domingo, setembro 19, 2021

Gripen para o Brasil

México retira de serviço seus caças F-5E/F

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

f-5e-mexico-foto-hugo-flores-castro
F-5E do México – Foto Hugo Flores Castro

A Força Aérea Mexicana aposentou sua frota de caças Northrop F-5E/F Tiger II, com três aeronaves fazendo um voo final em 16 de setembro como parte das celebrações da Independência do México.

Doze caças F-5 foram adquiridos da Northrop Grumman e chegaram ao México em 1982. Armados com mísseis AIM-9 Sidewinder e dois canhões M39 de 20 mm, a frota constituía o Esquadrão 401 de Defesa Aérea, localizado na base de Santa Lucia, no Estado do México.

Foram utilizados para a patrulha de fronteira e interceptações aéreas. Um foi perdido em uma colisão aérea em 1995. Apenas quatro aeronaves permaneciam operacionais.

Com a aposentadoria dos F-5, as missões de patrulha serão atribuídas às aeronaves Grob G120TP e Beechcraft T-6 Texan II recentemente adquiridas.

O México chegou a ser o maior operador de treinadores Pilatus PC-7.

F-5E e Pilatus PC-7 do México
F-5E e Pilatus PC-7 do México

- Advertisement -

102 Comments

Subscribe
Notify of
guest
102 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nonato

Mais F5 disponíveis…
E qual a espinha dorsal da força aérea deles?
Em 1982, F5.
Agora, não terão mais jatos?
Se bem que para quê?
Ao norte, os EUA. Não importa se tiverem 100 typhoons… Não fará diferença… Só gastos…
Leste e oeste mar…
América central, países pequenos, sem forças militares significativas…

Vinicius

Caramba, G120TP e T-6 para defesa aérea é o fim mesmo!!!

Tadeu Mendes

Chegou a hora da FAB pechinchar.

Vamo lá comprar sucatas dos mexicanos, aproveita em compra media dúzia de tacos.

FAB=FAS (Força Aérea Sucatas).

Que fique bem claro: a culpable não é da FAB. É de alguns Brigadeiros, do MD e da corja do Planalto.

Renato de Mello Machado

Oba! vamos as compras.

Cabral

Quantos F-5 F foram desativados?

Farroupilha

Será a maldição de Montezuma respingando na FAM?
Sem jatos eles não vão poder se defender dos ufos e chupa-cabras daquelas terras.
Será que titio Sam pula o muro para ir lhes dar uma mão?
To com peninha dessa Força Aérea com boa tradição. Coitados!

groosp

Vão mudar o símbolo da Força Aérea? https://en.wikipedia.org/wiki/Mexican_Air_Force

kfir

Nonato

disse tudo!

As vzs lembro que para bombardear Minas Gerais, oops o Iraque foram usados 1600 aviões de VÁRIOS países

numa guerra de verdade qual a real utilidade de 130 aviões de combate?
Penso que temos um problema profundo…
.
.

https://www.youtube.com/watch?v=LNH-kCdtEaw

Diogo de Araujo Carvalho

Olhem a foto da “força aérea” é de chorar. Ainda estão ao lado dos americanos kkk desliga tudo isso aí e gastem com saúde e educação. Se Deus quiser estes nunca vão ter interesse em nada aí

kfir

refletindo a resposta é clara, o Brasil tem de ter um caça nacional, com o maior número de partes nacionalizadas….
pois ele seria pago em Reais não em dolares…

Delfim Sobreira

Os EUA já pegaram o que queriam do México : Texas, Nevada, Califórnia… se pegarem o resto terão que ficar com os palestinos, ops, mexicanos. De certa maneira, o que passam com o México é merecido. . Usam os turboélices em funções “policiais”, e perdem feio para o narcotráfico. Recomendo que assistam o filme “Sicário”, sobre como funciona e se combate o crime no México. Até os Deltas são usados em “black ops”. Espero que a FAB proteja seus pilotos de bases fronteiriças e suas famílias, porque lá o jogo é sujo. . Aviso aos terroristas : ataquem pelo sul.… Read more »

Lyw

A FAB não teve dinheiro pra modernizar os F-5 ex-jordânia. Até pra comprar sucata do México não teria grana.

André Bueno

1. É simples. O México é um quintal do Império. Dessa forma jamais iriam permitir algo que lhes trouxesse problema.
2. Alguém realmente considera que o Império iria utilizar de um big stick conosco, o México ou qualquer outro “aliado”?
3. O uso de força é aplicado apenas em situações onde essas estão “quentes”.

Cabral

Esse F-5 do México, não possuem sonda de reabastecimento, fator que diminuí consideravelmente a operacionalidade do aparelho.

Ednardo de oliveira Ferreira

se dissessem que meu vizinho era o Mike Tyson e o cara estava a fim de me pegar, eu não gastaria 1 minuto de minha vida treinando para enfrentá-lo! 🙂

E num tem mais nenhum vizinho digno de nota num raio de 4.000km.

Mas no caso do México, qualquer forcinha aérea já vale e é necessária.

Mas creio que pelo menos uns 24 caças a jato para ataque com alguma capacidade de superioridade aérea seriam necessários. Uns F16 seminovos seriam mais do que suficientes para eles, seriam baratos e os EUA quase dariam.

aldqueiroz

Mas a FAM não tem ao menos planejado adquirir algum vetor de propulsão a jato para substituir os F5?!… Mesmo que a realidade geopolítica deles não torne imperativo ter aviões mais capazes, acho quase inacreditável que a FAM se contente em operar meros treinadores turboélices na função (?) de caça… Não existe sequer a ideia de manunteção de doutrina? Será que eles não tem condição de comprar, via FMS, uma penca de F-16 ou sei lá o quê daquele monte de aviões estocados no deserto do Arizona?…

Bardini

Vocês estão esquecendo a real necessidade da força aérea mexicana…
.
Eles não tem que ter aeronaves para “encarar” os Norte Americanos, isso é bobagem. Eles tem que ter capacidade de interceptação. Se não tiverem isso, aquilo lá vira terra de ninguém e o narcotráfico, manda um abraço.

Walfrido Strobel

Quem tem que se preocupar com os voos do narcotráfico é os EUA e não o México.
O México é passagem para os EUA.

Bardini

Essa é boa…
.
Vamos fazer essa função para os argentinos então.

Lyw

O México deveria comprar o Super Tucano. É o mais indicado para as suas necessidades.

André Bueno

Lyw 21 de setembro de 2016 at 10:45

E quais são as necessidades mexicanas?

Bardini

Lyw 21 de setembro de 2016 at 10:45
.
Mas o México já comprou T-6C+ Texan II.

Bardini
Iväny Junior

Se tiver jatinho do tráfico, já era.

LBacelar

Só de pensar que quase pegaram os SU-30 na década passada

Sergio Prado

Sem F-5 e com os Beechcraft T-6 Texan II substituindo ??? Que força é esta meu?????

ivanstop

Não são do México os últimos F-5E produzidos pela Northrop? E também não foi no México em que na 1ª demostração publica dos novos caças resultou num acidente em que perderam quatro ou cinco caças de uma só vez?

Carlos Alberto Soares-Israel

“Iväny Junior 21 de setembro de 2016 at 11:08
Se tiver jatinho do tráfico, já era.”
É, interceptar com Grob ? Com T-6 já fica difícil !
Comprem nossos AMX mofando, passem para padrão M na EMB e pronto !
Pelo menos arrecadamos uma grana.
Aliás os Argies poderiam fazer o mesmo, que nos paguem com trigo, aliás de boa qualidade.
Mas duvido que a FAB permitiria.
Defendo passar todos AMX para padrão M, as células possíveis lógico.
As demais viram fonte.
Que Brazil é esse, “os” abelhinhas são ainda uma ótima ferramenta para nosso TO etc etc

Carlos Alberto Soares-Israel

Comentários preso no Spam

Glasquis 7

Há coisas que não tem explicação.
O México com sua força aérea nesta situação e recebendo premiações da Junta Interamericana de Defesa: http://www.infodefensa.com/latam/2016/09/21/noticia-junta-interamericana-defensa-reconoce-aporte-mexico-defensa-hemisferica.html

junior

A FAB podia comprar um para compensar o F-5m que se acidentou porque o Gripen por enquanto é só lenda, ainda vai levar anos para chegar.

camargoer"

Ola a todos. Consta que eles tinham 2 F5F e 10 F5E, mas sinceramente, acho que não tem necessidade. 1) Há jordanianos Fox para serem incorporados, 2) se houvesse necessidade de “Echo”, a FAB tem alguns jordanianos em estoque. 3) Os Gripens já estão assinados e em processo de projeto/fabricação com calendário definido e financiamento aprovado. Percebam que uma aquisição dessas levaria 6 meses para serem concluídas, seriam transportados como carga provavelmente de navio, ficariam 2 anos no PAMA para serem desmontados e reparados, ficariam outros 3 anos em Gavião Peixoto para serem modernizados.. no melhor calendário, seriam entregues para… Read more »

Reinaldo Deprera

Delfim Sobreira 21 de setembro de 2016 at 8:30 O DEA está infiltrado nos cartéis de drogas desde os anos 80. Usar a fronteira sul para fins terroristas é sair da disciplina, e isso os cartéis também não querem. É por isso que o terrorismo fundamentalista islâmico não consegue utilizar aquelas rotas para se infiltrar nos EUA. Se usarem o México para entrar nos EUA, viram moeda de troca entre os cartéis e o DEA; pisam nos states rapidinho para dar uma esfriada na cabeça, depois a CIA trabalha eles. Via Guantánamo, é claro. Alias, em Guantánamo tem um monte… Read more »

Matheus

Comentários ignorantes sempre acabando com o bom ambiente que é esse site. Não é nem por curiosidade, fazem por ignorancia mesmo.

Acham mesmo que iam comprar 5 F-5 que não foram atualizados em decadas?

Coutinho

Bardini 21 de setembro de 2016 at 11:06
Espero que esses F-16 mexicanos não se transformem em rainhas de hangar, já que eles são caros de manter. E do jeito que anda a economia mundial, a partir de 2018 esse valor será mais alto.

Glasquis 7

Coutinho,

Acho que oa F 16, em comparação a outros caças, inclusive os próprios F5, não devem ser tão caros de operar. A Venezuela e o Chile operam sem maiores problemas.

Alexandre Galante

Pessoal, não podemos discutir com base em achismos, senão vira papo de botequim:

Custo da hora de voo do F-16:
F16: Belgium and the Netherlands (2010):
– Both countries €20.000 per flying hour per F16 MLU
– In dollars: US$ 27,150 per flying hour per F16 (Rate: sept. 2011)

Source:
– Belgium: Letter Parliament
– Netherlands: ex general D. Berlijn, commodore Dutch Air Force

Custo da hora de voo do F-5 na FAB (2011)
– US$ 12.872,34

http://www.aereo.jor.br/wp-content/uploads//2016/07/O-impacto-da-desativa%C3%A7%C3%A3o-do-AT-26-Xavante-na-progress%C3%A3o.pdf

timuskukii

Cabral, leia o texto que voce vai saber !

camargoer"

Olá a todos, o interessante do documento sugerido pelo A.Galante são os custos comparados do A1 (cerca de 11 mil dólares) e do F2000 (quase 19 mil dólares). A FAB conseguia operar o F2000 a custos inferiores ao dos F16 belgas. Há um documento na internet que menciona os valores do Gripen, mas são de 2009, contudo comparativamente ele é similar ao F16 (S4500 contra $5000 dólares). Acho que os valores absolutos estão defasados, mas não acho razão para os valores relativos terem mudado muito.

camargoer"

Ola´Roberto. O complicado é conseguir essa informação de fontes primárias. Ao menos estas informações colocadas pelo Galante e por mim são oficiais. Por outro lado, o mais importante não são os valores exatos, mas a comparação. Geralmente, o que muda usando diferentes índices são os números absolutos, mas os comparativos são mais ou menos os mesmos. O F16 é mais caro que o F5, o F15 e F22 são mais caros que o F16, e o F39 é similar ao F16.

Ednardo de oliveira Ferreira

O F16 é uma boa pedida para os mexicanos porque eles podem ir até de caminhão pegar os bichos! 🙂 Independentemente disso, mesmo que tenham um custo mais alto de hora de vôo que os F5, o custo de aquisição seria bem baixo. O custo da aeronave deve ser calculado em torno de seu ciclo de vida. Os F16 estocados aguentam ainda quantas horas de vôo? umas 3.000, com a devida recauchutagem, lembrando que os mexicanos, como nós, podem ser dar ao luxo(?) de voar os aviões até soltar as peças? fazendo um monte de conta noves-fora-vai-ali e vem aqui,… Read more »

Clésio Luiz

Jets? We don’t need no stinking jets!

Ednardo de oliveira Ferreira

A grossíssimo modo, a situação deles é a do tiozinho domingueiro. para que um carrão zerinho? pode comprar um usadinho honesto para passear com a família nos fins de semana. Para interceptar jatos civis com suspeita de tráfico de drogas, atacar alguma guerrilha que surja ou impor respeito aos vizinhos 24 F16 honestos são mais que folga.

Obs.: O Brasil tá para o lado da safadeza, nesta ilustração. pelo porte do país, suas ambições e pela vizinhança, não pode se dar ao luxo de ter aviões tão surrados.

Bardini

Não é com “duas conversas” que se arranjam bons 24 F-16 usados para: comprar, pagar manutenção, gerar doutrina, manter e operar. Ainda mais, para uma Força Aérea que operava 5 F-5…
.
Essa conta ai sai bem “apimentada”…

camargoer"

Caro Ednardo, sua avaliação sobre a FAB está equivocada. Não é possível avaliar a FAB sem levar em conta o que foi feito nos últimos dez anos e o as ações para os próximos dez. 1) a aquisição do F39 já está impactando na FAB. Não me surpreenderia se a FAB tivesse F39 operacionais antes dos F16 do México. Enquando isso, os F5M e A29 estão operando efetivamente. 2) a aviação de transporte da FAB consiste de C105 novos, C95 modernizados e em breve KC390. O problema ainda são os KC-767. É preciso ser justo nas críticas e elogios.

João Bosco

Concordo quando dizem que o México é o quintal dos EUA. Seus vizinhos do sul – se não me engano Guatemala, Honduras e Belize – mal tem algo que se possa chamar de força aérea. Enfim, é somente para interceptar aeronaves do narcotráfico. Mas, é muito triste ver uma ” força aérea” depender de Grob e T-6C para fazer interceptações ao longo de suas fronteiras……A não ser que seja temporário, que estão negociando F-16 usados do Tio Sam.

Nonato

Quanto a esses cálculos do custo de hora voada, todos sabemos que ou não são confiáveis ou não sabemos os critérios. Não sabemos se eles calculam o valor de aquisição, valor de treinamento, combustível e pecas e dividem pelo número de horas que pretendem voar. Ou se calculam apenas combustível e peças por horas já voadas. Ou se incluem todo o período de formação do piloto, o salário dos pilotos, farda, o salário da secretaria da base aérea… Esse negócio de combustível também é complicado. Para a Venezuela, Arábia saudita e Rússia seria muito barato… Salários também devem ser bem… Read more »

Ednardo de oliveira Ferreira

camargoer,

Digo que está na safadeza porque nossa troca de aeronaves deveria ter começado lá pelo inícios dos anos 2000. estamos 20 anos atrasados na troca de aeronaves.

Sei que não é culpa da FAB, mas é safadeza do país. Nossa sorte é que os vizinhos são ainda mais ferrados.

Farroupilha

O mais chocante nessa notícia a respeito da FAM é sobre o mal estado que podem chegar instituições, fundamentais para qualquer país, sob a influência de administrações nacionais incompetentes. Não posso duvidar de que há inúmeros membros da FAM capazes e interessados em fazer o melhor pela proteção aérea efetiva do México, porém esse interesse positivo passa muito longe de sua classe política. Situação esta de coisas muito similar ao da Argentina e sua sucateada FAA a mercê de governos falidos por toda sorte de safadezas políticas. Nada há nada de tão ruim que ainda não possa piorar mais… As… Read more »

Farroupilha

Nada há de tão ruim que não possa piorar mais.
Eita!

camargoer"

Olá a todos. O histórico recente da FAB de interceptações de aviões de grande porte estiveram relacionados à sequestros, bombardeiros estrangeiros em missão militar que violaram o nosso espaço e a cargueiros militares sem plano de vôo registrado. Isso mostra que não são apenas contrabandistas e traficantes em pequenos aviões que precisam ser interceptados. Se a FAB não tivesse intereceptado o vulcan inglês durante a guerra das Malvinas, talvez a Inglaterra teria violado sistematicamente nosso espaço aéreo buscando rotas alternativas durante a guerra; se a FAB não tivesse interceptado vários cargueiros militares, as implicações seriam muito mais sérias. Como revelou… Read more »

Últimas Notícias

Força Aérea Indiana vai comprar 24 caças Mirage 2000 de segunda mão

A frota Mirage 2000 de 35 anos da IAF, que teve um desempenho excepcional durante a operação Balakot de...
- Advertisement -
- Advertisement -