F-5FM 4806 - 1

Circulam nas redes sociais fotos do caça biposto F-5FM 4806 da FAB depois do acidente ocorrido no dia 5.7.2016, na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro (RJ). Os pilotos ejetaram-se com sucesso.

Segundo a FAB, os pilotos realizavam um voo local de treinamento e estavam em fase de aproximação final, quando foi detectada uma falha no trem de pouso que não permitia a aterragem em segurança. Foi realizada a ejeção bem-sucedida dos pilotos, com a aeronave direcionada a uma região desabitada.

Equipes de investigação da Aeronáutica estão apurando os fatores contribuintes do acidente.

Nas fotos divulgadas (uma no local da queda e outra no hangar depois de recuperada), percebe-se que a aeronave sofreu poucos danos externos e é possível até que volte a voar depois dos reparos.

F-5FM 4806 - 2

85
Deixe um comentário

avatar
83 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
48 Comment authors
HIDERALDOWagnerWalfrido StrobelJeffFlanker Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Lewandowski
Visitante
Lewandowski

Tomara que consigam coloca-la em operaçao. O Fox eh critico para a FAB, ainda mais nessa época de vacas magras.
.
Sds

Jorge F
Visitante
Jorge F

Nossa, se duvidar pode ser recuperado. Digo o custo dos reparos seja bem inferior ao preço da aeronave. Como é um Fox, talvez a demanda justifique até mesmo canibalizar outra aeronave para disponibilizá-la. Em outras palavras sacrificar um Echo Mike para manter um Foxtrote.

Jorge F
Visitante
Jorge F

Diga-se de passagem os vetores construídos antes da proliferação dos materiais compostos apresentam uma resistência fantástica.

André Bueno
Visitante

Com o perdão do off topic, há alguma novidade sobre o T-Xc e U-Xc da Novaer?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

André Bueno, boa tarde.
.
Com o perdão da sugestão, há matéria aqui na primeira página sobre aeronaves de instrução militar de categoria mais básica (no caso, um modelo italiano multimotor, bem aqui do lado). Seu offtopic estará um pouco melhor localizado por lá.

zorannn
Visitante
zorannn

Caramba! Os pilotos ejetaram e mesmo assim a aeronave aparentemente sofreu poucos danos. Achei que a aeronave tinha moido! É capaz mesmo que volte a voar.

Mion
Visitante
Mion

Vi em um blog que estão vindo 5 Gripens C D antes das olimpíadas, dizem que é informação vazada, sera? Pode ser para antes do escumungo da Dilma zica?

André Bueno
Visitante

Grato Nunão e fique à vontade para deletar aquele e este comentário.

André Bueno
Visitante

Uma das coisas que vai ditar a eventual reforma do “F” é a integridade das longarinas.

Clésio Luiz
Visitante

Os F-5E/F da FAB tem assentos zero-zero? Os assentos originais não tinham altitude e velocidades mínimas de operação? Para a aeronave ter ficado nesse estado a ejeção foi feita em altitude e velocidades muito baixas. O fato de terem o cuidado de abandonar a aeronave nessas condições e em terreno macio, demonstra muito comprometimento com a FAB e seus mecânicos. Minha sincera admiração pelos pilotos envolvidos.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Sim, é zero-zero.

André Bueno
Visitante

Clésio, li em uma página [http://freepages.military.rootsweb.ancestry.com/~otranto/fab/tiger_br.htm] que o programa previu novos assentos, mas não especifica o tipo.

Clésio Luiz
Visitante

Os novos assentos são o Martin-Baker Mk10?

Renato de Mello Machado
Visitante
Renato de Mello Machado

Vai voltar Já!

Nonato
Visitante
Nonato

Parece muito em forma. Aparentemente, impacto pequeno. Velocidade inclusive vertical baixa. Não mudou de trajetória após o impacto.
Mas esses aviões são feios. Parecem um pouco com um avestruz. Fuselagem longa, delgada, distante do solo…
E essas ejeções. Não entendo como um assento ser disparado do avião, com aceleração enorme, não afete o.piloto, especialmente sua coluna… Pow…

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

O foreves é foreves, ora bolas!… quase indestrutível.
Supersônicos feios mesmo foram, são, os Phantom F-4 e Mig-21.
Os F-5 mais os antigos F-104 parecem agulhas voadoras, lindos.
Prá ver como são as coisas… gosto é gosto!

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Sim, Clésio, é Mk10. O que foi divulgado à época da modernização dos F-5 da FAB é que a variante é denominada BR10LF.
.
Antes da modernização, a informação que eu tenho é que os assentos dos F-5E eram Martin Baker Mk7, com a denominação BRQ7A devido a algumas customizações (kit de sobrevivência etc), e que foram as primeiras cadeiras de ejeção do tipo zero-zero na FAB (não se adotou a cadeira M-38 original da Northrop).

Alexandre
Visitante

Certamente teve danos pequenos, na pior das hipóteses se aproveita o recheio, que no fim é o mais caro, numa das unidades Jordanianas. Parabéns para os pilotos, foram de uma destreza ímpar. A taxa de atrito de nossos caças são extremamente baixas, isso se deve ao padrão de manutenção e ao treinamento dos pilotos, é tão raro a perda de um caça no Brasil, que quando acontece chama a atenção, ao contrário de nossos vizinhos que sofrem muitos acidentes e incidentes , são quedas de K8 e SU 30 na Venezuela,quedas de Mig 29 no Peru, quedas de Kfir na… Read more »

Rodrigo Ganguilhet Coelho
Visitante
Rodrigo Ganguilhet Coelho

Será que há como recuperar esse célula?
Seria interessante se o governo libera-se verbas para a modernização dos Jordanianos.

Marcos
Visitante
Marcos

Acho tudo muito estranho isso. Há uma série de procedimentos que podem ser tomados antes da ejeção: novas tentativas de baixar, up-down, up-down; ou submetendo a aeronaves a cargas elevadas, forçando o trem de pouso a descer; não conheço o sistema do F-5, mas muitas aeronaves contam com sistema manual; há problemas de congelamento do fluído hidráulico, o que bastaria aguardar um pouco para nova tentativa de baixar o trem de pouso. Pelas informações que temos, na aproximação final identificaram problemas no trem de pouso e dai ejetaram. Tá faltando alguma coisa nessa história.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

O que?! F-4 feio?! BLASFÊMIA! HERESIA! Hehehehe
.
Mas sobre o tópico, realmente fiquei surpreso. Esperava um buraco num solo chamuscado. Espero que a inspeção traga notícias ainda melhores para, quem sabe, fazer esse Fox voltar à voar. Precisamos da célula.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Marcos, eu tenho certeza absoluta que todos os procedimentos necessários para se fazer baixar o trem de pouso foram feitos, apenas isso não consta na nota da FAB porque acredito que não seria necessário colocar todos os pormenores. Falhando todas as opções de fazer o trem principal descer, a saída do manual do fabricante é ejetar. E pelas fotos a ejeção foi bem controlada, com a aeronave sendo colocada em uma atitude de vôo que fizesse com que houvesse as melhores chances de salvaguardar a célula da aeronave, e o resultado foi esse aí em cima. Fantástico trabalho.

Alexandre Galante
Visitante
Member

Marcos, a autonomia do F-5 é muito pequena, muitas vezes não dá para tentar uma alternativa sob risco de pane seca.

Lewandowski
Visitante
Lewandowski

Nomato,
Avestruz não, mas um jacaré caminhando fora dagua… Pança erguida e pernas curtas…
.
Sds

Papan
Visitante
Papan

Parabéns aos piloto que conseguiram se ejetar com segurança e principalmente o mínimo de avaria na aeronave, isso é para poucos, esse é bom mesmo.

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Algumas considerações: 1-Na foto da aeronave no hangar, é possível ver o trem de pouso intacto, inclusive a bequilha com sua porta. Ou seja, no pouso, todo o trem de pouso estava recolhido. 2-No manual, em: EJECTION VS FORCED LANDING “Ejection is preferable to landing on an umprepared sufarce” Não obstante a obrigatoriedade da ejeção no caso do trem de pouso (as três “rodas”) não baixar , o pouso de barriga pode ser tentado. se houver tanque central vazio, que pode ajudar a absorver o impacto. 3- A palavra “preferível” não significa obrigação. 4-Os F-5 da FAB sempre voam com… Read more »

Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana
Roberto F Santana
Visitante
Roberto F Santana

Esses pilotos, no mínimo, devem ser recomendados à primeira turma do Gripen.

Paulo Lopes
Visitante
Paulo Lopes

Roberto F Santana 9 de julho de 2016 at 16:52
Ótimo vídeo e muito bem lembrado como sempre.
O Gripen é um péssimo avião, outra bola fora da FAB para agradar e satisfazer a Embraer, então melhor colocar esses caras de sorte como esses dois do F5M para pilotar o Gripen, vão precisar de muita sorte a bordo desse troço também.

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Paulo, interessante. Quantas horas de vôo você tem No Gripen E ou F?

horatio nelson
Visitante
horatio nelson

isso mostra ainda mais a competencia dos pilotos o avião parece ter pousado sobre um colchão de penas de ganso…o q mostra o interesse de não destruir a aeronave…esse volta a voar não sei quando(devido as dificuldades orçamentárias) mais vai voar novamente; +1….(lembrando tbm da incrivel habilidade do piloto israelense Zivi Nedivi, que vou um f-15 com uma asa…pois teve a outra arrancada) e foi recuperado pela douglas voltando ao serviço ativo o nosso f-5 é fixinha e será até uma homenagem a destreza dos pilotos

Franco Ferreira
Visitante
Franco Ferreira

Estou dando tratos à bola aqui,sozinho. E estou tendo dificuldade de juntar “a” com “b” para chegar a uma ideia qualquer! Os destroços estão a Oeste e muito perto da pista de Santa Cruz, na altura da cabeceira interior (não me lembro mais a pista que era) com a proa aproximada de 090°.Há marcas de um rodopio no capim alto; os flapes estão baixados. A bequilha não quebrou e os trens principais aparentam que estavam recolhidos, pois suas pestanas nada sofreram. Os F-5 foram feitos para pousar em pistas despreparadas. O avião está inteiro. Coloquei tudo isto no liquidificador e… Read more »

Possani
Visitante
Possani

Como ejetar no pouso de barriga? Isso é possivel? Não estão muito proximo ao chão pra ejetar?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Possani, boa noite.
.
Veja alguns comentários mais acima sobre o tipo de assento ejetável instalado no caça, de características zero-zero (capacidade de ejeção com segurança numa aeronave em zero de altitude e zero de velocidade). A partir daí, sugiro dar uma olhada em diversas matérias sobre ejeção já publicadas aqui no site.

Gustavo Borges
Visitante

Podem escrever na lataria desse F-5 a frase de para-choque de caminhão “Deus está no comando”. Foi quase um milagre o avião ter resistido quase intacto a esse pouso sem um piloto na cabine.

ivammc
Visitante

“PAN PAN PAN”, Drynes.

ivammc
Visitante

Pane seca.

ivammc
Visitante

O Forévis é indestrutível.

Joao Henrique
Visitante

Caramba,achei que a aeronave tinha virado metal retorcido.Parabéns aos pilotos.

Cássio "Skyhawk"
Visitante
Cássio "Skyhawk"

O mais importante de tudo é que os dois pilotos estão vivos! A vida não tem preço! O material aeronáutico pode ser substituído. Um pai, um marido, um filho, não podem ser substituídos. Podem escrever na fuselagem do avião; “Deus está no comando”. Parabéns pela frieza e coragem em tomar a decisão de ejetar. Só quem está no cockpit sabe a decisão mais acertada a ser tomada numa situação de stress como essa. Vida longa e muitos voos para esses pilotos!

Zamzam_Pampa
Visitante
Zamzam_Pampa

Essa estória está mal contada!

Madmax
Visitante
Madmax

Meu, espeta o bicho e ponto final
Ficar voando em sucata, melhor espetar.

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Apesar de tudo, entre os males o menor! Os pilotos estão vivos e estamos torcendo para que se restabeleçam o mais cedo possivel! Agora, surpreendentemente, o Mike F esta quase intacto. Acredito mesmo que possa ter sido pane seca ou algo similar; entendo que os pilotos foram planando ate onde foi possivel e acionaram os MB 10 numa condição em que a aeronave estivesse encima do capim evitando um maior dano no caso de pousar na pista. Notar que os trens de pouso estão incolumes; então como explicar que eles não tivessem planado até o eixo da pista e aterrisado… Read more »

Adriano da Silva Castilhos
Visitante
Adriano da Silva Castilhos

Parece que o jato foi posto no mato de caminhão, a ejeção foi realizada em muito baixa altitude.

camargoer"
Visitante

Quando houve o acidente da GOL, eu li algo sobre não haver permissão para utilizar aviõnicos e outras peças de aviões acidentados em outras aeronaves. Não sei como seria o caso de uma aeronave recuperada de um acidente, mas imagino que não seja possível aproveitar o miolo de uma aeronave acidentada para preencher o miolo de outra célula. Por outro lado, se um F5M atingir seu limite estrutural, não haveria problemas em usa seu miolo de aviônicos em um dos jordanianos estocados.

Agnelo Moreira
Visitante
Agnelo Moreira

1) Conversei com três caçadores da FAB. Um Maj, um Cel e um Brigadeiro. A hora de voo do Gripen é bem mais barata. A capacidade é inenarrável. Com a mesma quantidade de homens/hora, o Gripen troca seu motor em 40 min. O F/A -18, em 4 hrs. O Rafale, nem falo, pq é vergonhoso… O Gripen opera com muito menos infraestrutura. A preferência por ele na FAB é inquestionável. A preferência da EMBRAER é relacionada às portas q podem abrir, pois é um empresa, não uma Instituição Nacional permanente q não visa lucro… 2) o profissionalismo dos pilotos q… Read more »

junior
Visitante

Off topic!!!
.
Derrubaram um Mi-25 na Síria, os alienados do Sputnik vão a loucura hehe
http://br.sputniknews.com/mundo/20160709/5534008/terroristas-daesh-helicoptero-russo-palmira.html

Zamzam_Pampa
Visitante
Zamzam_Pampa

Muita habilidade do motorista de caminhão que -retirou- essa aeronave daí!

Zamzam_Pampa
Visitante
Zamzam_Pampa

Vivemos realmente tempos democráticos.Em outros tempos, se escondiam episódios como esse;hoje acendem-se todas as luzes do hangar para melhor fotografar e mostrar!Isso é muito bom.

Zamzam_Pampa
Visitante
Zamzam_Pampa
Bardini
Visitante
Ederson Joner
Visitante
Ederson Joner

Tenho uma dúvida, as chamas causadas pela ejeção não destroem os aniônicos da cabine?
Acredito que bastante itens sejam danificados.
Mas a aparência da aeronave parece muito boa…