Home Aviação de Caça Prenda-me se for capaz: caças britânicos não conseguem interceptar aviões russos

Prenda-me se for capaz: caças britânicos não conseguem interceptar aviões russos

10537
45
Caça Eurofighter Typhoon

A Força Aérea Real (RAF, na sigla em inglês) enviou dois caças multifuncionais Typhoon para tentar interceptar dois bombardeiros russos próximo do litoral da Escócia

De acordo com a edição The Daily Mail, o incidente, ocorrido na manhã de 20 de setembro, é mais um de uma série de recentes ocorrências entre a RAF e a Força Aérea da Rússia.

Os dois aviões britânicos partiram do aeroporto de Lossiemouth para interceptar dois bombardeiros russos, mas a tentativa foi malsucedida, porque os aviões da Força Aérea da Rússia deram a volta e conseguiram escapar.

Além disso, um avião Voyager A-330 levantou voo da base da RAF de Brize Norton, em Oxfordshire, para reabastecer os aviões enquanto estes patrulhavam o espaço aéreo britânico no mar do Norte.

A edição britânica lembrou um incidente semelhante entre a RAF e a Força Aérea Russa que ocorreu em maio deste ano. Naquela ocasião, dois Typhoons e um avião de longo curso Voyager também foram enviados para interceptar aviões russos.

Entretanto, o Ministério da Defesa da Rússia afirmou repetidamente que todos os voos da Força Aérea da Rússia são realizados no respeito estrito pelas normas internacionais de utilização do espaço aéreo sobre águas neutras, sem violar as fronteiras de outros países.

FONTE: Sputnik

45
Deixe um comentário

avatar
45 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
33 Comment authors
Luiz TrindadePanglossteropodeAugustoArariboia Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Hawk
Visitante
Hawk

Pela fonte… Sei lá!
Os Britânicos não tem sistema SAM de defesa? Precisam lançar dois caças para interceptar o inimigo?

Walfrido Strobel
Visitante

Hawk, vc quer começar a terceira guerra mundial?
Usar um míssil contra um avião russo sobrevoando aguas neutras.
Por outro lado dependendo da distancia não tem SAM que alcance.

Bosco
Visitante
Bosco

Hawk,
Os britânicos não têm sistemas HIMAD (de médio e longo alcance). Nesse ponto eles são iguais a nós, e só tem sistemas SHORAD.
Só em navios é que eles adotam mísseis de médio e longo altitude/alcance.
Agora estão adotando o CAMM-L para substituir o Rapier, mas ainda não está operacional. Ele dará uma cobertura de médio alcance mas nada de muito fantástico.
A defesa da ilha é basicamente provida pela aviação.

Top Gun Sea
Visitante
Top Gun Sea

Se soubermos quais caças Russos estavam no cenário, fica mais fácil de termos uma ótica e veracidade dos fatos.

donitz123
Visitante

Provavelmente estavam testando o tempo de resposta dos britânicos.

Nikiti
Visitante
Nikiti

TU-23M3/M3M tem essa vantagem, de quando acompanhado por A-50U, ele usar sua velocidade e autonomia para lançar ataque e evadir.

Bavaria Lion
Visitante

Matéria do sputnik também. Tem um desconto.

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Caros, faz tempo que os Tupolev Tu-160 “brincam” de gato e rato e geralmente levam a vantagem contra os interceptadores da RAF. A ótima revista Air Forces Monthly teve várias reportagens a respeito nos últimos anos. Parece que os Tu-160 voando em águas internacionais se aproximam no limite do espaço aéreo britânico, usando os sistemas EW e ECM ao detectarem aproximação dos interceptadores Tornado F-3 (antigamente) e agora os Eurofighter Typhoon abrem as manetes e aceleram a velocidades supersônicas deixando os interceptadores ingleses sem qualquer chance de de fato interceptar os russos. Entendam, como se trata de testar o tempo… Read more »

Renato B.
Visitante
Renato B.

Verdade Galante. Os russos fazem isso desde os tempos do Kim Philby. Até fizeram selo postal em homenagem ao sujeito. Quer provocação maior? 🙂

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Está tranquilo, é só o ursinho brincando de esconder-se.

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Só para mostrar como funciona por aquelas bandas: no dia 15 de junho de 2017 a Finlândia (que não é da OTAN) postou fotos tiradas por um F-18 de sua Força Aérea que nas 48 horas anteriores havia interceptado A-50, Il-22, Su-24, Su-27, Su-34 e também Tu-22M3. Por sua vez, no dia 19 de junho a VKS interceptou pares de B-1B (matrículas USAF 85-0083 e 85-0084) e B-52H (matrículas USAF 60-0002 e 60-0021) além de RC-135 “Combat Sent” (matrícula USAF 64-14847) e RC-135W “Rivet Joint” (matrícula USAF 62-4138) perto de Kaliningrado. Ou seja, apenas a rotina e nada mais.

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

“Entretanto, o Ministério da Defesa da Rússia afirmou repetidamente que todos os voos da Força Aérea da Rússia são realizados no respeito estrito pelas normas internacionais de utilização do espaço aéreo sobre águas neutras, sem violar as fronteiras de outros países” Sim, só esqueceram de dizer que, “ÀS VEZES” desligam o transponder, em uma dos espaços aéreos mais congestionados do mundo. Isso ainda vai dar uma m…! No mais, desde dos tempos da minha coleção “AVIÕES DE GUERRA” que os soviéticos/russos fazem isso, ontem eram Phantons, F-14, Tornados ADV, hoje são Typhoons, e vida que segue…. Mas crianças, nada de… Read more »

Soldat
Visitante
Soldat

UIiiiii os Inglesinhos sempre com medinho…chamem os Amis.Help Amis…Help…uiiiii…..

Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

O saudoso Tomcat colocaria o Tupolev pra correr antes dele imaginar qualquer gracinha.
Uma pena que deram baixa.
Hoje só o F-35 para engajar seis horas a meia milha sem ser detectado.
Os britânicos acertaram ao escolhê-lo.
Sds

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Jacinto
Visitante
Jacinto

Mas esse não é o procedimento habitual de interceptação? Até onde eu sei, quando o avião interceptado altera sua rota de forma a afastar-se do país do interceptador, a intercepção acaba e todos voltam para as suas bases.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Galante, a Sputnik como mídia oficial e corrupta que é s more dá tons sensacionalistas e heróicos para as lambanças russas. Era melhor você ter usado o Daily Mail como fonte…

Igor Lacerda
Visitante
Igor Lacerda

Tomcat para interceptar um TU 160, ou mesmo o F35, e melhor rever seus conceitos, o F15SE, ou o F22, são os responsáveis por este papel. Ou outros não são interceptadores. Não teriam a menor chance.

Tallguiese
Visitante
Tallguiese

Ha suadade dos tomcats e seus fenix.

Carlos Crispim
Visitante
Carlos Crispim

Nada demais, somente rotina, Russia e GBR não estão em guerra, logo, ninguém quer atacar ninguém, apenas testar. Nunca acreditei que os Typhoon fossem grande coisa, apenas no quesito feiúra extrema eles são campeões disparados na frente.

Hellcat
Visitante
Hellcat

Divulgaram qual era a aeronave? Seria coisa do tipo Tu-160 ?

Ivan Recife
Visitante

Gato e Rato no Mar do Norte. Brincadeira antiga. Quase tão antiga como o mesmo jogo no Mar Báltico. . Um detalhe sempre esquecido. Os Typhoons, assim como os Tornados F3, estão em QRA. Em tempo de paz o nível de alerta é menor e as aeronaves ficam no solo, prontas para decolar no que a OTAN chama de Quick Reaction Alert – QRA. . Se a temperatura esquentar os Typhoons e até mesmo os F-15C Eagles ianques certamente estariam em voo sobre o Mar do Norte em Patrulha Aérea de Combate (inglês seria Combat Air Patrol – CAP). .… Read more »

ScudB
Visitante
ScudB

Em agosto de 2015 aconteceu exatamente a mesma coisa . kkk

hammadjr
Visitante
hammadjr

Quanta cigarro do capeta estragado tem gente fumando derrubar um avião russo naquela situação só se forem Turcos

Nonato
Visitante
Nonato

Ivan Recife. Falou algo que pensei de falar. Isto é, se um avião está no solo, aí só o chamam para “interceptar” quando o “inimigo” está próximo do território, há algum tempo entre ordem de decolar, decolar e ir em direção aos “inimigos”. A questão da matéria é: os bombardeiros russos são mais velozes do que os typhoon? Os russos sempre gostaram do mig 31 porque voa disparado feito louco a 3.000 km soltando fogo pelas ventas, como se diz no nordeste… Caso contrário e considerando que o russos deram meia volta não havia mais motivos para interceptar… Estou ficando… Read more »

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

Alguem avisa o Ivanmc que um ursinho não consegue levar bombardeiros estratégicos supersônicos até as bordas do Reino Unido

Alfredo C S
Visitante
Alfredo C S

Sput o que???

Alfredo C S
Visitante
Alfredo C S

Daqui a pouco vao citar o Grama…

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Na verdade é correto o pensamento de que se os bombardeiros deram meia volta e foram embora (em tempos de paz, apenas missão de rotina), não há porque continuar com a interceptação, ainda mais no cenário em que se deu, fazendo o Typhoon voar sobre o mar e se afastando em velocidade supersônica do território britânico. Acontece que os jornais britânicos são sempre afeitos a estardalhaço, fofocas e intrigas e sendo assim, uma notícia “normal” se torna um drama épico como se a RAF fosse uma porcaria por não conseguir interceptar os bombardeiros russos. Só como curiosidade, o Typhoon é… Read more »

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Parem com os mimimis, o Galante já disse que a Sputnik usou como fonte o tão ruim quanto, The Daily Mail.

Soldat
Visitante
Soldat

Nao adianta nao somente um Typhoon com dois 38 em cada asa é suficiente para abater 6 tu. 160 russos…..ai ai..aiai…ai…ai…segundo a mentalidade dos pro-Amis…rsrs….

Bosco
Visitante
Bosco

Pessoal,
Tentar interpretar sputnices é bater palma pra doido dançar. Serve de diversão mas não sai nada que aproveite e não se chega à conclusão alguma.

Bosco
Visitante
Bosco

Também é melhor interpretar línguas que sputnices: “https://www.youtube.com/watch?v=W2oi6EbshBc”

Topol
Visitante
Topol

Chegaram atrasados … certamente que a interceptação seria necessária bem na hora do five o’clock tea dos pilotos ! huahauahuahaua

Ivan
Visitante
Ivan

http://www.dailymail.co.uk/news/article-3870918/RAF-Typhoon-fighter-jets-scramble-intercept-Russian-bombers.html
.
Observem que isto sempre aconteceu, como exemplificado nesta matéria do Dayly Mail de outubro do ano passado.
.
Há um mapa na matéria que permite uma visão da QRA.
.
Sds.,
Ivan.

Ivan
Visitante
Ivan

https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTXaV1y383ITwyfrR_WB_5k4qBq-CfeQL_RoORQl6XjyV7Rh18aSBVVacbLsA
.
Basicamente são duas rotas para os bombardeiros russos chegarem ao Mar do Norte e norte/nordeste do Reino Unido:
– Através do Mar Báltico, partindo de São Petersburgo;
– Através do Mar da Noruega, partindo da península de Murmansk.
.
Pelo Báltico é imprensado, entre vários países,. usados eventualmente por caças e caças bombardeiros.
.
O caminho dos bombardeiros vermelhos é, normalmente, pelo norte.
Muitas vezes eles partem escoltados lá de cima, na terra de Papai Noel, por caças (F16) noruegueses. No caminho vão trocando de quadra.
.
Mas eventualmente ‘driblam’ as defesas e surgem no Mar do Norte.
.
Sds.

Bosco
Visitante
Bosco

Ivan,
Interpreta essa: “chacataramaralarabasharalabacantaramalarabah”.

Arariboia
Visitante
Arariboia

Sobre velocidade… Os TU-22M3/M3M esses dados: Características do vôo [ editar ] | editar wiki-texto ] Velocidade máxima : fora da terra: 1050 km / h a uma altitude de 2300 km / h Velocidade de cruzeiro: 930 km / h A velocidade de descolagem em massa de 124 toneladas: 370 km / h Velocidade de pouso com um peso de 78-88 t: 285-305 km / h Tecto prático : 13 300 m Gama de voo: 6800 km Raio de batalha com carga de 12 000 kg: a velocidade supersônica: 1500-1850 km em velocidade subsônica e altitude extremamente baixa: 1500-1650… Read more »

Augusto
Visitante
Augusto

Vale lembrar das bases da Otan na Islandia que estão lá pra fechar a Saída dos russos para o mar do norte, o engraçado é que não se tem notícia de aviões baseados lá saindo para interceptações

Ypojucan
Visitante
Ypojucan

Arariboia, os Tu-22M3 raramente se aventuram longe de sua bases, são bombardeiros médios (apesar de para os Russos, serem classificados como estratégicos). Se voam muito longe, como para a Síria, vão com pouca carga de bombas. Os bombardeiros que costumeiramente testam as defesas britânicas, canadenses e americanas são sempre ou os Tu-160 ou os Tu-95, não me recordo nem mesmo nos tempos da guerra fria de Backfires voarem tão longe. Na época da CCCP/URSS os bombardeiros médios soviéticos eram os Blinder (Tu-22) os Backfires (Tu-22m2 e posteriormente os M3) já que os Bison nos anos 70 foram transformados em reabastecedores… Read more »

teropode
Visitante

Os russofilos piram ,mas vamu da um desconto , o caça que subiu foi o pesadão eurofigher , muito conhecido pela lerdeza de suas manobras , sem contar ainda que ,10 minutos antes de sua decolagem “toda “pista deve ser aspirada , lavada e secada utilizando uma cambiarra com dois motores a jato , deste jeito os Russos deitam e rolam , a europa nordica deveria abdicar-se de suas nacionalidades , fazerem um plebicito e se incorporarem aos EUA , kkkk, os melhores genes europeus foram perdidos entre 1914 e 1945 , so restando pessoas interessadas em pão ,circu e… Read more »

Pangloss
Visitante
Pangloss

teropode 23 de setembro de 2017 at 23:27
————————————————-
Cara, se você colocar esse seu comentário em formato acadêmico, consegue uma tese de doutorado em História, no IFCS da UFRJ.
Aparelhamento ideológico em último grau, impressionante. Gramsci ficaria orgulhoso.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

“Alfredo C S 22 de setembro de 2017 at 22:01
Daqui a pouco vao citar o Grama…”
________________________________________

Está errado, pesquise ….

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Não deixa de ser preocupante RAF não conseguir interceptar aviões russos, mesmo que em águas internacionais… Isso demonstra falta de operacionalidade por parte da RAF e Royal Navy. Sempre achei muito prematuro aposentarem os Sea Harriers sem ainda ter chegado o F-35 para substitui-los.

Agora estamos vendo o resultado escancarado ao mundo!

Legenda: RAF- Royal Air Force (Força Aéra Real) e Royal Navy (Marinha Real Britânica)