F-16I e F-35I

Por Judah Ari Gross

Israel finalizou um acordo para comprar mais 17 caças furtivos F-35 avançados da Lockheed Martin, disse o Ministério da Defesa no domingo, que trarão a frota da aeronave para 50.

A decisão inicial de comprar os 17 caças F-35 adicionais foi feita pelo gabinete de segurança em novembro de 2016, mas demorou mais nove meses para discutir o acordo com os Estados Unidos e a Lockheed Martin.

Israel está atualmente na posse de cinco caças furtivos F-35, o primeiro entregue em dezembro de 2016, e a IAF continuará a receber os 45 restantes em pequenos lotes nos próximos anos.

A encomenda inicial de 33 jatos F-35 deverá ser entregue até 2021. O novo lote de 17 aviões está previsto para chegar até dezembro de 2024, informou o Ministério da Defesa em um comunicado.

De acordo com a IAF, espera-se que o avião de última geração esteja operacional no próximo ano.

“Concluir o acordo para adquirir 17 aviões F-35 adicionais representa uma adição significativa e estratégica à força aérea”, afirmou o ministro da Defesa, Avigdor Liberman, em um comunicado.

O ministro da Defesa também observou que este acordo é mais uma prova de “quão profunda é a conexão e as relações militares entre o Estado de Israel e nosso grande amigo Estados Unidos”.

Em sua declaração, o Ministério da Defesa não especifica o custo exato dos caças, mas observou que, pela primeira vez, os jatos F-35 custarão NIS 358 milhões (US$ 100 milhões) por avião, o que significa que as aeronaves adicionais custarão provavelmente a Israel pelo menos NIS 6,09 bilhões (US$ 1,7 bilhão), não incluindo os custos de manutenção adicional e equipamentos de suporte.

FONTE: Times of Israel

Previous articleArgentina avalia alugar caças F-5 do Brasil para defesa aérea da cúpula do G-20
Next articleÍndia quer adquirir um segundo lote de 36 caças Rafale da França
Subscribe
Notify of
guest
49 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jeff

50 jatos programados. É, pois é.

André Bueno

Pelo jeito o avião deixou boas impressões.

ivo

Israel é basicamente um deserto, e desconheço se tem petróleo la,como que eles conseguem tanto assim??
e nós que temos o “celeiro do mundo” quase não temos mais força aérea!
ah, tá bom, não precisam responder, até eu já sei a resposta.

Ivan Martins da Rosa

Vocês podem até não acreditar, mas a criação do Estado de Israel e a proteção que tem recebido dos EUA tem a mão de Deus.Essa proteção é Biblica.Ah, não sou Judeu!!!

Kleiber

Ivo, Israel investe em educação e tecnologia, essa é o grande segredo deles. Inúmeros prêmios nobéis. Grande números de Phds. Mas nos brasileiros preferíamos futebol , carnaval e bundas.

gafanhoto

Israel é basicamente um deserto, e desconheço se tem petróleo la,como que eles conseguem tanto assim?? cabecas pensantes demais meu rei Sigmund freud Barbara Streisand Einstein maria curie Copernicus Charles chaplin steven Spielberg e muitos outros grandes nomes e vencedores do premio nobel mesmo assim uma otima pergunta por que o brazil naum tem nada em comparacao???????? Israel naum compra technologia as produz aonde sao lapidados os diamantes? construidos os novos processors de pcs?aonde tem a maior empresa de technologia em seguranca cibernetica?quem fez os maiores passos da humanidade em ciencia fisica quimica technologia nuclear etc?…………. o tio Jacob e… Read more »

Guilherme tonhao

Não sei se vocês sabem mas a verba destinada as forças armadas do Brasil é praticamente igual a de Israel, mas a diferença é o gasto com pessoal que come uns 80% das verbas.
Namoral, as próprias forças armadas não sabem se organizar. Os milico só querem receber seu salário e depois aposentar na suavidade.
Tinha que diminuir o efetivo das forças armadas daqui.
E esse f-16 de Israel é maravilhoso hein.

Agnelo

Acho q os judeus pelo mundo ainda pagam seu dízimo pra manter seu Estado.

André Bueno

Essa venda será via FMS?

Hawk

Vou começar a rever minha posição sobre o F-35.
Israel pediu mais?
Alguma coisa bem interessante viram nele assim como viram no Mirage!

Fernando Jesus

Os judeus em volta do mundo mandam dinheiro para Israel

Nilo Rodarte

“Israel é basicamente um deserto, e desconheço se tem petróleo la,como que eles conseguem tanto assim??”

Resumo da ópera: investimento pesado em educação de qualidade, investimento pesado em pesquisa e desenvolvimento e um sentimento muito arraigado de amor pelo país. Não tem como dar errado.

Billy

Uééé, porque Israel quer mais “pombos” que vivem dando bug, hein??

horatio nelson

ivo 28 de agosto de 2017 at 14:41 até tem mais é muito pouco da pra subsistência
Ivan Martins da Rosa 28 de agosto de 2017 at 15:00 concordo plenamente
Billy 28 de agosto de 2017 at 16:18 israel terá uma automação e software proprio nos adirs

Fábio Mayer

Israel é um polo de alta tecnologia em praticamente todas as áreas do conhecimento, o que explica “sua grana”… é o que dá investir em faculdades de matemática, física, química, biologia e engenharia, ao invés de abrir curso de direito, letras e administração por todos os lados…

Jeff

“…mas a criação do Estado de Israel e a proteção que tem recebido dos EUA tem a mão de Deus. Essa proteção é Biblica…” . Quanta bobagem. Israel está onde se encontra hoje por seus próprios méritos. Estudam e investem muito em tecnologia e desenvolvimento. Mantém política séria de proteção ao seu território e seu povo. São um vespeiro, e não acho errada a posição deles, depois de tudo que passaram. Nem vou falar de Banárnia porque vão começar os mimimi de complexo de vira lata e etc., então deixa quieto. Cada povo tem o país que merece, aqui é… Read more »

Juarez

É, senhores, tempo, senhor da razão. Vão estar plenamente operacionais antes mesmo da FAB ter o IOC do Gripen NG. Deus é pai.

G abraço

Ivan BC

O PIB de Israel (território minúsculo, sem petróleo e sendo atacado por terroristas) equivale a 48% do PIB da Arábia Saudita, porém, olhem no mapa o tamanho da Arabia Saudita, com uma população 3 vezes maior e com uma quantidade absurda de petróleo!
Claro que Israel tem apoio dos EUA, assim como de outros países europeus, mas sem dúvidas Israel tem todos os méritos, sabe trabalhar!
Abraço!

Adriano A.R.

A conclusão dessa nova compra dá uma marretada final no argumento de que o F-35 é um fiasco, etc, etc… A FA mais competente do mundo já teve tempo de avaliar o caça…. e disse “quero mais”. Ponto. E pensar que a FA Israelense foi fundada no sufoco da guerra de 48, com quatro Me-109 montados na Tchecoslováquia, que mal podiam voar…. com embargo americano e tudo….

Walfrido Strobel

Como descendente de alemães eu acho interessante omitirem na maioria das publicações o fato de Einstein ser um alemão, filhos de alemães e educado em escolas alemãs até concluir seu segundo grau, depois de se formar em física na Suiça voltou a Alemanha e lá fez as pesquisas que garantiram seu prêmio Nobel.
Sempre se referem ao judeu Einstein, como se não tivesse nacionalidade, pelas biografias sua família era considerada judia não praticante.
Após ir morar nos EUA em 1933 se naturalizou americano, mas ja foi para lá como um alemão famoso ganhador do premio Nobel.

J.Silva

Sim, o país tem todos méritos citados acima, mas não desconsiderem a monumental ajuda que recebem dos EUA, é muito recurso externo que entra ali… Principalmente se for analisado o aspecto militar.

Gallina

Os cães ladram mas a caravana passa.
Interessante notar que os pedidos de informação de vários países – imprensa fala em Alemanha, Espanha, Grécia smj – vieram logo após a declaração de operacionalidade.
Sobre Israel, a tendência é que venha ainda mais encomenda num prazo não tão longo, haja vista a necessidade de substituir os F-15 Legacy A/B/C/D no período 2025-2030; além dos F-16C mais antigos, os Barak, que devem ser retirados mais ou menos no mesmo tempo.
Abraços

Paulo Jorge

Israel sabe o que faz. Se o F-35 fosse esse fiasco todo, jamais eles iriam torrar bilhões em 50 unidades.
Mas temos os “especialistas” que adoram detonar o JSF, imaginando que soluções mágicas, patriotismo e economia de palito garantem Know how na área.
Triste e deprimente.

Sds

Delfim Sobreira

ivo Onde Israel arruma tanto dinheiro ? Ora… sabe o dízimo sem impostos ou contas a prestar, onde vai parar ? Pois é. Se pagassem impostos, poderiam essas “igrejas” mandar seu dinheiro para onde quisessem, Israel inclusive, mas não o fazem. E ficam cristãos babando por uma “Terra Santa” que não existe desde 1948, pois o que existe é Israel, o Estado judeu para judeus, não para cristãos. Para nós só existe, como “compensação”, o resto do mundo ocidental cristão, democrático e laico, tão bom que todo mundo não-cristão quer vir para cá ou já está aqui, inclusive a maioria… Read more »

Julião

Querer comparar as necessidades militares de Israel com as do Brasil é piada, né? Israel é uma pequena faixa de terra cercada por um verdadeiro barril de pólvora! Me expliquem, por favor, especialistas, por quê o Brasil necessitaria investir para ter uma força aérea gigantesca quando praticamente não existe possibilidade de conflito num horizonte de décadas à frente? Só pra satisfazer a vontade da galera que quer quantidade e selfies com os aviões? Acho que a FAB está muito certa no que está fazendo. Se tornando uma força aérea enxuta, porém moderna e profissional. Muito em breve teremos a força… Read more »

Carlos Alberto Soares

gafanhoto 28 de agosto de 2017 at 15:14
Nanotecnologia é o número 1
Medicina de ponta invasiva e não invasiva número 1
Agricultura no deserto número 1
Está descobrindo boas reservas de gás em sua costa.
Tecnologia de Defesa …. ponta.
Etc etc etc
http://www.focus-economics.com/countries/israel

Carlos Alberto Soares

Nilo Rodarte 28 de agosto de 2017 at 16:12 é por ai …. mas tem mais …. _____________________________ “Fernando Jesus 28 de agosto de 2017 at 16:08 Os judeus em volta do mundo mandam dinheiro para Israel” Sempre foi espontaneo, nunca foi obrigatório. Depois do acordo de Paz em 1974, as contribuições somente ocorrem em caso de conflito. Lembro que as IDF’s são compostas por boa parte da população e o serviço militar obrigatório é para ambos os sexos por cinco anos. ___________________________ Fábio Mayer 28 de agosto de 2017 at 17:26 É por ai …………. ___________________________ Jeff 28 de… Read more »

Carlos Alberto Soares

Compradores-Consórcio-Israel foi o primeiro comprador:
https://www.f35.com/global/participation/israel

Carlos Alberto Soares

Lembro que Israel produz as asas do F 35 e
somente isso deve gerar uma receita superior a USD 2.5 Bilhões.
Mais, parte do pct de maldadesdo Adir é local.
http://www.iai.co.il/2013/36861-46752-en/MediaRoom_News.aspx

Carlos Alberto Soares

O treinador avançado da IAF é da Leonardo que tem DNA Russo. Grande parte dos equipamentos de defesa em terra são Israeli. Grande parte das Naus Israeli são “de fora” com recheio Israeli. Parte do recheio e armas dos anv’s Israeli são locais e por ai vai …. Domínio total nos ares quem tem é USA e RUSSIA, ponto. Han depende de turbinas e pecinhas made in Russia etc Francélicos importam pecinhas dos Âmis …. E por ai vai … Até o nosso F 39 depende dos Âmis e dos Ingleses. Mais …. Força Aérea naquela região é linha de… Read more »

HMS TIRELESS

Nesse momento em que Israel confirma todo o seu pedido inicial de caças F-35 você se pergunta onde estão os detratores do aparelho. Será que o aval da mais bem sucedida força aérea depois da II GM não é suficiente? Cadê a galerinha que criticou a apresentação da aeronave em Le Bourget?

Marcelo-SP

Não posso, por falta de conhecimento, dizer algo sobre o fator genético. Mas o fato é que a quantidade de genialidades da história com origem judia é impressionante.

Se há algo sobre DNA nisso não sei mas, certamente, o que se diz sobre a perseguição histórica, e o hábito de ter sempre alguma riqueza que pudesse carregar, incluía a maior riqueza individual de todas: a que a educação produz no cérebro de cada um. Sem dúvida, o estudo sempre foi parte da cultura dessas famílias.

Flamenguista

Caros colegas, os maiores “detratores” do F35 sao os próprios americanos.
SRN

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Corsario137

Diante de tamanha incompetência nossa, creditamos nos outros, que fazem sucesso, teorias de toda sorte: ajuda divina, dízimo, proteção por outras nações…

A fórmula de Israel é simples e todos sabem: bom uso do dinheiro público, investimentos sérios em p&d, liberdade econômica, coisas triviais porém ainda muito distantes da nossa realidade do sec.19.

Ricardo Da Silva

Só pra rir um pouco:
“Argentina avalia alugar caças F-35 para defesa aérea.”

Corsario137

E sim, os que falam por vezes criticam o F-35, e ai me incluo, só o fazem devido ao grau de transparência que o projeto possui. Tenho a mais absoluta certeza que coisas muito piores acontecem do lado de lá de Berlim, com a diferença que ninguém tem acesso, só propaganda oficial.

E claro, Israel não estaria tão encantado não fossem as qualidades excepcionais da aeronave, ainda que continue passando por ajustes/correções.

Corsario137

Por ultimo, repito mais uma vez o que já disse em post anteriores: existe ainda muito claramente um estabilishment anti-semita no mundo, arraigado no inconsciente coletivo de grande parte da população, principalmente ocidental. Assim, se eles não fizerem por onde, seguirão seu martirio em novas inquisições/pogroms/holocaustos e todo tipo de barárie que já se cometeu contra o povo judeu. A gente acha que o mundo mudou mas no fundo é tudo a mesma coisa com uma fantasia de amoled, aço escovado e blackpiano. O mundo segue racista, anti-semita, xenófobo e medíocre como sempre foi.

Bosco

Flamenguistas,
Não os americanos que contam! No caso, os três usuários (USAF, USN e USMC).

Carlos Alberto Soares

Corsario137 29 de agosto de 2017 at 12:26
Caro colega, excelente comentário.
Tem mais depois eu posto.
http://www.aereo.jor.br/2017/06/05/o-poder-aereo-de-israel-na-guerra-dos-seis-dias-em-1967/

Gallina

Carlos Alberto Soares 29 de agosto de 2017 at 5:11
Pode ser. E duvido que substituam 1 por 1.
F-15 : nada leva tanta carga tão longe com o melhor radar embarcado. Problema: alto custo de aquisição e sobretudo da hora vôo. Quase vale a pena comprar F-35.
F-16 : versátil, conhecimento de cabo a rabo do equipamento com hora vôo affordable.
Quanto ao F-35, meu chutômetro diz que Israel ficará com algo próximo de 100 unidades.
Abraços

Flamenguista

Bosco 29 de agosto de 2017 at 13:20
Flamenguistas,
Não os americanos que contam! No caso, os três usuários (USAF, USN e USMC).

Talvez nao mas, analistas militares, oficiais da reserva, Donald Trump(talvez esse nao conte mesmo), e principalmente a opniao publica, vez por outra trazem mais uma do F35. Nao tenho nada contra o caça, mas…
SRN

Nonato
Vader

Como assim Israel vai comprar MAIS dessa joça de avião?????? . CINQUENTA aviões no total??? E eles nem estavam originalmente no Projeto JSF??? . COMO??? . Esses israelenses são idiotas??? . Será que eles não sabem que essa bomba vai deixar a Força Aérea deles “na chom”??? Será que eles não sabem que com esse lixo aí serão destruídos pelos poderosos caças russos da Síria, Irão e alhures??? . Esses israelenses são retardados… Só pode… . Deve ser uma conspiração da Lockheed Martin com a CIA reptiliana de Bilderberg Iluminatti para fazer com que os árabes atirem os judeus no… Read more »

André Luiz.'.

Roberto 30 de agosto de 2017 at 14:26
Vou tentar interpretar o que o amigo disse:
“Esse É o F-16 que a FAB deveria ter” (SE dinheiro pra adquirir E operar tivesse, E SE as ameaças externas à segurança nacional fossem no mesmo nível das que Israel e outros futuros operadores do F-35 enfrentam…!).
Como as condicionantes acima não são satisfeitas, vamos de Gripen E/F mesmo. E lambam os beiços!…

Juarez

Mestre Vader, neste exato instante recomeçaram os hara kiris na ponte das almas perdias, aquelas mesmas da data do anúncio do FX 2. Caiu mais um mantra vendido pelos discípulos ogro de São Bernardo.

g abraço

Ivanmc

Mazal Tov!

RicardoNB

Qual o Drama ? Se vão ser as aeronaves dos primeiros lotes, mais caras, ou dos últimos a serem usadas para treinamento, qual a diferença ? É uma relação ilógica essa. Fatalmente cerca de 10% de 2000 unidades dos EUA serão usadas apenas para treinamento.