Home Aviação de Caça Segundo Pentágono, caça Su-27 russo chegou perigosamente perto de um RC-135 da...

Segundo Pentágono, caça Su-27 russo chegou perigosamente perto de um RC-135 da USAF

4546
45

Um caça russo Su-27 chegou a apenas alguns metros de um avião de reconhecimento RC-135 dos Estados Unidos no dia 19.06, diz o Pentágono.

O encontro dos aviões ocorreu sobre o Mar Báltico e o caça russo permaneceu ao lado do avião americano por vários minutos na segunda-feira, disseram autoridades militares dos EUA.

O Su-27 russo manobrou a poucos metros do RC-135 maior e mais lento por vários minutos, disse Meghan Henderson, porta-voz do Comando Europeu dos EUA.

O Pentágono considerou o incidente inseguro, devido à “alta velocidade de aproximação” e ao “mau controle da aeronave” pelo piloto russo, disse Henderson.

Os russos disseram que a interceptação foi normal e segura.

COLABOROU: Rustam Bogaudinov

Subscribe
Notify of
guest
45 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Trindade
Luiz Trindade
3 anos atrás

Os EUA quiseram dar uma resposta à altura pelo afastamento do F-16 da OTAN e colheu a resultado. Realmente estamos vendo uma reedição da Guerra Fria. Que Deus nos livre guarde do louco do Trump fazer alguma besteira!

Emmanuel
Emmanuel
3 anos atrás

Pois é…
E tem gente que não entende porque o caça polonês fez o que fez.
Esses russos estão precisando perder mais um caça para aprender o lugar deles.
Estão indo longe demais sem necessidade.
Abraço.

Adriano R.A.
Adriano R.A.
3 anos atrás

Boa oportunidade para o Pentágono justificar o aumento no orçamento de defesa. Essa propaganda toda deve ter algo por trás.

Wellington Góes
Wellington Góes
3 anos atrás

É muito mimimi e hipocrisia junto!!!

Flamenguista
Flamenguista
3 anos atrás

Me parece que o caça está muito perto mesmo!!

MBP77
MBP77
3 anos atrás

O episódio com o F-16 foi no dia 21:
http://www.aereo.jor.br/2017/06/22/sukhoi-su-27-russo-repele-caca-f-16-da-otan-sobre-o-baltico/
*
Já este do SU-27 russo foi no dia 19, portanto anterior ao primeiro.
Tem gente que precisa consultar o calendário ao invés da ideologia.
Sds.

pedro soares
pedro soares
3 anos atrás

Emmanuel 23 de junho de 2017 at 13:47
Muito diferente amigo…
O avião americano era de reconhecimento e estava sendo utilizado para fins militares…
O avião Russo estava indo para o seu próprio território, e estava transportando uma autoridade importante de outro pais.
Sua comparação e a mesma de comparar lago com oceano.

Emmanuel
Emmanuel
3 anos atrás

Pedro, não comentei sobre o tipo de avião ou o que transportava. Mas sobre o ato de provocar. E os russos há tempos vêm fazendo isso.
Não importa o meio ou o que leva, provocação é sempre provocação e deve ser respondida a altura.
E nada tem a ver com ideologia, para ficar bem claro.
Abraço.

pedro soares
pedro soares
3 anos atrás

O PA também não mostrou a justificativa do avião Russo…
“Enquanto estava sendo escoltado, o RC-135 tentou se aproximar do interceptor russo, fazendo uma volta provocativa para o Su-27” Ministério da Defesa russo
Verdade ou mentira deveria ser mostrada as duas versões!

https://www.rt.com/news/393250-su27-rc135-baltic-sea/

Rodrigo M
Rodrigo M
3 anos atrás

Emmanuel, nesse caso é só olhar o mapa.. Quem está bem longe de seu lugar são os americanos. Os russos tem territórios e interesses no báltico.
Ou vc acredita que um avião militar russo passeando em águas internacionais no golfo do México também não seria recebido da mesma forma? Desconsiderando a maneira que esse ou aquele piloto adota, o resultado é sempre o mesmo..
E não sou pró-USA e muito menos pró-Russia.
Não se deixe levar pelo ideologismo infantil de alguns fan-boys aqui.

pedro soares
pedro soares
3 anos atrás

Emmanuel 23 de junho de 2017 at 14:10
Então essas provocações são algo rotineiro dos dois lados… as reclamações fazem parte também.
O problema e que o avião polonês exagerou ao fazer o mesmo com o ministro de defesa a bordo.

Edmilson Sanches
Edmilson Sanches
3 anos atrás

Lembrando aos ideologistas que faz muito tempo que a URSS deixou de existir e a Rússia é tão capitalista quanto os EUA.

Ivan BC
Ivan BC
3 anos atrás

Rodrigo M 23 de junho de 2017 at 14:25 Emmanuel, nesse caso é só olhar o mapa.. Quem está bem longe de seu lugar são os americanos. Os russos tem territórios e interesses no báltico. Observação: caramba que contradição kkkkk eles tem quais interesses no báltico? Intromissão na política interna da Ucrãnia? Na Romênia? Moldavia? Blindados na fronteira da Lituania, Letônia? Algum interesse na Síria também? Em Cuba? Na ditadura da Venezuela que ameaça até mesmo o Brasil? Nas fronteiras do Japão, Reino Unido e países escandinavos pode? Submarino russo encalhado na Suécia pode? EUA é membro da OTAN, logo… Read more »

Emmanuel
Emmanuel
3 anos atrás

Eu sei Pedro. Isso existe desde o tempo da guerra fria. E se procurar, encontrará acidentes totalmente desnecessários e que custaram a vida de alguns pilotos. Acontece que a Rússia tenta resgatar aquilo que ela já foi um dia. E aí mora o perigo. E essa queda de braços é uma verdadeira briga de cachorro grande. Muito poder militar e financeiro. Uma coisa é o poder militar da Rússia. Outra a dos US. E uma terceira a OTAN (US+aliados). Os russos estão “brincando” uma brincadeira que eles não têm como sustentar caso vire coisa séria. É muito poder de fogo… Read more »

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

OFF-Topic:
Novo vídeo da Embraer em Le Bourget, A transição entre as apresentações do E-195E-2 e do KC-390 foi fantástica:
.
https://www.youtube.com/watch?v=XiMNl-dYk10

Ricardo Da Silva
Ricardo Da Silva
3 anos atrás

Me lembrei de um certo P-3 norueguês . . . . .

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

Na primeira foto, aquela não é a bandeira da aviação naval russa atrás do cockpit? Eu não sabia que a aviação naval operava interceptadores baseados em terra.

Emmanuel
Emmanuel
3 anos atrás

Ivan, você fez um comentário interessante e que concordo em parte. Só vejo sentindo da presença americana na Europa por causa da OTAN. Nada mais. Quando analiso o que vem acontecendo hoje percebo que os motivos são diferentes dos da guerra fria. Vejo uma Rússia fraca financeira e militarmente buscando uma glória que não conseguirá mais. E acredito que isso pode ser mais perigoso do que a questão ideológica do passado. Isso te leva a tomar decisões erradas. Erradas e perigosas. Enfim, espero que Putin tenha mais discernimento daquilo que faz (coisa que duvido muito). Sei que não é o… Read more »

Rodrigo M
Rodrigo M
3 anos atrás

Ivan BC 23 de junho de 2017 at 14:42 . Qual a parte do: “Eu não sou pró-USA e muito menos pró-Rússia” que vc não entendeu? Não fiz nenhum julgamento de causa, apenas disse o óbvio. A Rússia tem território no Báltico, tem tanto interesse lá, quanto nós temos por exemplo na Baia de Guanabara, difícil entender isso? E o que eles tem com a OTAN?? São obrigados a aceitar avião passeando em seu quintal seja lá de qual país seja, porque é da OTAN? No mais, seu comentário com sua a tentativa de ligar alhos com bugalhos.. Ficou tão… Read more »

Gilson Moura
Gilson Moura
3 anos atrás

Edmilson Sanches 23 de junho de 2017 at 14:35

A Rússia nacionaliza e já nacionalizou diversas empresas desde fábricas de chips até petrolíferas passando pela indústria militar. A sua afirmação que a Rússia é tão capitalista quando os EUA é falsa. Uma das principais características do sistema capitalista é a legitimidade da propriedade privada, mas me parece que na Rússia isso não é assegurado, não vou nem me referir a liberalismo econômico porque ai a coisa ficaria feia na conversa.
Menos ideologia por favor.

pedro soares
pedro soares
3 anos atrás

Emmanuel … entendo sua posição, apenas acho que com uma autoridade dessa envergadura a OTAN foi bem irresponsável…. Pense no inverso… ——————————— Acompanho o site há alguns anos, não costumo comentar pois conheço pouco sobre armas, então limito meus comentários a geopolítica, que tenho mais domínio. Síria… Vejo muito disserem aqui no PA que os EUA fazem o que querem na Síria, e os Russo deixam… Isso não corresponde à verdade. 1° A vontade dos EUA eram retirar o Assad e colocar alguém mais alinhado com o ocidente, não aconteceu e nem está próximo de acontecer. Ponto para a Rússia.… Read more »

Leandro Costa
Leandro Costa
3 anos atrás

Interessante como vocês restringem esse tipo de comportamento à EUA ou Rússia. TODOS os países do Mundo, sem excessão, fazem, fizeram ou estão doidos para poderem fazer isso. Inclusive o Brasil.

Paulo Jorge
Paulo Jorge
3 anos atrás

Esse jogo de gato e rato vai até o dia que algum Flanker enferrujado levar um punhado de AIM120 do Raptor sem saber de onde veio.

donitz123
3 anos atrás

Se os americanos preferirem podemos arrumar alguns pilotos chineses.

Jeff
Jeff
3 anos atrás

E…. se fosse um avião americano com alguma autoridade deles, interceptado por um caça russo?
.
E…. se fosse um avião Russo próximo a territórios vizinhos aos USA, como seria?
Acho muito mimimi, fazem muito pior e eles podem, os outros não.
Cercaram Rússia e China com várias bases, mas quando os mísseis estavam indo pra Cuba, abriram um bocão.
Vai entender essa gente.

Emmanuel
Emmanuel
3 anos atrás

Leandro, não deixa de ser verdade. Até fazemos na devida proporção. A diferença é que mesmo quebrada a Rússia ainda tem alguma bala na agulha. Os US nem preciso falar da bala deles.
Nós temos fogos de artifícios. Nossos vizinhos nem isso.
Outra coisa é questão do tamanho do interesse deles naquela região. Some isso a vontade de recuperar a grandeza que você já teve no passado. Mais um possível gasoduto que ligará Oriente à Europa (cujo melhor percurso passa pela Síria). É muita coisa que vai além de uma “briguinha” de uma antiga Guerra Fria.
Abraço.

Aéreo
Aéreo
3 anos atrás

Isto é pura estratégia de comunicação. Toda vez que um avião russo e chines se aproxima de um alvo dos EUA, o pentágono vai dizer que é “pouco profissional”, de forma “pouco segura”. A ideia é colar por repetição nos “inimigos da liberdade” que eles são pouco profissionais. No geral a grande imprensa e mesmo em canais especializados os papagaios repetidores propagam a informação sem questionar e dão ao pessoal de relações publicas do pentágono exatamente o que eles querem. Fosse por exemplo um Su-27 interceptando um avião com autoridades ocidentais a repercussão seria muito maior do que foi um… Read more »

Ivan BC
Ivan BC
3 anos atrás

Rodrigo M 23 de junho de 2017 at 15:10
Calma! Eu não disse que você apoiava a Rússia ou EUA etc…eu não disse que você fez um julgamento. Eu apenas fiz um observação de um trecho do seu comentário. Quis dizer que se for observar fronteiras, nem Rússia, nem EUA deveriam interferir no báltico.
Abraço!

teropode
3 anos atrás

Alguem notou a melância na cabeça do piloto mal pago Russo ? Querem estar na mídia , por uns trocadinhos eles desertariam para os EUA , pilotos agriculas lah ganham 10vezes mais !

Ypojucan
Ypojucan
3 anos atrás

Clésio, boa noite. Sim é um SU-27P da VMF (Aviação Naval da Marinha Russa), provavelmente do 72º Regimento de caças da base de Chkalovsk na Frota do Báltico cuja base é em Kaliningrado. A VMF não só opera interceptadores baseados em terra na forma dos SU-27P/UB e SU- 30 SM (esses baseados no 43º OMShAP – Otdelnoy Morshkoy Shtoormovoy Aviatsionniy Polk – Regimento Naval Independente de Aviação de Ataque em Saki/Crimeia) como também dois esquadrões de MIG -31D e BM em ambas as frotas principais (O da 7060ª Base Aérea em Yeliozovo na Frota do Pacífico e o do 98º… Read more »

Gilson Moura
Gilson Moura
3 anos atrás

pedro soares 23 de junho de 2017 at 15:34 Assim como você, eu não entendo de armas como os vastos leitores aqui presentes no PA, mas posso me limitar a falar sobre economia e geopolítica. Sua afirmação que o capitalismo saqueou, matou, e dominou descaradamente como o comunismo, só que de forma mais discreta é digno de carência. Você comentou sobre a Africa, é muito comum atribuir as malezas do continente para com o capitalismo, o que de fato não é verdade. A maioria dos países africanos tiveram inspirações no socialismo ou ainda estão sob o socialismo, aliás, alguns líderes… Read more »

Clésio Luiz
Clésio Luiz
3 anos atrás

Ypojucan, obrigado pela resposta. Eu não leio muito sobre as forças armadas russas, e imaginava que a marinha só operasse aeronaves de ataque a partir de bases terrestres.

Gustavo
Gustavo
3 anos atrás

O que mais me dar raiva nessa notícia é não terem divulgado um vídeo da aproximação. Os portugueses pelo menos filmam e mostram para a galera.
https://www.youtube.com/watch?v=r03FlOjHsJM

Jorge Ferreira
Jorge Ferreira
3 anos atrás

Já fui interceptado varias vezes em treinamento. Apenas pelas fotos da matéria não me parece que exista alguma insegurança.

timuskukii
3 anos atrás

Emmanuel 23 de junho de 2017 at 13:47
Quem esta indo longe demais são os americanos, veja a Síria, uma agressão a um Estado soberano, financiam terroristas em prol de interesses do Establishment.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás

Mais de menos …..

ScudB
ScudB
3 anos atrás

Amigo Clesio! Como a resposta veio completa e absolutamente correta do nosso amigo Ypojucan so posso completar , se permite , que a imagem é realmente de um Sautor (bandeira de Santo Andre ou Andreevskij Flag). Uma dica : veja a TODA area de Kaliningrado com um porta-aviões imenso!E ai fica tudo mais simples e explica “o porque” os interceptores da Marinha Russa estão por la.. E sim , o Báltico é assim : apertado e tenso. Principalmente agora com a depressão generalizada daqueles micro-países parasitas da ex-união tentando chamar a atenção por causa de qq coisa. Dos polacos nem… Read more »

Alex
Alex
3 anos atrás

Emmanuel 23 de junho de 2017 at 13:47

Qual é o lugar deles?

RodrigoMF
RodrigoMF
3 anos atrás

Não se critica a interceptação..

Todo mundo faz isto em espaço aéreo internacional.

O problema é que os russos não tem o hábito de respeitar os protocolos de distância.

Digamos que acontecesse algum solavanco e o Flanker colidisse com o RC135 ou pior o inverso..E aí ?

O F16 que interceptou o avião russo estava a uma distância segura sem risco de colisão.

Se precisar eu faço um desenho.

Control
3 anos atrás

Srs Tanto a intercepção dos poloneses como a dos russos não tem nada de incomum. É rotina, pelos caças interceptadores, a verificação visual dos intrusos. É bom lembrar, também, que o controle de espaço aéreo da OTAN dificilmente saberia que o dito avião estava transportando uma autoridade russa. E mostrar a bandeira também faz parte do processo para sinalizar ao outro que ele está sendo monitorado. Cabe observar, também, que as intercepções são feitas por pelo menos dois caças. Portanto, tanto o F16 polonês tinha pelo menos um retaguarda quanto Su 27 russo. Novamente é a rotina. Outro ponto a… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás
Paulo Jorge
Paulo Jorge
3 anos atrás

Control,

Teu comentário é muito pertinente. Sobre a aproximação da China, até então a aproximaçãoOs com a Europa se dá muito mais por razões econômicas do que militares. Os chineses estão sendo mais espertos do que os russos ao compreender que a sua economia depende muito do Ocidente e que adotar postura hostil na área militar em áreas banais não levará a lugar algum. É algo que o czar russo precisa aprimorar.

Antonio Palhares
Antonio Palhares
3 anos atrás

Sr Emmanuel. “.. estão precisando perder mais um caça para aprenderem o lugar deles..” Qual é o lugar deles? ” ..Só espero que os Russos vejam que são o lado fraco nesta corda”. ” A Russia ainda tem alguma bala na agulha”. O doido do gordinho norte coreano com muito menos bala na agulha anda espalhando estrume para todo lado. Pela situação geografica, não se chega na Russia sem passar pelo báltico. Portanto, o báltico é quintal da Russia. Resumindo: Cada lado faz o que lhe compete, com as devidas cautelas e sem loucuras. Eu continuo somente como espectador.

pedro soares
pedro soares
3 anos atrás

Gilson Moura 23 de junho de 2017 at 18:47 E então Gilson… Primeiramente não apoio o socialismo, que já se mostrou um sistema falido. Acredito que o ser humano, como espécie, tem a necessidade inerente de ser melhor, de possuir mais que o outro, e por isso sistemas que prezam pela coletividade está fadado ao fracasso, algumas pessoas conseguem transcender isso, mas a humanidade ainda está longe desse alvo. Infelizmente… A despeito dos meus desejos, ainda não temos um sistema para substituir o capitalismo… Sobre o capitalismo. Se fomos fazer uma análise mais profunda e crítica do sistema temos que… Read more »

donitz123
3 anos atrás

Carlos Alberto Soares 24 de junho de 2017 at 14:15
.
Aqui é que rola parte do chilique do Urso:
.
Não creio que os russos estejam muito preocupados com isso. Espionagem eletrônica é aceita pelos dois lados desde o tempo da Guerra Fria. O que não se tolerava era a invasão de território, espaço aéreo e marítimo como os americanos faziam descaradamente sempre com resultados trágicos para suas tripulações.
.
Essa instalação já deve ter um Iskander com o nome dela em caso de necessidade.