terça-feira, maio 18, 2021

Gripen para o Brasil

Caças F-16 poloneses contribuirão no esforço contra o Estado Islâmico

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

F-16 - foto Força Aérea Polonesa

Missões dos jatos poloneses serão de reconhecimento, não de ataque. Quatro caças estão prontos para envio ao Oriente Médio, segundo ministro da Defesa da Polônia

Segundo nota divulgada pela Associated Press (AP) na quarta-feira, 15 de junho, o ministro da Defesa da Polônia afirmou que seu país está pronto para enviar quatro caças F-16 da Força Aérea Polonesa em missões de reconhecimento contra o grupo Estado Islâmico (EI), no Oriente Médio. As missões serão realizadas no âmbito da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

O ministro Antoni Macierewicz, contudo, afirmou que os caças não tomarão parte nos combates contra o EI, nesta que será a primeira contribuição da Polônia ao esforço contra o grupo que atua no Iraque e na Síria. Ainda segundo Macierewicz, os jatos F-16 poloneses deverão chegar ao Oriente Médio antes do encontro da OTAN marcado para 8 e 9 de julho, em Varsóvia, dependendo somente uma aprovação presidencial para o envio, o que é visto como apenas uma formalidade.

O ministro polonês completou, conforme destacado na nota da AP: “Estamos prontos, as tripulações estão prontas para decolar”.

F-16 - foto via Força Aerea Polonesa

FOTOS (em caráter meramente ilustrativo) via Força Aérea Polonesa

- Advertisement -

25 Comments

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Vinícios Maffi

Além de extremamente eficiente é muito bonito o F-16! Tem um desenho que transcendeu sua época, assim como a família flanker!

Jorge Knoll

O Brasil gigante em tudo, até em corrupção se contenta em voar nos superados A-4, AMX,, F-5, e Tucanos.
Temos que muito aprender com outros países, entre eles a Polônia, Chile etc.

Leandro Costa

Errr… Tucano superado? Por quem? O.o

Rinaldo Nery

É T-27 ou A-29?
Jorge, você tem algum parentesco com o Allan Knoll, Operações do 2°/3° GAV?

fonseca
ivammc

Que espetáculo de caça.É uma bela plataforma voando sempre.

Papan

Rinaldo conheço bem a Base Aérea de Anápolis, aquele lugar me dá uma felicidade, tenho 15 anos que frequento, aprendi muita coisa por lá, conheci alguns pilotos ao longo do tempo, tais como: Coronel Campos F103 Mirage, hoje adido militar em Israel, Tenente Coronel Erick Breviglieri, hoje subcomandante de Canoas, Major Erick, hoje III FAE, entre outros. É um lugar muito Especial !👍

BrancoF-16

Me considero suspeito em falar mais é uma aeronave formidável que ainda voará mais 2 décadas mundo a fora.
Gosto dessa cor dos f-16 polonês

augusto

esse f-16 é um block 52 + tem um radar com 250 km de alcance com abertura sintética, não é um aesa mas pelo que eu pesquisei na net é uma ótima plataforma para reconhecimento

Ocidental Sincero

Até um P-3 Orion faria este trabalho de reconhecimento com grande eficiência.
Acredito que a OTAN enviando os F-16 poloneses, visa somente embaralhar ainda mais informações sobre o seus capachos islâmicos, escondidos nos vários fronts.
Essa medida visa criar um caos no espaço aéreo iraquiano e sírio; atrapalhando ainda mais as Forças Aeroespaciais da Rússia.

Nonato

Mas reconhecer o quê?
O EI não tem aviões nem tanques.
A 250 km de distância vai reconhecer que escondido numa mesquita há um canhão?
Para observação mais pontual não seria mais apropriado um helicóptero a, digamos, 5 km tentando localizar posições de atiradores e artilharia?

Hawk

Realmente é muito bonito esse F-16 Block nessa cor. Fora ele só o F-16 que diz que não o F-16 o F-2 japonês!

BrancoF-16

Gosta da camuflagem dos F-16 Block 60 E/F dos emirados também.

Ocidental Sincero

Sim Nonato, o EI possui tanques como o T-55, BMP-1, algumas centenas de pickups, além é claro, dos caminhões tanque cheios de combustível roubado, que são enviados para a Turquia. A questão nisso tudo é que a OTAN / USA precisa ter controle sobre estas ações ($); o objetivo principal não é ajudar a destruir esses terroristas e sim ter controle total sobre a produção de petróleo e a venda de armas para os terroristas “moderados” ( é assim como Washington classifica Al Qaeda etc). Se a Rússia começar a se impor de verdade, pode colocar ordem na casa com… Read more »

Rinaldo Nery

Toda missão de ataque necessita de uma imagem do alvo. Pode ser uma imagem fotográfica (de preferência), satélite, radar ou hiperespectral. A aeronave de reconhecimento está equipada com sensores variados que fornecerão essas imagens. A fotográfica, em função do número de pixels, fornecerá melhores informações sobre o material de que é feito o alvo, informação importantíssima para a seleção do armamento.
Papan, todos eles serviram comigo lá em Anapolis. Meu filho mais novo é anapolino.

Leandro Costa

Não é difícil entender que a Polônia sendo um dos membros mais novos da OTAN não tem tanta experiência em deployments em conjunto com os outros membros. Se não pretendem atacar alvos, a experiência da operação conjunta é fundamental, ainda mais para alguém que reside ao lado do ‘perigo,’ como no caso da Polônia. Me parece simples assim.

junior

F-16 não é ruim mas para mim o caça mais bacana já feito foi o F-14, deveriam ter aposentado o F-16 ao invés do F-14 🙁

Jorge F

Fiquei na dúvida, os F-16 apoiarão os iraquianos contra o ISIL ou os sírios contra o ISIS? Faz grande diferença no contexto político e principalmente quando se fala sobre qual país será alvo de ações reconhecimento? A OTAN normalmente só parte para ajudar o Iraque (normalmente os EUA) quando o ISIL avança demais e começa a ameaçar a capital iraquiana, no mais parecem se preocupar mais como o ISIS. Outros jogadores que são difíceis de acompanhar são os curdos no norte do Iraque e principalmente os Turcos que ao mesmo tempo que participam da campanha da OTAN, também deixam o… Read more »

shambr

a gloriosa forca aerea da polonia o glorioso esquadrao konciuzko que foi criado em 1920 e foi usado na Guerra polonia vs Russia, depois do fim da primeira Guerra mundial ,este mesmo esquadrao o 303 konciuzko foi o mesmo que salvarao a inglaterra na granda batalha aera da inglaterra na segunda Guerra mundial, antes de descobrirem o brasil em 1500 ac a polonia ja lutavam com os alemaes vencendo a batalha de grunwald de 1410 ac ,a polonia foi fundada em 649 ac e ja anos depois a primeira Guerra contra as tribos barbaras germanicas, teuto brasileiros tirar a polonia… Read more »

Reinaldo Deprera

Ocidental Sincero, a Carta Capital e o Brasil 247 (leia-se, 2+4+7=13) comeram sua mente. Seja bem vindo à trilogia de defesa. Excelente local para tratamento. Aqui você encontrará uma metodologia evolucionária! A revolução das ideias! Você verá que o espaço é aberto para todos. Iremos colocar doses cavalares de cultura que irão iluminar sua mente para fatos do presente e do passado. Você encontrará “amigos” que irão corroborar para as suas paranoias. Mas não seu preocupe, eles irão sumir pelo constrangimento de ter o nick falso lado a lado com a verdade. Afinal, um haiter marxista de verdade não coloca… Read more »

sergio ribamar ferreira

Quem dera tivéssemos F16 para nossa defesa aérea? inclusive seria mais fácil adquirir essa tal “Transferência de Tecnologia. Agora é tarde. A Embraer já buscou o parceiro que ao meu ver pode ser um bom caça, (Gripen) mas sempre e infelizmente dependerá de governo e orçamento. não era preferível fabricar um caça supersônico nacional, mesmo que se levasse algum tempo?

ScudB

Amigo Jorge! ISIS, ISIL e DAESH sao siglas da mesma formação – Estado Islâmico (ES).Nao existe nenhuma divisão do Califado em termos de território de atuação. Em relação de participação da Polônia(Estonia , Lithuania,etc) nas “atividades” contra DAESH tenho uma versão simples : quando tudo estava rolando conforme o cenário da Líbia e os americanos atacavam uma vez por semana algum trator (ou escavadeira) enferrujado – ninguém desses “pigmeus” sequer enviava um cartucho de 7,62 para Síria/Iraque (so se for para os sandalheiros).Agora quando o fim dessa praga de ES esta marcado – um monte de rémoras esta surgindo igualzinho… Read more »

Rinaldo Nery

Sérgio, e qual seria diferença? Fabricar com que conhecimento, de materiais compostos, comando de vôo supersônicos, aerodinâmica supersônica, integração de armamento etc.? Explica pra gente.

fonseca
BrancoF-16

Sergio ribamar ferreira Respondendo a pergunta do colega, esse é o sonho de qualquer país serio e que leva sua defesa a serio também, no entanto não basta só isso, alem de dinheiro boa vontade, precisa-se investir em anos de pesquisa em tecnologia, criar pólos tecnológicos, e depois ter escala de produção para que seja pelo menos aceitáveis os custos de tal empreitada. Só como exemplo o Brasil vai padronizar os fuzil que utiliza com o I-A2 da IMBEL, salvo em gano de minha parte, só 10 mil por ano serão adquiridos, vamos levar 30 anos para padronizar os fuzil… Read more »

Reportagens especiais

Show aéreo do Gripen C antes do roll out do Gripen E

Fernando "Nunão" De Martini Dentro da programação desta quarta-feira, 18 de maio de 2016, quando foi finalmente apresentado na Suécia o...
- Advertisement -
- Advertisement -