PHENOM100_EV_View_5_HR

Oshkosh, Wisconsin – 27 de julho de 2016 – A Embraer Aviação Executiva lançou hoje uma evolução do seu jato Phenom 100, o Phenom 100 EV, na feira de aviação EAA AirVenture Fly-In and Convention, em Oshkosh, nos Estados Unidos. Com novo sistema de aviônicos, o Prodigy Touch, baseado na plataforma Garmin G3000, e motores da Pratt & Whitney Canada PW617F1-E modificados para oferecer mais velocidade com desempenho superior em condições de alta temperatura e em aeroportos elevados, o Phenom 100 EV entrará no mercado no primeiro semestre de 2017.

A aeronave terá dois clientes lançadores, cada um com requisitos singulares de operação. A Across, uma provedora de serviços de aviação executiva do México, vai se beneficiar do desempenho da aeronave na sua base, no Aeroporto Internacional de Toluca (TLC), que fica 2.580 metros acima do nível do mar. Já a Emirates Flight Training Academy, novo centro de treinamento de pilotos da Emirates Airlines, com inauguração prevista para o fim deste ano para atendimento da crescente demanda do setor por pilotos, atualizou seu recente pedido de cinco Phenom 100E para o Phenom 100EV, tornando-se a primeira academia de voo no mundo a treinar seus cadetes com a nova aeronave.

“O Phenom 100 revolucionou o segmento de jatos leves quando definiu novos padrões de conforto, desempenho e custo operacional”, disse Marco Tulio Pellegrini, Presidente & CEO da Embraer Aviação Executiva. “O novo Phenom 100 EV terá ainda mais desempenho e capacidade operacional, preservando os baixos custos de operação e manutenção.”

Pedro Corsi Amerlinck, CEO da Across disse: “Como principal provedor de soluções de fretamento do México, nossos clientes esperam uma experiência de primeira classe. Agora, com a adição do Phenom 100 EV à nossa frota, nossos clientes vão apreciar o conforto inigualável na cabine Oval Lite da Embraer, assim como o maior bagageiro do segmento, ao realizarem voos sem paradas em rotas como Toluca a Houston ou Toluca a Cancun,.”

A academia de treinamento de voo da Emirates, com abertura prevista para outubro de 2016, vai oferecer instalações de excelência, incluindo uma moderna frota de aeronaves para o treinamento de pilotos. Ao longo do currículo avançado de treinamento, cadetes vão transicionar de aeronaves monomotores a pistão para o Phenom 100 EV da Embraer. “Selecionamos o Phenom 100 porque o consideramos o melhor jato leve que pode oferecer aos cadetes uma integração de sistemas e facilidade de operação sem igual, um projeto de alta utilização, baixo custo operacional, com desempenho na categoria de jatos comerciais e características de voo dóceis”, disse Adel Al Redha, Vice Presidente Executivo e de Operações da Emirates. “Nossos cadetes se beneficiarão da tecnologia de ponta, potência e velocidade do Phenom 100 EV para suas missões de treinamento.”

O Phenom 100 é considerado uma escolha óbvia pelas linhas aéreas para a preparação de cadetes para operações de jatos multimotores, bem como pilotos-proprietários, departamentos de voo de empresas e provedores de propriedade compartilhada. Até o momento, perto de 350 jatos Phenom 100 estão em operação em 37 países.

Cockpit do Phenom 100EV
Cockpit do Phenom 100EV

Sobre o Phenom 100 EV

O Phenom 100 EV tem motores Pratt & Whitney Canada PW617F1-E, com 1.730 libras de empuxo, chegando a 405 nós em velocidade de cruzeiro e até 15% mais empuxo em aeroportos elevados e com altas temperaturas, o que equivale a mais alcance e menor tempo de subida. A aeronave tem alcance de 1.178 milhas náuticas (2,182 km) com quatro passageiros e reservas NBAA IFR.

A cabine de comando permite operação com um só piloto, com alerta situacional elevado pela interface homem-máquina da aviônica Prodigy Touch, baseada no Garmin G3000, com painéis maiores e de alta resolução, telas divisíveis e novo radar meteorológico.

O Phenom 100 EV é a evolução da aeronave mais espaçosa de sua classe, com melhorias no interior, tais como novo perfil do corredor para aumentar o espaço e tomadas reposicionadas com carregador USB. A aeronave apresenta onze opções de design do interior, luz natural abundante de amplas janelas, inclusive no lavabo privativo, um recurso tipicamente visto somente em aeronaves maiores, assim como no caso do compartimento de bebidas, a escada integrada e o maior compartimento de bagagem de sua classe.

DIVULGAÇÃO: Embraer

Previous articleOzires Silva: ‘Estamos criando uma verdadeira tragédia para o nosso futuro’
Next articleKC-390 comprova alto nível de maturidade em demonstrações no exterior e segue rumo à certificação em 2017
Subscribe
Notify of
guest

13 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio Veiga

Parece o cockpit de um caça de 5ª geração, fantástico !!!

Tiago Silva

Atualização de um sucesso, muitas vendas estão por vir!

Farroupilha

Maravilhosa seria, também, uma imagem noturna da cabine de comando desse novo modelo Phenom-100EV.

fonseca

Rinaldo Neri.
Será que essa nova versão vai decolar nas vendas?
Você havia informado acerca de vários problemas relacionados ao avião…

fonseca

Mas esse manche aí é muito feio.
Parece frágil, antiquado e nada ergonômico…
O piloto ter que ficar segurando isso aí sem apoio…

Aki vrx (Shandow)

Deve ser o efeito do Honda Jet…
https://www.youtube.com/watch?v=C9hHJ3_2Siw

kfir

o consumo do phenon é bem baixo…

Jony

“Mas esse manche aí é muito feio.
Parece frágil, antiquado e nada ergonômico…
O piloto ter que ficar segurando isso aí sem apoio…”

Falou o engenheiro aeronáutico formado no ITA com pós no MIT.

Luiz Fernando

Sei que quem tem não reclama do manche…. Para mim isso vale mais do que o “eu acho que É…”

Heyarth

Eu já acho esse manche muito ergonômico. O Rinaldo Nery deve ter uma opinião melhor do que a nossa, pois ele voa E-jet.

Farroupilha

De minha parte prefiro mais o Phenom e demais jatos executivos de outras fabricantes do que o HONDA Jet. Aquela solução (redução de ruido interno?) de colocar os motores suspensos sobre as asas ficou extremamente esquisita. E as janelas da cabine de comando que se destacam do restante da fuselagem ficou estranho também. Ou seja, se no mundo dos milionários aparência e ostentação é muito importante para muitos, claro que os jatinhos também precisam terem alta elegância e beleza, coisa que na minha avaliação esse jato da HONDA passa longe. – Ainda, sobre o vídeo acima do Honda Jet, a… Read more »

Reinaldo Deprera

Farroupilha 29 de julho de 2016 at 0:26 Se o que Honda diz for verdade, as naceles suspensas trazem outras vantagens como: – Aumento do espaço interior da fuselagem – Em combinação com o design do nariz, reduz o arrasto em velocidade de cruzeiro Uma coisa que acho legal no Honda Jet é o “perfil laminar” das asas com sua superfície lisa. Lembra muito os executivos da Gulfstream. Salvo engano, ele usa motores Honda. O que pode trazer vantagens a longo prazo para a Honda, se o modelo emplacar, é claro. Acho o Honda Jet lindo. Possui um design arrojado,… Read more »

Luiz Fernando

Existem entretanto desvantagens desta configuração… vamos a algumas: > Tira a visibilidade dos passageiros, que ao olharem pela janela verão apenas a nacele; > Prejudica a sustentação gerada no extradorso da asa (que é a região nobre de uma asa); > É uma configuração mais complicada no questão de rotor burst. (ou seja em caso de despalhetamento de um motor existe o risco de fragementos penetrarem a fuselagem, atingindo passageiros e despressurizando a cabine. Além disso neste posicionamento de motores, me parece pode ocorrer a perfuração da asa e o consequente vazamento de combustível, no caso de despalhetamento do motor.… Read more »