Home Aviação de Caça Mais A-29s chegam a Cabul para a temporada de combate

Mais A-29s chegam a Cabul para a temporada de combate

4244
0
Mais quatro A-29 Super Tucanos chegaram a Cabul no dia 20 de março de 2017 – Foto: U.S. Air Force

KABUL, Afeganistão (AFNS) – Quatro aviões de ataque leve A-29 Super Tucano chegaram ao serviço na Ala Aérea de Cabul, no Afeganistão, em 20 de março de 2017, onde serão utilizados pela Força Aérea Afegã (AAF) para ataques aéreos, interdição aérea, escolta e reconhecimento armado.

As últimas aeronaves, que viajaram da Moody Air Force Base, Geórgia, elevam o inventário de A-29 da AAF de oito para 12 aeronaves no país.

Existem ainda sete A-29 atribuídos à Moody AFB, onde são usados ​​para treinar pilotos.

“Os quatro aviões adicionais nos permitirão aumentar o número de missões que podemos apoiar em todo o país”, disse um piloto de A-29 da AAF que não pode ser identificado por razões de segurança. “Mais alvos podem ser atacados – mais tropas terrestres podem ser apoiadas.”

O piloto de A-29 da AAF disse que às vezes uma nação precisa de suas forças armadas para pressionar o inimigo, a fim de desenvolver a paz e a estabilidade.

“O AAF desempenha um papel importante nisso”, disse ele. “Estamos ajudando o processo de paz. Quando um A-29 é sobrevoando, ele dá motivação para as tropas terrestres, e o inimigo percebe que eles podem ser atingidos em qualquer lugar e vai sentir a pressão para chegar à mesa de paz. É assim que vamos trazer paz e estabilidade ao Afeganistão”.

O general-brigadeiro David Hicks, comandante do Train, Advise, Assist Command-Air e da 438th Air Expeditionary Wing, disse que os A-29 eram um “game changer” na temporada de combate de 2016 e ele tem grandes expectativas para os aviões e as tripulações em 2017.

Piloto da USAF é cumprimentado após a chegada a Cabul com mais um A-29 Super Tucano para o Afeganistão

“Os pilotos da AAF estão continuamente ganhando proficiência no A-29”, disse Hicks. “Eles são capazes de fornecer ataque aéreo em qualquer lugar do país. No passado, o Exército Nacional Afegão dependia da coalizão para apoio aéreo. Agora, são seus próprios conterrâneos sobrevoando as missões.”

Hicks disse que os A-29 adicionais dão à AAF mais opções para avançar o poder aéreo em todo o país.

O tenente-coronel Johnnie Green, comandante do 438th Air Expeditionary Advisory Squadron commander, disse que os pilotos de A-29 da AAF e dos EUA têm um vínculo único.

“Temos desenvolvido uma relação estreita com os pilotos afegãos de A-29 ao longo de vários anos, não apenas no treinamento, mas também no desenvolvimento de seu próprio esquadrão de caça e os aconselhamos enquanto realizam operações”, disse Green. “O treinamento nos Estados Unidos nos permite a liberdade e a flexibilidade para controlar o ambiente e instruir para objetivos específicos, e o padrão que eles mantém traduz diretamente para o que eles fazem em combate”.

Green disse que os pilotos de A-29 da AAF estão se saindo muito bem, e demonstraram uma excelente tomada de decisão.

“A experiência que eles ganharam em um ano desde o início das operações de combate é fenomenal, e eles estão comunicando essas experiências uns com os outros”, disse Green. “Isso é muito importante quando os novos pilotos A-29 voltam do treinamento e começam a voar operações de combate por conta própria.”

Os mais novos A-29 vão sofrer uma breve reconfiguração, e depois estarão prontos para as operações na temporada de combate de 2017.

FONTE: USAF

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of