quarta-feira, janeiro 26, 2022

Gripen para o Brasil

Novo radar quântico chinês detecta aviões ‘invisíveis’ a 100 km de distância

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

F-35A - foto 2 Lockheed Martin
Caça stealth F-35

Uma empresa de tecnologia militar chinesa chocou os físicos de todo o mundo na semana passada, quando anunciou que havia desenvolvido uma nova forma de radar capaz de detectar aviões furtivos a 100 km de distância.

A descoberta baseia-se em um fenômeno fantasma conhecido como entrelaçamento quântico, que Albert Einstein apelidou de “ação fantasmagórica à distância”.

A China Electronics Technology Group Corporation (CETC), um dos grupos industriais militares “Top 10” controlados diretamente pelo governo central chinês, disse que fótons entrecruzados do novo sistema de radar detectaram alvos 100 quilômetros de distância, em um teste de campo recente.

Isso é cinco vezes o “potencial de alcance” de um protótipo de laboratório desenvolvido em conjunto por pesquisadores do Canadá, Alemanha, Grã-Bretanha e os Estados Unidos no ano passado.

Leia texto completo em inglês aqui.

- Advertisement -

113 Comments

Subscribe
Notify of
guest
113 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Renato B.

Sinto um reflexo de ceticismo toda a vez que ouço o termo “quantico”.

Hawk

Renato B. 26 de setembro de 2016 at 12:13 somos dois! Acho que algo tão TOP TOP Secret não seria divulgado assim tão facilmente.

Maria do Carmo Lacoste

A China anunciou, é???
Gente, anunciar, até o Lauro Jardim anuncia.

Rui chapéu

SE detecta um Steath a 100km, a quantos km detecta um sem Stealth? 300…500..???

Campos Junior

Sei não. Não duvido das capacidades chinesas no campo tecnológico. Eles avançaram muitol, isso é certo. Mas uma coisa dessas não seria TOP SECRET? Algo tecnológicamente tão avançado e que faria diferença no TO seja ele qual for não seria divulgado assim, opino. Veremos o desenrolar disso.

Thiago Barros Soares

Pré conceito meu, mas se fosse um think tank americano eu acreditaria… chinês, não…

bosco123

Informação sem sentido. Verdadeira colcha de retalhos intelectual. Claramente ufanista! “Uma empresa de tecnologia militar chinesa chocou os físicos de todo o mundo na semana passada, quando anunciou que havia desenvolvido uma nova forma de radar capaz de detectar aviões furtivos a 100 km de distância.” Que físicos ficaram chocados? Cadê a referência a esses físicos? O nome de pelo menos um? Detectar aviões furtivos a 100 km? Ora! Os russos já não têm os radares de baixa frequência que detecta os stealths do outro lado do planeta? “Isso é cinco vezes o “potencial de alcance” de um protótipo de… Read more »

Papan

Fantástico!!! O F35 nem entrou com 100% de capacidade operacional e ser neutralizado antes mesmo disso, com milhões de dólares gastos, sem falar do grande F22 Raptor exclusivo da Força Aérea Americana, galera se é verdade isso tudo não sabemos, outra coisa é desprezar a poderosa China com sua robusta economia e achar que nada está sendo estudado é feito para neutralizar essa tecnologia, vamos ser mais racionais.

bosco123

Rui Chapéu, Radares convencionais já detectam aeronaves não stealths a 400, 500 km. Ou faltam dados na informação e aí a culpa não e de ninguém se coloca dúvidas já que ninguém é mãe Diná e não adivinha, ou o artigo é uma furada total. Se os chineses estiverem citando um radar banda X levado por caças que adota a tecnologia quântica aí sim seria aceitável a informação. Mas eles não deixam isso claro e só falam de “radar”, e o leitor que entenda o que quiser. Mesmo se tratando de um radar ar-ar que caiba no bico de um… Read more »

bosco123

Papan,
Em que um alcance de 100 km tem potencial de neutralizar um F-35 ou um F-22 sendo que radares convencionais detectam aviões não stealths a 500 km e nem por isso eles foram neutralizados?
Você não acha que pensando racionalmente também é lícito afirmar que os americanos estariam igualmente tentado neutralizar essa tecnologia de radares?

Carlos Alberto Soares-Israel

Certo, o Capitão Kirk será o Piloto. Santo Deus.
Voltemos a Embraer ….. melhor !

Gustavo

A Russia conseguiu o mesmo usando tecnologias atuais modificadas, se for verdade, e a China conseguiu este feito, bilhões foram gastos em tecnologias stealth no ocidente, que serão praticamente inúteis em um combate com quem tiver posse de tal tecnologia quântica. É a velha historia da Nasa vs Soviéticos… Um gasta muito dinheiro em uma caneta que escreva em gravidade zero e a outra usa lápis. Acredito que investir em um radar desse seja mais valioso que ter que investir em tecnologia Stealth e toda uma gama de armamentos adaptados para combater no cenário stealth, e ainda assim, combater no… Read more »

Madmax

O apelido dado por Einstein era pejorativo.
Einstein morreu sem acreditar no entrelaçamento quântico.
Provou-se mais tarde, na década de 60 ou 70 não me recordo bem que ele existe.

Juarez

Bosco, a tecnologia Franco Russófila de desenvolvimentos plug and play contagiou os Chineses.

G abraço

bosco123

Quando esse tipo de notícia vier atrelada a outra, oficial do governo chinês, com a seguinte chamada: EM VISTA DA NOVA TECNOLOGIA DE RADARES QUÂNTICOS FOI CANCELADO O PROGRAMA DO NOVO CAÇA J-20 ECONOMIZANDO BILHÕES DE IENES AOS COFRES PÚBLICOS.
Até lá, continuo acreditando nos stealths.

Carlos Alberto Soares-Israel

Fonte:
South China Morning Post

Carlos Alberto Soares-Israel
Delfim Sobreira

Pergunta : dei uma lida na definição de entrelaçamento quântico, e só imaginei que seria um radar que se adequasse à forma e dimensões do vetor a ser detectado, seria isso ?

Clésio Luiz

30 anos atrás, quando a USAF preparava os requerimentos do programa ATF, que resultaria no F-22, ela sabia que a “farra” da furtividade não duraria para sempre. Então entre os requerimentos havia o supercruise, que diminuiria a exposição do ATF às defesas inimigas. . Depois do sucesso do F-117 em 1991, tal requerimento não apareceu no programa do JSF. . Eu, se fosse projetar um caça de “5ª geração” hoje, daria muito mais ênfase ao supercruise que à características furtivas, que é o mesmo caminho trilhado pelos russos com o Pak-Fa. . PS: Os chineses e russos não são os… Read more »

Alexandre Galante

É por essa razão que Reino Unido, França e Suécia não investiram em stealth próprio. Muita grana que no final pode ter sido em vão.

carvalho2008

Pela cara superficial da noticia, tem mais cara de ensaio teorico de uma tecnologia que um dia talvez possa ser colocada em pratica….daí para operar de fato, deve ter um caminhão de coisas e obstaculos a serem superados….teoria e teste de laboratorio é uma coisa….praticar é outra…

bosco123

Em sendo relevante essa informação do Stephen Chen podemos estar diante da eminência de cancelamento do F-35 A e C e do B-21, além dos caças T-50 e J-20.
Uma nova versão do B-52 com 4 motores seria muito bem vinda além de um upgrade no F-15 pra substituir o F-35A. Mantém só o F-35B que é VTOL e supersônico.
Os caças de 6ªG terão RCS de um Boeing 747 mas voaram a Mach 5 e serão tão manobráveis quanto um beija-flor.

carvalho2008

Em tese, eu sou da filosofia que uma vez que a eletronica evolui mais rapido que a teoria das formas e materiais, o ciclo de vida stealth sempre possui ou possuira esta espada sobre seu proprio conceito…a vantagem existe e é fato, a janela de emprego existe e é fato, a questão é por quanto tempo….embora por outro lado, a dinamica da invisibilidade talves seja algo sempre presente ou até requerimento basico independente dos caminhos que a eletronica resolva….aquilo que não o possuir, sempre teria um defict no TO, no mar, na terra ou no ar…

Delfim Sobreira

Ou tal divulgação só teria o intuito de causar impacto psicológico sobre os EUA e seus projetos stealth ?
Chineses usam do engodo desde Sun Tzu.

carvalho2008

Mestre Bosco, é por isto que penso que a verdadeira 6a geração ou proxima que o seja, será a capacidade de resistencia dura e ativa contra misseis disparados contra si….uma reversão de conceitos trazendo uma miniaturização de misseis anti misseis com 3 a 5 km de range, 360o graus, mesclados a misseis de ataque BVR….lutas seriam engajadas no BVR mas não raro iriam num mesmo duelo se estender até o WVR….um disparando contra o outro e vencendo aquele que bloquear de forma mais eficiente os misseis adversarios…ganhará aquele que possuir maior estoque e assertividade….então é dificil imaginar caças pequenos para… Read more »

Rod.

Os chineses já detectaram caças F-22 que voaram do Japão para Coreia do Sul, e provaram isso anunciando o horário exato em que decolaram e pousaram, os EUA anunciaram que o voo ocorreu durante o dia e os chineses provaram que foi durante a noite, tanto que o F-22 não voltou mais para quele TO. Os radares para detectar essa movimentação certamente tinham mais de 100Km de alcance!

augusto

Concordo com o Bosco, se a tecnologia stealth é furada não teria tanto pais correndo atras dela, e ate agora os unicos meios de detectar um f-22 por exemplo nao chegao a 60km seja ir ou de baixa frequencia, sendo que o f-22 pode jammear o radar opositor e derrubar o caca que tem o irts no seu nariz bem antes de detectarem o raptor. É claro que no campo da deteccao de stealth melhorou muito nos ultimos 20 anos passaram de 5km para 60km kkk.

Matheus

Pra que investir em J-20 china? não é vcs que tem o super hiper mega blaster radar anti-stealth?

Madmax

Delfim,
Há um ano atrás, ou mais li sobre a pesquisa realizada na Inglaterra.
Pelo que li o radar funcionaria assim
Entrelaçaria microondas e luz.
As microondas vão até o objeto e o comportamento da onda de luz do outro lado determinaria a detecção.

theogatos

O legal é que eles têm vários F-35 para treinar em seu “teste de campo”…
.
Então eles sabem direitinho qual distância detectariam os aviões norte americanos podendo disparar seus torpedos fotônicos diretamente nos invasores… (rs)
.
Talvez, se realmente existir tal projeto, seja até boa notícia para o ocidente, já que supostamente seriam testadas no Stealth chinêses revelando que estes talvez não sejam tão stealth assim a ponto de serem facilmente detectados por radares feitos por quem não tem tanta tradição quanto ocidentais e russos na construção deles…
.
Sds.

Caio

Como isso funcionaria? Algum equipamento emitiria fótons para checar o comportamento de seus fótons “gêmeos”?

Jacinto Fernandes

Acho que já escrevi várias vezes que a tecnologia stealth não é apenas para evitar a detecção. Evitar detecção é impossível. A tecnologia serve para impedir o engajamento, e nisso ela é muito boa. Não existe nenhum míssil air to air capaz de atacar um avião stealth em combate a longa distância.

carcara_br

Tecnologia interessante.
Sobre o colega que perguntou qual seria a distancia de detecção pra aeronaves convencionais a resposta é provavelmente a mesma, estamos falando de princípios muito diferentes de funcionamento.
recomendo:
coloquem no buscador do google: Um gato, uma brasileira e um feito inédito na física

Caio, deve ser exatamente isto, o alcance deve ser limitado pelo tempo que se consegue manter a medição?

HMS TIRELESS

Outra daquelas notícias estúpidas que levam os fanáticos anti-EUA à loucura. É tão verdadeira quanto uma nota de sete dólares…..

Tadeu Mendes

Por acaso esse tal radar quantico (estou fazendo de conta que eu acredito nessa fantasia), poderia ser levado a bordo de uma aeronave de combate, ou seria somente para ser usado em terra?

Caio

carcara_br, comentei com base no que li dessa matéria rsrs.
O que não consegui compreender ainda é que, pelo menos no experimento da moça, a luz precisava estar focada como um laser. Como o radar conseguiria cobrir todo o espaço aéreo em um raio de 100km? Uma fonte dessa não seria muito mais fácil de ser detectada antes?
Em tempo: acho que em breve surgira o RAM quântico rsrsrs

Marcelo

Carcará, eu já tinha lido esse artigo, muito interessante! Também recomendo aos outros foristas. A raça humana ainda está engatinhando nesse campo da física quântica, mas esses fenômenos podem ter aplicações incríveis. Lembrando que isso que os chineses estão alegando não é a mesma coisa que o radar “fotônico”, que foi discutido (?) no post do T-50.
Abraços

carcara_br

O principio de funcionamento do radar é detectar a parte da energia emitida que reflete do alvo na sua direção, então imagina o seguinte de toda energia que o radar irradia somente uma pequena parte acerta a superfície de interesse, dessa energia apenas uma parte, ainda menor, retorna para a antena. Então, qualquer radar ligado é mais fácil de ser detectado do que prover a detecção, isto não muda. E pra falar a verdade não faço a menor ideia de como funcionaria o tal radar, muito menos se ele precisa de uma “laser”, pelo menos um tão convencional quanto o… Read more »

Leo Neves

Bosco
As vezes fico com pena do senhor, me parece que o senhor fuça exaltado as vezes com alguns comentários sem sentido algum de alguns que frequentam este espaço kkkk mas concordo com você que se esse radar for tão milagroso assim os chineses iriam abandonar os programas de caças de quinta geração.
Mas o senhor citou o radar de banda L do T-50, ele realmente é melhor para detectar caças stealths do que os outros radares de outros caças?

Trollbuster

Matheus 26 de setembro de 2016 at 15:48

Porque os chineses são foda, discípulos do McGyver e vão fazer um mega stealth com clips e um babaloo de framboesa e os idiotas do Ocidente nunca conseguirão detectar os seus aviões.

Rodrigo

Após a antiga URSS cair de podre, corroída pela corrupção, desagregação de seu sistema politico, produtivo, etc…. os EUA emergiram como potencia dominante e isto fica muito marcado pela vitória esmagadora na Guerra do Golfo. Foram um espetáculo a coesão politica e a supremacia tecnologica e militar empregadas. A China vem ocupando este vácuo deixado pela URSS, mas sem o socialismo como frágil suporte politico-economico, mas através do capitalismo, ainda selvagem, pois está em um ambiente não democrático. É uma máquina de produção poderosa, com baixa oneração de mão de obra, investimento pesadissimo em educação e geração de energia, enfim… Read more »

augusto

Pelo que eu entendi esse tal de radar quântico só faz a solução de tiro, porque a energia teria que ser digerida ate um ponto como um laser, portanto seria a combinação radar de baixa frequência mas esse radar quântico que derrubaria os stealth, claro se esse radar for verídico.

augusto

Mas ai a outro problema que é favorável ao f-22, porque antes do quântico travar no alvo o de baixa frequência teria que detecta-lo primeiro mas de acordo com que todo mundo fala na internet um radar de baixa frequência só detecta o f-22 a 40 km o que da chance do raptor destrui-lo primeiro ou mesmo cega-lo

Delfim Sobreira

Mas apesar do stealth detectar uma antena de radar além do ponto no qual esta antena o detectaria, o ato de neutralizar a antena não revelaria sua presença ? Não sua posição exata, mas sua presença, e aí começar um jogo de gato e rato ?

Madmax

Pelo que li dos comentários o entrelaçamento quântico é tão estranho aos senhores como é para mim.
O que se deve ter em mente no entanto é que estamos falando de outra realidade. Veja se um fóton está entrelaçado com outro ainda que ele esteja do outro lado da galáxia o que está aqui vai se comportar como o de lá e vasco e versa.

hamadjr

Bom na contra mão dos que duvidam de tudo, só saberemos se é verossímil no dia que um caça furtivo a 100k for pego pelo radar superfodhapracarai dos Chineses e dos Russos

johnatan warp drive

Bom, verdade ou nao. eles nao estao dormindo no ponto, ja possuem satelite para testes de comunicaçao quantica.

http://www.space.com/33760-china-launches-quantum-communications-satellite.html

Tadeu Mendes

Amigos,

O B 21 Raider será desenvolvido e produzido.

O F-35 vai seguir sendo produzido.

Portanto, nem o Pentágono e nem a LM estão preocupados com essa propaganda comunIsta.

Se fosse possível desenvolver essa tecnologia tão estratégica, essa noticias jamais viria a tona.

Os EUA estão desenvolvendo armas, as quais só serão conhecidas pelo público durante a próxima guerra.

Eu não penso que os chineses seriam tão estúpidos a ponto de revelarem um segredo estratégico.

Farroupilha

Rodrigo 26 de setembro de 2016 at 17:54, Rodrigo, a China tem sérios problemas para ser super potência hegemônica, alguns deles são a falta de água em seu território (se a usa à vontade na agricultura ocorre a falta para a produção de energia elétrica e vice versa, há também falta de certos minérios, dos mais usados, em seu solo, ex: ferro, petróleo e gás). Mas vamos imaginar que ela consiga (dependendo sempre de fornecimentos exteriores, ou seja, severa fragilidade) contornar essas limitações e num futuro próximo, com todos seus centros de pesquisa, se torne vanguardista de tecnologia mundial, ainda… Read more »

bosco123

Resumo da ópera: se for um radar que caiba no bico de um caça, 100 km está de bom tamanho e é um incremento interessante para se somar à parafernália anti-stealth que até agora só tem o radar de banda L que “deve” ser instalado no T-50, que tem desempenho menor que 80 km e só serve para dar alerta antecipado, enquanto o melhor radar de caça, de banda X, não tem alcance maior que 40 km em relação ao F-35. Se for um radar de terra já é dito, sabido e divulgado que um radar VHF AESA é capaz… Read more »

Últimas Notícias

Embraer conclui com sucesso reintegração do negócio de Aviação Comercial

São José dos Campos, 26 de janeiro de 2022 - A Embraer concluiu com sucesso a reintegração dos principais...
- Advertisement -
- Advertisement -