Home Bombardeiros USAF nomeia futuro bombardeiro B-21

USAF nomeia futuro bombardeiro B-21

4362
37

b-21-raider

A Secretária da Força Aérea dos EUA, Deborah Lee James, anunciou hoje o nome do futuro bombardeiro da USAF durante o Air Force Association’s Air, Space and Cyber Conference.

Agora o B-21 será oficialmente conhecido como “Raider”. O nome foi escolhido dentre 2100 opções indicadas por 4600 membros da USAF e seus familiares (somente eles podiam propor os nomes). O recebimento das indicações foi encerrado em maio passado.

O nome foi sugerido por dois diferentes membros da USAF: o tenente-coronel Jaime I. Hernandez (Base Aérea de Dyess, Texas) e o sargento Derek D. White (Guarda Aérea Nacional de Maryland).

37
Deixe um comentário

avatar
35 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
23 Comment authors
Carlos Alberto SoaresMarceloRenato B.Delfim SobreiraScudB Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Muito bom. Eu não poderia pensar em algo melhor.

Felipe Silva
Visitante

Tá aí. Gostei desse nome.

Diego
Visitante
Diego

e o S-97 Raider?? Depois da compra da Sikorsky pela LM esse projeto sumiu do mapa.

augusto
Visitante
augusto

Poderiam colocar valkyrie um nome muito mas bonito que Raider. E nem venham me falar do xb-70 porque nao passava de um prototipo

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Prezado Guilherme Poggio,
Eu já ia me esquecendo, você que está escrevendo um livro sobre o assunto, tem um Mirage IIIC lá no Museu da Força Aérea Israelense, que depois que serviu em Israel, foi vendido para a Argentina e acabou voltando para o país. O avião é um verdadeiro campeão do dogfight, abateu vários caças. Você sabia disso?

Jmgsboston
Visitante
Jmgsboston

Augusto, um protótipo da década de 50 que talvez so a Russia consiga fazer algo parecido nos dias de hoje.

Ricardo
Visitante

nome de chinelo…

Madmax
Visitante
Madmax

O chinelo não era rider (cavaleiro)? De montar – to ride?
Acho que esse raider tá mais para atacante ou algo assim.

Joao Vasco
Visitante
Joao Vasco

b-21 ja existe? e oq seria?
e o su-47 berkut que fim tomou?

Bruno V. Campestrini
Visitante
Bruno V. Campestrini

Alguém saberia dizer para quando é o prazo de conclusão do projeto do B-21?

Diogo de Araujo Carvalho
Visitante

Será que valeria a pena investir em um projeto desses para nunca usa-lo? Afinal de contas vc não iria sair por aí incitando guerras sem sentido……
……. Ou sairia?
O Brasil não precisa de uma força para invadir os EUA, mas sim de forças para auto-defesa de forma a, pelo menos, não sermos humilhados como foram os iraquianos…. Até quando vamos nos defender com f 5 e super tucanos?
Vlw pessoal
Será que o Brasil nunca será o alvo da vez? Claro q não. Afinal somos aliados, certo? Desde a segunda guerra e aquela malinha de dinheiro esperta….

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Diogo, com o dinheiro do Petrolao, do Mensalao e do BNDES (esse não foi divulgado ainda) dava pra sermos uma Força Aérea Francesa, uma RAF….

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Guilherme,
Você já tem toda a bibliografia que precisa para o livro?

Gleison
Visitante

Os EUA estão investindo pesado em caças e bombardeiros furtivos imaginem se os radares que já dizem ser capazes de localizar e monitorar esses projetos trilhonarios se tornarem comuns em todas forças aéreas? Será o fim. Pois esses aviões são poucos manobráveis e não sobreviverão aos mísseis de quarta geração quem diria os de quinta. É estranho que Rússia índia China parecem nem aí para f35 b2 e outros parece que o único que causa um pouco de preocupação é o F22 ,mas com radares como GIRASSOL RUSSO vai fazer desses aviões uma montanha de dinheiro queimado…

fonseca
Visitante
fonseca
Diogo de Araujo Carvalho
Visitante

Concordo cel. Rinaldo

Mauricio R.
Visitante

Um detalhe da cerimonia de nomeação:
.
“To name the new bomber, the USAF summoned retired Lt Col Dick Cole, the last surviving member of the famed “Doolittle Raid” in 1942. By pronouncing the B-21 as the Raider, Cole stamped the imprimatur of one of the USAF’s proudest moments on a bomber likely to be on duty a century beyond Col Jimmy Doolittle’s surprise attack on Tokyo.”
.
(https://www.flightglobal.com/news/articles/last-surviving-doolittle-raider-rises-to-name-northr-429496/)

Carlos Alberto Soares-Israel
Visitante
Carlos Alberto Soares-Israel

Explicado MR,
Essa arte ficou linda.
Tá ai, será a da minha Camisa,
Algodão 100%

bosco123
Visitante

Gleison, A única aeronave stealth considerada vulnerável aos radares ditos serem “anti-stealths” é o F-35. Tal alegação vem de “deduções” devido às dimensões do caça que o faria mais detectável a radares VHF como o mais moderno deles, o Nebo, que opera na faixa de 150 MHz. O “x” da questão é que as estruturas ditas “vulneráveis” do F-35 são feitas de material composto, que são “transparentes” ao radar, enquanto as do F-22, que é dito ser menos vulnerável aos radares VHF, são metálicas e recobertas por tinta RAM. Ou seja, deve ter uma razão para os projetistas terem feito… Read more »

Mauricio R.
Visitante

Detectar uma aeronave “stealth” é somente a metade da tarefa, a outra metade é essa detecção gerar um plot suficientemente estável para permitir uma equação de tiro e a aeronave ser alvejada.

JPC3/Deagol
Visitante
JPC3/Deagol

Depois de todo esforço que os russos fazem para desenvolver radares e tecnologias anti Stealth por que se conclui que eles não estão nem aí para o F-35 e o B-2?
Podem ter certeza que tem muita gente na força aérea deles preocupada com isso, não apenas com a furtividade, mas com o radar mais moderno, capacidade de guerra eletrônica e jammers cooperativos.

Além disso os caças de 4,5 geração também não podem desviar de mísseis modernos principalmente voando acima de mach 1.2 a 17 mil metros de altitude.

JPC3/Deagol
Visitante
JPC3/Deagol

Os caras gastam bilhões em S-300, S-400, S-500, radares de ondas longas, OTH, sistemas passivos de inteligência, PAK-FA e etc. São literalmente capazes de quebrar a própria economia para se defender exatamente da USAFe USNavy se for necessário.

Não dá para dizer que eles não estão nem aí.

bosco123
Visitante

Esse artigo é interessante: http://www.ausairpower.net/SP/DT-Rus-VHF-Radar-2008.pdf Nesse artigo há duas afirmações especialmente interessante. Uma é que ele afirma que radares de baixa frequência não são uma “bala de prata” contra as aeronaves stealths. E outra é que é um dos únicos que claramente tem coragem de divulgar uma distância em que os radares podem detectar aeronaves stealths: “A VHF band 3D radar capable of tracking a stealth aircraft at a useful distance (50 nautical miles or more)”. Essa distância, independente de ser otimista ou não, é bem dentro do que sempre disse a respeito do tema e fica dentro do alcance… Read more »

JPC3/Deagol
Visitante
JPC3/Deagol

Bosco. Praticamente todos os aviões em desenvolvimento hoje são furtivos e os que não são tentam ser discretos como o gripen. Inclusive os caças russos e chineses. A China, por exemplo, que tem acesso aos melhores caças russos, rouba tecnologia e copia os caças americanos. Ninguém é obrigado a achar os aviões americanos são melhores, mas não dá também para negar a direção em que o mundo caminha. Imagine se tivessem desistido dos aviões a jato porque eram muito mais caros que os movidos a pistão? “”Dá para compra 5 spitfires com o preço de um F-86″” ou “4 phantoms… Read more »

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Prezado Guilherme, Eu tenho um livro, “Mirage III/5/50 en service à létranger” de Bernard Chenel, Michel Liébert e Éric Moreau, editora LELA Presse, que tem razoável e muito boa informação sobre sobre o Mirage em Israel, principalmente, a fase de treinamento dos pilotos israelenses na França, assim como o Nesher e o Kfir. O livro trata da história do Mirage III nos países que o usaram em serviço, muito ilustrado e com ótimas fotos inéditas (várias são da própria Dassault), é uma edição excelente. A parte que trata do Brasil tem detalhes que creio, sejam desconhecidos até mesmo aqui no… Read more »

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana
augusto
Visitante
augusto

Se a tecnologia stealth fosse ultrapassada, os russos e chineses não gastariam tanta grana nos pak fa,j-20 da vida nem em misseis stealth tipo kh-101 que é o principal no arsenal nuclear russo. Essas noticias que China, Russia detectaram algum avião stealth americano é pura ficção cientifica enganação pra da uma moral. Se eu me lembro bem os russos desde 89 quando o f-117 foi apresentado falam que esse trem stealth não existe e nunca conseguiram comprovar

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Esse aí é parte do vislumbre da dominancia dos EUA pelos próximos anos. Alie-se a maturidade do F-35, nova geração do Tomahawk, Zumwalt, etc…

ScudB
Visitante
ScudB

Amigo Augusto!
So como correção ou complemento.
As principais “cargas especiais” (estratégicas) da Russia estão concentradas em FEM (ou RVSN) devido a doutrina junto com integração ao sistema “Perímetro” e o poder de destruição.
Ja o Kh-102 (o Kh-101 seria a versão com carga convencional HE) representa principal míssil da aviação(!) estratégica.
E de fato , sabemos que eles estão de olho nas tecnologias “stealth” (e são varias).Não tem como ser diferente! So não sabemos em detalhes as conclusões e respostas…
Um abraço!

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Eu não entendo como o F-35 é mais avançado que o F-22, mas o “menos avançado” não está à venda.

Renato B.
Visitante
Renato B.

B-21? Zoneou de novo o esquema americano de identificação de aeronaves?

Eu achei que eles haviam zerado os bombardeios estratégicos a partir do B-1 Lancer. Tanto que depois dele veio o B-2 Spirit. Eu estava crente que o próximo seria B-3.

Marcelo
Visitante
Marcelo

Bosco,
O F-35 não foi projetado para ser mais furtivo que o F-22. A comparação é que se o RCS do F-22 fosse uma bola de gude, o do F-35 seria uma bola de tênis. Vou procurar as referências, se tiver tempo.
Abraços

bosco123
Visitante

Marcelo,
Eu não disse isso e não acredito muito nisso. O que disse é que a ideia é essa. Pelo menos no aspecto frontal o F-35 teria que ter RCS menor ou pelo menos igual ao F-22.
Quem diz que não tem é o Carlo Kopp, que cita o F-35 sendo uma ordem de grandeza menos furtivo no setor frontal que o F-22 (RCS de 0,001 m² x 0,0001 m² do F-22). Essa diferença em sendo verdade permite a detecção do F-35 no dobro da distância do F-22.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Chegou minha camiseta com a Imagem acima, Show.
Fui há um almoço da Família da Dna Maria, mais de 60 pessoas. Todo mundo adorou.
Estou muito feliz.
Jatima Tova