Home Aviação de Caça Índia deve co-produzir caça furtivo com a Rússia, diz comitê superior

Índia deve co-produzir caça furtivo com a Rússia, diz comitê superior

4812
35
Concepção do FGFA

Por Rahul Singh

NEW DELHI — Um comitê de alta relevância nomeado pelo Ministério da Defesa para examinar diferentes aspectos do projeto de aviões de combate de quinta geração de bilhões de dólares (FGFA) disse que a Índia deve desenvolver e co-produzir o caça furtivo com a Rússia, disseram fontes indianas da Força Aérea.

Numa altura em que a IAF tem sérias reservas sobre o projeto, o comitê, liderado pelo Marechal do Ar da reserva, Simhakutty Varthaman, recomendou fortemente que a Índia vá em frente, segundo as fontes.

O Hindustan Times foi o primeiro a noticiar em 11 de fevereiro que o governo havia constituído um comitê no âmbito do Air Marshal para avaliar a viabilidade de construir o caça furtivo com a Rússia.

“Recebemos uma tarefa e enviamos nosso relatório ao governo. Isso é tudo o que posso dizer “, disse Varthaman ao Hindustan Times, recusando-se a compartilhar os detalhes do relatório. O comitê apontou que a Índia ganharia significativamente com a parceria com a Rússia através da transferência de tecnologia de ponta, disseram fontes. O painel de quatro membros analisou vários aspectos do projeto por cerca de cinco meses.

Maquete do FGFA

Índia e Rússia ainda estão para assinar um contrato de pesquisa e desenvolvimento de US$ 4 bilhões para o projeto FGFA. A Índia já gastou Rs 1.500 crore na fase de projeto preliminar, que foi concluída em junho de 2013 com base em um contrato feito com a Rússia.

A Índia tem um requisito para 120-130 aviões “swing-role” com características furtivas para aumentar a capacidade de sobrevivência, aviônica avançada, armas inteligentes, computadores de missão de alto desempenho e consciência situacional de 360 ​​graus.

A capacidade de super-cruzeiro ou sustentar velocidades supersônicas na configuração de combate sem acionar pós-combustão é uma exigência indiana chave. No entanto, a IAF continua a ter reservas sobre o projeto devido ao alto custo e à extensão da transferência de tecnologia, disse um alto oficial.

Os planejadores militares indianos estão esperando que a tecnologia que o projeto FGFA vai trazer para a Índia possa ajudar um programa para construir um caça furtivo autóctone ou o avançado avião de combate médio, o Advanced Medium Combat Aircraft – AMCA.

O primeiro protótipo do AMCA poderia ser construído em 10-12 anos.

Modelo de túnel de vento do Advanced Medium Combat Aircraft

FONTE: Hindustan Times

35
Deixe um comentário

avatar
34 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
21 Comment authors
FlankerGallinaPaulo JorgeCarlos Alberto SoaresMarcos Alonso Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Jeff
Visitante
Jeff

Certo, os países que estão testando/projetando jatos de 5ª geração estão ai dando sopa, loucos pra entregar suas décadas de testes e dinheiro gastos no desenvolvimento destas tecnologias, para qualquer paiseco de 5º mundo que queira entrar de sócio e pagando um preço muito módico.
“No entanto, a IAF continua a ter reservas sobre o projeto devido ao alto custo e à extensão da transferência de tecnologia, disse um alto oficial.”
.
Pois é, rapadura é doce mas…

Adriano A.R.
Visitante
Adriano A.R.

Parece-me que os russos vão entregar uma versão do SU-57 (aquela que interessa) a “conta-gotas” e altíssimo preço. Grande jogada!

hammadjr
Visitante
hammadjr

Não acredito, os Hindus estão com seu Tejas para concluir e querem entrar no Su-57 não pode ser sério

Gustavo
Visitante
Gustavo

Cara, um dia vamos todos entender essa salada de frutas da força aérea indiana. Manutenção lá só não vive um caos logístico porque na torneira devem jorrar dólares. Ao menos por enquanto… Vejamos, Mig 21, Mig 27, Mig 29 e Su-30 Russos, Mirage 2000, Rafale(?) e Jaguar Franceses, Tejas de Fabricação própria, BAE Hawk inglês e ainda querem Gripen ou F-16 que não é de algum país que já seja fornecedor de caça para eles. Em 2016 eram 32 esquadrões de caças com nada menos que 785 caças. Os Mig 21 estavam sendo aposentados, mas não sei se todos já… Read more »

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Essa proposta foi feita para o Brasil em meados de 2009, onde a Rússia e o Brasil desenvolveriam um caça de 5g stealth, mas o Presidente Molusco e seus asseclas na FAB rejeitaram.

teropode
Visitante

Isso vai demoraaaaaaaaa , aposto que os Pastuns irao montar um esquadrao sthealt bem antes dos Indus , as associaçoes com os Russos tem tirado muita grana da India e os resultados tem sido de ruim a péssimo , na minha opiniao ja que irao jogar dinheiro fora mesmo , comprem o modelo Russo básico e o equipe com aviônica Chinesa ou Israelense , sairá mais barato e mais rápido ! Os Indianos sao olhudos ,querem tudo ao mesmo tempo , estao dando voltas tentando morder o rabo (na area da aviaçao )!

Paulo Maffi
Visitante
Paulo Maffi

Estão certos os indianos! Se tem grana para torrar, tem que experimentar de tudo mesmo! Aprender como se desenvolve, opera e mantêm materiais de várias partes do globo, inclusive os de gestação própria! Para quem está num caldeirão geopolítico, onde o parceiro com quem se senta a mesa hoje pode envenenar o seu vinho amanhã, faz todo o sentido manter essa colcha de retalhos que se tornou as forças armadas indianas.

Nonato
Visitante
Nonato

Poderiam comprar uns 100 f35 de imediato.
É também fazer parceria com os russos.
Isto é, de imediato, teriam alguns caças stealth de prateleira por menos de 100 milhões de dólares a unidade.
Negócio em torno de 3,5 bilhões.
Depois fariam parceria com a Rússia, sabendo que a transferência será restrita.
Depois se juntariam com a Coreia do sul ou a Saab e tentariam alguma independência.
Não se pode ter tudo, inclusive independência e desenvolvimento de caças no estado da arte.
Poderiam se juntar ao Brasil também.
Embraer, HAL.
Uns 5 bilhões para desenvolver um caça de quinta ou sexta geração.

Marcelo-SP
Visitante
Marcelo-SP

Os russos tentaram usar no PAK-FA a mesma estratégia de desenvolvimento dos americanos no F-35. Porém, a confiança mútua é essencial para isso funcionar. E russos e indianos são aliados, pero no mucho. Além disso, parace ter faltado clareza, até aqui, no papel de cada lado no projeto.

Ao fim, a grande diferença é que Holanda ou Australia sabem que, afora os atrasos e problemas inerentes ao projeto, sempre há a possibilidade de ir a uma corte em NY processar a Lockheed ou o governo americano e ganhar. Já em Moscou…

Matheus
Visitante
Matheus

Ué, pulam fora, reclamam e ainda querem?
Ah é mesmo, são Indianos.

Alias sobre aquela “parceria” Embraer/SAAB para o possivel caça de 5° Geração, alguma noticia sobre?

donitz123
Visitante

hammadjr 14 de agosto de 2017 at 20:14
.
Não acredito, os Hindus estão com seu Tejas para concluir e querem entrar no Su-57 não pode ser sério.
.
Por quê? São aeronaves completamente diferentes.
.
E os indianos não estão entrando no Su-57, já entraram com bilhões.

hammadjr
Visitante
hammadjr

Donitz123 a questão não é por ter aeronaves diferente é sobre como eles tem eleitos suas prioridade, talvez seja da natureza dos Hindus parecer controverso ou estranho, haja visto a confusão para a escolha do caça multi função.

André Luiz.'.
Visitante
André Luiz.'.

Ivanmc 14 de agosto de 2017 at 20:43 “Essa proposta foi feita para o Brasil em meados de 2009, onde a Rússia e o Brasil desenvolveriam um caça de 5g stealth, mas o Presidente Molusco e seus asseclas na FAB rejeitaram.” — ainda bem! Acho que mesmo governos ruins, como foram Lula no segundo mandato (e Dilma nos dois!) não conseguem errar em tudo! 😉 ‘IMHO’ embarcar nessa proposta russa teria sido economicamente e politicamente desastroso para o Brasil, pois iria implicar em gastos até muito maiores do que tivemos com o FX-2 e aumentar o atrito com os EUA.… Read more »

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Para começar a tentar ter uma minima ideia do que se passa na cabeça de um indiano tenho a pretensão de perguntar: ja teve professor de matematica indiano? Ja trabalhou com um? Ja foi à india ? Ja fabricou algum equipamento em conjunto? Ja comeu um churrasco de cupim com um hindu seu amigo (!) ? Ja pensou que nossa sociedade é majoritariamente monoteista enquanto que os hindus são politeístas? Sem tambem nos aprofundarmos em questões mais emocionais/filosoficas: quantos “deuses alados” sao necessarios para aplacar a angustia de estar seguro e na sentimento de se defender? E olha que isso… Read more »

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

So para pensar: quantos dolares os chineses gastaram para construir a muralha? Uma piramide foi obra de algum magnata excentrico que prometeu ao pedreiro mais eficaz ferias no caribe?

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

donitz123 15 de agosto de 2017 at 8:53
O hammadjr está correto, concordo 100%.
Tem mais o lance do “novo” monoturbina (F 16 B70).
O Tejas foi (ou ainda é) uma novela, só evoluiu com a ajuda do Tio Jacob.
Cite um armamento Hindu de ponta ? Sem consórcio tá !
Conversa para boi dormir, lá ele é sagrado.

donitz123
Visitante

Carlos Alberto Soares 15 de agosto de 2017 at 10:48 . donitz123 15 de agosto de 2017 at 8:53 . O hammadjr está correto, concordo 100%. . >>>> Correto onde??? O Su-57 será o primeiro e único caça de 5ª geração que os indianos poderão colocar a mão com muita transferência de tecnologia. Não dá para compara Su-57 com Tejas. . Me parece que não leram as notícias militares nos últimos 10 anos. Desde o começo o Su-57 foi pensando com participação indiana. A participação no Programa Pak-FA não foi um capricho de última hora. . Nem mesmo a adoção… Read more »

Adriano Madureira
Visitante
Adriano Madureira

“Alias sobre aquela “parceria” Embraer/SAAB para o possivel caça de 5° Geração, alguma noticia sobre?”

Você está falando do FS-2020/25 ? Ainda é um projeto conceito para anos a frente…

Tiago Jeronimo ☠ (@TiagoJL)
Visitante

O interessante é que na primeira imagem os tripulantes estão sentados lado a lado, será que dá pra fazer isso no SU-57? A la Fullback?

Walfrido Strobel
Visitante

Tiago Jeronimo 13:54, não estão lado a lado, é a impressão que ficou no desenho, amplie para ver melhor.

Jeff
Visitante
Jeff

Aqui ainda temos atravessado na garganta o nosso acordo com os ucranianos, que por nossa total displicência foi tudo pro ralo. 1 BILHÃO. E fica tudo por isso mesmo.

Marcos Alonso
Visitante
Marcos Alonso

Comparando orçamentos militares de alguns países observamos o quanto nossas FFAA estão distantes de contar com equipamentos em quantidade e qualidade, apesar de gastarem o mesmo. País. Gasto com a ( dólar) Coreia do Sul 36 bi Brasil. 31 bi Itália. 31 bi Austrália. 26 bi Detalhe: em breve esses países terão caças de 5 Geração em suas Forças. Em número considerável.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

donitz123
Encerro, não jogo xadrez com pombos.

Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

Caos logístico com múltiplas aeronaves e ainda irão torrar muita grana num 5g versão exportação.
A China e o Paquistão agradecem.

Sds

donitz123
Visitante

Carlos Alberto Soares 16 de agosto de 2017 at 4:44
.
donitz123
.
Encerro, não jogo xadrez com pombos.
.
>>>>>Em resumo você foi incapaz de contra argumentar. Existem os fans boys russos, chineses, americanos e israelenses que acham que Israel resolverá todas as mazelas da indústria bélica indiana.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

André Luiz 15 de agosto de 2017 at 10:19.
.
Reta claro, a sua opinião derivada de seu raciocínio primário e minimalista essa possível reestruturação não teria condição. Contudo eu estou ca…do e andando para a sua opinião furada. Comentar comentários virtualmente é barbada.
Leia mais, fica a dica.

André Luiz.'.
Visitante
André Luiz.'.

Ivanmc 16 de agosto de 2017 at 15:16
Ah, é mesmo? Você está ca..do e andando para minha opinião, derivada de meu raciocínio ‘primário e minimalista’ ?… Bem, melhor buscar um sanitário rápido!, pra não sujar as calças!
Mas, ao invés de ficarmos trocando ‘petardos’ uns com os outros, porque não discutir, civilizadamente, nossos pontos de vista? Podemos chegar a um consenso (a diplomacia existe para evitar as guerras…!)

Gallina
Visitante
Gallina
Ivanmc
Visitante
Ivanmc

André Luiz,
Parafraseando alguns debatedores: Não jogo xadrez com pombos.
E também, não traduzo a minha opinião. Eu comento as matérias e não opiniões.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Com Hater tem que ser na base de rédea curta.

Flanker
Visitante
Flanker

Ivanmc 16 de agosto de 2017 at 18:54 Então está no lugar errado…..se quer comentar sozinho, cria um forum/blog/site só pra ti e lá vc vai poder fazer tudo sozinho. Aqui, em um espaço como esse, todos podem escrever e opinar, mantendo a civilidade, seja sobre matéria ou sobre os comentários. Se não gosta do contraponto, repito, está no lugar errrado. E, dia desses, discordei do que vc falou em outro tópico. Qual sua resposta? Deu uma de “hater” e terminou seu post com um “vtf”. Lhe respondi lá do mesmo modo que estou fazendo aqui e termibei com um… Read more »

Gallina
Visitante
Gallina

Os editores vem tendo paciência demasiada com uma legião de trolls, que apareceram aqui na trilogia de tempos para cá, vindos de outros espaços…
Abraços

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Flanker, para alguns eu sou educado e o contraponto é saudável, retórica e dialética. Aceito críticas tranquilamente, mas tem que ter fundamento. Porém, certas falácias eu respondo a altura. Se vem com deboche vai levar igual. Contudo, peço escusas pela minha má educação para com você.

Flanker
Visitante
Flanker

Ivanmc, tranquilo. Escusas aceitas.

Um abraço.

André Luiz.'.
Visitante
André Luiz.'.

Ivanmc 16 de agosto de 2017 at 18:54 Faz é tempo que não jogo xadrez, nem damas; também nunca aprendi a jogar gamão…! O colega diz ser educado para alguns. Por que não para todos? É sempre possível discordar das opiniões dos demais e contra-argumentar, sem que isso se torne um conflito de fronteira à la Índia e Paquistão!… Acho que a celeuma começou meramente porque eu usei a expressão “ainda bem” ao expor a minha opinião de que foi preferível o Brasil não embarcar na proposta russa do PAK-FA, o que contraria o seu entendimento. Você me respondeu com… Read more »