Home Aviação de Transporte Novos T-2006A para instrução em multimotores na Força Aérea Italiana

Novos T-2006A para instrução em multimotores na Força Aérea Italiana

1738
6

T-2006A no 70 Stormo - foto Forca Aerea Italiana

A Força Aérea Italiana informou na última sexta-feira, 8 de julho, que foram recebidas três novas aeronaves T-2006A no 70º Stormo de Latina, que realiza o adestramento de pilotos militares em aviões multimotores. O evento, que contou com a presença de autoridades civis e militares locais, deu-se em 5 de julho.

O T-2006A é a versão militar do P-2006T da empresa italiana Tecnam, de Cápua. Segundo o informe, o novo avião busca manter um alto nível de qualidade na instrução multimotor, porém com redução de custos operacionais, complementando o sistema Piaggio P.180 já utilizado no Centro de Treinamento de Equipagens de Pratica di Mare.

O 70° Stormo treina não só pilotos da Força Aérea Italiana – no primeiro semestre deste ano, também estiveram matriculados pilotos do Exército Italiano e também da Holanda e Kuwait. A unidade, ao longo de sua história, já brevetou cerca de 12.000 pilotos, acumulando meio milhão de horas de voo em aeronaves como Douglas C-47 Dakota, Beechcraft C45, Piaggio P.166M, Piaggio P.148, SIAI Marchetti SF260AM, Cessna L.19, Dornier 228, Piaggio P.68, Piaggio P.166 DL3, Alenia Aermacchi SF260EA, Alenia Aermacchi S.208 e Piaggio P.166 DP1.

O novo Tecnam T-2006A é um avião dotado de trem de pouso retrátil e capacidade para quatro pessoas. Dotado de dois motores Rotax da classe de 100cv, possui autonomia para sete horas de voo, com 30 minutos de reserva, e velocidade de cruzeiro de 270km/h.

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
André Bueno
4 anos atrás

Com o perdão do off topic, há alguma novidade sobre o T-Xc e U-Xc da Novaer?

Clésio Luiz
4 anos atrás

É isso aí. Lá fora também se privilegia a indústria nacional. Quando fazem aqui alguns acham errado…

O treinamento de multimotores na FAB é feito nos Bandeirante, ou os pilotos saem do Tucano para unidades de transporte e depois vão subindo na cadeia alimentar até chegar nos C-130 e P-3?

Walfrido Strobel
4 anos atrás

Alguns países estão simplificando ao máxmo os seus aviões de instrução multimotor. Outra opção é o Diamond DA-42 Twin Star.
comment image

Walfrido Strobel
4 anos atrás

O Novaer vai ter que esperar, pois o T-25 ainda pode voar mais alguns anos e sua célula ainda justificaria uma modernização de aviônica mais simples que a atual IFR, pois só voa VFR na instrução primária e básica do 2° EIA. O conceito de se utilizar uma base comum para Utilitário e Instrução foi testado sem sucesso pela Grob, com o utilitário G140, que se mostrou excessivamente pesado e com muito motor, devido a origem de instrução acrobática do G120, o G140 não tinha a menor chance de competir com o Cirrus ou Diamond. Na verdade o Novaer é… Read more »