Home Aviação de Caça Imagens de Su-22 sírio abatido próximo de Aleppo

Imagens de Su-22 sírio abatido próximo de Aleppo

5335
43

Su-22 abatido na siria2

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH ou, em inglês, Syrian Observatory for Human Rights) informou que um caça-bombardeiro sírio Su-22 foi abatido por militantes que combatem o governo sírio na localidade de Tel Eis ao sul da ciade de Aleppo. Tel Eis está sob controle da frente Al Nusra (ligada a Al Qaeda) e unidades do Exército Sírio Livre.

Su-22 abatido na siria
O piloto do avião foi visto ejetando-se do aeronave, mas ele foi capturado e morto por militantes.

Subscribe
Notify of
guest
43 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
timuskukii
4 anos atrás

SU 22 seria uma variante do SU 17 ?

Rustam Bogaudinov
4 anos atrás

timuskukii,

SU-22 this export name SU-17(SU-22 este nome SU-17 de exportação)

Ivan Recife
4 anos atrás

Sukhoi Su-17 / Su-20 / Su-22 são variações sobre o mesmo tema. . O codinome dado pela Otan foi Fitter, para uma aeronave de ataque e interdição ou, se preferir, um caça-bombardeiro. Robusto, apresentou uma novidade para os soviéticos: asas de geometria variável. Era derivado do delta Su-7, outro robusto caça-bombardeiro. . Su-17 foi a designação das aeronaves fabricadas para a URSS e alguns aliados do Pacto de Varsóvia. As versões de exportações (sim, os russos vendem efetivamente versões simplificadas) foram designados Su-20 (equivalente ao Su-17M) Fitter C e Su-22 (equivalente ao Su-17M2) Fitter D. . Uma visão por baixo… Read more »

Ivan Recife
4 anos atrás

Em tempo.
.
Antes da guerra civil a Força Aérea Síria alinhava cerca de 50 (cinquenta) Sukhoi Su-22 nas versões M2 ‘Fitter-D’, M3 ‘Fitter-H’ e M4 ‘Fitter-K’ (diferentes níveis de evolução da eletrônica).
.
Agora é difícil saber o que ainda está operacional, muito menos quais versões e com que armamento.
.
Se usar bombas guiadas a laser com pods de designação laser podem ser úteis.
Mas se for atacar com foguetes e bombas ‘burras’ o risco de novos abates será altíssimo.
.
Sds.

Gustavo
Gustavo
4 anos atrás

No video vc ja repararam como eles ficam parecendo uns bobos gritando daquele jeito? E toda vez que marcam um ponto parecem um bando de idiotas gritando hala hala la la ha la la.. Kkkk

donitz123
4 anos atrás

Gustavo 5 de abril de 2016 at 12:39
Se parece com um terrorista, cheira como um terrorista e se grasna como um terrorista então é um terrorista. Aguarde bombas russas na área.

carlosegoes
4 anos atrás

Se o avião foi abatido pelo Exercito Sírio Livre, então foi uma clara violação do acordo. Quero ver agora alguem defender esses rebeldes ao levar bomba na cabeça.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Ivan Recife,
Valeu, bem explicado obrigado.
____________________________

Quando “engajado” no radar, o vetor acusa correto ?
Não aciona as medidas contra mísseis ?

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
4 anos atrás

Dando uma olhada no Wiki, deu pra ver que os Su-17/20/22 sempre tiveram perdas razoáveis, dá pra considerá-lo um “pato” ?

Nonato
Nonato
4 anos atrás

Mas como deram bobeira? Achavam que os caras não tinham artilharia?
Conseguiram mísseis antiaereos?
No início dos ataques russos aqueles helicópteros davam sopa.
Acho que devido às vitórias recentes relaxaram. Não deveriam deixar barato.

Alfredo Araujo
Alfredo Araujo
4 anos atrás

“Delfim Sobreira 5 de abril de 2016 at 15:31
“.dá pra considerá-lo um pato ?”
.
É o ônus que as aeronaves de ataque carregam… ainda mais se as armas utilizadas forem convencionais, onde a mesma se expõe muito ao fogo AA de armas de tubo…

Como comparação, pesquise a quantidade de F-105 perdidos pelos EUA no Vietnã… quase 400 !

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
4 anos atrás

Alfredo, ao menos os F-105 tiveram seus kills no Vietnam.

Tamandaré
Tamandaré
4 anos atrás

“O piloto do avião foi visto ejetando-se do aeronave, mas ele foi capturado e morto por militantes.” Whatafock is this???!?!?!? O.o
Esses selvagens não têm nem respeito pelo profissional que está comandando o jato? Poxa cara…. cadê as leis de guerra? Até onde sei é proibido executar prisioneiros!
Ai depois aparece um bando de idiotas pra defender esses selvagens. São selvagens sim, só isso. O piloto russo do Su-24 foi executado, o piloto agora do Su-22 também… 🙁

Tamandaré
Tamandaré
4 anos atrás

A propósito, está escrito “ejetando-se do aeronave”. Apenas uma minúscula correção! 😉

Boa noite a todos

Bosco
4 anos atrás

Tamandaré,
As leis de guerra são para homens que colocam as leis dos homens acima das hipotéticas leis de hipotéticos seres sobrenaturais. Não tem como cobrar racionalidade de homens irracionais.

Augusto
Augusto
4 anos atrás

É a suposta invasão saudita-turca da Síria ??? Pelo visto era só bravata

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
4 anos atrás

ARTIGO 42 Ocupantes de Aeronaves 1. Nenhuma pessoa que salte em pára-quedas de uma aeronave em perigo será atacada durante sua descida. 2. Ao chegar ao solo em território controlado por uma Parte adversa, a pessoa que tenha saltado em pára-quedas de uma aeronave em perigo deverá ter a oportunidade de render-se antes de ser atacado, a menos que seja manifesto que está realizando um ato hostil . 3. As tropas aerotransportadas não são protegidas por este Artigo. . Talvez eu seja um selvagem, mas não vejo lógica em se proteger alguns soldados, enquanto outros podem ser mortos como insetos.… Read more »

Trovão Azul
Trovão Azul
4 anos atrás

Triste fim para o piloto que só comporia ordens de um governo com privado com da Síria digamos assim.

Bosco
4 anos atrás

Um piloto abatido que não esboce reação e se rende deveria ser tratado como um prisioneiro de guerra, que é o objeto de proteção da convenção.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
4 anos atrás

Bosco, entendi esse artigo da Convenção e até admiti que ele não esboçou reação alguma (o que não sabemos). Aliás, ela protege o piloto antes mesmo dele se tornar um prisioneiro de guerra, já que não pode ser alvejado enquanto está no paraquedas.
.
O meu ponto é qual a justificativa moral para a Convenção proteger um piloto e não proteger um soldado que esteja em grande desvantagem bélica quando é bombardeado?
.

Trovão Azul
Trovão Azul
4 anos atrás

onde tá escrito ;comporia quiz disse (compria ) – comprivado (compricado) digitando rapido .

Bosco
4 anos atrás

Rafa,
Realmente é sem noção, mas como você disse é uma “convenção”. Apenas e tão somente os que a elaboraram e a assinaram é que devem obedecê-la.

Trovão Azul
Trovão Azul
4 anos atrás

Não existe mais honras entre “guerreiros ” deste século xxi? Só caus e destreza pelo próximo .

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
4 anos atrás

Pois é, Bosco.
Os revolucionários e os terroristas da Síria podem alegar que não subscreveram as Convenções e que, portanto, não precisam segui-las rsrsrs.
Abraço!

Tamandaré
Tamandaré
4 anos atrás

kkkkkkkkkkkkkkkkk seria cômico se não fosse trágico Rafael! No mais, acho que o paraquedista de uma unidade aerotransportada não é protegido porque ele está “trapaceando” ao usar-se de má fé do paraquedas, entende?? Acho que ficou meio confuso, mas deixe-me ver se consigo me explicar: usar uma nota falsa de dinheiro para pagar a conta do supermercado é crime, mas se o indivíduo não fez isso conscientemente, então não o é! Existem crimes que só são considerados crimes se feitos propositalmente. Para o soldado que usou o paraquedas como recurso de salvação (no caso dos pilotos), o uso é tido… Read more »

Andrey Pinheiro Lisbôa
4 anos atrás

Para esclarecer, se não me falha a memória o SU-7, ancestral dos SU-17/20/22 tinha asas enflechadas e não em delta, os SU-9 e SU-11, interceptadores, tinham asas em delta, parecia haver alguma comunalidade entre eles (motores, assentos, trens de pouso e etc), mas fica por aí, os SU-7 e seus descendentes com asas de geometria variável eram todos designados Fitter pela OTAN, os SU-9 e 11 eram designados Fishpot. Se eram pato? Pode ser que sim, mas eram aviões muito interessantes, e o SU-7 original era belíssimo, em especial quando usado sem pintura, com o alumínio brilhante escovado (os que… Read more »

Andrey Pinheiro Lisbôa
4 anos atrás

Os SU-7 eram usados pela FA (Frontavaya Aviatsiya), os SU-9 e 11 eram da IA-PVO, se minha memória não falha…

Gustavo Borges
4 anos atrás

Deveriam criar um míssil capaz de rastrear o grito “allahu akbar”.

Ivan
Ivan
4 anos atrás

Vocês sabem que na Síria há uma guerra civil, assimétrica e sem quartel.
.
Convenção de Genebra?
Sério?
Serve – mais ou menos – para guerras entre Estados estabelecidos, com reconhecimento internacional.
.
A questão por lá passa tão longe das leis dos homens como da lei de Deus, seja lá qual for o homem… ou o Deus.
.
Sds.

Bosco
4 anos atrás

Gustavo,
Em tese é possível. Os EUA tinha uma submunição dispersada pelo ATACMS que era guiada por IIR e de modo acústico, sendo dirigido a veículos pelo som que eles emitem. A submunição é denominada pela sigla BAT, bem interessante já que significa “morcego”.
Não está mais sendo empregada.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Ivan 5 de abril de 2016 at 23:13
Onde assino ?
________________

Os caras que estão lá sabem disso, não importa o(s) lado(s).

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
4 anos atrás

Tamandaré, é por aí.
Piloto caindo de paraquedas não seria um ato hostil.
Tropas paraquedistas, sim.

Tamandaré
Tamandaré
4 anos atrás

Ivan,

Entendo que isto é uma guerra civil, que nenhum dos lados segue as leis de guerra, mas mesmo assim é um absurdo. Não sou nenhum inocente, conheço a diferença entre guerras simetricas e assimetricas. No entanto, de toda forma é uma selvageria imensa daqueles povos.

Abraço a todos e boa tarde!

Andrey Pinheiro Lisbôa
4 anos atrás

Vocês já viram uma tropa de paraquedistas de perto? Qualquer uma delas? São todas, no mundo inteiro, tropas de elite. Seus soldados estão entre os mais aguerridos e profissionais em qualquer exército do mundo. Creta, Market-garden, Suez, a campanha do Sinai e as Malvinas demonstram isso. Se você está em terra e vê paraquedistas saltando, há duas opções e tão somente duas: retirada (fuga mesmo) ou atirar neles quando ainda estão no céu, porque depois que eles descerem irão para cima de você, simples assim. Quanto ao aviador que salta de paraquedas a convenção é clara, embora tenha sido desrespeitada… Read more »

Andrey Pinheiro Lisbôa
4 anos atrás

Na guerra aérea da Coreia houve mesmo o registro de pilotos de MIG-15 atirarem em companheiros abatidos sobre território hostil, aparentemente para não serem feitos prisioneiros pelos sul-coreanos ou norte-americanos (suspeita-se que eram aviadores soviéticos, os Honchos, como eram apelidados na época).

Andrey Pinheiro Lisbôa
4 anos atrás

Quanto ao ISIS, ou IS ou EI, como queiram, eles não lutam uma guerra regular, conforme os usos e costumes da guerra que conhecemos, mas como dito pelos colegas acima uma guerra de natureza assimétrica, mas é guerra mesmo assim, aliás se aproxima muito do conceito de totalkrieg. Não se pode esperar deles, ou de outros grupos irregulares envolvidos no conflito atual na Síria (ou no Iraque e Afeganistão), qualquer tipo de respeito seja à convenções seja a tratados de qualquer tipo.

Diego
Diego
4 anos atrás

Coitado do piloto.. Deve ter sido igual quando corta uma pipa e sai aquela molecada atrás da pipa. kkkkk

Renato B.
Renato B.
4 anos atrás

O Fitter era um avião de ataque e não um caça. Creio que a maioria de suas perdas foi contra outros aviões, mas era um bombardeio estável, preciso e excelente para interdição em sua época. Em 82, um ataque deles deixou lembranças amargas entre os israelenses. http://www.acig.info/CMS/index.php?option=com_content&task=view&id=207&Itemid=47

em “Day Three, 10 June”

Luciano
Luciano
4 anos atrás

No século XX consolidou-se a ideia de “convenções de guerra”, embora que acordos sobre o que pode ou nao ser feito num combate remonte a séculos e séculos anteriores. Como Bosco falou, a convenção deve ser seguida pelos países que a assinaram, mesmo assim o Tribunal Internacional tem como punir determinados atos, pelo menos em teoria, considerando-os como “crimes contra a humanidade” mesmo que o país em questao nao seja signatário. O cumprimento ou nao de um acordo vária também das partes envolvidas, do contexto e se o “criminoso” pode se manter impune. Durante a II Guerra o front russo… Read more »

Nonato
Nonato
4 anos atrás

Fizeram besteira. Vencendo tudo, relaxaram.
Era para haver drones em observação e atirar contra qualquer posição de artilharia antiaérea. Antes ou depois de atingir o avião.
E também para proteger o piloto.
Atirar contra os que o atacam…