B-52 - pouso Base Al Udeid no Qatar - foto 4 USAF

Fotos divulgadas pela Força Aérea dos EUA (USAF) mostram a chegada de bombardeiros de longo alcance B-52 à Base Aérea Al Udeid, no Qatar.

Segundo a USAF, as aeronaves são provenientes da Base Aérea de Barksdale, nos Estados Unidos, e foram desdobradas para a base no Qatar para apoiar a chamada “Operation Inherent Resolve”, que tem como objetivo eliminar o Estado Islâmico (EI, também conhecido como ISIS) e a ameaça que este representa ao Iraque, Síria e à comunidade internacional em geral.

B-52 - pouso Base Al Udeid no Qatar - foto USAF

B-52 - pouso Base Al Udeid no Qatar - foto 2 USAF

Ainda segundo a USAF, o Boeing B-52 passa a ser mais um dos meios à coalizão de 19 países que combate o EI, e oferece diversas capacidades para as operações, incluindo o emprego de armas de precisão.

Para saber mais sobre o envio do B-52 para a região, clique aqui. Para outras matérias sobre a aeronave e assuntos relacionados, clique também nos links da lista ao final.

B-52 - pouso Base Al Udeid no Qatar - foto 3 USAF

B-52 - pouso Base Al Udeid no Qatar - foto 5 USAF

Outras missões geralmente atribuídas ao B-52 são o ataque estratégico, o apoio aéreo aproximado e a interdição aérea, além de operações marítimas.

VEJA TAMBÉM:

Previous article80 anos do aeroporto de Congonhas
Next articleEsquadrão que voava F-7P termina conversão para JF-17 na Força Aérea do Paquistão
Subscribe
Notify of
guest
26 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Renato de Mello Machado

Bonito né. Mas mais bonito é como, países igual a Rússia,EUA e China,mantém seu vetores,isso sem falar nas outras armas.Eu queria ter a oportunidade de ver de perto isso,ver isso economicamente falando.Não dá para acreditar,um avião desse porte.Sub nuclear,porta aviões e nós não conseguimos nada,lamentável.A corrupção é o câncer de um país.

Luiz Antonio

Uma aeronave fantástica mesmo após seus 61 anos de vida. Esse “vovô” rabugento vai ajudar os integrantes do EI a encontrar suas respectivas 72 virgens no paraíso. Suas capacidades atuais são terrivelmente mortais e muitos nem sequer saberão o que os atingiu.

Junio Oliveira

Fantástica a foto dos dois aparelhos pousando em sentido contrário um ao outro. Isso mostra a versatilidade do B-52 em pousar com vento de cauda.

Rafael M. F.

Vai ser uma delícia ver um desses lançar meia centena de mk-82 em cima da cabeça desses facínoras.
.
Era a aeronave mais odiada pelos vietcongs. Eles não tinham como visualizá-las e só percebiam sua presença quando as bombas já estavam chovendo em cima deles.
.
Já houve caso na USAF de três gerações pilotarem o B-52 – avô, pai e filho. E periga do neto também pilotar.

Jeff

Quem pode me dizer o que são aquelas rodas quase na ponta das duas asas? São rodas mesmo, tipo auxiliares, pra alguma eventualidade??

Bardini

Jeff 13 de abril de 2016 at 10:54
.
São rodas mesmo, que servem de apoio em eventualidades, devido a grande dimensão entre a ponta das asas: https://www.youtube.com/watch?v=94AcSHpcZbI

Billy

Medonho! Parece um abutre farejando a morte.

Mauricio R.

Tenho uma tremenda consideração pelos soldados encarregados de dobrarem aqueles pequenos paraquedas de frenagem.

Rafael M. F.

^^Um paraquedas daquele dobrado pesa quase meia tonelada…

junior
Mauricio R.

O trem de pouso principal da B-52 é um show a parte. A esquerda da imagem do vídeo, entre as turbinas há um pilone c/ o pod Sniper XR. E o “bomb bay” aberto, qual a razão????

Farroupilha

Depois de vários meses e milhares de toneladas de bombas jogadas sobre o Isis, agora vão jogar mais. O objetivo é eliminá-lo. rs! – Depois de tanto tempo, e sem resultado efetivo, todo esse circo “armado” na Síria dá a entender um grande jogo de cena… no qual se diluiu convenientemente a questão diplomática (europeia-otan x Rússia) delicada da Ucrânia e Criméia. Tudo um grande teatrinho para a sociedade leiga apreciar, cujo mais novo ato é o B-52. – PS: E nem vamos falar que toda essa movimentação de tropas no oriente médio pós queda de Saddam Hussein, até os… Read more »

Delfim Sobreira

Pra mim continua jogo de cena, B-52 é só pros EUA dizerem que estão fazendo mais, mas ainda não é suficiente.
A guerra só é ganha no solo, algo que os russos tem mais disposição de fazer.

Yuri Victor

Não se pode fazer carpete de bombas, mesmo contra militantes radicais em seus campos ? Da para fazer um carpete de bombas guiadas ?

Bosco

Maurício,
Interessante também é que eles vieram com os cabides de bombas nas asas, o que claro, demonstra a intenção de que bombas sejam instaladas neles. É interessante porque internamente já se leva uma quantidade bem razoável de bombas.

Mauricio R.

Se eu me lembro bem, na época do Vietnam um -52D carregava no total 105 bombas daquelas M-117.

Rafael M. F.

^^Exato! Se a memória não me trai, ele também carregava a mesma quantidade de Mk81. No bomb-bay e nos cabides externos.

Imagina para um vietcong dentro de uma mata se ver de repente rodeado de explosões, assim, do nada?

Bosco, o B-52 também está capacitado a carregar SDB’s?

Bosco

Rafa,
Na teoria o B-52 é capaz de levar a SDB mas confesso que nunca vi uma foto dele lançado-a.
Quanto às bombas, o B-52 leva a Mk-82 (500 lb) e não a Mk-81(250 lb).

Rafael M. F.

^^No Vietnam ele não carregava a Mk-81?
.
Sei que atualmente ele carrega a Mk-82 e acho que Mk-81 nem faz mais parte do arsenal norte-americano.

Bosco

Rafa,
Acho que não! No Vietnã foi muito utilizado pelo B-52 a Mk-82 (500 lb) e a Mk-117 (750 lb). Mas posso estar equivocado e também a Mk-81 pode ter sido utilizada.
A Mk-81 ficou muito tempo esquecida e mais ainda com a ascensão da SDB GBU-39 (250 lb), mas recentemente a Mk-81 foi revivida combinada com um kit Paveway (GBU-58/59) e tem sido muito utilizada.
Um abraço.

Jeff

“Roberto F Santana 13 de abril de 2016 at 22:13 . O avião é fora de série, não dá para comparar com outros, tem muita coisa que só ele tem. A característica de voo é toda particular. Ele praticamente decola por si só, o piloto não ‘roda’ o avião, quase não traz o yoke (manche) para trás, sua asa já vem com a incidência (com ângulo positivo) para o voo, é por isso que quando em voo junto com outros aviões, sua fuselagem vem sempre “picada”, espetada para baixo e sua asa alinhada com o voo.” . Roberto, só percebi… Read more »

Jeff

Junior muito bom o seu vídeo, nos 2’50” dá pra ver o ele pousando em ângulo quase reto, até levemente imbicado, bem como o Roberto F. Santana escreveu ali em cima. E nos 6 minutos dá pra ver as rodas laterais nas pontas das asas cumprindo a sua função, que eu também tinha perguntado aqui pois não sabia pra que eram.

ronaldo de souza gonçalves

Vai matar mais civis que integrantes do EL, bombardeiro de precisão uma falácia,agora que o numero de refugiados vão triplicar,eu achei um exagero,isto é para guerra fria contra um inimigo poderoso, o EL vai cavar tuneis e ficar lá dentro,a Russia não demora e manda tupolev ou o bear para a siria.Exagero