentais…
Ficam exportando tecnologia…
O dinheiro que entrar não compensará as perdas…

Aerococus
Aerococus
2 anos atrás

“Sujeito que fala que a Embraer “só monta”, não passa no mais das vezes de um hate frustrado, e é o que mais tem por aqui. Mas acima de tudo, mesmo que metido a safo, não manja é lhufas.” Pois é Antonio de Sampaio, esse tipo de comentário também me incomoda muito. Para quem trabalha com o assunto, soa até mesmo como um desrespeito ignorante. Na verdade, no final das contas, fica só a vergonha alheia. Para estes pobres desinformados fica a pergunta. Se a Embraer “só monta” o LEGO, quem escreve as instruções. Principalmente quando as instruções levam a… Read more »

hammadjr
hammadjr
2 anos atrás

Благодарю вас! kamarada Mikhail afinal este ano será 100 anos da eliminação da autocracia prussiana, de pé oh vitimas da fome, agora já podem consumir e voar no c919.

Denis Dias
Denis Dias
2 anos atrás

Quanto ao fato da China ter buscado fornecedores ocidentais (americanos e europeus), excelente! Se quiser ter sucesso, esse é o caminho. Os clientes querem confiabilidade no projeto, o uso de sistemas testados e comprovados como eficientes e confiáveis, transmitem confiança e garantem as boas taxas de disponibilidade da aeronave.

Antonio de Sampaio
Antonio de Sampaio
2 anos atrás

A China não é um país capitalista na essência do termo, suas empresas não se importam com conceitos como break even point ou taxa de markup, na verdade praticam uma forma de capitalismo predatório e financiado pelo estado, o lucro é secundário, para usar um termo brando. Como disse aquele cara que está refugiado na embaixada do Equador e que era da CIA, falando sobre as empresas chinesas que investem em petróleo, a diferença das empresas chinesas para as gigantes norte americanas e europeias, é que eles não buscam o lucro, elas buscam apenas o petróleo, o lucro não importa,… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
2 anos atrás

Fly by wire 😉