Indício é de redistribuição das unidades operacionais para outros estados

Radar FAB - foto Nunão - Poder Aéreo
ClippingNEWS-PAAs instalações do Segundo Comando Aéreo (Comar), localizado no Recife, podem estar próximas de deixar Pernambuco. Apesar de não estar confirmado oficialmente pelo Ministério da Defesa, indicativos apontam o encerramento das atividades do órgão, dentro da reestruturação já iniciada pela Aeronáutica em todo o País.

O indício é de uma redistribuição das unidades operacionais para outros estados, representando a evasão de mais de sete mil servidores, uma massa salarial individual média de R$ 6 mil reais por mês, injetando uma movimentação de R$ 540 milhões por ano na economia local.

“Vivenciamos um momento de implantação de hubs da Azul ou Latam, necessitando de todo o suporte tecnológico e estrutural. Além disso, prejuízos econômicos em Pernambuco e no Recife podem aprofundar mais o fosso do desemprego e queda na ren­da” alertou o economista e conselheiro da Associação Comercial de Pernambuco, George Emílio Gonçalves.

Conforme já mostrado pela Folha de Pernambuco, a área ocupada pelo Hospital de Ae­ronáutica do Recife também está na mira de novos empreendimentos imobiliários. A unidade de saú­de está entre os planos do novo Governo Federal, com o indicativo de uma operação de permuta.

No início deste ano, informações obtidas pe­los próprios oficiais apontavam uma mudança em toda a base do alto comando da Ae­ronáutica, partindo para Na­tal, no Rio Grande do Norte. A ver­são foi logo rebatida pela Força Aérea, que não descartou um processo de reestruturação.

FONTE: FolhaPE

81
Deixe um comentário

avatar
80 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
34 Comment authors
AratacaCarlosRinaldo NeryDanromario Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Corsario137
Visitante
Corsario137

Matéria confusa.

O objetivo constitucional da FAB não é gerar empregos. O importante sobre esta reestruturação é saber se ela vai se traduzir em melhor desempenho administrativo/operacional para a Força.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Há outras coisas acontecendo… nenhuma delas boas….

Poe exemplo… os A-1 (AMX) estão na bacia das almas….. de três esquadrões pode sobra somente um.

Sds.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Errata: Por e não “Poe” e sobrar e não “sobra”.

Sds.

Oganza
Visitante
Oganza

Concordo plenamente com o Roberto, mas ai eu pergunto: É sério, são 7mil pessoas no II COMAR? Isso é verdade? Roberto ou quem puder explicar isso pra mim, por favor, pelo amor de Deus, explique. – A base da USAF de Edwards não tem 3 mil pessoas. E todos aki sabem a importância das atividades que ocorrem ali. – E o que falar da Naval Air Station Oceana? Que com seus mais de 20 esquadrões mal tem 6 mil pessoas em tempo integral. – Fechamento de bases não é a solução. FAB e nossas FFAA terão que cortar na carne… Read more »

Cabral
Visitante
Cabral

Prezado Oganza.

“são 7mil pessoas no II COMAR? Isso é verdade?” O jornal deve está se referindo a todo contingente da FAB em Recife: II COMAR, Base Aérea do Recife, III CINDACTA, 2⁰ Esquadrão de Transporte Aéreo, 1⁰ Esquadrão do 6⁰ Grupo de Aviação, Batalhão de Infantaria Especial do Recife, Prefeitura de Aeronáutica do Recife, Hospital da Aeronáutica do Recife e o Núcleo do Parque de Material Aeronáutico do Recife.

Miguel Felicio
Visitante
Miguel Felicio

Concordo com o Oganza.

Cabral
Visitante
Cabral

“O Patrono da Força Aérea Brasileira, brigadeiro Eduardo Gomes, deve estar se retorcendo no seu túmulo”.

Walfrido Strobel
Visitante

Uma coisa é mudar a séde do II Comar para Natal, outra coisa é extinguir o II Comar.
O Segundo Comar ocupa uma grande área no bairro de Boa Viagem, dariam para bons prédios de luxo.
Pior foi a área gigantesca em Boa Viagem que a FAB levou mais de 10 anos brigando na justiça para tirar os invasores e no final foi transferida para a Prefeitura fazer uma praça com o nome da mãe do Lula.
https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Parque_Dona_Lindu

Rui Chapeu
Visitante
Rui Chapeu

E não diminui, porque quando alguém sai, continua ganhando (justo) e quando morre, a esposa continua ganhando (o que é justo também).
Inflação das maiores do mundo: Justo também.
Rombo de R$170 bilhões: justo
Produtos mais caros que outros países: justo
Juros absurdos: justo
11 milhões de desempregados que, além de não terem salários, terão de pagar ainda mais impostos para bancar : justo
Tudo isso para “nossa proteção”. Justo.

Lyw
Visitante

Off Topic

https://hushkit.net/2016/03/17/su-35-versus-typhoon-analysis-from-rusis-justin-bronk/

Su-35 contra o Typhoon (e outros): Análise de Justin Bronk do RUSI.

Rui Chapeu
Visitante
Rui Chapeu

O militar trabalha 30 anos, durante todos esses anos, todos os meses, ele pagou sua aposentadoria, tirando do proprio bolso-
Se ele pagou então é justo. Se quer que outro pague pelo seu benefício, ai não é.
Não sei como funciona a previdência de militares, mas se for igual o INSS, é uma caixinha de surpresas.

Daniel Ramalho
Visitante

Eu sirvo na Prefeitura de Aeronáutica de Recife e acompanho de perto os acontecimentos. Na verdade a BARF não será desativada por completo, haverá uma readequação tendo em vista que o 2o ETA vai acompanhar o Exmo Sr. Comandante do IICOMAR e seu Estado maior que seguirão para NATAL-RN. O 1o/6o GAv irá para Anápolis – GO e todas as atividades administrativas de todas as unidades da GUARNAER-RF irão para o GAP-RF que ocuparão as atuais instalações do prédio do Gabinete e Estado-maior do IICOMAR. Eu acho realmente 7 mil pessoas um exagero, eles devem estar falando de militares da… Read more »

Oganza
Visitante
Oganza

Cabral, ainda sim não justifica os tais 7 mil. Veja o que é a NAS Oceana e a AFB Edwards… só Oceana é maior que toda a FAB. – Roberto, a conta realmente não fecha, parece a história dos 5 portugueses para trocar uma lâmpada: Um sobe na mesa para segurar a lâmpada e os outros 4 giram a mesa. – Daki de fora eu vejo que é gestão…. cultura de gestão e políticas terão que ser criadas… terá que se rasgar os “velhos manuais” e reescreve-los do zero por pessoas que nunca tiveram contato (contaminadas) com a atual cultura.… Read more »

zorannn
Visitante

Ola Roberto Santana e Rui Chapel! . Militares não pagam por sua ‘aposentadoria’. Pagam só a pensão oque só cobre metade dos custos com este benefício. Está em estudo o aumento para 35 anos de serviço, oque é mais que justo. . Ao Roberto Santana e Oganza. . Não há nada de errado em fechar bases. Ainda mais se forem subutilizadas. Aliás esta é uma excelente notícia. Quantos aviões tem em Recife? Isto para 7.000 funcionários! Existe uma coisa chamada desdobramento. As unidades podem ser desdobradas em Recife, sem necessidade de ter base por lá. . Olá Daniel Ramalho! .… Read more »

Oganza
Visitante
Oganza

zorannn,
a questão não é fechar as bases… vc muda o cocô mas as moscas continuam as mesmas.
Se a FAB tivesse apenas 2 bases ainda continuaria ineficiente quanto a gestão… Um reforma completa e em 10 anos a FAB funcionária muito bem com 40 mil desses 80 mil funcionários e mantendo o atual inventário.

Grande Abraço.

zorannn
Visitante

Pois é Oganza, é muita gente!! Também penso igual.
.
Estamos comprando caças de um país que usa o desdobramento de unidades como regra. Tendo base tão próxima em Natal, precisamos de base em Recife, ainda mais sem aviões? Eu penso que não.
.
Vão manter Hospital Militar lá, vila militar, sem ter aviões? Para atender a quem? Não faz sentido

Renato B.
Visitante
Renato B.

A matéria é de um jornal local, que está preocupado com o impacto que essa mudança vai ter na economia local e só isso. Se isso vai gerar economia ou melhor gestão de recursos para a FAB em si (o que seria ótimo) simplesmente não dá para saber por essa matéria.

Fonseca
Visitante
Fonseca

Corsario 137 – 11:52 Perfeito seu comentário. Gerar empregos é função do setor privado mas gestão deveria ser preocupação de todos. Quanto à aposentadorias o cidadão paga 800,00/mês por 30 anos e quer receber 3.000/mês por 30 anos. Isso não é administrar, isso é mágica. Poucos fazem previdência privada? Sabe o motivo? Lá você retira o que você poupou acrescido de juros. Simples não? Queremos caças, submarinos, helicópteros etc… se o dinheiro não é suficiente o governo deveria prestigiar a defesa e dar mais um pouquinho… ou seja gostamos mesmo é de mágicas, gestão é para os fracos. Projeto de… Read more »

Cabral
Visitante
Cabral

Foi a vez de Fortaleza, agora é Recife, depois será Salvador… pelo andar da carruagem; a única base aérea que ficará ativa no nordeste do Brasil, será a de Natal. em quantos que as outras serão simplesmente núcleo de base, com uma guarnição 50 soldados aproximadamente.

papa tango
Visitante
papa tango

ja basta os varios buracos negros no nosso espaço aereo( areas onde não há cobertura de radar e voa-se as escuras e impunimente) e agora isso… o q virá depois ?

Walfrido Strobel
Visitante

Cabral, realmente é correto manter só Natal em detrimento de Fortaleza e Recife pela posição central e proximidade entre estas 3.
Quanto a Salvador, é nessessária uma Base entre o Rj e Natal, não podem fechar Salvador.

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Pessoal, na última Revista Asas, a qual tenho o orgulho de dizer possuo todas, desde a n. 1, existe a Coluna do Camazano, Coronel da Reserva Aparecido Camazano Alamino, onde comenta-se que a FAB passará por mudanças estruturais. Serão criadas ALAS no lugar dos COMARs. Assim ALA 1 será em Anápolis, ALA 2 em Natal, ALA 3 em RJ, ALA 4 Campo Grande, ALA 5 em Canoas , ALA 6 em Brasília e ALA 7, em Manaus. Até 2018, deverão encerrar as atividades o PAMAAF (Parque dos Afonsos), o de Recife já foi desativado, as Bases Aéreas : Afonsos, Recife,… Read more »

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Como ficará o MUSAL e a UNIFA, será que a pista dos Afonsos será fechada??? E a Brigada de Infantaria Paraquedista? Como ficaria os treinamentos??? Também, nesta coluna já foi informado que o EB tem interesse em levar a Brigada para Goiania.

Oganza
Visitante
Oganza

[Off Topic]
http://news.nationalpost.com/news/canada/canadian-politics/trudeau-says-f-35s-are-far-from-working-as-liberals-tories-spar-over-fighter-jet-strategies

O F-35 está cada vez mais perto do telhado no Canadá?

Bom mesmo são os comentários… dá para perceber como os Canadenses percebem os 2 governos.

Grande Abraço.

Cabral
Visitante
Cabral

Acho que faltou colocar Santa Maria na conta de bases que serão fechadas.

Cabral
Visitante
Cabral

Walfrido Strobel.

Podem sim. fechar Salvador, neste caso é muito mais econômico deslocar a estrutura para natal ou Santa Cruz, do que será deslocar a estrutura em termos financeiro como no caso de Recife para Natal.

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Cabral,

SM é muito importante pois sedia 4 Esquadrões: 1/10 GAv de Reconhecimento Tático e Ataque – Esquadrão Poker – ( Caças A-1), 3/10 GAv de Ataque – Esquadrão Centauro (Caças A-1), 5/8 GAv – Esquadrão Pantera ( H-60 Blackhawk) e o 1/12 GAv de Reconhecimento ARP – Esquadrão Hórus ( RQ-450 e 900).

Acho que poderiam fechas Canoas e deslocar os F-5M para SM também.

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Quem paga a previdência dos militares e de todos os demais funcionários públicos civis efetivos ou comissionados é o contribuinte. Excesso de servidores públicos é um peso morto para a sociedade.

Cabral
Visitante
Cabral

Então serão extintos os I Comar (Belém) II Comar (Recife) e IV Comar (São Paulo), as bases áreas de Belém, Recife, Afonso, São Paulo e Florianópolis e se segue o sepultamento.

Kolchak
Visitante
Kolchak

O efetivo nunca ira diminuir, os oficiais nao dispensam as mordomias de terem a seu dispor militares durante 24 horas sem direitos trabalhistas, analogo a escravidao. Ao contribuinte cabe pagar a conta.

Walfrido Strobel
Visitante

Kolchak, vc está em modo irônico ou acha isso mesmo???
Militares são análogos a escravos sem direitos trabalhistas???

zorannn
Visitante

Olá Cabral!
.
Sepultamento? Uma coisa não tem nada haver com a outra. Ser eficiente, cortar gastos desnecesários é o caminho correto. Não só na FAB mas em tudo.
.
A FAB está de parabens por tomar esta atitude. Isto pode não representar uma diminuição do efetivo, mas já é o começo. Isto representa diminuição de custos. E qualquer diminuição de custos que possa representar mais horas voadas, mais treinamento e prontidão é bem vindo.

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

“Estamos comprando caças de um país que usa o desdobramento de unidades como regra. Tendo base tão próxima em Natal, precisamos de base em Recife, ainda mais sem aviões? Eu penso que não.
.
Vão manter Hospital Militar lá, vila militar, sem ter aviões? Para atender a quem? Não faz sentido”
——————————————–
zorannn, eu ia até tentar argumentar, mas o sr. já foi bastante preciso e direto em sua colocação! Concordo em gênero, número e grau.

Boa noite a todos

Luiz Campos
Visitante
Luiz Campos

Não há interesse da burocracia estatal em diminuir o efetivo militar ou civil; de presos; de drogados; crianças abandonadas; bolsa família etc…. Cada indivíduo representa um custo financeiro, seja para construção de bases, prisões, repartições, asilos ou clínicas. Também tem o custo de manutenção, alimentação, transporte, saúde… Isso representa um orçamento gordo para ser gasto com contratos superfaturados e outros desvios com a desculpa de que são muitos a serem assistidos.

Tamandaré
Visitante
Tamandaré

Cabral, “extinção” é uma palavra muito forte, mas como já disse o zorannn, algumas dessas unidades dispõem de infraestrutura excessiva.

E tem mais: adicione ai na conta a BAFZ tbm! Já deveria ter sido desativada a um bom tempo. Nada mais acontece por aqui. Por mim, deixávamos apenas os controladores de voo e os radares militares, e mais um punhado de infantes para proteger tudo isto. O resto da base me parece ser pura burocracia (desculpem-me se eu estiver enganado…).

Renato de Mello Machado
Visitante
Renato de Mello Machado

Eu só sei,quê direitos trabalhistas dos militares tem de ser pagos e não se discute.Tem de discutir é o de políticos e de suas mordomias com casas, carros,seguranças,passagens aéreas para lá e para cá,empregos para apadrinhados políticos,falcatruas e propinas em obras quê mal são recebidas e desabam.Redistribuição e reestruturação e urgente há tempos.

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Ponto para a FAB. Mostra que está “se virando” para poder fazer mais com o mesmo orçamento, que tende a ficar congelado ou até diminuir diante de mais cortes no orçamento que o GF terá que fazer. Estrutura física e contingente menor, com o mesmo número de aeronaves, entretanto mais modernas, provavelmente é a única solução para sobrevivência.

Walfrido Strobel
Visitante

Eu ja trabalhai no HARF como tesoureiro e chefe do rancho e afirmo com toda a certeza que só o efetivo do Cindacta, seus dependentes mais os inativos e pensionistas residentes em Jaboatão, Recife e Olinda ja justificam a manutenção do hospital. Ja tirei muito serviço de Oficial de Permanência(equivale a um Oficial de Dia) e sei do movimento, só fecham o HARF se fizerem um convenio com o Hospital do Exército ou Hospital Naval de Recife.

Adriano Luchiari
Visitante
Adriano Luchiari

Taí uma ideía que me ocorreu com o comentário do Strobel: se em Recife há hospitais da FAB, do Exército e o Hospital naval, porque não fundí-los em uma única estrutura, lá e em outras localidades que têm um hospital militar, que passariam a ser Hospital das Forças Armadas atendendo a todos os militares, familiares e a quem mais tem direito? A mesma coisa com as escolas de cadete, porque não uma única Escola de Cadetes das Forças Armadas? Assim é a Academia de West Point, nos EUA. O compartilhamento entre as forças pode ser de treinamento básico de helicópteros,… Read more »

Kolchak
Visitante
Kolchak

Os gastos com a folha de pagamento diminuirao quando as horas extras forem pagam aos militares tambem, obrigado-os a prezar pela eficiencia, pela qualidade no lugar da quantidade.

zorannn
Visitante

Olá Walfrido . Quer dizer que tem 3 hospitais militares lá? Que redundante não! Fico imaginando os gastos redundantes disto aí. Não estou falando de médicos e o pessoal do grupo de saúde, mas sim de tudo o resto que deve ser mantido para ter 3 hospitais militares por lá. . Não seria interessante ter um só, mais bem equipado, com mais médicos e com equipamentos mais modernos para exames complexos? Sairia mais barato do que manter 3 hospitais. . Eu não conheço Recife, mas costumo ir com certa frequencia ao Hospital Militar do Cambuci em SP doar sangue. O… Read more »

Salomon Weetabix
Visitante
Salomon Weetabix

Vai ser duro para muitos, mas a tal modernidade e meritocracia tem de chegar um dia. Para uma Força que tem em seus quadros a figura do taifeiro-arrumador, que organiza os armários das esposas e famílias do alto oficialato, que compra salmão e caviar, uísque e vinhos para o GTA, sem falar em “otras cositas”, está passando da hora do enxugamento. Boa a comparação com Oceana. TFA.

Cabral
Visitante
Cabral

zorannn,

Estava desconfiado que vc não conhecia a cidade do Recife, seu potencial, sua história e sua tradição, também não conhece a história e não sabe pq Recife tem essa estrutura militar, que a maior do nordeste.

Cabral
Visitante
Cabral

Roberto F Santana,

Exatamente isso; que controlar Recife pode com os meios adequados também controlar o Atlântico Sul, os Norte Americanos que não brincam de guerra sabem bem disso, por isso que esses construiram as bases de Recife, Natal e Fortaleza.

Trovão Azul
Visitante
Trovão Azul

Poxa ñ posso acreditar que isso venha acontecer, é lamentável e inaceitável e isso poderá deixar mais vulneráveis o espaço aéreo.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Gente, alguns de vocês estão falando como se o aeroporto e pista de pouso do Recife de um dia para outro deixaria de existir, o que não é o caso. . Creio que esse movimento é inevitável, e segue um padrão de inúmeras forças aéreas mundo afora que racionalizam seus meios: algumas bases serão ampliadas, ganhando mais contingente e esquadrões, concentrando para racionalizar custos e otimizar emprego e treinamentos, enquanto outras terão suas estruturas militares reduzidas a núcleo, para desdobramentos. O importante, a meu ver, é que desdobramentos sejam incorporados à doutrina como atividades mais frequentes que hoje, pois mobilidade… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

Ja ví várias discussões sobre a unificação da saúde das Forças Armadas. E quem ficaria com o sistema? Alguem teria de controlar isso, ja existe a experiência de um hospital integrado em Brasília, mas cada força tem seus médicos lá.
Aqui em Salvador tem Hospital do EB, Hospital Naval e da FAB. Se bem que tecnicamente o da BASV é um Esquadrão de Saúde dentro da Base, mas tem boa estrutura, inclusive centro cirurgico e maternidade.

zorannn
Visitante

Olá Cabral! . Não precisa insultar. Você pode discordar livremente sem precisar disto. A FAB decidiu reunir tudo em Natal, não em Fortaleza ou em Recife. E deve ter seus motivos. Poderia ter também decido reunir tudo em Recife. . Olá Roberto F Santana! . Respeito sua opnião. Como disse, penso diferente. Fortaleza e Recife estão a menos de uma hora de voo de Natal. Mesmo se as bases fossem fechadas, ainda se poderia desdobrar aeonaves nos aeroportos da região. No caso de Recife, Fortaleza as bases aéreas são contíguas aos aeroportos. Portanto fechar as bases, não muda nada. A… Read more »

Cabral
Visitante
Cabral

zorannn,

Eu não vi nenhum insulto no que escrevi, apenas discordei.

E.Silva
Visitante
E.Silva

Acredito que a questão do efetivo poderia ser bem equacionada com uma boa proporção de militares do quadro permanente e militares do quadro temporário. . No plano de carreira da Marinha, que considero o mais claro e de fácil compreensão entre as 3 forças, existe, entre os oficiais: o Quadro de Oficiais (Armada, Fuzileiros Navais, Intendentes) e o Quadro Complementar. . Os oficiais do Quadro Complementar, entre o 4º e o 5º ano, passam por uma avaliação e se aprovados passam a integrar o quadro permanente, se não vão para a reserva. . Pressuponho que se a Marinha conseguisse ter… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

Só para vcs terem uma ideia do problema, em Brasília o Hospital das Forças Armadas não deu conta e a FAB ativou o Hospital da Força Aerea de Brasília e a Odontoclínica de Aeronautica de Brasília. E a questão de dividir por regioes em grandes cidades, no Rio de Janeiro existe cinco unidades autônomas de saúde: o Hospital Central da Aeronautica, o Hospital de Força Aérea do Galeão, o Hospital de Aeronautica dos Afonsos, a Casa Gerontológica Brig Eduardo Gomes e a Odontoclinica de Aeronautica Santos Dumont. Alem dos Hospitais de Exército e Marinha. Pela distância a Base Aérea de… Read more »