Advanced Super Hornet F/A-18XT

A proposta de uma unidade de fabricação na Índia é parte da aquisição prevista por parte do país de 57 aviões de combate multi-função baseados em porta-aviões

28 de agosto (UPI) – A Boeing propôs a construção de uma unidade de fabricação na Índia para os aviões de combate F/A-18 Super Hornet como parte da aquisição prevista por parte do país de 57 aviões de combate multi-função baseados em porta-aviões.

A Marinha Indiana atualmente opera os caças MiG-29K no INS Vikramaditya, um porta-aviões modificado russo de classe “Kiev”. A Índia está atualmente construindo o porta-aviões da classe “Vikrant” de design nacional com duas unidades planejadas.

A Marinha Indiana sofreu uma série de problemas de manutenção com o MiG-29K devido ao estresse na estrutura durante os pousos nos porta-aviões, bem como outros problemas de manutenção. Os aviões geralmente requerem reparos significativos após os pousos de rotina, e muitas partes só podem ser reparadas na Rússia.

As questões levaram a Índia a emitir um requisito para 57 caças para futuros porta-aviões com vários modelos em potencial sendo considerados. A oferta da Boeing de produção doméstica de peças para o F/A-18 seria uma vantagem devido aos problemas logísticos com o MiG-29K.

Os fabricantes de defesa dos EUA estão fazendo avanços significativos no mercado de caças indianos. A Lockheed Martin garantiu um acordo no início deste ano para começar a produzir o jato monomotor F-16 Block 70 Fighting Falcon na Índia e muitos detalhes ainda estão pendentes.

O Super Hornet F/A-18 é o principal caça multimissão da Marinha dos EUA. Foi exportado para a Austrália e espera-se que sirva por décadas ao lado do F-35. O EA-18G Growler é uma variante anti-radar e um bloqueador de guerra eletrônica.

FONTE: UPI

Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Guilherme tonhao
Guilherme tonhao
3 anos atrás

Meu sonho é ver uns 40 SH na marinha operando de Santa Cruz e de Natal.
Porque a MB não investe em esquadrões baseados em terra e esquece essa coisa de NAe ?

Ivan BC
Ivan BC
3 anos atrás

Certeza que os indianos vão aceitar essa proposta.

Bardini
Bardini
3 anos atrás

Nessa altura do campeonato, acho que o Rafale faz mais sentido para eles…

Paulo Jorge
Paulo Jorge
3 anos atrás

Se for pra fugir da bomba russa, melhor ir logo de Rafale M, já que o gaulês já opera em solo por lá.
Não faz sentido pegar o SH a uma altura dessas, salvo se for pra distribuir $$ para o almirantado.

Sds

pangloss
pangloss
3 anos atrás

A Marinha da Índia é capaz de lançar Rafale ou Super Hornet, sem que haja substancial diminuição das capacidades dessas aeronaves?

André Luiz.'.
André Luiz.'.
3 anos atrás

Guilherme tonhao 28 de agosto de 2017 at 17:03 “ Meu sonho é ver uns 40 SH na marinha” — parafraseando Dn. Ivone Laura, “Sonho Teu, Sonho Teu…!” E, se fosse pra ter esquadrões de caça baseados em terra, porque seriam da MB?!… Na verdade, há muito que se contesta a validade de que a MB opere Porta Aviões, mesmo que a título exclusivamente de manutenção de doutrina: porque NAes são armas para ‘projeção de poder’, e não propriamente de negação do mar. Mas, convenhamos, o Braisl tem pretensões de ‘projetar poder’ aonde?! Contra quem?!… Dentro dessea linha de estratégico,… Read more »

Karl Bonfim
Karl Bonfim
3 anos atrás

Tá difícil, esses indianos são muitos complicados, enquanto isso os paquistaneses e chineses vão comendo pelas beiradas. É muita reviravolta, haja paciência!

Marcandrey
Marcandrey
3 anos atrás

A Força Aérea Indiana me lembra muito uma colcha de retalhos que minha vó tinha!

A logística de ser o tal samba do crioulo doido!

chimango
chimango
3 anos atrás

André Luiz, podemos trocar esses 40 SH por mais 2 submarinos convencionais (S-BR).
Totalizando 6 unidades.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás

Paulo Jorge 28 de agosto de 2017 at 17:49
Em que base(s) o Rajada opera na Índia ?
_________________________________________

Aqui concorremos com as loucuras dos Hindus ….. porém em Hélis.

teropode
3 anos atrás

Depender da França eh arriscado , aquilo lah deixa-ra de ser gaules em apenas trinta anos, portanto eh um risco confiar forças navais equipadas com tecnologia arabe,opsss, digo gaulesa, portanto os SH sao mais indicados , o Imperio Yankee ainda dura uns 60 anos no minimo !

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás

SH é de patrão, sniff …. mas tá bom …. F 39.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás

teropode 28 de agosto de 2017 at 19:38
Leia mais sobre a história Francesa e dos Árabes na península Ibérica.

Rodrigo M
Rodrigo M
3 anos atrás

Seria muito interessante se aquela versão, mais leve do Hornet (F-18L) para operação somente em terra firme tivesse ido adiante, mas agora claro, na versão SH.
Sem todo o peso extra daqueles trambolhos para dobrar as asas e um trem de pouso muito mais simples e leve, melhoraria muito a relação peso-potência (Que é uma das piores dos caças da sua geração) além da autonomia, e hoje o colocaria bem mais forte nas concorrências mundo afora.
Foi um pena a politica americana somado a outros interesses terem matado esse projeto.

Nonato
Nonato
3 anos atrás

Ubs growlers para a Índia viriam bem a calhar…

RL
RL
3 anos atrás

Estranho será seca Índia não aceitar pois lá tem de tudo. Só está faltando o SH e o F-16 pra completar a salada de frutas.

Vem que podiam levar o Opalão da MB pra render uns trocos e ainda encherem de Tejas para justificarem o investimento naquela joça.

Agora 40 na MB seria plausível no entanto, pouco. No mínimo o dobro disso ….

Bardini
Bardini
3 anos atrás

40 Super Hornets não nos sairiam por menos de U$ 7 bi… Isso chutando baixo. Com esse dinheiro todo dá para reestruturar boa parte da força de superfície.

sergio ribamar ferreira
sergio ribamar ferreira
3 anos atrás

Os indianos (hindus) podem comprar e investir os estadunidenses estão dispostos a vender e fabricar localmente na Índia. Conclusão: os indianos tem dinheiro nós não. Estamos(sempre) no contingenciamento, uma lástima e choradeira atrás da outra.

sergio ribamar ferreira
sergio ribamar ferreira
3 anos atrás

Errata: os indianos têm dinheiro…Lástima e choradeira para nós brasileiros

Plamber
Plamber
3 anos atrás

sergio ribamar ferreira

A India não tem dinheiro, o que se faz por lá é simplesmente não investir em nada além das forças armadas para se poder adquirir todos esses equipamentos. Se você acha que no Brasil se vive mal, e que aqui é um país muito desigual, é porque ainda não deve ter visto como vive a população indiana, pelo menos aqui ainda se investe um POUCO em tudo o que eles não investem por lá.
.
Entre lá e cá, eu prefiro cá (e tenho certeza de que você também).

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás

Nem lá, nem cá !

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
3 anos atrás

Eles ainda vão fazer cair um desses,

Corsario137
Corsario137
3 anos atrás

E segue o pesadelo logístico indiano…
Só falta fechar Gripen e SH! Kkk

Hawk
Hawk
3 anos atrás

Do jeito que eles são “juntos e misturados” capaz de colocar o MIG 29, Rafale e F18 num mesmo Porta Aviões! 😉

Ricardo Da Silva
Ricardo Da Silva
3 anos atrás

Só pra rir um pouco:
“Argentina avalia alugar caças Super Hornet para defesa aérea.”

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

A Boeing disse que o SH é capaz de operar no atual porta aviões indiano com rampa. Fizeram simulações junto a marinha indiana e coisa e tal.
.
Só quero ver como vão posicionar os freios do convés no trem de pouso do SH, que são mais estreitos que os dos russos e com aquela perna do trem em forma de joelho:
.
https://i.ndtvimg.com/i/2016-07/mig29k_650x400_41469698382.jpg

Wlton
Wlton
3 anos atrás

72 Gripen
50 Super Hornet
30 SU-35
20-SU-34
4 S-300
5 Partsir
6 S-BR
2NS-BR
1 NaE (segunda mão)

carvalho2008
3 anos atrás

Não acho que o F18 leve esta….

ARC
ARC
3 anos atrás

Os indianos apesar de terem um sonho de multicapacidades tem um pesadelo operacional quando se leva em consideração o principal inimigo, China. Comprar F-18 na altura do campeonato é inserir mais uma variável de custos atrelado as muitas existentes no orçamento da defesa, a melhor opção é padronizar ao máximo e reduzir certos custos, Rafale é a melhor opção no caso.

Walter
Walter
3 anos atrás

Que aeronave senhores! Por favor…

Jacinto
Jacinto
3 anos atrás

Os indianos estão se aproximando dos EUA na área de defesa em virtude da ameaça chinesa. Querem aumentar a interoperabilidade com a US Navy e e por isso compraram o Boeing P8 Poseidon. Comprar também os F-18 SH, neste contexto, faz todo o sentido.

Rodrigo
Rodrigo
3 anos atrás

Mas parece que o presidente da Finlandia dilmou, e tambem nao vai de F-18, apos o Trump tar dado a entender que ja havia fechado com a Boieng. . HELSINKI (Reuters) – President Sauli Niinisto on Tuesday denied that Finland was buying new fighter jets from American planemaker Boeing (BA.N), following remarks by U.S. President Donald Trump. Finland is looking to replace its ageing fleet of 62 F/A-18 Hornet jets with multirole fighter aircraft in a procurement estimated at 7-10 billion euros by 2025. . “One of the things that is happening is you’re purchasing large amounts of our great… Read more »

Bavaria Lion
3 anos atrás

A boeing pena para manter o super lobby em produção. Paga o custo de não ter projetado nenhum caça que preste (o F-15 veio com a McDonell Douglas, assim como o Hornet). Agora, parece, que vai ganhar no colo a disputa do T-X (eu particularmente, acho o M-346 melhor para a missão de treino, mas enfim). Ou a boeing entra de vez no conceito de caça leve de 5º geração (tais como os japoneses e coreanos) e com qualidade, ou então, podem encher as burras de dinheiro apenas com transportadores. Só quem quis esse foi a tia Aussie. Na navy… Read more »

sergio ribamar ferreira
sergio ribamar ferreira
3 anos atrás

Sr. Plamber concordo com seus argumentos, porém refiro-me ás Forças Armadas. Realmente lá é pior do que aqui mil vezes. Preferimos viver aqui. O problema é que eles gastam com defesa e nós temos dinheiro os quais não são direcionados às nossas Forças e também à Educação, Saúde, Segurança como deveriam. Estamos sempre em contingenciamento e isto há mais de 25 anos. Nossos impostos e tributos servem para que? Não me interessa Índia, ou EUA ou Cucamonga. Vivo aqui e quero o melhor para nós e isto não vejo. Só pago impostos e mais impostos e continuo doente, enquanto muitos… Read more »

sergio ribamar ferreira
sergio ribamar ferreira
3 anos atrás

Errata:… refiro-me às Forças Armadas…lá na Índia é…e que tenham forças Armadas…

teropode
3 anos atrás

Se dependesse dos gauleses eles estariam lah ateh hoje , alias os gauleses se esforçam para o retorno dos mesmos !

Guilherme Lins
Guilherme Lins
3 anos atrás

que é um caça muito superior ao mig-29k isso é fato, é aguardar os proximos capítulos e vê o real posicionamento dos indus na questão.

Antunes
Antunes
3 anos atrás

Olha a oportunidade de repassar o São Paulo.

André Luiz.'.
André Luiz.'.
3 anos atrás

Antunes 30 de agosto de 2017 at 11:43
Acho que o amigo está fazendo apenas ironia. Se o NAe A-12 São paulo for parar lá pra aqueles lados, só se for pra desmanche em Bangladesh…!

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás

A melhor escolha para os Hindus é o vespão.

sergio ribamar ferreira
sergio ribamar ferreira
3 anos atrás

Sr. Carlos Alberto. Perfeito.