terça-feira, maio 18, 2021

Gripen para o Brasil

P-95M ‘Bandeirulha’ acidentado no Campo de Marte-SP

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

p-95m-acidente-1

Um avião P-95M ‘Bandeirante Patrulha” sofreu um acidente na decolagem ontem no Campo de Marte, em São Paulo (SP).

Segundo testemunhas, o trem de pouso frontal recolheu durante a corrida de decolagem, ocasionando a derrapagem do avião, que acabou indo parar na grama.

p-95m-acidente-2

p-95m-acidente-3

p-95m-acidente-4

p-95m-acidente-5

- Advertisement -

26 Comments

Subscribe
Notify of
guest
26 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nonato

Não seria uma boa retomar a fabricação do avião numa versão modernizada?

Luiz Fernando

Nonato… Partindo do princípio que exista mercado, vejo como interessante desenvolver algo novo.
Explico o porquê penso isso…
1) fazendo algo novo seria possível atender melhor os requisitos dos clientes,
2) na questões de projeto e desenvolvimento, o custo seria praticamente o mesmo,
3) o custo para preparar a industrialização seria também praticamente o mesmo.

Ou seja, com custos de desenvolvimento muito parecidos, se consegue algo novo e mais capaz.

Ednardo de oliveira Ferreira

Aqui em Brasília no último mês foram dois problemas com Brasílias da FAB. Um deles estourou o pneu.

bosco123

Nada que o martelinho de ouro não dê jeito.

Mauricio R.

Há demanda, pois sem uma não o que sustente sua fabricação, mesmo que modernizado.

Glasquis 7

Mais um e vamos somando.

Lucas Schmitt

Tomara que ainda tenha conserto, essa aeronave tem mais ou menos 1 anos de serviço após sua modernização, ainda tinha uns anos a cumprir, seria uma pena senão voasse mais. No mais, os acidentes aéreos nas FA brasileiras são semestrais, são quase bimestrais, não dá pra acreditar que o quase nada que ele têm está indo embora desta forma.

Walfrido Strobel

Aquela dobra com ruga atrás do radome do radar é que complica, a estrutura do nariz foi comprometida. Vamos ver como o PAMA vai solucionar, se é possível a troca do nariz por um retirado de algum P-95A desativado.

Juarez

Provável quebra de pino mestre da junção do trem coma longarina inferior, tem histórico no C 95 que é mais pesado com carga, no P 95 não tinha histórico. Strobel, no reparo da nariz não há problema, é estrutura independente da célula base, o dano maior deve ter sido no radar.

g abraço

Marcos Véio d' Guerra

Tem vários por aí voando que sofreram coisa parecida e consta como “sem histórico de acidentes” kkkkkkk

antonioosjr

Bandeirante é uma Kombi. Toda esquina conserta

Zamzam_Pampa

Aeronave valente!

camargoer"

Olá a todos. Algum tempo atrás discutimos exaustivamente sobre acidentes na FAB, MB e USAF. Acho que aqueles que não participaram daquele post sugiro lerem os comentários. Mas aproveito para insistir que estatisticamente, não há nada que sustente problemas de manutenção, corte de verbas ou qualquer outra coisa. Acidentes eventualmente ocorrerem e precisam ser investigados para não ocorrerem mais. Gostaria de recordar que quando o conjunto é pequeno, a análise estatística é não tem significância.

Walfrido Strobel

Obrigado Juarez, se a estrutura do nariz é independente fica mais fácil.
Este avião saiu a pouco tempo de uma modernização com revisão estrutural, mas alguma coisa sempre passa.
A Indonésia teve dois acidentes com os F-16C modernizados pelos USA menos de três meses depois de recebidos, um não baixou a bequilha durante o pouso e outro pegou fogo no taxi por vazamento hidraulico proximo ao motor.

Walfrido Strobel

Este foi o F-16C-52Id que pegou fogo, foi na decolagem segundo o vídeo.
https://youtu.be/Pu0vxHzovHk

Walfrido Strobel

Uma correção, este que teve problemas na bequilha foi um F-16A block 15 desde os anos 90 na Indonésia e fa foi reparado e voltou ao voo.
http://www.f-16.net/aircraft-database/F-16/airframe-profile/2455

Rinaldo Nery

Ouvi dizer que a aeronave perdeu o steering na corrida de decolagem. A bequilha quebrou ao entrar na grama.

Cesar Bastos

Juarez, o sistema é igual ao do Xingu?

Carlos Alberto Soares

Acontece.
Que venham mais P 95M
Que venham nais C 95M
C 95M para o EB
Viva os bandecos.

Juarez

Não sei Bastos, nunca vi o do Xingu de perto.

G abraço

Rinaldo Nery

Também não sei.

sergio ribamar ferreira

Não havendo imperícia, imprudência ou negligência realmente configura-se acidente e isto acontece. Porém temos de ter novos meios(manutenção periódica é muito importante).relembrando: precisamos de empresas que queiram investir em novas aeronaves e equipamentos militares e isso depende do governo.

Mauricio R.

OFF TOPIC…, mas nem tanto:
.
Recebimento do último “Bandeirulha” modernizado:
.
“A total of eight P-95B aircraft were jointly modernised by the FAB, Embraer Defense and Security (EDS), and AEL Sistemas. The fleet is operated by Squadron Netuno from Belém and Squadron Phoenix from Florianópolis in a wide range of maritime roles over the country’s Exclusive Economic Zone.”
.
(http://www.janes.com/article/64507/brazil-to-receive-final-modernised-bandeirulha-aircraft)

Antonio Ribeiro

Xingu tem o conjunto principal igual.
Trem do nariz é semelhante ao do Brasilia, com duas rodas. Na versão XIngu I (tripá), o trem dianteiro era igual ao do Bandeirante).
Não me lembro se exatamente todos os Xingu tiveram o trem trocado

André Luiz

Sérgio, na minha opinião mesmo com imperícia, imprudência ou negligência o acidente está caracterizado. O acidente não se caracteriza se houver o dolo. Ou seja, vontade deliberada de realizar a ação.

zanzam-pampa

Reportagens especiais

PAMA-SP 2018: pássaros raros no Domingo Aéreo paulistano

Aeronaves incomuns de se ver em São Paulo, como o protótipo do YT-25B Universal II do PAMA-LS e C-98...
- Advertisement -
- Advertisement -