Home História da Aviação Caças F-15 e F-16 amargam o fim da vida no AMARG

Caças F-15 e F-16 amargam o fim da vida no AMARG

17104
63

F-15 e F-16 no AMARG -1

Caças que um dia eram representativos do que havia de mais moderno em matéria de aviação de combate hoje estão no deserto no AMARG (Aerospace Maintenance and Regeneration Group), na Davis-Monthan AFB.

Os primeiros F-15A Eagle da USAF dos anos 1975, 76 e 77 que serviram em unidades de segunda linha da Guarda Aérea Nacional, são canibalizados para fornecer peças aos F-15C/D/E que estão na ativa.

F-15 e F-16 no AMARG -2

Os primeiros F-16C aguardam uma segunda vida como drones QF-16, para darem a última contribuição sendo destruídos por mísseis em testes. O programa de conversão QF-16 começou em 2014 e deve abranger 126 aviões.

F-15 e F-16 no AMARG -3

FOTOS: Roel van Gestel / Blogfighter

63
Deixe um comentário

avatar
62 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
44 Comment authors
Roberto F SantanaMarcos Paulo Sales dos SantosLuiz NogueiraSoldathamadjr Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Ednardo de oliveira Ferreira
Visitante

muita humilhação. os nossos F5 são mais velhos que estes aí e terão de voar pelo menos mais 10 anos… 🙂

Madmax
Visitante
Madmax

Quando falo que F-5 é sucata me criticam.

Rafa Bastos
Visitante
Rafa Bastos

Alvo para misseis? Já que vão virar drones bem que os F-16 poderiam ser controlados por uma IA, como aquela desenvolvida na universidade de Cincinnati que derrotou um veterano em um dogfight simulado, para treinamentos e/ou pesquisa. Isso me faz pensar que a profissão de piloto será extinta em breve…

mbp77
Visitante
mbp77

Duas dúzias de cada (F-15 e F-16) aqui no Brasil – devidamente atualizados – já dariam um poder dissuasório de respeito na região.
Desde que tivéssemos grana (e interesse*) para os operar/manter.
Sds.

*E se os USA aceitassem vendê-los, claro.

Carlos Crispim
Visitante
Carlos Crispim

É de dar um nó na garganta, se aqui no Brasil não tivéssemos tantos políticos corruptos e tanta gente ignorante que acha que uzamericanusmalvadus vão tomar a Amazônia e o Pré-sal, daria pra montar 10 esquadrões operacionais moderníssimos, a preço de quitanda, via FMS, é o fim da picada, a gente pagou 5 Bi de dólares pelo Gripen que nem chegou e quando chegar já está lá na rabeiras dos países desenvolvidos, realmente soms de 5º mundo.

Fabio Mayer
Visitante
Fabio Mayer

Junta tudo isso aí, canibaliza, coloca o máximo dessas aeronaves para operar, e “voilà”, está feita a 4ª ou 5ª força aérea mais poderosa do planeta! Concordo com o Ednardo, aí em cima, o Brasil opera F-5 mais antigos que isto, ou seja, se compra uns 50 destes aí, pode modernizar e operar uns 25 por mais uns 25 anos.

Juarez
Visitante
Juarez

Senhores editores, tem um link meu preso.

G abraço

Alexandre Galante
Visitante
Member

Juarez, off-topic não pode, ainda mais daquela fonte. Abs

Delmo Almeida
Visitante
Delmo Almeida

Senhores editores,
.
Sugiro uma matéria falando sobre esses programas de drones que servem de alvos para testes.
Uma vez vi um vídeo de um QF-16 na primeira missão e o míssil era programado para errar por uma distância X e isso era a validação do mesmo. Ele errou conforme programado, logo, se fosse programado sem erro, acertaria o alvo. Nesse teste não houve destruição do avião que pousou em segurança.

Ednardo de oliveira Ferreira
Visitante

Gringo não joga dinheiro fora. Não são ricos como nós! 🙂

Constantemente avaliam custo/benefício e na hora que para de valer a pena estocam e pronto.

E muitos destes aviões estocados ainda tem capacidade de vôo. Já ficam em lugares desérticos justamente devido a baixa umidade e poderem durar muitos anos lá quietinhos. Se houver um conflito que exija sua volta, algumas centenas voltam a voar em poucas semanas.

Lucas sm
Visitante
Lucas sm

Porque nossos Brigadeiros não tentam convencer o ministro da defesa o presidente eo senado… a tentar comprar alguns desses f16 como ajuda militar dos EUA, com um preço acessivel e com uma pela modernização poderimas operarlos uns 25 anos pelomenos ainda… daria uma força para nossos f5 e a1 cumprirem sua missão ate a chegada dos 36 gripen, e ainda apoiaria os gripen ate a chegada de um segundo lote… podereria ser uns 45 f16, digamos que depois de modernizalos esses 45 divessem uma media de 80% de operacionalidade… teriamos 36 sempre prontos para operar, dois esquadrões de 18 cada…… Read more »

S e al
Visitante

Recentemente o USMC retirou do deserto 3 F-18 Hornet e colocou para voar para repor baixa disponibilidade de aeronaves no Oriente Médio.

Jagderband#44
Visitante

Impressionante a foto, tanto pela quantidade, pelo fim da carreira (para quem sente “pena” deles) e pena nossa incapacidade de ter uma força aérea.

Bardini
Visitante

Lucas sm 5 de setembro de 2016 at 19:08
.
Até encontrarem esses hipotéticos F-16, liberarem para venda, modernizar, colocar em condições de voo, treinar os pilotos, mecânicos e estabelecer a linha logística, desenvolver a doutrina de operação, etc… Tudo isso para durar, com muito custo ($$$) uma década, se muito… e com o perigo de mandar para o espaço a possibilidade de um novo lote de Gripens?
.
Não, obrigado!
.
A oportunidade que tinham era com os Gripens C/D. Já era. Não virá nada até os E/F. Bola pra frente.

Lucas sm
Visitante
Lucas sm

Bardini obrigado pelo esclarecimento! Mas me diz uma coisa lá em 2024 quando tivermos o primeiro lote dos gripen “36” pode me dizer qual vai ser a disponibilidade dos f5 e dos a1?

kfir
Visitante
kfir

essa matéria é pra me sentir humilhado?

Bardini
Visitante

Os F-5EM creio que já estariam todos (ou talvez quase todos) aposentados até 2024, os F-5FM talvez ainda voariam um pouco mais. A-1, só sobrará o que ganhar o “M”, que não vai ser muita coisa devido os cortes do programa.
.
A FAB irá encolher muito em número de aeronaves até 2025, por outro lado terá maior qualidade. É uma via de mão dupla, resta esperar e pressionar por ao menos mais um lote de 36 Gripens, afinal, pagaram caro para poder montar o bicho por aqui.

kfir
Visitante
kfir

estes aviões me lembram quando eu jogava estratégia,

primeira providencia no inicio, é tomar todo os recursos naturais possíveis do inimigo, ele ainda fraco não podia te impedir, e eu matava quem tentava…

com os recursos do território inimigo eu criava uma forma militar respeitosa,
quando desesperado o inimigo vinha pegar recursos e os matava de novo…

assim ele tinha que ir muito longe e era abatido , eu tinha já um super exercito e fazia

um super ultra enxame devastando tudo..

é como vejo estes avião…inteligência artificial neles..

Iväny Junior
Visitante
Member

A Indonésia é que fez bom negócio. Recebeu 30 (24 operacionais) F-16C/b52 de GRAÇA e pagou apenas 28 milhões de doletas pela modernização e peças sobressalentes. Foram apenas 670 milhões de dólares. Um equipamento poderoso, um acordo extremamente interessante, e vida útil de no mínimo 20 anos pauleira pra essas aeronaves. Agora do jeito que está a gestão aqui… Imagine o custo de 12 para manter o jaguar operando um bissupersonico? Com certeza bem menor que os mirage 2000 consumiram ao longo de sua vida operacional. Esse deveria ter sido o tampão escolhido desde o começo (no lugar do Mirage… Read more »

Maxiliano Mançano Sanchéz
Visitante

Seria bem vindo uma doação para o nosso museus aéreos… Talvez o pedido da FAB iriam ser aceito pelo Governo Americano.

Humberto
Visitante
Humberto

O F-15 é um belíssimo avião mas não é para o nosso bico, o hora voo dele é proibitivo para uma FAB com orçamento sempre limitado, se bobear duas dúzias destes caças (teríamos uma média de 14 a 16 sempre prontos para voo) iria inviabilizar todas as horas de voo dos F-5, A1 e dos ST. Já o F-16 seria uma ótima solução MAS com o Grippen vindo, não tem sentido algum gastar a pouca grana que a FAB tem para trazer estes caças, treinar a tripulação e os graxeiros, montar uma nova doutrina é caro, sem contar que nem… Read more »

junior
Visitante

Se aqui fosse sério já era para ter F-16 a anos (para não dizer décadas), além de ser um bom caça ele chega a ter uma autonomia de mais de 4 mil km, o que seria ótimo pelo tamanho do país.

Maria do Carmo Lacoste
Visitante
Maria do Carmo Lacoste

junior 5 de setembro de 2016 at 22:56 O problema é que qualquer avião americano tem um chipinho preto que ninguém sabe o que tem dentro. Sabe qual é a função desse chipinho preto? fazer disparar só as armas que eles desejarem e autorizarem, ou seja, as que eles venderem e na quantidade que eles quiserem. Se o Chile por exemplo quiser comprar um míssil do Brasil, seja o MAR-1 ou o A-Darter, tem que pedir autorização para o governo dos EUA, ou seja, o Congresso Nacional dos EUA, para ver se eles autorizam ou não, por si só, não… Read more »

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

¨Porque nossos Brigadeiros não tentam convencer o ministro da defesa o presidente e o senado…¨
Piada isso, né? Alguém acredita que eles são convencidos ou se interessam por assuntos de Defesa Nacional?

Maria do Carmo Lacoste
Visitante
Maria do Carmo Lacoste

Sujeito fica reclamando coisa sem sentido, só por reclamar talvez… o Brasil poderia ter comprado o FA-18 ou o Rafale, que são bem superiores ao F-16 e ao F-15, já velho de guerra, ou mesmo os 36 F-16 novos no programa FX em 2003 com Fernando Henrique, que não comprou a pedido de Lula que criou o FX-2, por muito pouco o Brasil não compra um desses aviões, mas e se tivesse comprado?? estariam os mesmos de sempre com nhen nhen nhen viralatesco já conhecido. O que o Brasil tem hoje?? o Brasil tem que em pouco tempo, pouco mais… Read more »

ivammc
Visitante
ivammc

Coaduno com os nobres comentaristas, e além a titia FAB não buscou nem um F-16 destes, é muita vadiagem, falta de interesse, como todos os órgãos brasileiros é triste… É mais do mesmo sempre “pelamor”. Mas tenho fé em nosso sofrido, valente povo espoliado pelos impostos, que financia essa farra, um dia irá mudar alguma coisa, com certeza. Acho que nós devemos fazer uma vaquinha e ir buscar um desses aí do AMARG e doá-lo para FAB, com cláusulas resolutivas é claro. Sds.

ivammc
Visitante
ivammc

Rinaldo Nery 5 de setembro de 2016 at 23:30. . Disse tudo, é verdade. Desinteresse total dos políticos na seriedade em relação aos assuntos da defesa nacional, logo os militares em um amplo espectro ficam de mãos atadas, nesse sentido.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Se achava que no Brasil não se poderia ter F-16 por causa da admissão de ar baixa, engoliria muito detrito.

Mauricio Veiga
Visitante

Delfim, e engole mesmo, tenho um amigo que é mecânico de caças na força aérea Israelense e ele sempre criticou o F-16 por ser suscetível a “FOD” e de manutenção delicada, embora seja o meu caça preferido e devido ao fato de estar previsto o pouso em trechos de rodovias no Brasil, acredito que a FAB fez a escolha mais adequada para o perfil operacional que ela almeja em um futuro próximo, o Gripem cumpre com todos os requerimentos, o F-16 não …

Abraço.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Prefiro GripenE/F, no estado da arte, e mais compras de GripensE/F ainda para nossa FAB do que os 36 já contratados.
-.
Essa velharia de tecnologia limitada para a supremacia aérea das próximas décadas é melhor deixar quieta no deserto. Esses aviões têm história de passado mas não de futuro.

Mas claro que tem um certo tipo de pessoa (homens principalmente) que ficam babando quando enxergam um ferro velho. Fazer o quê?!! Eita!

Glasquis 7
Visitante

Maria do Carmo Lacoste

Que historia ne? Parece aquela de que os caças fornecidos pelos americanos desligam quando enfrentam aos EEUU e caem como jacas.
A FACh utiliza Derby nos seus Block 50 sem nenhum problema.

Edcarlos
Visitante
Edcarlos

Se no futuro alguma dessas aeronaves vier para o Brasil é pra museu e só! Não sei se algum dia isso seria possível, depende da possibilidade do governo norte americano de doar. Eu sei que no Museu Aeroespacial tem aeronaves doadas por outros países, só não sei com foi o processo de doação, alguém sabe?

No Museu Aeroespacial tem M 2000!

http://www.fab.mil.br/noticias/mostra/18439/HIST&

Saudações!

Bardini
Visitante

Off Topic: Airbus testando armamentos na Kombi https://www.youtube.com/watch?v=YQ5nyZuH6FA

Ocidental Sincero
Visitante
Ocidental Sincero

Somente os acéfalos ou seguidores da liderança unipolar, não percebem, por completa incapacidade neuro-cognitiva, que jamais o USA nos permitiram possuir equipamentos no estado da arte. Jamais pisaram ou pousaram por aqui Abrams, Bradley, Stryker, AH-1 Viper, Apache, misseis TOW, Javelin e Hellfire, vetores F-16 Block 60-62, F-15E, F-18 Super Hornet ou F-35.. Sempre recebemos equipamentos com um déficit de no mínimo 30 anos de atraso. Os USA até agora conseguiram com sucesso deixar a América do Sul totalmente para trás no que tange a defesa. Embargos, proibições, e restrições batem toda hora no Itamaraty. Agora, ir atrás da segunda… Read more »

João Augusto
Visitante

“Alexandre Galante 5 de setembro de 2016 at 18:23

Juarez, off-topic não pode, ainda mais daquela fonte. Abs”

Poxa, Galante… assim você mata a gente de curiosidade. hehehehe

Lemes
Visitante
Lemes

A Airbus faria melhor se dirigisse suas energias para reprojetar a MGB bixada dessa kombosa superfaturada. Já que não vamos cancelar o contrato de compra dessas trolhas, pelo menos devemos cobrar da Airbus uma solução definitiva para este problema.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Na ultima coluna à direita em cima, tem varios jatos da família do F-5 estocados,eles dão valor ao F-5,reparem que estão juntos com os F-16 e F-15.

Humberto
Visitante
Humberto

Obrigado Edcarlos, não sabia que tinha M 2000 no Musal.

Caro Rinaldo Nery, como quase sempre (ainda bem né?) concordo com o Sr. Se um político não tem interesse em resolver problemas que tem mais evidencia (sobre o ponto de vista do público em geral) como Educação, Segurança e Saúde, imagina o tópico defesa. Não vou entrar na Seara dos projetos que foram rapidamente aprovadas (como a base construída pela Odebrecht para a MB – Itaguai ou compra dos Helis 225) pois foge em excesso do tópico.

Abraços

Reinaldo Deprera
Visitante
Member
Reinaldo Deprera

Ocidental Sincero 6 de setembro de 2016 at 9:28
Pelo visto eles sabiam melhor do que os brasileiros que a América do Sul estava ideologicamente dominada por um inimigo incubado e latente. Portanto, fizeram bem.

Agora o povo brasileiro sentiu na pele o que é a esquerda. Chegou a hora de você começar a avaliar os EUA a partir de então.

Save Ferris!

André Bueno
Visitante

Paulo Costa 6 de setembro de 2016 at 10:22

Penso que não são F-5 mas T-38.

Ocidental Sincero 6 de setembro de 2016 at 9:28

Em poucos anos receberemos os Gripen E, estado da arte.

Maria do Carmo Lacoste
Visitante
Maria do Carmo Lacoste

Glasquis 7 6 de setembro de 2016 at 5:08
Utiliza, mas é autorizado, não imagine que um avião americano é “Plug and Play” que não é, sem autorização expressa, NADA pode ser instalado num F16 ou qualquer modelo de fabricação americana.
E se tentar instalar na marra, você se torna um país “pária”, além de arcar com as consequências.

mbp77
Visitante
mbp77

Humberto 5 de setembro de 2016 at 22:47 Você chegou a ler a parte final do meu post sobre a questão orçamentária ou só objetivou criticar a minha postagem mesmo? Não falei que deveriam vir a qualquer preço e, muito menos que devessem obstaculizar a vinda dos Gripens. Refiro-me ao que seria ideal para a FAB adquirir lá por meados dos anos 90 até agora e diante do TO que nos encontramos. Mas como não somos um povo sério, condenamos nosso país a repetitivos “vôos de galinha”, portanto devemos nos contentar com as peças de museu F-5 na FAB e… Read more »

Fred Della Bidia
Visitante
Fred Della Bidia

Fiz uma visita no AMARG neste ano. Há um museu no local, excelente por sinal, e oferecem um tour de ônibus por dentro do AMARG. A única instalação que não se visita é um hangar onde guardam os F-117 desativados, que não ficam ao relento. Interessante observar que cada força (Força Aérea, Marinha, etc) estoca seus aviões de forma diferente. A cobertura de vinil é usada pela USAF, e os Hornets da USN “vestem” uma capa especial diferente, que custa uma pequena fortuna se comparada à da USAF. Outra curiosidade: eles compram Boeings 707, como forma de ter peças de… Read more »

Hawk
Visitante

Essa história de EUA vs o resto do mundo é muito oitentista! A verdade que os governos civis preferiram aparelhar o estado (tanto faz o partido) para viverem como reis (os políticos e seus amigos) do que investir nas FA até como “rixa”. Se é verdade que EUA nos negaram acesso a tecnologia por outro lado o Brasil nunca fez questão de ir atrás de fontes alternativas como China ou Rússia (embora tenha dela conseguido alguns MI-35) e ainda alguns ficaram usando desculpas que iriam sofrer “embargos”.Nosso estado está grande demais! Veja o que houve com a Grécia! Só não… Read more »

Humberto
Visitante
Humberto

mbp77 Eu também gostaria da Hi Low que Israel utiliza e compartilho com voce este sonho mas como disse, o F-15 é muito para o nosso caminhãozinho, não adianta ter e não conseguir operar, vide a África do Sul encostando os Grippen. O Brasil tem cacife para comprar o F-15? Claro que sim, mas a que custo? É isto que me referi. SEMPRE temos que pensar no uso do mesmo (as ameaças) e como manter operacional. Obviamente se por exemplo, geograficamente a Venezuela estivesse onde está a Argentina com os seus SU o cenário seria bem diferente, de repente teriamos… Read more »

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Ocidental Sincero,

Quer dizer que os Super Hornets não são estado de arte?

E os F-35 também são tecnologicamente obsoletos?

Ambos poderiam terem sido adquiridos pelo Brasil.

Mas existe uma patologia mental a qual afeta milhões de brasileiros como você.

São um bando de despeitados, invejosos, rancorosos e pseudo- intelectuais.

Gente como voçê empurraram o Brasil para o abismo em 1963.

Os militares salvaram o Brasil naquela época.

E vocês estão novamente tentando cubanizar o Brasil, com esse discurso tipico de republiqueta de bananas.

junior
Visitante

Maria do Carmo Lacoste – Claro que pode, o F-5 foi totalmente modernizado.

Carlos Alberto Soares-Israel
Visitante
Carlos Alberto Soares-Israel

“Bardini 5 de setembro de 2016 at 19:50”
Voltei !
Tem os da SAAF groundeados.
Este seria uma boa aquisição.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

“Rinaldo Nery 5 de setembro de 2016 at 23:30”
Boas Cel, voltei
É por ai, assuntos de interesse e estratégia nacional = Zero !

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

“Iväny Junior 5 de setembro de 2016 at 20:51”
Esse foi um ótimo negócio, mas perdemos a oportunidade e “o time”.
Bom voltar caro Colega,

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

A verdade hoje nua e crua, pára no 1º lote do F 39 e olhe lá,
2022 …..
Shalom

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Ora ora quem voltou, Shalom pra vc tb.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

Juarez voltou, Carlos Alberto voltou, #voltavader