Home Aviação de Caça Há 11 anos, o F-14 Tomcat voava pela última vez nos EUA

Há 11 anos, o F-14 Tomcat voava pela última vez nos EUA

10175
60
O “Felix 101” foi último Tomcat a voar na Marinha dos EUA

Ainda em serviço com a Força Aérea da República Islâmica do Irã, o F-14 Tomcat foi aposentado pela Marinha dos EUA há 11 anos.

Mesmo que, oficialmente, o último voo de Tomcat da US Navy tenha ocorrido em 22 de setembro de 2006, durante a cerimônia que foi realizada na NAS (Naval Air Station) Oceana, o último voo real de um Tomcat nas cores da USN ocorreu em 4 de outubro de 2006.

Há 11 anos, um F-14D (BuNo 164603) do esquadrão VF-31 Tomcatters foi transferido de Oceana para o Farmingdale Republic Airport em Long Island, Nova York e pode-se ver seu último pouso no vídeo no final deste post.

O avião era um Grumman F-14D e foi o último Tomcat (ou Super Tomcat, como o modelo D também era conhecido) construído.

O BuNo 164603 foi entregue em 29 de maio de 1992 na NAS Miramar para o VF-124 Gunfighters, do West Coast Tomcat Fleet RAG (o Replacement Air Group, o esquadrão de treinamento naval para uma aeronave específica).

Então, em junho do ano seguinte, o BuNo 164603 foi um dos primeiros F-14D a serem atribuídos ao VF-2 Bounty Hunters.

O Felix 101 em uma passagem baixa

Em fevereiro de 1998, estava voando com o VF-213. Como “Black Lion 101” este Tomcat alcançou outro marco importante em 7 de outubro 2001, quando juntamente com outros Tomcats e Hornets pertencentes à CVW-11 (Carrier Air Wing 11 que estava embarcada no porta-aviões USS Carl Vinson CVN-70) destruíram uma bateria de SAM SA-3 perto do aeroporto internacional de Cabul, realizando o primeiro ataque da Operação Liberdade Duradoura (Operation Enduring Freedom – OEF).

O BuNo 164603 ficou com os Black Lions até o início de 2002, quando passou para o VF-101 Grim Reapers, originalmente no Fleet Tomcat RAG na Costa Leste, que se tornou o único Tomcat Fleet RAG da frota após a dissolução do esquadrão Gunfighters em 30 de Setembro de 1994.

No entanto, foi durante o verão de 2003 que o BuNo 164603 foi transferido para o seu último esquadrão, o VF-31 Tomcatters.

Os Tomcatters fizeram do jato o seu “Felix 101”, o que significa que ele se tornou o colorido avião do CO (comandante).

Com o VF-31, este Tomcat completou dois cruzeiros, incluindo o cruzeiro do Mediterrâneo 2005-2006 embarcado no USS Theodore Roosevelt (CVN-71), em apoio à Operação Liberdade do Iraque (Operation Iraqi freedom – OIF), que assinou o fim da carreira da Tomcat.

O último capítulo da vida do F-14 da Marinha dos EUA foi fechado em 4 de outubro de 2006, quando o BuNo 164603 completou o voo final, com o último dos Tomcats dos EUA transferindo-se da Oceana Naval Air Station para o Farmingdale Republic Airport.

Em seguida, o BuNo 164603 foi transportado pela estrada de Farmigdale para Bethpage e exibido em frente à fábrica Northrop Grumman 25, onde descansa até hoje.

FONTE: The Aviationist

60
Deixe um comentário

avatar
60 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
39 Comment authors
Delta 1SandroRodrigo FigueiredohammadjrIvanmc Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bavaria Lion
Visitante

Todo blog/análise de piloto que eu já li, de gente que pilotou os dois (Tomcat x super lobby), todos avaliam o Tom como superior…

Renato Vieira
Visitante
Renato Vieira

para mim o mais belo passaro feito pelo homem até hoje….é verdade que tempo chega para todos, mais alguns eternizam!

Top Gun Sea
Visitante
Top Gun Sea

Bacana! De lá para cá abandonaram de vez projetos com asas de geometria variáveis, sendo apenas o remanescente bombardeiro B1 com estas características.

Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

A história desse avião daria um bom livro.
Da problemática variante A ao incidente com o Irã após a revolução aiatolá… do dogfight com o Su-22 Líbio ao estrelato no filme Top Gun…
Da campanha na Guerra do Golfo à variante Bombcat…
Enfim, acabou sendo “substituído” pelo Super Hornet.
Era o terror dos bombardeiros soviéticos e teve o Foxhound como único rival à altura.
Pena que teve fim trágico e foi totalmente destruído para evitar comércio negro com o Irã.

Sds

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Mas foram seus agora inimigos iranianos que o testaram em combate, estilo top gun, abatendo um mig-23 iraquiano com um missil Phoenix.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Um radar AESA enorme, aviônica atualizada, mísseis AIM-120D… imaginar não custa.

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71

Nunca sairá de minha memória ( pelo menos enquanto eu tiver uma, rs ) o filme The Final Countdown ( Nimitz Volta ao Inferno), bem antes do famoso Top Gun, que além de mostrar o F-14 ainda misturava ataque a Pearl Harbor – eu tinha uns 14 anos, mas já lia muito sobre aviação e 2ªGM – c/ os famosos Zeros de Hollywood ( T-6’s maquiados de Zero ). Assisti na telona, nada de TV, a imagem gigante e o som deixavam tudo ainda mais maravilhoso. P/ quem não não viu algumas cenas:
https://www.youtube.com/watch?v=NkOsXNF_ZoM

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71
Flávio
Visitante
Flávio

Rodrigo 4 de outubro de 2017 as 21:46

Os Tomcat Iranianos tem registradas várias aeronaves Iraquianas abatidas, na guerra entre os dois países. Inclusive abateram MIG-25, usando os misseis Phoenix.
Os F-14 são realmente um dos aviões mais belos já construídos.

Carlos A Soares
Visitante
Carlos A Soares

Um dos poucos que eu me ajoelho e reverencio.
___________________________________

Quando asas em Delta é de arrepiar.
____________________________________

O JC era um BM, deveria ter invadido por ar, destruído todos 14 ou na mão grande mesmo.
____________________________________

“Renato Vieira 4 de outubro de 2017 at 21:01
para mim o mais belo passaro feito pelo homem até hoje….é verdade que tempo chega para todos, mais alguns eternizam!”

Melhor sintetização impossível, parabéns.

Carlos A Soares
Visitante
Carlos A Soares

Muito boa lembrança esse filme …. Nimitz …. propaganda para mostrar as garras,
mas em nada muda o venerável F 14.
E o Nimitz tb.

Antonio de Sampaio
Visitante
Antonio de Sampaio

LucianoSR71 4 de outubro de 2017 at 22:07 Nunca sairá de minha memória ……… ________________ Achei que você iria dizer que tinha voado num desses quando li esse introito…menos mal, é que por aqui tem um…. deixa pra lá… ____________________ Realmente era uma máquina impressionante, seu painel hoje em dia pode ser considerado totalmente ultrapassado, só reloginhos… sobre os aviões derrubados pelos iranianos, li aqui neste site, ou não sei onde, que seu míssil ar-ar é programado para atingir o avião líder da esquadrilha em formação, vai direto no líder independente de comando, ou seja, o mais antigo, acho que… Read more »

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Sou viúvo assumido do Tomcat. É o objeto voador à jato mais belo já construído. E se repararem bem na idade dos últimos F-14 à serem produzidos (todos F-14D, claro), foram aposentados antes de seu tempo. E foram dois incidentes no Golfo de Sidra, com os Su-22 em 1981 e com MiG-23’s em 1989.
.
Rola uma grande nostalgia de quando eu abria os livros na época, ou via imagens dos porta-aviões com grupos aéreos sortidos, com F-14, A-7, A-6, S-3…. enfim… bons tempos.

Tiger 777
Visitante
Tiger 777

Sem considerar os proibitivos custos de manutenção, que o fizeram aposentar. Caso fosse modernizado, ele poderia estar voando/lutando até hoje??!
O que acham???

Matheus
Visitante
Matheus

Flyby com 22 F-14:
https://www.youtube.com/watch?v=GlrGO-0j724
Excelente livro: Iranian F-14 Tomcat Units in Combat by Tom Cooper

Os Israelenses chegaram a avaliar, mas o contato com os F-111 Australianos levantou o problema da manutencao asa de geometria variavel.

Paulo
Visitante
Paulo

Ele é fantástico mas não tanto quanto o seu irmão e contemporâneo F-15 que ainda esta voando e vai voar por muito tempo ainda. Lembrar que Israel quando testou os dois (F-!4 e F-15) preferiram o Eagle sem sobra de dúvidas. O Tomcat ganhou sua áurea mítica em filmes de Hollywood e nas mãos dos iranianos que fizeram um estrago enorme contra o Iraque.

Paulo
Visitante
Paulo

Mas para não dizerem que eu não gosto do F-14, na primeira vez na vida que eu pisei nos USA comprei de uma vez duas jaquetas G-1 cheias de patches do Tomcat. Esse foi o meu ¨passeio na Disney¨. KKKKKKKK

Zé
Visitante

“Tirem aqueles caipiras do meu céu”

Alex
Visitante
Alex

Em matéria de visual não existe nenhum outro avião tão bonito quanto o F-14… mas é fato que tecnicamente ele já não se compara aos aviões mais atuais como o Eagle ou Super Hornet.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

F-14 um dos caças com mais cara de caça… Ícone.

Tomcat3.7
Visitante
Tomcat3.7

O cara da aviação de caça, e isso é incontestável !!!
Vida longa ao Tomcat !!!

IvanStop
Visitante
IvanStop

Uma aeronave unica. Esses dias vi um video muito interessante do ultimo tour dele no Iraque. Vi tambem um video em que alguns Tomcat’s repousam num quintal em meio a arvores e alguns Phanton´s no estilo caçadores de reliquias.
https://www.youtube.com/watch?v=jGGfZMHEK8A

Matheus
Visitante
Matheus

O pedigree da Grumman vem de longe
https://www.asme.org/getmedia/2d64abc8-3fa3-4d29-92d4-40db4777e8b2/238-Grumman-Wildcat-Sto-Wing-Wing-folding-Mechanism.aspx

O mecanismo de dobrar asas do F4F ganhou premio ASME…. e as gdes solucoes foram passando adiante.

Ver foto na pg &.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Antonio, não funcionada desse modo. Na ocasião em que um Phoenix conseguiu mais do que um kill, os iraquianos estavam voando em formação cerrada para tentarem enganar os radares iraquianos, pelo menos tentando ocultar quantas aeronaves realmente haviam. O lock foi feito no sinal mais forte que calhou de ser o líder. Estavam voando em formação diamante e eram 4 MiG-23’s.
.
O F-14 NÃO foi substituído pelo Hornet F/A-18A/B/C/D. Os Hornet substituíram os A-7 Corsair II já à partir da década de 1980. Apenas com o Super Hornet sendo introduzido que foram gradualmente substituindo os F-14 nos esquadrões da USN.

Hawk
Visitante
Hawk

Eu tinha o F-14 dos “Comando em Ação” (G.I JOE) que hoje é do meu filho. Como todos dizem era um belo avião, creio que o filme TOP GUN fez com que muitos jovens quisessem ser pilotos, como aconteceu com muitos conhecidos meus.

Guilherme
Visitante
Guilherme

O rei dos céus. Meu primeiro contato, real, com o F-14 foi no museu Flight of Museum em Seatle.

Gustavo
Visitante
Gustavo

Esse não importava o preço de operar, o RCS do tamanho da lua, e o que mais que fosse falado. ELE PODIA. Que caça! O mais bonito da história. Uma pena termos poucos videos em alta definição dessa beleza no ar.

AL
Visitante
AL

O melhor e mais belo caça de todos os tempos!!!! Não à toa, é meu gravatar!!!!

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

É de se imaginar o que poderia ter surgido se a USN não tivesse dispensado o NATF tão rapidamente lá pelos idos de 1990, já que imaginavam que upgrades no Tomcat o deixariam na ativa até 2015. Poderíamos ter visto um real substituto do Tomcat ao invés de um F/A-18 bombado. Talvez até mesmo o F-35 naval fosse desnecessário. Mas enfim… muitos ‘what ifs’.

Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

Era um aeronave soberba e extremamente cara de operar. Lá nos anos 80, cada Tomcat saia por US$ 30 milhões pra USN e cada AIM-54 por US$ 1 milhão. E pra quem acha o Foxhound um “trambolho”, melhor dar uma analisada na ficha dele, pois estética é irrelevante na hora do combate. Ah, o Super Hornet não é um “Hornet bombado”. É uma aeronave nova com estética que remetia ao F-18 Legacy. Estratégia do pentágono para entubar o avião para o contribuinte como se fosse uma simples versão nova. A Boeing teve que reprojetar quase tudo para lançar o F-18… Read more »

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Então… como eu ia dizendo… é um Hornet bombado… Aumenta-se as proporções com algumas soluções de engenharia diferentes, coloca-se o motor novo, e tem bastante espaço para equipamentos/aviônica moderna, et voilá, Le Super Hornet. Aeronave de uma categoria acima daquele que se teve origem. Veja bem, não estou desmerecendo o Super Hornet, mas muito da pesquisa foi cortada por manterem basicamente a mesma aerodinâmica, mas em escala maior, etc.
.
Até o A-7 é um tanto mais diferente do avião à partir do qual foi projetado (F-8 Crusader), sendo inclusive de categoria e performance totalmente diferente.

Guto
Visitante
Guto

Realmente foi um ícone de toda uma geração.

Nada como rever os vídeos dos Fighter Flings para matar a saudade do Tomcat

AnyTime Baby !!!

https://www.youtube.com/watch?v=QCmEFrWDAUY

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Paulo 5 de outubro de 2017 at 6:23 Israel avaliou os dois modelos no ano de 1974. Os pilotos encarregados da avaliação, todos eles veteranos com algumas muitas vitórias em combates aéreos, dividiram-se em duas turmas. Uma se encarregou do F-14 e a outra do F-15. Os pilotos que avaliaram o Tomcat consideraram os controles muitos duros e o avião pouco potente para o seu tamanho (culpa dos famigerados TF-30). Em um episódio constrangedor em Miramar os pilotos da USN bateram no peito e disseram que em dogfight um A-4 não venceria um F-14. Os israelenses, grandes operadores e conhecedores… Read more »

EBS
Visitante
EBS

Avião mais bonito da historia e tive o prazer e alegria de não apenas ver voando como entrar em um desse no ano 2000. Lindo…

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Existem 2 tipos de caça. O Tomcat e os caças que o Tomcat permite que voem.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

HMS Tireless, acredito que esse episódio lá em Miramar é balela. F-14’s perderam inúmeras vezes para os A-4 e incluo aí os TA-4. Parte inicial do curso do NFWS (TOPGUN) era justamente de dar uma dose de ‘humildade’ para os alunos. Os instrutores realmente ‘carcavam’ os alunos no início do curso, então acho que não seria novidade alguma, mesmo em 1974, que os F-14 poderiam sim ser derrotados pelos A-4.

Nonato
Visitante
Nonato

Estão dando a entender que esse avião era melhor do que F15, F16 e F18?
Afinal de contas, quando começou essa série F e qual a sequência e como se comparam?

Tomcat
Visitante

Avião sensacional!

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Nonato, cada aeronave tem pontos positivos e negativos no envelope de voo. Cada caça da série “teen” tem seus pontos fortes, então o piloto tem que voar usando esses pontos fortes ao mesmo tempo tentando negar o uso do ponto forte do oponente. . Dito isso, de modo geral vocẽ pode dizer que o F-14 tem menos agilidade que os outros caças da série “teen” (fourteen, fifteen, sixteen, eighteen), mas nem por isso você pode virar suas costas para ele num dogfight, pois a diferença é pequena e vacilou, perdeu. . Em termos de combate BVR, o F-14 tinha um… Read more »

Tomcat
Visitante

Clésio, O Tomcat foi concebido com o propósito de ser o “Fleet Defender”. Sua principal característica era a capacidade de, através do radar Hughes AWG-9, enquadrar seis alvos e lançar seis AIM-54 Phoenix simultaneamente. Por causa disso, foi praticamente construído em volta desse radar. Claro, era necessário que fosse capaz de encarar dogfight, e fazia isso muito bem para os padrões da época em que foi projetado, no final da década de 60 (sua estrutura resiste a +7,5g) aplicando muitas soluções inovadoras – lembrando que seu primeiro vôo foi em dezembro de 1970, iniciando as operações em 1974 (32 anos… Read more »

Tomcat
Visitante

Complementando:
Sua principal característica era a capacidade de, através do radar Hughes AWG-9, enquadrar seis alvos e lançar seis AIM-54 Phoenix simultaneamente, com a capacidade de derrubar aeronaves a mais de 100 milhas a partir do ponto de lançamento

Agnelo
Visitante
Agnelo

Tomcat 5 de outubro de 2017 at 17:11
Acompanhava 24 alvos e enquadrava 6.
Li cerca de 215 Km aeronaves pequenas e 325 aeronaves grandes (logicamente dependendo da altitude etc).
Não lembro mais das velocidades, mas um alvo enquadrado distante 200 Km vindo de frente, Phoenix disparado a 160 km e impacto a 100.
Coisas q li há muuuuiiitttoooo tempo e não esqueci.
Sds

Carlos Crispim
Visitante
Carlos Crispim

Clésio Luiz 5 de outubro de 2017 at 15:40
Existem 2 tipos de caça. O Tomcat e os caças que o Tomcat permite que voem.

Clesio, essa foi ótima, vou usar com o Raptor, pois atualmente o F-22 é assim.

Nunão
Visitante
Nunão

“Afinal de contas, quando começou essa série F e qual a sequência e como se comparam?” . Nonato, creio que o Clésio já respondeu às suas perguntas 2 e 3, faltou só a 1ª: A série “F” começou no final dos anos 1940, praticamente na mesma época em que a USAAF se tornou USAF, e as os indicativos de caças deixaram de ser “P” de Pursuit (como os P-40, P-47, P-51 etc) e passaram a ser “F” de Fighter (F-80, F-84, F-86, etc). Aí os números foram subindo, subindo, veio a série “century” dos anos 1950 (F-100, F-104, F-106 etc)… Read more »

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Tomcat, modéstia à parte, eu conheço bem toda a série dos Teen Fighters, dos quais o Tomcat é meu preferido. . Dito isso, na verdade tanto o F-14 quanto o F-15 (do A até o D) são limitados operacionalmente a 7,5Gs. Esse operacionalmente diz apenas que acima disso os pilotos são repreendidos se passarem do limite estabelecido. Mas estruturalmente falando, ambos podem passar bem de 7 Gs, inclusive relatos dos exercícios AIMVAL–ACEVAL era de que valia tudo, e muitos passaram até mesmo de 10 Gs com essas aeronaves. . Voltando à nossa realidade, o Mirage IIIE também era limitado a… Read more »

Plinio Junior
Visitante
Plinio Junior

Belo avião, clássico… o fim da URSS representou o fim da ameaça representada pelos seus bombardeiros e mísseis acabaram sepultando o F-14…..

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Na verdade, os F-14 com os mavericks nao alcançavam os MIG-23 por sua velocidade, apenas conseguindo abater um armando uma esboscada e com o uso do phoenix.

Bavaria Lion
Visitante

Caros

Em um documentário sobre a guerra do golfo, um piloto ianque afirma ter puxado 12g no F-15 (vinha mais alto e mais veloz que um Mig-29, deu um loop pra coloca-lo no radar e abateu-o).

O vídeo está no youtube (https://www.youtube.com/watch?v=AFX-U0gZRfE e a parte que falo inicia aos 16:20), o que me faz pensar no porque o F-20 matou pilotos com G-loc de “apenas” 9g, quando o piloto de F-15 deu um loop de 12g e nem tonto ficou…

Saudações.

Bavaria Lion
Visitante

Ps. Era um Mig-25. Nessa mesma guerra, um Foxbat abateu um F-18, e poderia ter abatido 3 se não tivesse recebido uma estranha ordem do controle aéreo de voltar para a base…

heli Queiroz
Visitante
heli Queiroz

No encontro dos F14 do esquadrao VF41 Black Aces pertencentes aos CVN65 Enterprise foram usados misseis Sidewinder e nao os Phoenix pois ja se encontravam a curto alcance depois dos F14 evitarem os misseis Atol disparados pelos Sukhois