Home Asas Rotativas Helicóptero Apache AH-64 ataca alvos com laser de alta energia

Helicóptero Apache AH-64 ataca alvos com laser de alta energia

6131
43

A Raytheon e o US Army demonstram viabilidade de ataque a alvos terrestres

MCKINNEY, Texas, 26 de junho de 2017 / PRNewswire / – A Raytheon Company e o US Army Apache Program Management Office, em colaboração com o US Special Operations Command, completaram recentemente um teste de voo bem sucedido de um sistema a laser de alta energia a bordo um helicóptero de ataque Apache AH-64 no White Sands Missile Range, New Mexico. A demonstração marca a primeira vez em que um sistema laser totalmente integrado engajou com sucesso e disparou em alvos a partir uma aeronave de asas rotativas em uma ampla variedade de regimes de voo, altitudes e velocidades.

O teste alcançou todos os objetivos primários e secundários, fornecendo evidências experimentais sólidas para a viabilidade e desempenho de um sensor de alta resolução de indicação de alvos multibanda e de propagação do feixe, dando suporte à capacidade do Laser de Alta Energia (HEL) para a missão de ataque de asa rotativa. Além disso, o sistema funcionou como esperado enquanto rastreava e dirigia energia em vários alvos. O design dos futuros sistemas HEL será moldado pelos dados coletados sobre o impacto da vibração, do pó e do “downwash” do rotor no controle e direção do feixe HEL.

Apache AH-64 equipado com o Multi-Spectral Targeting System

“Nosso objetivo é acelerar o futuro”, disse Art Morrish, vice-presidente de Conceitos Avançados e Tecnologias da Raytheon Space e Airborne Systems. “Esta coleta de dados mostra que estamos no caminho certo. Ao combinar sensores comprovados de combate, como o MTS, com múltiplas tecnologias a laser, podemos trazer essa capacidade para o campo de batalha mais cedo ou mais tarde”.

Neste teste, a Raytheon acoplou uma variante do Multi-Spectral Targeting System, um sensor de infravermelho eletro-óptico avançado, com um laser. O MTS forneceu informações de rastreio, consciência situacional e controle de feixe.

FONTE: Raytheon

43
Deixe um comentário

avatar
43 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
21 Comment authors
Ivan BCWellington Góescarcara_brWFonsecaManoel Jorge Marques Neto Marques Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

E a Enterprise fica cada vez mais perto hehehehe

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

O Apache impõe respeito, é a fina flor da guerra. E o futuro das armas chegou.

Guizmo
Visitante
Guizmo

O sistema é “multi-alvos” mas não deve conseguir simultaneamente plotar e disparar correto? Como o disparo deve ocorrer em velocidade da luz, creio eu, se torna quase simultâneo os disparos.

Bosco? rsrs

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

por favor, não riam da minha pergunta…
seria possível refletir esse laser ??? usar uma “espécie de espelho” para desviar o laser….
será que nao tem algo que possa “ser imune” ao raio ???

carcara_br
Visitante
carcara_br

No mínimo deve ter capacidade de torrar qualquer sensor de imagem.

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Se instalar esse treco no Sikorsky UH-60 Black Hawk já da para o guerreiro esquentar a marmita sem o kit de sobrevivência kkkk

Mauricio_Silva
Visitante
Mauricio_Silva

Olá. Embora o feixe laser atinja o alvo quase que instantaneamente, será necessário manter o alvo fixado por algum tempo (segundos?) para que o mesmo seja neutralizado. Quanto maior a massa do alvo, mais tempo para neutralização. Sim, é possível refletir um feixe laser. Porém, mesmo o melhor material reflexivo sempre absorverá um pouco de radiação. Não existe, portanto, nenhum material 100% reflexivo para todos os comprimentos de onda. Assim, um bom material reflexivo para um determinado comprimento de onda (ou para uma determinada banda de frequências), não o será, necessariamente, para outras. O dispositivo trabalha com mais de um… Read more »

André Luiz.'.
Visitante
André Luiz.'.

wwolf22 26 de junho de 2017 at 15:41 Primeiramente, devo tranquilizar (ou parabenizar? 🙂 ) o amigo, pois acho que toda vez que alguém tem a sinceridade e humildade de perguntar sobre algo que não sabe, muitos têm a chance de também aprender! 🙂 Pesquisei um pouco, e descobri que refletir raio laser não é algo que se faça com espelho comuns, que têm índice de reflexão da ordem de 85%… Para lasers é necessário que sejam espelhos especiais com reflexão de 99,9%!, do tipo DBR (“Distributed Bragg Reflectors”) que têm o inconveniente de serem muito grossos e difíceis de… Read more »

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Opa! Já, já teremos os torpedos de fotons e a velocidade de Dobra!!!

Billy
Visitante
Billy

Mas e quanto à fumaça, poeira e nuvens já não seriam o bastante pra dispersar a luz concentrada do LASER?

Guizmo
Visitante
Guizmo

Outra coisa, sobre o direcionamento. Necessariamente o atacante precisa estar frontalmente contra o alvo, muda um pouco o conceito de disparo com mísseis, quase que um retorno na mira com canhão,

ediel
Visitante
ediel

A pergunta que faço é: em vez adotar a estratégia da propaganda, será que não seria melhor os gringos desenvolverem esse tipo de arma “na miúda”, “na mocó”? Digo isso porque tudo que eles começam a desenvolver, acabam espalhando aos 7 ventos … os Chineses correm atrás e desenvolvem quase com a mesma qualidade e em menor tempo… Enfim sei lá… não são crianças e devem saber o que estão fazendo, mas é apenas minha visão da coisa. Fazendo uma comparação meio grosseira, me lembro quando eles apresentaram o B-2 ao mundo em 1988 naquela famosa foto frontal. Na ocasião… Read more »

Bardini
Visitante
Bardini

Marcelo Andrade 26 de junho de 2017 at 16:36
.
Eu abriria mão dos dois pelo teletransporte…

André Luiz.'.
Visitante
André Luiz.'.

ediel 26 de junho de 2017 at 17:05
Talvez, ediel, (apenas ‘talvez’) a divulgação desses desenvolvimentos bélicos tenha objetivo de instigar os potenciais inimigos a investirem mais na corrida armamentista, apostando que eles não tenham ‘bala na agulha’ (com trocadilho!) pra bancar a espiral de gastos envolvidos! Diz-se que o Programa “Guerra nas Estrelas” da adminsitração Reagan tianha por objetivo real quebrar financeiramente a USRR, que não teria como acompanhar os EUA, ao invés de realmente desenvolver o tal ‘escudo de proteção’ contra misseis intercontinentais. Não sabemos se isso é verdade, mas… deu certo!
Abraços!

Mauricio_Silva
Visitante
Mauricio_Silva

Olá. O armamento proposto não deve ser um substituto para mísseis ou mesmo canhões; deve, isso sim, complementar o uso destes. De que forma e para que tipo de alvo? Vejo o equipamento como uma arma “furtiva” (difícil de ser detectada), mais apropriada para alvos leves, com pouca blindagem e massa (tropas ou veículos levemente blindados). Parece ser um armamento feito “na medida” para combates assimétricos, como eliminar um alvo (pessoa) específico em uma multidão, neutralizar um “sniper” inimigo, destruir RPGs e MANPADs. Pode ser efetivo também contra mísseis pequenos (se o sistema de guiagem/mira do equipamento for mais sofisticado)… Read more »

ediel
Visitante
ediel

Oi André Luiz, sim…seu comentário tem fundamento. De fato funcionou com a URSS, porém dessa vez com os chineses, grana parece não ser muito problema para eles.
Enfim, quem viver verá, rsssss

carcara_br
Visitante
carcara_br

por favor, não riam da minha pergunta… seria possível refletir esse laser ??? usar uma “espécie de espelho” para desviar o laser…. será que não tem algo que possa “ser imune” ao raio ??? Você precisa de um material tão bom quanto o que é utilizado dentro do próprio dispositivo laser (porque todo laser internamente precisa ser refletido milhões de vezes antes de “feixe” ser liberado, ou para que possa ser direcionado), Se fosse apostar diria que não é uma arma de tiro infinito, necessita de muita energia e provavelmente leva um bom tempo pra esfriar… É bem possível que… Read more »

Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

Dentre os veículos que voam, eu sou apaixonado por helicópteros… e dentre os helicópteros, eu sou apaixonado pelo helicóptero de ataque. Pudera eu voar um… Eu ia voar todos os dias…

Um fino feixe de laser de baixa espessura e grande energia acumulada poderia cortar uma pessoa. Então, em um front, o helicóptero viria voando e passando o feixe de luz pelos corpos dos soldados inimigos. Se não matar, aleija. É uma boa armam sim, ainda mais em um helicóptero.

Eu sou fã do AH1 Cobra, o primeiro.

Cbamaral
Visitante
Cbamaral

Mas, não seria mais fácil localizar o atacante ? Por exemplo o apache mira em blindado, o blindado detecta o helicóptero e contra ataca com um míssil disparado do canhão mesmo. É possível ou viagei na maionese?

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

A matéria diz que a arma disparou contra alvos, não que tais tenham sofrido danos.
Considerando a máxima de Lavoisier, será que o heli consegue gerar energia suficiente para alimentar a arma laser a ponto que tal seja efetiva contra alvos ?

Bispo
Visitante
Bispo

sem querer ser o “estraga festa”. Mas esse laser tem potência para atacar o que… alvos humanos… creio que pela dimensão da arma em si a potencia não deve ser absurda…assim com a quantidade de “disparos”.

e tem o fator … fixar o feixe no alvo por tempo determinado … com um helicóptero..dependendo do adversário fica complicado.

por fim… é pacífico que a poluição atmosférica(refração da luz no caso) … dificulta a eficácia de uma arma laser…obviamente para toda arma nova se cria a antítese… “bombas de fumaça” especificas para tal arma já devem estar na “prancheta”.

Bosco
Visitante
Bosco

Um laser desses não precisa ter muita potência para neutralizar os alvos aos quais terá indicação. Ninguém espera que ele seja utilizado contra um MBT de 70 t. Para alguns alvos como um Scud no lançador, basta que o tanque de combustível seja perfurado, ou que uma aleta seja danificada. É o conceito de “precisão cirúrgica” levado ao extremo no âmbito militar. Pra matar um agressor você não tem que explodi-lo em mil pedaços mas basta um “teco” de 22 no meio da testa. Sem falar o alto potencial desse tipo de armas contra os sensores óticos e infra-vermelhos e… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Ediel,
Diferente dos russos os americanos citam seus programas avançados em andamento e de modo algum afirmam que eles já estão prontos e acabados.
E não há o que esconder de outras nações tendo em vista que essas armas estão sendo buscadas por todos os países “centrais”. Eles trocam informações me congressos, etc. e todo mundo sabe o que todo mundo está fazendo.
Armas de energia direta estão longe de ser um super segredo e o que se busca é se colocar no mercado o quanto antes já que vários estão na corrida.

Bosco
Visitante
Bosco

André,
O YAL-1 era um laser químico que utilizava materiais químicos exóticos e perigosos. Esses novos lasers são lasers de estado sólido que funcionam com eletricidade.
Logo o campo de batalha estará repleto deles instalados em drones, helicópteros, caças, aviões “canhoneiros”, navios, lanchas, veículos de terra, etc.
São eficientes contra uma série de ameças no mar, em terra e no ar (e no espaço, no caso, satélites) e isso com uma precisão absoluta e a um custo mínimo.
Um avião armado com um laser, como por exemplo um AC-130, terá “munição” enquanto puder ser reabastecido no ar e a tripulação aguentar.

Bosco
Visitante
Bosco

Aliás, lasers de alta energia já são utilizados há algum tempo para detonar IEDS no Iraque e no Afeganistão.

Nonato
Visitante
Nonato

Acho que a divulgação é uma forma, também, de intimidar o inimigo.
Imaginem quando a União Soviética divulgou (ou os EUA descobriram…) que já tinham bomba atômica…
Certamente assusta o inimigo.
Ou no caso da Coreia do norte… Saber que ela tem armas atômicas e químicas além de umas 5 mil pecas de artilharia apontadas para Seoul…
Semelhante aquelas placas de portão (cuidado. Cão violento)

Bosco
Visitante
Bosco

O laser de alta energia não tem como ser interceptado de forma reativa já que ele “viaja” a velocidade da luz. Mesmo que demore alguns segundos sobre o alvo (depende do tipo de alvo e da distância do disparo) a reação é praticamente impossível já que quando o alarme é dado o laser já está agindo.
Diferente de um projétil convencional que utiliza um laser telemétrico ou de um míssil guiado por laser (laser beam rider ou laser semi-ativo) que utiliza um laser de designação ou diretor , o laser de alta energia já é “arma” e ele não dá aviso.

Nonato
Visitante
Nonato

Bosco, vislumbro algumas formas de responder a esses lasers, no caso de potencias militares. Sem dúvida, fica difícil para o alvo reagir. Mas assim como já há sistemas que reagem a ataques de artilharia usando radares e mísseis disparados contra o atacante, acredito ser possível fazer o mesmo com o laser. A não ser que o laser disparado não possa ser “visualizado” por nenhum sensor. Sendo possível idêntica o laser e sua fonte, um outro laser poderia ser disparado de volta. O problema talvez seja a logística. Tipo um.grupo de infantaria precisar sempre ter isso disponível e em quantidade adequada.… Read more »

Mauricio_Silva
Visitante
Mauricio_Silva

Olá. O problema da detecção do laser militar é que ele é invisível (comprimento de onda fora do espectro visível) e tem um facho estreito (cerca de alguns centímetros quadrados). Não é como o radar, que espalha ondas eletromagnéticas num feixe amplo. Pode ser detectado? Pode, se o sistema sob ataque tiver a “sorte” de ter um sensor exatamente no ponto onde o feixe laser agressor for mirado. A detecção não é complicada (basicamente, é detectar luz). Porém, com um ambiente iluminado por luzes naturais e artificiais, o detector laser tem de “filtrar” as luzes ambiente. Além de ser capaz… Read more »

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

Bosco, o laser teria eficácia contra alvos submersos ???
aquele pote que eh feito de grafite que recebe o ouro em forma liquida, esse material eh muito resistente ao calor, e eh leve tb….sera que uma placa espessa de grafite não de conta do laser ??

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

logo logo teremos(EUA, China e Russia) um “nano reator nuclear” que caiba em aeronaves para suprir toda a energia que se precise…. Do tamanho do uma geladeira….
isso se ja não tem la nos EUA…. bem provável que tenham…

Bosco
Visitante
Bosco

O laser real é bem diferente do laser dos filmes de ficção científica (Guerra nas Estrelas, Independence Day, etc). Ele não é disparado a esmo como os canhões e sim focado diretamente sobre o alvo. Ele não dá sinais que será utilizado, ele é silencioso, ele não é visto, ele não erra, ele não pode ser evitado. ele é instantâneo e se se mantiver por tempo certo sobre o alvo ele é mortal. Se o atacante puder ver o alvo ele poderá ser atingido. Simples assim!! Por enquanto o tempo irradiação sobre o alvo é de alguns segundos (duvido que… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Wolf, Mesmo que desenvolvam uma blindagem capaz de resistir ao laser não dá para revestir todo possível alvo com ela. Com certeza os alvos potenciais de um laser serão os não blindados de qualquer natureza e há milhares deles dando bobeira no campo de batalha que são altamente importantes para o resultado do combate e que exige um caríssimo míssil mas que com o laser irá ter o custo de sua destruição reduzido para algumas centenas de dólares (preço da querosene gasta pra produzir a eletricidade). Desenvolveram os foguetes de 70 mm guiados por laser (APKWS, DAGR, etc) para reduzir… Read more »

Manoel Jorge Marques Neto Marques
Visitante

Sim…e o resultado??? Só vi engajando…isso até o laser de lanterninha faz.

wwolf22
Membro
Noble Member
wwolf22

Bosco, entao a “pricipio” os alvos sao radares, antenas, deposito de combustível e eventualmente satélites ???

carcara_br
Visitante
carcara_br

bosco, pergunta, num dia quente, a alguns quilômetros de distância com o ar formando gradientes de temperatura e densidade como o laser sabe pra onde apontar? (R: provavelmente usando dados telemétricos do próprio sistema laser…) Acho meio bobo ficar tentando monopolizar um lado do debate como se fosse profundo entendedor do funcionamento destes sistemas. É muita confiança pra dizer taxativamente é assim, é assado, isso não funciona, aquilo lá funciona. Se o feixe é concentrado porém ao atingir o alvo a radiação do laser sofre dos mesmos fenômenos que qualquer outra que você conhece, isto é, reflete, refrata é absorvida… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

“Acho meio bobo ficar tentando monopolizar um lado do debate como se fosse profundo entendedor do funcionamento destes sistemas” Eu não estou monopolizando nada. Estou dando a minha opinião baseado na constatação dos acontecimentos na linha de tempo. Há décadas o laser de alta energia tem sido desenvolvido e nos últimos anos vários países o testaram numa série de situações e alvos diversos, como por exemplo: UAVs, embarcações, foguetes em voo, IEDS, veículos utilitários, etc. Não sou eu que estou desenvolvendo nada e sim grandes empresas do setor de defesa e quem parece que está indo contra a realidade é… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Wolf,
Eu acho que os alvos serão os de “pele fina” que existem aos montes no campo de batalha.
Mas estão testando laser contra todo tipo de possível alvo, incluindo morteiro, foguetes e obuses.
Alvos no chão deverão se engajados de distâncias relativamente curtas, não maior que o que seria possível com mísseis, mas com a vantagem do custo reduzido e da precisão cirúrgica, com baixo nível de dano colateral.

WFonseca
Visitante
WFonseca

Wwoff22, sobre nano reatores nucleares, RTGs (Radioisotope thermoeletric generator) são utilizados por USA e Rússia desde 1961 para gerar eletricidade em pequena escala e até marca passos já utilizaram este sistema. As sondas Voyagers lançadas em 1977, utilizam 3 RTGs cada, para gerar cerca de 470 Watts (4,5kg dióxido de plutônio 238 por RTG) e devem durar até 2025 (48 anos!).
Lasers são consumidores vorazes de energia elétrica, acho que navios serão os primeiros a usar sem restrição este tipo de arma: http://www.businessinsider.com/us-navy-laser-weapons-2017-1

Bosco
Visitante
Bosco

Carcara, Agora que entendi seu comentário me censurando. Não tinha notado que você é que havia sugerido que possa haver defesa contra o laser utilizando espelhos ou algo parecido. Tomara que os projetistas de armas laser após 40 anos de labuta tenham lido essas sugestões porque seria cômico se após tanto tempo de desenvolvimento e após essas armas lasers serem colocados em campo e alguém chegar com centenas de espelhos de banheiro e refletir os “terríveis” raios da morte e esses engenheiros ficarem chocados e dizerem: nossa! Eles utilizaram espelhos para refletir nossos lasers…. por que não pensamos nisso antes??????????… Read more »

carcara_br
Visitante
carcara_br

Bosco, não vou dizer que não foi censura, lendo meu comentário agora percebi que saiu da medida, ficou um pouco mais áspero do que eu gostaria. Meu intuito era alertar para que hipóteses não fossem descartadas de imediato, ou que os outros participantes do comentário se sentissem constrangidos por postar (desculpe, mas percebi uma tendência pra um certo pedantismo por parte de certos participantes (ou seria um grupo organizado?), insinuando que alguns deveriam se abster de comentar e que deveriam “se colocar” no “seu lugar” por falta de “conhecimento”. Não concordo com esta postura). Nem de longe eu acho que… Read more »

Wellington Góes
Visitante
Wellington Góes

Eu quero entender como um laser desses (com todo este trambolho) será capaz de neutralizar uma coluna blindada? Uma coisa o laser ser usado como armada defensiva contra mísseis, morteiros, ou foguetes, outra coisa é usar o laser como arma ofensiva. . Esse experimento, no meu entendimento até aqui, serve como avaliação do conceito na prática. Importante para avaliar resultados, mas pouco uso militar. Pelo menos até a próxima década. O dia que conseguirem criar partilhas atômicas, com concentração de energia suficiente para perfurar blindagem e que caiba em artefatos iguais a este, aí sim eu digo que a coisa… Read more »

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Os caras criticam o Bosto até pela fato dele responder perguntas kkkkk
Em nenhum momento ele disse que era um “profundo entendedor do funcionamento destes sistemas”, nem monopolizou nada, ele estava apenas respondendo alguns questões com base naquilo que aprendeu através de outras fontes.
Quem discordar dar respostas basta questiona-las ou simplesmente não aceitar tais respostas.
Eu não sei nada de laser, exceto quando eu era criança e apagava a luz do poste da frente da minha casa com um laser comprado no Paraguai (bons tempos), então eu fico grato de ler algo acerca desse assunto.
Abraço!