Home Aviação de Transporte EXCLUSIVO: KC-390 participará das comemorações do 65º aniversário da FAP

EXCLUSIVO: KC-390 participará das comemorações do 65º aniversário da FAP

7709
29

Portugueses e demais visitantes poderão ver pela primeira vez o avião de transporte da Embraer que possui diversos componentes produzidos localmente

A Força Aérea Portuguesa (FAP) comemorará no próximo final de semana o seu 65º aniversário. No sábado, dia 1º de julho, será realizada uma cerimônia militar no Campo de Feira, no distrito de Castelo Branco (100 km a nordeste de Lisboa). No dia seguinte (domingo) a FAP promoverá um festival aéreo no aeródromo municipal.

O programa também inclui um concerto oficial no cine-teatro Avenida, no dia 30 de junho, uma missa pela manhã do dia 2 de julho na Catedral de Castelo Branco e uma exposição estática no Largo da Devesa que poderá ser visitada até o dia 9 de julho.

Denominado International Airshow, o festival aéreo do dia 2 de julho contará com voos de formação de caças F-16M da FAP, lançamento de paraquedistas por aeronave C-295M, passagens de P-3C, C-130H, Alpha-Jet e helicóptero Alouette III.

Uma outra atração aérea que era mantida sob segredo até recentemente (observar a programação oficial abaixo) acaba de ser revelada. O KC-390 irá ao evento e muito provavelmente fará exibições aéreas para o público presente.

Ontem, 28 de junho, o KC-390 pousou no aeródromo de Alverca, região metropolitana de Lisboa, após um longo voo que começou na Namíbia (Sul da África). O KC-390  matrícula PT-ZNJ está realizando uma turnê mundial de demonstração. A aeronave já passou pela Suécia, França (Le Bourget 2017), Irlanda e Namíbia. A aeronave ainda deve visitar o Oriente Médio, a Ásia e a Oceania.

Subscribe
Notify of
guest
29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Tikuna
Tikuna
3 anos atrás

Acho isso desnecessário, um agradozinho pra eles, já que devem comprar, não custa nada fazer uma graça por lá.

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
3 anos atrás

Isso e o contribuinte tem direito em conhecer o seu próximo avião de transporte tático.

PAULO JOSE MEDEIROS SILVA
PAULO JOSE MEDEIROS SILVA
3 anos atrás

Acredito que o marketing da Embraer está com toda força! É muito bom que esse mercado Europeu se acostume com a presença de nosso KC390!

Paulo

Ederson Joner
3 anos atrás

Simplesmente uma jogada de mestre da Embraer.
Haverá muitas fotos e vídeos da formação com os F-16… Show…

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

Os KC-390 não podem reabastecer os F-16 do jeito que estão agora, mas se Portugal quiser investir:
.
http://www.aereo.jor.br/wp-content/uploads/2010/07/F-16-probe-and-drogue-2.jpg

Edcarlos
Edcarlos
3 anos atrás

Certamente muitos membros da OTAN presentes ao evento.

Saudações!

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

Aliás eu retiro o que disse. O sistema da foto que eu postei só pode ser usado em modelos do F-16 que possam usar os CFT, o que só acontece dos Block 50 pra cima, infelizmente.

Bardini
Bardini
3 anos atrás

Off Topic: Gripen E – The Future-Proof Fighter
https://www.youtube.com/watch?v=mxtVVa0_8RQ

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

É verdade Poggio, mas não custa lembrar que a Airbus não usou os F-16 deles no desenvolvimento do A330 MRTT:
.
https://www.ainonline.com/sites/default/files/uploads/2017/05/5-2017-2_a330mrtt_f-16_.jpg

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

Acima, no lugar do “não usou” eu quiz dizer “usou”.

Tallguiese
Tallguiese
3 anos atrás

Pessoal aqueles 767, então não virão mais?

Rommelqe
Rommelqe
3 anos atrás

Caro Tallguisee, pelo que havia entendido, os 767, devidamente reconfigurados, destinam-se a dicersas missões complementares/suplementares àquelas a serem cumpridas pelos KC390. Por exemplo, sua capacidade em termos de quantidade de combustivel, é superior, permitindo “alimentar” (ou saciar a sede, se assim preferir) de uma esquadrilha inteira de F39 (digamos uns dez, so para dizer que serim uns “F390” , kkkkcccc…) . Por exemplo, se considerarmos uma hipotetica missao de patrulha contando com dois Gripen (um “elemento”) que decole de Anapolis, voe uns 3000km e permaneça digamos, duas horas na area alvo, um 767 poderia atender essa demanda sozinho. Como um… Read more »

Tallguiese
Tallguiese
3 anos atrás

Obrigado amigo torço pela vinda deles. Precisamos dos 767 tambem!

Kobáuca
Kobáuca
3 anos atrás

Quem não é visto não é lembrado!!!
Tendo-se mais esta possibilidade de mostrar o produto
Kc-390… muito provavelmente neste evento terá muitos representantes de países europeus e membros da OTAN..
Quanto mais tiverem contato melhor
E agora voando em formação com F-16 de Portugal
Vai ficar bonito na foto…
Só quero ver quando postarem as fotos e vídeos aqui no poder aéreo…. vai ser fera… vai render comentários!!!

Nuno Couto
Nuno Couto
3 anos atrás

Bom dia a todos!! Quero so deixar aqui umas correçoes ao que já aqui foi escrito…. Portugal tem capacidade para abastecimento aéreo nos F16 mas o sistema é de lança e como devem saber os f16 portugueses tem participado nos testes do Airbus MRTT . Quanto ao KC390… a maioria das pessoas que eu conheço no meio militar… (o meu pai foi chefe da manutenção dos c-130 da FAP) pende muito mais para o C-130J do que o KC. nao pela qualidade do projecto pq isso nao está em causa mas pelo facto da aeronave ainda nao ter provado nada… Read more »

Ederson Joner
3 anos atrás

Nuno Couto 30 de junho de 2017 at 4:50 Esta defesa em causa do C-130 é normal, o KC-390 só vai conseguir isso com o tempo, e isso vai depender da velocidade com que ele demonstrar que pode fazer o que promete. Uma coisa já ficou bem clara, o tempo que o KC 390 levou para fazer a ultima viagem, já demonstra um dos seus pontos fortes, se tivermos acesso aos dados desta viagem então… Como a quantidade de combustível que foi gasta, seria mais um parâmetro para comparar com um C-130, mais um ponto já fica comprovado: O KC… Read more »

Marcio Cabral
Marcio Cabral
3 anos atrás

Apenas uma pequena correcção: o local onde o KC-390 pousou não se chama Averca, mas sim Alverca.

Fábio leal
Fábio leal
3 anos atrás

Só para situar a situação económica em Portugal, o governo abriu está semana um concurso para a substituição dos helis ligeiros da FAP, são 20 milhões de euros para 5 ou 6 aeronaves. Estes helicopteros vão substituir os velhinhos allouete III, dos quais já só restam 6 dos 144 (creio eu) adquiridos nos anos 60. A Embraer está a fazer o seu trabalho de propaganda e o governo português também, daí até surgir um investimento de 300 MEuros ainda vai muita distância. Para além disso, como o compatriota Nuno mencionou, o c130-j recolhe a maioria dos votos entre o pessoal… Read more »

Fábio leal
Fábio leal
3 anos atrás

Resumindo, neste momento a compra do kc390 seria uma opção política, não militar e, neste momento encaixar um investimento tão avultado no orçamento é muito difícil.
Espero q o governo não faça uma compra de faz de conta e encomende 2 aviões para “inglês ver”, isso seria o pior cenário para a FAP.

JT8D
JT8D
3 anos atrás

Toda compra de material militar tem um componente político. Portugal está agindo de forma coerente, pois está recebendo como off set a fabricação de muitas partes do avião. Se os portugueses preferirem comprar C-130, tudo bem. A Embraer também pode preferir fazer seus investimentos em ouro país

Jr
Jr
3 anos atrás

Se Portugal não tem dinheiro para comprar o KC-390 por obviedade também não terá para comprar um C-130j novo que é mais caro. Substituir o C-130 por um C-295 não faz sentido, são aeronaves de categorias diferentes. Quanto aos 300 milhões de euros é óbvio que Portugal não vai pagar tudo isso de uma vez e uma boa parte desse dinheiro ficara em Portugal, tendo em vista que parte da aeronave é fabricada ai

Fábio Leal
Fábio Leal
3 anos atrás

Jr e JT8D, Concordo com quase tudo mas, a minha confiança em políticos anda em baixo por agora. Por isso, apesar do aparato de demonstração, ainda não estou convencido que o negócio avance brevemente. Seria um negócio bom para Portugal e, excelente para a Embraer. Espero que, independentemente da aeronave escolhida, se compre um numero significativo de unidades (6 ou mais). PS1 Na prática, o KC-390 ainda não provou ser da “categoria” do C-130 (provocação! não levem a mal!) PS2 Não sei se só se equaciona a compra de aviões novos ou também usados. PS3 A colaboração militar com o… Read more »

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
3 anos atrás

Fábio Leal, se a sua confiança nos políticos está baixa, imagina a nossa aqui no Brasil. . Aqui no Brasil e acredito que na maioria dos países, a opinião dos militares é levada em conta, mas a decisão é sempre política. Portugal está passando por isso agora que uma empresa fabrica uma boa parte da aeronave em seu território. A Embraer irá pressionar o governo para comprar as aeronaves, citando empregos, impostos e etc., além de deixar subentendido que ela pode substituir os fornecedores portugueses (mesmo que – ou até porquê – a maior parte dos fornecedores “é dela” que… Read more »

Fábio Leal
Fábio Leal
3 anos atrás

Bom dia, Sim, aqui não é diferente da maioria dos países, e acho que as forças armadas já estão habituadas a não ter a última palavra nas aquisições de material. Na verdade, acho que os militares não ficarão nada chateados quando virem novos aviões nos hangares. A frota actual está nas últimas, nem sei quanto tempo ainda pode voar. Quando seria a primeira entrega para Portugal no caso do KC390, 2021/22? Agora, o facto é que não há dinheiro, pode ser que a pressão que há do lado da Embraer para vender ajude na negociação dos valores e dos prazos… Read more »

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
3 anos atrás

Bom dia Fábio Leal, As notícias recentes falam em 90 dias para a Embraer e Portugal assinarem o contrato. Do pouco que foi divulgado sobre o cronograma de entregas do KC-390 para a FAB estão previstas duas aeronaves para o primeiro semestre de 2018. Como o governo brasileiro não está com dinheiro sobrando, eu acho possível e até provável que encaixem o pedido (ou parte dele) de Portugal logo após essas duas aeronaves. Não encontrei dados sobre o tempo de produção das aeronaves, mas acredito que as aeronaves portuguesas poderiam ser entregues em 2020, quiçá antes. Salvo se minha memória… Read more »

Marco Antonio Moutinho
Marco Antonio Moutinho
3 anos atrás

Caro Guilherme Poggio, deixo aqui um videozinho para que veja como é feita a certificação dos MRTT, todos os A310/A330 MRTT, passam por este processo. Ou seja, os F-16 da FAP em treino REVO.

https://www.youtube.com/watch?v=xPmdD3qeUsA

Cumps

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
3 anos atrás

Ops, o show aéreo é em Castelo Branco, o que também explica o voo do KC-390 pela região.