Home Aviação Civil Embraer e Horizon Air fecham contrato de US$ 2,8 bilhões por 30...

Embraer e Horizon Air fecham contrato de US$ 2,8 bilhões por 30 E175

3146
21

E175-wingtips2_E

A Embraer e a Horizon Air assinaram um pedido firme para 30 jatos E175. O acordo também inclui opções de compra para outras 33 aeronaves do mesmo modelo. O valor do contrato, que será incluído na carteira de pedidos da Embraer do segundo trimestre de 2016, é de USD 2,8 bilhões, com base em preços de lista, se todas as opções forem exercidas.

As entregas começarão no segundo trimestre de 2017 e as aeronaves vão voar exclusivamente para a Alaska Airlines. O E175 não é novo para os clientes da Alaska, que podem ter voado no avião em 16 mercados operados pela parceira SkyWest Airlines por meio de um Acordo de Compra de Capacidade (CPA, na sigla em inglês).

“Para a Embraer é um grande honra ser escolhida pela Horizon para expandir a frota com o E175, reconhecendo o excelente custo operacional que esta aeronave oferece,” disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “A marca Alaska Airlines é reconhecida pelos altos padrões de atendimento, tendo recebido vários prêmios por seus serviços aos clientes, o que nos traz ainda mais responsabilidade de entregar um produto de última geração, com a melhor cabine de passageiros no segmento de jatos de 76 lugares.”

“O E175 posiciona a Horizon para o crescimento para além dos nossos atuais destinos da Costa Oeste, ao mesmo tempo em que oferece mais vantagens aos clientes na crescente rede da Alaska Airlines”, disse David Campbell, Presidente da Horizon Air. “O espaçoso E175 oferece uma experiência aos passageiros equivalente à encontrada em jatos muito maiores. Esta aeronave abre novas oportunidades enormes para voar para novos lugares para os quais não seria possível com nossas atuais aeronaves.”

Com este contrato, a Embraer já vendeu 332 jatos E175 para companhias aéreas na América do Norte desde janeiro de 2013, recebendo mais de 80% de todos os pedidos nesta categoria. O E175 para a Horizon Air contará com melhorias aerodinâmicas introduzidas pela Embraer em 2014, como novas pontas das asas e outras melhorias técnicas que reduzem o consumo de combustível. As aeronaves de 76 lugares serão configurados em três classes de serviço, sendo 12 assentos na primeira classe, 16 na classe premium e 48 na cabine principal.

Desde que entrou em serviço, em 2004, a família de E-Jets recebeu mais de 1.700 pedidos e mais de 1.200 jatos já foram entregues. As aeronaves estão voando em frotas de 70 clientes de 50 países. Esta versátil família de jatos de 70 a 130 assentos está voando com companhias aéreas de baixo custo, bem como com empresas regionais e de linha principal.

FONTE: Embraer

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Muezerie
Luiz Muezerie
4 anos atrás

Excelente notícia! Pena que boas notícias como essa não sejam veiculadas regularmente.

SHTF and Preparation
4 anos atrás

Bravo!

Space Jockey
4 anos atrás

Em nenhuma parte do texto diz a versão, se é o E1 ou E2, mas dá a entender, com algum esforço que é o E1. A foto do E2 na chamada deixa o espectador um pouco confuso.

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Space Jockey
4 anos atrás

Space Jockey, Marcos e Braga, bom dia.
.
De fato, houve um engano de nossa parte ao utilizar imagem de E2 na matéria, e pedimos desculpas por qualquer confusão gerada sobre o conteúdo.
.
Já trocamos por imagem de E175 que acompanha a nota à imprensa original da Embraer.

Carlos Campos
Carlos Campos
4 anos atrás

nossa que ótimo! parabéns a EMBRAER, espero que BOMBARDIER venda algo ,a pouco tempo vi que eles estavam em crise e ter um concorrente faz bem para a EMBRAER

Marcos
Marcos
4 anos atrás

Como as entregas são para 2017, as aeronaves portanto são os E-Jets.

JT8D
JT8D
4 anos atrás

Os E-Jets continuam imbatíveis na sua categoria. E essa liderança só tende a aumentar com a chegado do E2

Braga
Braga
4 anos atrás

Realmente, o E2-175 está programado para entrar em operação apenas em 2020.
Portanto, se as entregas começam em 2017…
É complicado comprar um modelo que está para sair de linha.
Mas deve haver algum acordo entre as empresas, como ocorre com automóveis.
Um desconto no que está saindo de linha ou um aumento de preço no produto novo…

Gabriel Ferreira
Gabriel Ferreira
4 anos atrás

OFF-TOPIC!!

https://static.infowars.com/bindnfocom/2013/09/34.si_.jpg

pq tem a bandeira do Brasil nessa B39??? (Bomba de Hidrogênio Norte americana carregada em um B-52)

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Gabriel Ferreira
4 anos atrás

“Gabriel Ferreira em 13 de abril de 2016 at 10:01
https://static.infowars.com/bindnfocom/2013/09/34.si_.jpg
pq tem a bandeira do Brasil nessa B39??? (Bomba de Hidrogênio Norte americana carregada em um B-52)”

.
Gabriel, bom dia.
.
Solicitamos, por favor, mais atenção na hora de colocar “off topics”.
.
Há duas matérias recentes sobre B-52 aqui no Poder Aéreo, uma delas do mesmo dia de publicação desta, então não faz sentido algum colocar esse “off topic” aqui nesta matéria, que fala sobre aviação civil / indústria aeronáutica.

Bardini
4 anos atrás

Gabriel Ferreira 13 de abril de 2016 at 10:01
.
Esse B-52 é da NASA.
.
Isso ali no pilone não é um B39, e sim um foguete (acredito que fabricado pela Orbital ATK, um Pegasus talvez) destinado a colocar cargas de pequenas dimensões na orbita baixa da terra.
.
Não faço ideia de algo que o Brasil tenha contratado para colocar na baixa atmosfera terrestre por meio deste sistema.

Bardini
4 anos atrás

Gabriel Ferreira 13 de abril de 2016 at 10:01
.
É, é um Pegasus: https://www.nasa.gov/centers/armstrong/news/FactSheets/FS-053-DFRC.html

BrancoF-16
4 anos atrás

Boa noticia para Embraer e vai precisar muito de todo dinheiro que puder conseguir já que vai tocar todo projeto do KC-390 com sua propria grana ou o projeto ira morrer. Gabriel Ferreira – tem a bandeira do Brasil pois está é para nós caso não tomemos juízo. kkkkkkkk Quem derá os americanos fossem nosso maior problema Gabriel, as milicias MST e outras já estão tomando terras a força por todo país, no Paraná para citar um exemplo já está um caus, onde o direito de ir e vir bem como o direito a propriedade e exploração da atividade economia… Read more »

Bardini
4 anos atrás

Gabriel Ferreira 13 de abril de 2016 at 10:01
.
O que foi lançado: http://www.inpe.br/scd1/site_scd/historico.htm

Nonato
Nonato
4 anos atrás

será que o backlog vai subir? estava em 22 bilhões de reais se não me engano. o da Airbus parece ser de um trilhão o que me parece estranho pois o faturamento xe Embraer é de 20 bilhões ou 5 bilhões de dólares e o da Airbus é de 60 bilhões. diferença de dez vezes no faturamento. não faria sentido carteira de pedido com diferença de 200 x… tem algo mal explicado. a Embraer está se dando bem. so não vejo o lucro. margem bruta baixa… não da prejuízo mas lucro.e dividendos… até o momento o único setor resiliente no… Read more »

Lucas Lima
4 anos atrás

Parabéns a EMBRAER, exemplo de empresa Brasileira

JT8D
JT8D
4 anos atrás

Bom para 17 mil famílias de funcionários da Embraer

Luiz Fernando
Luiz Fernando
4 anos atrás

Bom para mim, bom para o país…

Fabiano
Fabiano
4 anos atrás

Parabéns Embraer

Space Jockey
4 anos atrás

Nunão, na verdade eu tinha achado que inclusive a foto tinha vindo la da fonte, me referia a fonte original no meu comentário.

Mauricio R.
4 anos atrás

OFF TOPIC…, mas nem tanto!!!
.
Como o C Series reviveu um “namoro” de seis anos com a Delta Airlines:
.
“In separate reports by the Wall Street Journal, Bloomberg and Canada’s Financial Post, Bombardier is said to be close to winning a deal that could secure a lengthy production run for the long-imperiled CSeries family, rescue the company’s commercial aircraft business and vindicate the Quebec government’s $1 billion investment to help push the new single-aisle through a five-year production ramp-up that will begin shortly.”
.
(https://www.flightglobal.com/news/articles/analysis-how-cseries-revived-a-six-year-courtship-w-424279/)
.
PS: A decisão final deverá sair em maio deste ano.