sábado, maio 8, 2021

Gripen para o Brasil

Protótipo do Northrop T-X revelado no Mojave

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Northrop T-X

A aposta da Northrop Grumman para a competição T-X da USAF foi revelada ao público no dia 19 de agosto, em Mojave, Califórnia.

Conhecido como Model 400, o jato da Northrop é propulsado por um único motor GE Aviation F404-102D com 17,200 lb (7.808 kg) de empuxo, de acordo com a base de dados de registro de aeronaves da US Federal Aviation Adminitration.

A empresa Scaled Composites, subsidiária da Northrop dedicado à prototipagem rápida e testes de voo, registrou a aeronave em 16 de Junho de 2015, mas o projeto foi mantido em segredo por vários meses.

Imagens do T-X no Twitter mostram uma aeronave com um estabilizador vertical único proeminente e uma seção de nariz semelhante ao T-38.

A Northrop revelou um modelo do conceito T-X para um pequeno grupo de jornalistas em meados de dezembro do ano passado, durante uma excursão na fábrica da empresa, nas proximidades de Palmdale.

A Northrop é um dos quatro concorrentes que estão competindo para substituir venerável T-38C da empresa como jato de instrução avançada da Força Aérea dos EUA.

A Raytheon está propondo a variante T-100 do jato M-346 Master da Leonardo. A Lockheed Martin está oferecendo uma versão modificada do monomotor Korea Aerospace/Lockheed T-50 Golden Eagle. A Boeing fez parceria com a Saab para oferecer um novo design, que não foi revelado.

A USAF planeja comprar mais de aeronaves 300 T-X durante a próxima década. Um pedido de propostas foi lançado para a indústria no mês passado.

FONTE: Flightglobal

- Advertisement -

34 Comments

Subscribe
Notify of
guest
34 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rafael M. F.

Um T-38 remodelado? Que cara de pau…
.
Zuera à parte, poderia ser base para uma versão monoposto, seguindo o mesmo caminho do T-38.
.
Com a vantagem de poder incorporar sistemas de outros fabricantes. Um legítimo Plug&Play.
.
Enfim, uma excelente opção de caça tático para países com baixo orçamento.

Jorge F

Simples e barato.

Edcarlos

Simplicidade e robustez, certamente projetado para cumprir os requisitos do programa T-X. É difícil negar a herança do T-38!

https://www.youtube.com/watch?v=RAAAI_3krrs

Saudações!

Teo B

minha opinião, a semelhança do t-38 com o f-5 é proporcionalmente igual a desse f-x com o f-20 hehe, belo avião.

Clésio Luiz

Roberto, a reportagem da Flightglobal errou, a imagem acima mostra claramente que é a versão sem pós-combustor do F404 que está sendo utilizada. Aqui vai outra imagem dele, sendo rebocado por um picape Ford F-series:
.
comment image

Antonio Carlos Jr Zamith

Sai o T38 Talon e tem 4 na corrida para vencer. Vai sobrar os T-38. Será que eles doariam para uma Força Aérea pobre que não nenhum?

Clésio Luiz

Voltando ao “Model 400”, apesar de semelhante ao T-38, essa imagem mostra muitas diferenças aerodinâmicas: . – A deriva foi recuada e praticamente dobrou de tamanho; . – As asas possuem bordo de ataque redondo, muito diferente do modelo afiado presente na família F-5; . – Pela sombra nota-se que o desenho da asa é semelhante ao do BAE Hawk, com bordo de fuga enflechado para trás; . – Os estabilizadores estranhamente foram movidos para cima e estão ligeiramente acima da linha da asa, o oposto do presente na família F-5; . – Eles optaram por permanecer com a pouca… Read more »

Delfim Sobreira

EUA mostra que não precisa se reinventar a roda.
Israel deve estar arrependido de comprar os 346, esperava mais um pouco e comprava os N400 via FMS.

Bardini

Delfim Sobreira 20 de agosto de 2016 at 21:23
.
Israel não deve estar nenhum pouco arrependido, no contrato dos M-346 os Italianos compraram, como Offset, dois IAI EL/W-2085 e um satélite…

carvalho2008

e a asa fosse mais alta, iria parecer o MAKO….

Nonato

A partir do Phenom 100 seria possível um protótipo? A Inglaterra não usa?
Ou é porque se trata de treinamento avançado com manobras?

bit lascado (@bit_lascado)

F-20 NG! Não deixem a FAB ver isto!

Bruno W.

Realmente.. Parece um F-orévis com silhueta Stealth.

Hawk

Pra mim lembra um pouco o JF-17!

Space Jockey

Bem próximo do T 38… Asa baixa, não querem coisas ali embaixo, só pra treinamento mesmo.
Agora falta o Gripen da Boeing/Saab…

Delfim Sobreira

Mais uma reencarnação do natimorto F-20 ?

Teo B

Uma pergunta.. a maioria dos aviões que vejo, os modelos novos em sua grande maioria não usa a asa em delta, como o nosso futuro Gripen NG, existe alguma diferença? o que é melhor? grato!

André Lourenço

Os Mirage 3 da FAB tinham o apelido de jaca, porque em caso de pane em voo era impossível a recuperação, a alguns anos um AMX fez um pouso forçado depois de colidir com um pássaro, recentemente um F5 consegui fazer um pouso forçado sem maiores danos.
Penso que o formato em delta não permite operar em baixas velocidades, eles são projetados apenas para interceptação a grandes altitudes, pousam e decolam em alta velocidade.

Os novos caças de geração 4+5 são multifunção, talvez esse formato não seja o ideal.

Jorge Alberto

O AMX-T, nao poderia ser uma candidato?

EduardoSP

Olhando a foto ampliada, se não fosse o registro na FAA que o Roberto F. Santana postou aqui, daria para achar que isso é um modelo em escala real, como aqueles mostrados pelo Irã há algum tempo.
A deriva, os profundores e a parte aonde deveria ser a tubeira parecem ter sido feitos em fibra de vidro…

Clésio Luiz

Teo, André:
.
Os 3 eurocanards usam asa delta. A configuração deles inclusive é chamada delta-canard.
.
Os delta modernos decolam e pousam a velocidades semelhantes aos caças de configuração convencional. O Rafale M mesmo possui velocidade de aproximação em porta-aviões inferior ao Super Hornet. Um Mirage 2000 tem velocidade mínima tão baixa que intercepta aeronaves civis a pistão:
https://www.defense.gouv.fr/var/dicod/storage/images/base-de-medias/images/air/actualites/images-2011/images-mai-2011/arraisonnement-d-un-aeronef-lent/1234642-1-fre-FR/arraisonnement-d-un-aeronef-lent.jpg
.
Dito isso, os delta modernos, com FBW, motores potentes e aerodinâmica aperfeiçoada não tem todos os defeitos de seus ancestrais, como o Mirage III, F-106 e Draken.

Clésio Luiz

Jorge Alberto
.
De vez em quando aparece alguém fazendo essa pergunta. A resposta está nesse vídeo:
.
https://www.youtube.com/watch?v=EjssSKhHfy8

Clésio Luiz

Como a FAB não realiza demonstrações aéreas, poucos por aqui viram um AMX manobrando. O vídeo acima deixa claro porque ele não pode ser um treinador: porque ele não tem como emular a agilidade de um caça, muito menos um caça moderno. Ele é mais pesado e caro de operar que um treinador como o Leonardo M-346. E sabe porque? Porque ele é um caça bombardeiro especializado a ataques à baixa altitude, simples assim. Então vamos esquecer essa ideia de AMX-T e vamos parar de alimentar o sonho de um LIFT na FAB ok? Esse assunto já deu o que… Read more »

Clésio Luiz

O Vídeo que eu postei acima é muito acanhado nas manobras. Nesse daqui o piloto se esforça mais nas manobras para mostrar do que a aeronave é capaz:
.
https://www.youtube.com/watch?v=JQtzhW-ZpiQ

André Bueno

Teria o N 400 capacidade supercruise?
Q

Delfim Sobreira

Clésio.
Com estes vídeos, reconheço que um LIFT atual não pode ser emulado por uma aeronave de combate biposta como um AMX-T, que foi uma boa proposta há 20 anos atrás mas hoje não.

Bruno W.

Muito bom Clésio.
.
Os vídeos e os esclarecimentos aos amigos sobre os caças modernos, com configuração de asas em delta.

Clésio Luiz

André, como a aeronave nem voou, não sabemos seu peso nem suas dimensões e o resto de sua configuração aerodinâmica, fica difícil justificar a famosa estimativa no olhômetro.
.
O melhor chute que posso dar é que o F-20, usando o mesmo motor (mesmo empuxo seco de 5.000 kgf), com tomadas de ar variáveis e sem o grande canopy de um treinador, não tinha supercruise, então esse N-400 provavelmente também não terá.
.
Mas isso é só especulação minha.

André Bueno

Ok Clésio. Eu imagino uma aeronave mais leve do que o F-20 e T-38, mas essa eventual leveza pode não ser suficiente para que um motor sem o pós-combustor acelere a aeronave além de Mach 1.

Clésio Luiz

O segundo vídeo que eu postei do M-346 deixa bem claro que ele não deixa a dever ao T-50 em relação às manobras. Procurando vídeos deste, as apresentações em Farnborough foram muito simplistas, provavelmente por causa de restrições ao “box” disponível às manobras. Esse vídeo aqui feito em Seul dá para ter uma ideia de como os dois se comparam. Vale lembrar também que piloto asiático não é muito famoso pela criatividade nas exibições, mas também deixa claro as origens do T-50 na enfase às manobras de alto G sustentado, como nas apresentações do F-16, seu progenitor:
.
https://www.youtube.com/watch?v=ZY0yWgrf3zE

Marcelo

Roberto F Santana 22 de agosto de 2016 at 14:13
R.I.P.

Marcelo

Fumacentos não? Tanto o M-346 quanto o T-50 fazem um rastro de fumaça do motor bem perceptíveis. Achava que os modernos motores ocidentais tivessem resolvido isso. Apesar disso, bem melhores que o RD-33 do Mig-29 !

Clésio Luiz

E a Boeing, depois que a Northrop mostrou o seu, está fazendo teasing do seu modelo:

http://www.boeing.com/defense/t-x/

Clésio Luiz

O primeiro voo ocorreu em 24 de agosto, segundo a Aviationweek. Uma pena que não foi mais divulgado. Aqui uma foto dele de frente:
comment image

Reportagens especiais

Além do Gripen: Saab apresenta fábrica de aeroestruturas do caça, no Brasil, de olho no mercado mundial

Grupo sueco, que venceu o programa F-X2 de 36 caças para a FAB, apresentou em São Bernardo do Campo...
- Advertisement -
- Advertisement -