Home História da Aviação Neste dia na História da Aviação: 17 de agosto de 1943

Neste dia na História da Aviação: 17 de agosto de 1943

6118
45
Boeing-B-17F-Flying-Fortress-shot-down-over-Europe
Bombardeiro B-17F cai girando sobre a Europa após perder parte da asa direita

17 de agosto de 1943: Missão número 84. Um ano após o primeiro ataque da 8ª Força Aérea da USAAF na Europa com a seus bombardeiros pesados quadrimotores B-17 Flying Fortress, um ataque em massa de 376 aviões B-17 atingiu a fábrica de caças Messerschmitt Bf-109 em Regensburg, Alemanha, e fábricas de rolamento de esferas em Schweinfurt.

Voando sobre a Alemanha por mais de duas horas sem escolta de caças, 60 bombardeiros foram derrubados e 95, mesmo tendo conseguido retornar para bases em território Aliado, estavam tão danificados que nunca foram reparados. 55 tripulações aéreas (552 homens) foram listadas como desaparecidas em ação.

Dos 146 aviões B-17 da 4ª Ala de bombardeiros que atacaram Regensburg, 126 deixaram cair suas bombas, totalizando 298,75 toneladas, destruindo a fábrica e retardando seriamente a produção do caça Messerschmitt Bf 109. Após o ataque, a 4ª Ala de bombardeiros dirigiu-se para bases no norte da África. 122 aviões B-17 pousaram lá, metade deles danificada.

Boeing-B-17F-Flying-Fortresses-over-Schweinfurt-Germany-17-August-1943
Bombardeiros B-17F sobre Schweinfurt

A 1ª Ala de bombardeiros enviou 230 aviões B-17 para Schweinfurt. Atrasos meteorológicos causaram o insucesso de dois ataques de distração planejados. O acúmulo de nuvens sobre o Continente forçou os bombardeiros a voar a 17.000 pés (5.182 metros), cerca de 10.000 pés (3.048 metros) mais baixo do que o planejado, aumentando a sua vulnerabilidade.

Apenas 183 bombardeiros alcançaram o alvo e lançaram 424,3 toneladas de bombas nas cinco fábricas na área-alvo. Em seguida, eles se dirigiram de volta para suas bases na Inglaterra, sob ataque de caças no caminho. A 1ª Ala de bombardeiros perdeu 36 aviões. Embora o ataque tenha cortado a produção de rolamentos de esferas em 34%, as perdas foram rapidamente repostas de estoques. As duas forças atacantes conseguiram derrubar 27 caças alemães.

45 COMMENTS

  1. Olha o que é um avanço tecnológico…. precisaram de mais de 200 aviões para acabar com uma fábrica , lançando quase 300 toneladas de bombas perdendo 60 aviões e 552 homens, isso em 1943. Hoje , mal gasto um míssil, talvez dois, de uma distância segura, lançado por uma aeronave tripulada ou não e não sobra nada dela.

  2. Vale salientar que os alemães estavam bem avançados, vide V-2, Messerschmitt Me 262e e aquele avião que o B-2 é filho. Se a II WW começasse em 1948 seria difícil competir com a tecnologia dos nazistas.

  3. “Roberto F Santana 17 de agosto de 2016 at 19:24”

    Vc estaria falando do livro da Renes ? Daquela coleção de batalhas, armas, lideres e etc…

  4. ‘Fresney 18 de agosto de 2016 at 0:09’

    Ainda salientando que os alemães desenvolveram os primeiros protótipos para os SAM. Porem, como Hitler não gostava de armas de defesa, esses sistemas não foram utilizados na pratica.

    Imagina um míssil de grande carga bélica explodindo bem no meio de uma grande formação de bombardeiros!

    Saudações!

  5. Imagino a violência insana envolvida em uma operação destas, toneladas de bombas caindo, artilharia anti aérea, aviões abatidos caindo por todo lado, um apocalipse, e de tirar o folego só de imaginar, naquela época era no peito e na raça ..

  6. Eu assiti o “Memphis Belle” com meu pai e ele dizia imagine você num avião e seu irmão/primo/amigo no outro e ele é atingindo… Imagine a agonia de não poder fazer nada enquanto o avião dele vai sumindo nas nuvens até o chão…. Ed Carlos já uma vez que Hitler era um político que teimava em ser estrategista militar, por isso ele ignorou coisas como o SAM e até o avião a jato.

  7. Hawk ( 18 de agosto de 2016 at 11:56 ),
    .
    Não é que Hitler ignorava os conceitos. Ele não compreendia a real aplicabilidade dos mesmos…
    .
    Quando o Me-262 foi apresentado a Hitler, ele ficou, segundo testemunhas, maravilhado com a performance, e então indagou a Willy Messerschmitt: “Essa aeronave pode levar bombas?” Ao que Willy respondeu: “…500kg talvez… 250 kg, com certeza…” E Hitler então havia dito: “Esse é o ‘blitz bomber’ que tenho pedido a anos…!” E lá se foram meses de desenvolvimento para tornar a aeronave o que ele pensava que era, quando em verdade o Me-262 era considerado um caça em sua própria concepção, e não um caça-bombardeiro…

  8. _RR_

    Acho que foi no livro de Galland que esse trecho foi contado em detalhes. O pessoal que presenciou não ficou muito contente quando Hitler auto-proclamou ter “descoberto” uma arma de ataque nova…
    .
    Os 4 canhões de 30 mm do Me-262 eram um armamento tão potente que ele foi por uns 10 anos o caça com armamento mais poderoso a ter servido, quando o Hunter inglês com seus 4 Adens tomou ser lugar, para ser usurpado pelo A-10 com um único canhão mais de 20 anos depois.

  9. Um país que foi colonizado por judeus ” Novos Cristãos ” não era de esperar o contrário, por isso continua sendo uma mera colônia de banqueiros que numca irá sair do sub-desenvolvimento.

  10. _RR_ 18 de agosto de 2016 at 13:07 é isso mesmo! Se Hitler tivesse mais ouvido seus Generais e os projetista do que tentar inventar uso novos para as armas que foram criadas para só uma finalidade a guerra poderia ter se estendido por mais alguns anos. Para sorte do mundo isso não aconteceu.

  11. CET 18 de agosto de 2016 at 14:24
    Hitler era doente cara. Um cara cheio de complexos numa sociedade cheia de complexos, judiada e sedenta por vingança.
    O fim não justifica os meios. Mas no caso da Alemanha do cão Hitler, nem o fim era nobre.

    Save Ferris!

  12. Hitler não ganharia a guerra em 1948 como não ganhou em 1945, os alemães tinham suas invenções e os aliados tbm tinham as suas como o T-34, o glooster meteor que entrou em operação junto com o me-262, tinha radares melhores e miniaturizados que podiam ser colocados num tracker s-2 pra procurar subs no pacifico é o melhor os aliados tinha a bomba atômica que a Alemanha nazista passou longe de conseguir ate porque a politica racial e preconceituosa da Alemanha considerava a física atômica coisa de judeu ! Essa visão que os Alemanha estavam anos luz na frente é errada o que aconteceu é que o governo Alemanha liberou mais dinheiro para industria bélica e os aliados demoraram pra investir mas quando investiram produziram equipamentos tão iguais ou superiores. É sobre a demora no investimento dos SAMs ou no me-262 isso foi mas culpa do Göring do que do Hitler, havia duas alas na Luftwaffe uma que dizia que o melhor era investir em quantidade a outra em qualidade e a que venceu foi a primeira e quando virão que ia dar errado já era muito tarde pra mudar

  13. Clésio Luiz ( 18 de agosto de 2016 at 13:46 ),
    .
    De fato, esse trecho eu tirei de um depoimento do próprio Galand, que consta em um documentário britânico chamado “II Guerra Mundial – Batalhas Aéreas/War in the air”, e que reúne também depoimentos de outros ases, como Erich Hartmman. É um tanto simplista, mas interessante.
    .
    É realmente controverso se o Me-262 teria algum impacto decisivo na campanha aérea aliada. A operação era muito prejudicada pelas limitações da aeronave ( vida útil do motor, necessidade de pistas pavimentadas, além de problemas no desenvolvimento ). Mas é consenso que as baixas seriam muito maiores se houvesse um número significativo de Me-262…

  14. Hawk ( 18 de agosto de 2016 at 14:59 ),
    .
    Se Hitler estivesse realmente cônscio em relação a situação real da Alemanha e suas verdadeiras possibilidades diante de uma campanha de grande duração, jamais teria levado a guerra até o ponto de causar tamanhas consequências… Não era possível para a Alemanha, com seus limitados recursos, levar adiante um conflito que atravessasse anos. E deveria ter feito o possível para encerrar a guerra o mais cedo o possível… Por exemplo: em 1941 já estava clara a vantagem da Alemanha. Uma pressão mais forte sobre os britânicos e Churchill ( cuja liderança e apoio nunca foram absolutos ) muito provavelmente cairia, ao que se poderia suceder-se um governo mais inclinado a paz…
    .
    Em 1942, para qualquer observador mais atento, já era praticamente certo que a Alemanha não ganharia…

  15. CET ( 18 de agosto de 2016 at 14:24 );
    .
    Banqueiro não quer que o cliente se lasque. Ele quer justamente que o cliente se de bem pra que depois este possa continuar investindo do seu banco… Simples assim…

  16. RR me desculpe mas a laftwaffe passaria pela RAF, e por consequencia a Royal Navy ao iria ser destruida e ai a operacao Sea lion nao se realizaria. A Alemanha so ia entrar em atrito com o RU e nao ia consequir vencer o que ia dar tempo pra URSS se armar ou completar seu rearmamento veja come quiser e destruir a Alemanha. Sua visao esta errada

  17. Acima de tudo, estes meninos tiveram muita coragem neste ataque, sabendo que estavam indo para um vespeiro e mitos não voltariam.
    dignifico a coragem e honra todas as tripulações que pereceram neste raide.

    G abraço

  18. Roberto F Santana 18 de agosto de 2016 at 18:34

    Igualar Estados Unidos e Alemanha nazista demonstra uma incapacidade rara de interpretar a realidade.
    Apenas para destacar o erro histórico, na década de 60 haviam leis segregacionistas em alguns estados. Em outros era justamente o contrário. Foram os movimentos civis que pressionaram o Congresso e a Suprema Corte a declararem a inconstitucionalidade das leis segregacionistas, estabelecendo uma interpretação unitária sobre o assunto no país.
    Durante a guerra, nenhum país praticava racismo de forma mais radical que a Alemanha, pois essa postulava, e praticava, o extermínio físico dos grupos segregados. Não dá para ser mais racista do que isso, né?

  19. Pergunte para Israel que ela te responde, a comunidade LGBT )se é que isso existia na época) da Alemanha nazista tbm, os comunas e os sócias-democratas tbm te responderiam, há também tem a invasão do leste europeu que era para ser anexado pela Alemanha (ESPAÇO VITAL) no qual todos os povos o povo russo por ser eslavo deveria ser exterminado ou escravizado depois da conquista

  20. Hitler era profundadamente influenciado pela I ww. Entendia arma aérea como um complemento às operações terrestres. Daí a falta de bombardeiros pesados, caças com pequena autonomia e insistência no Me 262 ser um caça-bombardeiro.

  21. Fresney 18 de agosto de 2016 at 0:09

    Se a Guerra tivesse começado em 1948, muitas das armas que haviam no final do conflito ainda não existiriam, pelo simples fato de não haver necessidade anterior. O desenrolar do conflito é que estimulou muitos dos avanços. Muito do que a Alemanha desenvolveu na área aeronáutica no período anterior à Guerra foi testado na Espanha. A partir dali certamente modificações surgiram. Imagino que os Me-262 e posteriores surgiram por conta do avanço Aliado no projeto e construção de caças. Sem a necessidade não há motivo de melhorar.

    Juarez 18 de agosto de 2016 at 21:39

    Belas palavras.

  22. Minha humilde opinião, Hitler era péssimo estrategista militar, mas o que levou ele pro túmulo foi o erro político de atacar a União soviética, abrindo duas frente de batalha com a alemanha nazista no meio.
    Estupidez ao extremo, tivesse ele ficado “aliado” a Stalin até dominar a Inglaterra completamente e amaciar as forças americanas, poderia ter tido absoluto sucesso. As forças aliadas somente tiveram êxito sobre o Japão após acabar com a resistência alemã na europa. Itália idem, apesar de ser o braço mais fraco do eixo.
    Um Japão com apoio de uma alemanha ainda dominando a europa e causando baixas nos aliados não teria a atenção especial dada a eles pelos americanos no final da guerra, causando a rendição incondicional japonesa.

  23. TTTT ( 18 de agosto de 2016 at 21:15 ),
    .
    Tudo o que estamos falando aqui consiste em possibilidades do que poderia ocorrer baseado no que sabemos… Logo, não vejo como dizer que uma posição é necessariamente errada…
    .
    A URSS, por aquele período, simplesmente não estava em condições de levar a termo uma invasão a Europa, nem com todo o suprimento do mundo… O Exército Vermelho, por causa dos expurgos realizados em anos anteriores, estava virtualmente sem comando… De fato, o que restou dos generais russos estava trabalhando febrilmente para restabelecer a cadeia de comando do Exército Vermelho. Os problemas logísticos também eram imensos, com os soviéticos lidando com uma falta absurda de munições e peças de reposição para armas mais novas, além de estarem entulhados de máquinas obsoletas que também sofriam com falta de peças… E o próprio Stalin sabía disso… É extremamente improvável que ousasse uma aventura contra os alemães, ainda mais levando em consideração o fiasco de suas forças contra os finlandeses…
    .
    Quanto ao Reino Unido, por muito pouco não caiu…
    .
    Ao contrário do muito que se diz, durante a Batalha da Inglaterra, ao final de Agosto de 1940, a RAF estava por um fio… A pressão sobre o sudeste britânico era enorme, logo ao ponto dos esquadrões de caça sofrerem um desgaste maior que a capacidade de repor perdas. Nesse período particular, os alemães estavam conseguindo destruir a RAF atacando diretamente os aeródromos, linhas de comunicação e centros de operações, e o faziam de uma tal maneira em que era impossível para os britânicos manterem essas instalações funcionais ( mesmo com toda a engenhosidade dessa gente ). Não fosse o “estrategista” Hitler, que mudou a prioridade da campanha para um bombardeio de terror sobre cidades, e a história poderia ser bem diferente…
    .
    Não haveria uma necessidade específica de invadir a Grã-Bretanha… A guerra por si só exerce terrível pressão política. E derrotas sobre derrotas derrubam qualquer governo… Chamberlain havia caído justamente pelo fracasso de sua política na Segunda Guerra, culminando com o fracasso na defesa da Noruega…
    .
    O norte da África também era um território sensível. Exceção feita aos arredores de Malta, Gibraltar e Canal de Suez, o Mediterrâneo estava praticamente sob controle do Eixo. Um esforço concentrado e seria possível tomar o Egito, colocando os britânicos em posição tão frágil que poderiam pedir a paz… E tudo isso poderia ter sido conseguido antes de 1942…
    .
    Enfim, não considero exagero dizer que havia sim uma possibilidade dos alemães terminarem com a guerra ainda em 1941…

  24. CET, qual o problema com cristãos-novos ?
    .
    Ninguém fala sobre o ataque à fábrica de rolamentos. Numa época que a tecnologia ainda se baseava na mecânica, rolamentos eram primordiais, ainda mais na Alemanha que sempre privilegiou qualidade. Sem rolamentos de qualidade as armas alemãs não deixariam sua marca na História.
    .
    Bomber Harris tinha seus motivos pra privilegiar raids noturnos. Os bombardeiros ingleses tinham fraco armamento defensivo, com metralhadoras .303. Os americanos preferiam as .50 e acreditavam que ataques diurnos em massa eram imunes aos caças. Não eram, mas foram estes ataques que acabaram com a força de caças da Luftwaffe. A Alemanha até conseguia fabricar caças, mas não conseguia mais formar pilotos com qualidade.
    Os americanos tinhas recursos industriais e humanos pra gastar, numa guerra longe de seu território. As perdas de bombardeiros e tripulações foram altíssimas mas suportáveis.

  25. – A esses bombardeiros que envolveram quase 400 aviões, é uma Operação Aérea que se chama RAID AÉREO, que foi utilizado pelos israelenses na “Guerra dos Seis Dias”, quando em terra arrasou com a Força Aérea do Egito.
    Na oportunidade eu tinha 10 anos e, acompanhei através da Rádio Guaiba – as interseções do jornalista Flavio Alcaraz Gomes, direto do Oriente Médio, e após – li ainda o seu livro.

  26. Delfim voce esqueceu de falar dos ajos do ceus “vulgos” P-51. A combinacao de pilotos altamente treinados e os mustangs é q varreram a Luftwaffe

  27. Augusto, não sei se em agosto de 1943 a USAAF já usava o P-51 como escolta dos bombardeiros.
    E não esqueçamos dos “flaks”, a asa arrancada do B-17 da foto tem toda pinta de ser obra de um 88.

  28. Delfim Sobreira em 1943 o p-51 já estava em uso nas primeiras versões mas ainda não era largamente utilizado só foi em 1944 quando o doolite assumiu o comando da forca aérea e foi ai quando a luftwaffe desapareceu do ar

  29. Augusto, as primeiras versões do P-51 usavam motores Allison e não tinham a autonomia necessária para fazer escolta de bombardeiros.
    Foi com a versão “D” usando motores Merlin-Packard, tanques alijáveis e canopy em bolha, que os P-51 passaram a fazer escolta.

  30. Hitler e seu regime eram racistas até o ultimo fio de cabelo. Todo o blá blá blá oficial sobre raça germânica, discurso contra judeus e ciganos, capa de jornais da época, filmes patrocinados pelos nazistas, experiências eugênicas e o óbvio extermínio de milhões de judeus e outras minorias estampam de forma crua a natureza maligna da Alemanha Nazista. Quem nega-se a enxergar isso só pode ser um racista também, provavelmente anti-semita. Lamentável que o site tenha pruridos com opiniões sobre política e aceite o racismo evidente de certos comentários.

    Quanto ao desfecho da 2a GM, nã há “se”… Dizer que Hitler foi pessoalmente responsável pela derrota não quer dizer absolutamente nada. O destino das nações em guerra são indissociáveis dos seus líderes. Alguns diriam que a sociedade que forjou um Churchill está infinitamente à frente daquela presente em imagens de multidões robotizadas fazendo saudações nazistas em comícios, não importando as máquinas de guerra que esta última produziu. Os inglese tinham uma arma poderosíssima: sabiam que lutavam do lado certo!

    A RAF estava por um fio? Pouco importa, pois ao fim quem foi para casa com o rabo entre as pernas foi a Luftwaffe. A Alemanha não tinha resposta a altura contra uma ilha teimosa que não aceitou negociar ou render-se. A partir daí, com uma Marinha Real capaz de levar a guerra contra os suprimentos alemães a qualquer canto dos oceanos, e com o apoio material dos americanos, o Reino Unido não deixou outra alternativa a Hitler senão buscar suas necessidades no leste europeu, voltando-se contra seus aliados soviéticos. O resto é história, que acabou com destino selado em Pearl Harbour, dando o motivo que Roosevelt buscava para entrar de vez na guerra. A grana, a população e a máquina industrial americanas eram estoques invencíveis para a Alemanha.

  31. O fato é que a Alemanha perdeu todo o seu exercito e logística na Russia, em outras palavras perderam a guerra na Russia.

    Os Âmis só enviaram dinheiro e armas para a Russia na moita e os infelizes soldados soviéticos ser viram de bucha de canhão para os Anglos-Americanos.

    E para finalizar os Âmis só entraram mesmo para quebrar em 1944 com o Grandioso dia D, depois de ficarem anos levando porrada na Itália.

    hehehe………..

    A historia sempre será contado com muita mentiras pelos vencedores…. e na guerra coitados dos perdedores!!!!!

  32. Soldat 21 de agosto de 2016 at 18:05
    .
    A história conta que não foram os Russo que lutaram no Pacífico, também conta que não foram os Russos que lutaram África, assim como, não foram os Russos que lutaram no Atlântico.

  33. Na longa guerra das democracias liberais contra o autoritarismo iniciada em 1914 e finda parcialmente com o desmantelamento da URSS, os russos foram aliados ocasionais por apenas 4 anos. Russos comunistaa e alemães nazistas eram apenas dois lados da mesma moeda, aliados até que Hitler quebrou a cara na Batalha da Inglaterra e teve que procurar meios de manter sua máquina de guerra abastecida sem depender do Atlântico, Mediterrâneo e Oriente Médio.

    Após a queda de Berlim, os russos voltaram a ser o que sempre foram: inimigos. Em 1989 parecia que finalmente trilhariam o caminho da cooperação. Mas Putin chegou para mostrar que o cacoete autoritário e imperialista continua mandando na Rússia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here