Pássaros de mesma plumagem se reúnem: A-10 Thunderbolt II e A-29B Super Tucano voando juntos na mesma missão
Pássaros de mesma plumagem se reúnem: A-10 Thunderbolt II e A-29B Super Tucano voando juntos na mesma missão

Quatro aviões A-29B Super Tucano da Força Aérea Colombiana participam do Exercício Green Flag East de 15 a 29 de agosto, na Barksdale Air Force Base, Louisiana.

O contingente colombiano, apoiado por 45 militares colombianos, chegou à base dos famosos bombardeiros estratégicos B-52 em 13 de agosto e imediatamente começaram a se envolver com os seus homólogos da Força Aérea dos Estados Unidos, a fim de se preparar para o exercício de duas semanas.

O Green Flag East é um dos exercícios de apoio aéreo aproximado do Air Combat Command, que ensaia táticas de apoio aéreo, reforçando simultaneamente a interoperabilidade com unidades da Força Aérea e do Exército: durante o exercício os pilotos treinam em um ambiente simulado, de alto risco, enquanto o pessoal de manutenção e suporte recebe um aumento do ritmo de missões de combate.

Além das aeronaves da Colômbia, participam os A-10 da USAF da Moody AFB, Ga.; F-16 da Guarda Aérea Nacional do Texas; KC-135 da McConnell AFB, Kans.; E-3 da Tinker AFB, Oklahoma; e E-8 da Robins AFB, Ga.

Como parte do Green Flag East, dois A-10 Thunderbolt II pertencentes ao 75th FS da Moody AFB voaram uma missão de apoio aéreo simulado com dois A-29B Super Tucano colombianos.

Pilotos colombianos realização o check pré-voo no seu A-29B
Pilotos colombianos realização o check pré-voo no seu A-29B

Curiosamente, o Embraer A-29 Super Tucano é uma das plataformas mais bem sucedidas em CAS (Close Air Support) em todo o mundo e considerado entre os candidatos para substituir o A-10 Thunderbolt na USAF no papel de apoiar as tropas em contato com as forças inimigas. Já em serviço com 10 Forças Aéreas ao redor do mundo, o avião turboélice tem a capacidade de transportar uma grande variedade de armas; dado o plano da Força Aérea dos EUA para aposentar sua frota A-10 em 2022, o Super Tucano tem sido cogitado muitas vezes para ser um possível substituto do A-10 na missão.

Pilotos instrutores americanos do 81th FS da Moody AFB já voam as aeronaves A-29B da Força Aérea Afegã entregues no início deste ano como parte do TAAC-Air (Train, Advice, Assist Command-Air): eles aconselham e treinam pilotos afegãos para operar o altamente manobrável sistema de armas de quarta geração durante o desenvolvimento do apoio aéreo aproximado, escolta aérea, reconhecimento armado e interdição aérea.

Green Flag East USAF / COLAF
A-29B pronto para mais uma missão no Green Flag East
A-29B colombianos decolando
A-29B colombianos decolando

FONTE: theaviationist.com / FOTOS: USAF

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fresney
Fresney
4 anos atrás

Quem tem maior experiência em combate são os A-29 das FAC, a USAF está com certeza fazendo comparações entre as aeronaves!!!

Maria do Carmo Lacoste
Maria do Carmo Lacoste
4 anos atrás

Colômbia dando aula de A-29 para a USAF, está na cara que querem conhecer melhor o avião, o interesse da USAF no Super Tucano é real.
Esse padrão de camuflagem do A-29 da FAC é lindo, como sempre a pintura da FAB é a mais feia do mundo.
Imagina a Colômbia com A-29 Super Tucano, Gripen E e KC-390.

Matheus Henrique
Matheus Henrique
4 anos atrás

Realmente Maria do Carmo tenho que concordar, a camuflagem da FAB é horrivel, agora que moral dos colombianos hein?! direto treinando com os americanos…..parece que o Brazilsão deixou de existir SDS!!!!

Bardini
4 anos atrás

Legal é o colombiano tirando uma foto dos A-10.
Videozinho legal do A-10:
https://www.youtube.com/watch?v=dYoRHZNXJc8

camargoer"
4 anos atrás

Cara M.Carmo… se pensar na FAC com supertunos, gripens e KC390 ela sobe de nota C para nota B …. e vira FAB

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
4 anos atrás

Perguntas :
.
Pinturas como a “boca de tigre” são proibidas pela FAB ?
.
ST é um sistema de armas de 4ª geração ?
.
Dá pra, seriamente, pensar no ST como substituto do A-10, com seu monstruoso canhão, e maior carga bélica e sistemas padrão USAF ?

Tiago Vicente
Tiago Vicente
4 anos atrás

Caro Delfim, segue minha visão sobre seus questionamentos. Quanto a pintura adotada pela FAB, trata-se de uma camuflagem, e o intuito dela não é ressaltar a beleza da aeronave, mais sim a deixar o mais discreta possível, desenhos de boca são meramente decorativos (podemos ver os ST do Afeganistão, ficaram lindos, pois tem o cinza da paisagem local). Pode-se dizer que sim, o Super Tucano é uma arma de 4º Geração, em sua categoria, não confundindo com os caças de 4º Geração. Quanto ao a possibilidade de o Super Tucano substituir os A-10, vai depender do cenário que a USAF… Read more »

fonseca
fonseca
4 anos atrás

não seria possível instalar um canhão no A29?
canhões são realmente necessários quando se tem foguetes?

_RJ_
4 anos atrás

Delfim Sobreira 1) Não faço idéia se são proibidas as pinturas, na época da 2GM tinha, e depois, na era do jato, passou a não fazer tanto sentido (e foi esquecido). 2) O A-29 tem aviônica comparável a aeronaves de 4 geração, mas essa classificação normalmente só é usada para caças supersônicos. 3) Com a precisão com que o A-29 lança suas bombas convencionais e seus foguetes não guiados (graças ao envelope de vôo somado à aviônica moderna muito bem adaptada a aeronave) acho que um canhão monstruoso como o do A-10 é desnecessário. O ambiente de combate de hoje… Read more »

ederjoner
4 anos atrás

Belas imagens, e como sempre, percebe-se que a própria USAF olha com carinho para o ST.
É inegável a qualidade do ST no CAS (Close Air Support), talvez hoje seja o melhor nisso.
O A10 é formidável, mas quando se comparam os valores de operação, o ST é mais vantajoso, pois é um projeto mais novo e mais refinado.
Novamente o A10 tem suas vantagens em alguns teatros, mas na maioria das vezes, as missões podem ser realizadas pelos ST com um valor bem menor para as forças…

Clésio Luiz
4 anos atrás

Acho que o ST teria o papel de complementar o A-10 na USAF, já que substituir mesmo só uma aeronave com maior carga bélica e alcance. . Existem algumas “facções” dentro da USAF, cada uma querendo puxar a agenda (e as verbas) para seu lado. O uso do B-52 em CAS é uma amostra disso. . – “Não tem conflito de alta intensidade para justificar uma frota de bombardeiros pesado? Sem problemas, eles são tão versáteis que fazem CAS também, olha nóis la na Síria filho”. . -E os custos de um avião desses para fazer CAS? . -“Pfff, não… Read more »

Clésio Luiz
4 anos atrás

Já sobre a pintura de boca de tubarão, uma busca por “aircraft shark mouth” no Google, mostra uma infinidade de tipos que receberam a pintura, desde helicópteros, bombardeiros, cargueiros, até o E-2 AEW…

João Bosco
João Bosco
4 anos atrás

É muito interessante os colombianos treinando seus A-29 com os A-10 da USAF. Isso mostra que cada vez mais o ST é candidato a substituir, em parte, os A-10. Cada dia que passa ele é cada vez mais elogiado. Acho que é uma pura questão de tempo o ST ser fabricado para a USAF na Flórida.

Jack
Jack
4 anos atrás

Bem bacana o vídeo que você postou Bardine, sobre o A-10 Thunderbolt.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
4 anos atrás

Bosco, a foto mostra bem o telêmetro laser instalado abaixo da entrada de ar. Parece que as hélices não inibem o sensor.
Pintura de boca de tubarão é ¨firula¨, e o PAMALS, responsável pelo projeto, não vai gastar dinheiro com ¨firulas¨. Pintar uma aeronave custa caro.

Bardini
4 anos atrás

Jack, o canal do Lito tem muita coisa boa sobre aviação, da um confere lá.

Jorge Knoll
4 anos atrás

MUITO BONITA , CHAMATIVA A PINTURA QUE O A-29b RECEBEU, INCLUSIVE A BOCA DE TUBARA. MAS O CINZA EM DOIS TONS, É LINDO.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
4 anos atrás

Fonseca, o poder de fogo do foguete é maior, porém, sua precisão é menor. Depende do calibre do canhão. No caso do A-29 (calibre .50), o foguete sera mais adequado, dependendo do alvo.

Baschera
Baschera
4 anos atrás

Substituir um A-10 por um ST … é como vc substituir um AH-64 Apache por um Esquilo com mini-gun.

Piada !

Sds.

Trollbuster
Trollbuster
4 anos atrás

Acho difícil a USAF com orçamentos cada vez mais apertados definir um substituto especializado para o A10 a não ser que seja uma nave muito barata e o ST não é nem de longe uma nave a altura do A10.

Então eu vejo a USAF capacitando vários vetores para o CAS, que é o que já acontece hoje em dia.

Eu vejo a USAF comprando o ST não para CAS como missão primária, mas para COIN, que é a situação vigente no Iraque, Afeganistão e Síria.

augusto
augusto
4 anos atrás

Trollbuster o a-10 não realiza CAS em cenário de alta intensidade há muito tempo, o que ele tem feito basicamente é COIN e pra isso um a-29 serve. Vejo á substituição do a-10 como á do f-14 pelo SH as pessoas gostam muito e não querem ver seu caça favorito ser substituído mesmo comprovado que o novo vetor é melhor na função

augusto
augusto
4 anos atrás

Nome pra isso é nostalgia !

WAGNER BRAGANTE
4 anos atrás

Boa tarde! Coronel, sei que a sua lógica a respeito da pintura está corretíssima, mas que fica bonito, fica! Seriam reminiscências do tempo em que os combates aéreos era próximos e demorados a ponto de permitir que a visualização da personalização da pintura do avião, e sua relação a determinado piloto, provocasse o temor (psicological warfare) nos inimigos? Quanto à substituição do A-10 pelo A-29, porque não? Pequeno, ágil, dotado de bom poder de fogo, aviônica no estado-da-arte, baixa emissão de IR… Capaz de carregar uma boa parte do que há no arsenal dos EUA e operar em pistas improvisadas… Read more »