Home Conflitos em andamento Bashar Assad visita base militar russa na Síria

Bashar Assad visita base militar russa na Síria

3701
30

O presidente da Síria Bashar Assad visitou hoje a base aérea russa Hmeimim no oeste da Síria e conheceu o cockpit de um avião de combate Sukhoi Su-35.

Assad foi acompanhado pelo chefe de gabinete do Exército Russo, general Valery Gerasimov, para inspecionar a base perto da cidade costeira de Latakia.

A intervenção aérea russa a partir de setembro de 2015 contra rebeldes sírios empurrou a guerra civil síria de forma decisiva a favor de Assad.

30
Deixe um comentário

avatar
30 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
24 Comment authors
Manoel Jorge Marques Neto MarquesClaudineycotrimFlankerAntonio Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Jorge Alberto
Visitante
Jorge Alberto

Lastimavel q o filho nao tenha seguido a Honradez do Pai… SE o Pai o foi….

carcara_br
Visitante
carcara_br

Tendo em vista a declaração dos EUA que atacariam duramente o exército sírio (de Assad) caso este realizasse um ataque químico, esta visita foi uma mensagem de apoio muito clara.
No campo das declarações e das imagens já há um conflito aberto…

Adriano B. Madureira
Visitante
Adriano B. Madureira

Mas fácil o democrático e ético estados unidos da América lançar um ataque falso,afinal eles são experientes nisso…

Dizem que foi Assad e tem uma desculpa para atacar Assad e tirar um inimigo do lado de seu cafetão Israel…

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Meus caros,

como disse o colega carcara_br, esta visita do Assad, tem como meta enviar um claro recado aos EUA e congêneres do outro lado do oceano, que os russos manterão o rumo já traçado em relação a Síria até as ultimas consequências.

Grato

J.Silva
Visitante
J.Silva

Uma dúvida, no caso do radar, tamanho é documento? Quanto maior, mais eficiência ele terá ou componentes miniaturizados conseguem o mesmo resultado?
Pergunto isso porque, pelas imagens, percebe-se o enorme espaço para abrigar o radar do Su-35, uma pena esse radar não ser AESA, talvez, a única limitação desse Flanker atualizado frente aos caças de 4ª geração ocidentais.

Renato Carvalho
Visitante

SU-35 na Síria só pra selfie mesmo…

Kobáuca
Visitante
Kobáuca

Não dá pra negar a imponência do su-35…… o bicho e gigante!!!

ScudB
Visitante
ScudB

Sem algum proposito. So informação.
Seria A PRIMEIRA visita de Assad para a base russa? Em mais de um ano?
Porque sera?Logo “hoje”? Com provocações dos yankees?
Acredito que amigo carcara ta bem perto da verdade : daqui a pouco teremos um show com algum tipo de arma química “que não afeta todo e qq cara de capacete branco” ou que mata sem ser fabricada sequer..
Um grande abraço!

José lemos filho
Visitante
José lemos filho

As armas químicas utilizadas por Assad, foram as mesmas usadas por Saddam hussein!!È impressionante como os norte americanos consegue incriminar uma nação inocente para justificar uma invasão criminosa em nome de uma falsa democracia e pilhar riqueza alheia. Quem são os verdadeiros terroristas? O que é o Iraq hoje? A Síria terá o mesmo destino?

Bispo
Visitante
Bispo

Lindo avião … com um Lixo humano nele.

sergio ribamar ferreira
Visitante
sergio ribamar ferreira

há sempre o interesse por supremacia militar entre Estados Unidos e Rússia . Ambos possuem interesses , já sabemos. A Síria deve se armar e logo para poder defender o que restou de seu território e da ameaça americana e aliados deste, visto Iraque com exemplo. a ideia de querer prevalecer a cultura ocidental em uma região de cultura milenar onde a força e leis prevalecem dentro dos aspectos religiosos é muito difícil de se romper. preferível( e isto os EUA não entendem)é que os povos do Oriente médio desejam a tecnologia, a ciência, medicina e comércio em geral para… Read more »

Jeff
Visitante
Jeff

Verdade, até hoje estão procurando as armas químicas do Saddam, e me admirei muito que não enfiaram uns tambores químicos lá no meio do deserto pra que suas tropas mostrassem “a verdade” ao mundo.
.
Uma pena uma nação tão grande e desenvolvida como essa fazer esse tipo de coisa, será que alguém ainda acredita? Isso é herança dos ingleses?
.
Será que o Al Assad é sanguinário mesmo, ou só escolheu o lado errado?

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Jeff, acho que nenhum ditador daquela região chegou ao poder sendo bonzinho. Assad, Saddan, Kadaffi e outros, sempre se mantiveram no poder impondo medo nos seus opositores. . Agora, existe uma linha de raciocínio que diz que o mais próximo de paz que você verá por aquelas bandas é com esses ditadores no poder, para manter os radicais na linha ou na cova. Infelizmente, para fazer demonstrações de poder, os civis que estiverem por perto acabam indo junto também. E quem der uma de bonzinho, acaba deposto ou morto. E isso é em toda região, incluindo Israel. Por exemplo, o… Read more »

timuskukii
Visitante

Clésio Luiz 28 de junho de 2017 at 8:59
Eu não acredito que Assad vai cair, a estratégia do EUA em financiar grupo terroristas falhou na Síria, agora somente com uma intervenção direta com tropas no terreno que isso será possível, e a Rússia não vai deixar isso correr.

carcara_br
Visitante
carcara_br

Me chamou atenção que diferentemente do que ocorre com os Su-27 usados em interceptações na Europa o Su-35 na Síria sempre está com os pods de guerra eletrônica nas pontas das asas… – Não coloco minha mão no fogo pelo Assad. – No último ataque químico a Russia dificultou a envio de investigadores alegando que não seria imparcial – Ao mesmo tempo foi divulgado que um laboratório tinha comprovado que a origem do gás era sírio (acharam uma molécula contaminante bem específica). e por algum motivo isso automaticamente significava para parte da mídia que o ataque tinha partido de assad,… Read more »

timuskukii
Visitante

Pra quem apoia a intervenção do EUA e seus aliados na Síria, acreditando que vão implantar democracia em um sociedade muçulmana, esta muito enganado. Veja o que se tornou a Líbia depois da queda de Kadafi em 2011, o país era governado por apenas um ditador, agora isso é feito por mais de 1.700 milícias. A Líbia se desintegrou. Agora migrantes de toda a África entram na Líbia e atravessam o Mar Mediterrâneo para a Itália por causa do vácuo de poder, e com ´´ajuda´´ de barcos ONGs que ajudam no tráfico humano. Realmente, África e Oriente Médio colapsaram a… Read more »

timuskukii
Visitante

carcara_br 28 de junho de 2017 at 10:51
A guerra na Síria já matou mais de 500 mil pessoas, e já descolou milhões de pessoas, e voce acha que o EUA iria se preocupar com um ataque químico que ocorreu em uma pequena vila do interior do país ? Voce precisa pesquisar como anda as cidades sírias, estão completamente em ruínas de tantos bombardeios que ocorrem de ambos os lados. Então, na minha opinião esse ataque foi forjado, até porque o EUA financia e treina grupos terroristas na Síria, oque não seria nada imparcial caso houvesse uma investigação.

José Lemos filho
Visitante

Chefe de família, político e religioso é a mesma coisa nesta região, perpetua-se no poder!!! O que é cultura,l não se muda facilmente com imposição alienígena. Este povo sabe o que quer!!!

oganza
Visitante

A metonímia é terrível, quando bate ela fica.
O que o Clésio Luiz disse é simples: tudo isso não significa que Assad vai cair agora ou que um dia cairá, significa que qualquer um que não construir um aparato repressor de retaguarda consistente nunca morre de morte-morrida, morre sempre de morte-matada ou se tiver sorte consegue chegar ao aeroporto.
.
Isso no mundo Secular Islâmico se dá por um motivo: A moeda de poder é avaliada em prestígio doutrinário, se você tem você vive e se não o tem…

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

É simples. Esses ditadores são úteis para todo Mundo. Eles mantém uma certa previsibilidade dentro da região e isso é bom, por mais desumano que pareça. A política externa megalomaníaca do Obama, achou que poderia mudar isso e colocar outras pessoas no poder depois dos levantes iniciais. Provavelmente os ditadores ora no poder seriam substituídos por pessoas ou grupos piores ainda, vide o que aconteceu na já mencionada Líbia. . Todas essas OI’s existem para dar previsibilidade ao Sistema Internacional, e isso foi completamente ignorado pelo governo Obama, justamente por fomentarem um plano de ação que simplesmente não teria como… Read more »

Hélio
Visitante
Hélio

Pra quem já leu o Príncipe de Maquiável é fácil entender o que se passa no Oriente Médio, o amigo Clésio foi perfeito em suas colocações, e digo mais, afinal, por que Assad é ruim? Quem ele reprimia? Será que essa repressão era direcionada a simples defensores da liberdade e da democracia? Ou aos jihadistas e fanáticos que hoje se intitulam rebeldes? Afinal, o que se sabe sobre a região? A tal ~primavera árabe~ tão celebrada no ocidente tinha um discurso bem claro, assim como a revolução islâmica, também apoiada no ocidente, será que os estrategistas de geopolítica são tão… Read more »

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Não se trata de reprimir amantes da liberdade ou quem quer que seja. O cara reprimia o próprio povo, caso contrário não haveria dissidência. Bem ou má, não importa realmente. Eu *ACHO* que os EUA sob Bobama tinha a intenção de ganhar prestígio internacional ao ajudarem à se livrarem de ditadores, conhecidos sanguinários de longa data. Mas que eram necessários para manter a estabilidade regional, e principalmente a previsibilidade. Claro que seus sonhos utópicos não imaginaram que os movimentos em si não eram particularmente populares, e sim radicais agindo sobre a falsa premissa de um levante popular. . Outro ponto… Read more »

Jacinto
Visitante
Jacinto

Não há a menor chance de os EUA/países europeus desengajarem na Síria se não houver uma solução para a questão da Ucrânia. Os dois temas estão umbilicalmente ligados porque referem-se ao prestígio internacional das potências. O provável é que a Síria acabe desmembrada.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

E concordo, Jacinto E. A questão de prestígio está muito presente nessas ações. E o buraco na Ucrânia é bem mais embaixo, e sua solução poderia ser na Síria mesmo. Por incrível que pareça é mais seguro assim. Ou melhor, menos arriscado.

XFF
Visitante
XFF

Os terroristas moderados devem estar recebendo treinamento de seus financiadores para usar arma química contra a população e culpar Assad depois. Várias crianças devem estar sendo reunidas para usar nessa experiência bizarra, afim de chocar a opinião mundial e colocar opinião mundial contra o governo Sírio. È a mesma tática que usaram contra Saddan e Kadafi.

Antonio
Visitante
Antonio
Flanker
Visitante
Flanker

O oriente médio é, e sempre foi, um barril de pólvora. Tudo lá é muito tênue, desde uma paz aparente (quando há), passando pelo equilíbrio entre as centenas de facções, tribos e grupos religiosos e isso, invariavelmente, se mantém , por mais estranho que pareça para nós acidentais, com governos ditatoriais. Aquela região se mantém constantemente em guerra…há séculos! Democracia, modernamente um conceito ocidental, simplesmente não serve para aquela região! O rsdicalismo religioso, associado à interesses políticos e culturais, leva sempre em direção aos conflitos, seja pelos motivos que forem. Apesar da minha aversão (com minha visão de ocidental) ao… Read more »

cotrim
Visitante
cotrim

Flanker 29 de junho de 2017 at 0:09
Análise perfeita!!!

Claudiney
Visitante
Claudiney

Sobre os ataques com armas químicas é sempre bom ver o que a grande mídia não mostra: http://www.nakedcapitalism.com/2017/06/seymour-hersh-trump-ignored-intel-bombing-syria.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+NakedCapitalism+%28naked+capitalism%29 . Para se entender o conflito na Síria é preciso levar em conta no ponto de vista “latu” a inimizade política Irã x Israel e a inimizade econômica/religiosa entre Arábia Saudita x Irã. . De um ponto de vista mais estrito, têm de se entender o financiamento árabe a sua visão do islamismo, visão fundamentalista (wahhabismo). Com apoio econômico que atinge vários centros de estudo e pregação em todo o mundo. Nos EUA eram ou são quase 20 grandes e que em… Read more »

Manoel Jorge Marques Neto Marques
Visitante

O Iraque não tinha a Russia de escudo…duvido os aliados atacarem da mesma forma…aí o ponto é mais encima…a coisa engrossa de vdd.