Home Noticiário Internacional Portugal mantém interesse na compra de aviões KC-390 da Embraer

Portugal mantém interesse na compra de aviões KC-390 da Embraer

8463
152

KC-390 - cena 8 video Conexao FAB mar2016

Azeredo Lopes apontou o projeto da construtora aeronáutica brasileira Embraer em Évora como ‘um caso muito feliz’

O ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, afirmou esta sexta-feira que o Estado mantém o interesse na compra de aviões KC-390 da Embraer para substituírem os atuais C-130 da Força Aérea, que têm uma vida útil até 10 anos. “O Estado português mantém o interesse na compra dos aviões”, porque “aqueles que dispõe têm uma vida útil que começa a aproximar-se do fim, por muitas modernizações que possamos fazer”, declarou o governante. Admitindo que “é uma decisão que vai ter de ser tomada mais tarde ou mais cedo”, Azeredo Lopes realçou que os C-130 “já têm algumas dezenas de anos” e que estão atualmente “num processo de modernização para poderem cumprir os ‘standards’ NATO”.

“Calcula-se que [os aviões Hércules C-130 da Força Aérea], com a modernização, independentemente do abate que vai ter que ser feito de um ou de outro, possam ser utilizáveis até um máximo de 10 anos”, referiu. O ministro da Defesa Nacional falava à agência Lusa no final de uma visita às duas fábricas de Évora da construtora aeronáutica brasileira Embraer, nas quais são produzidas peças para o avião KC-390. Questionado pela Lusa sobre se o possível negócio foi abordado na visita de hoje, o governante frisou que “a Embraer teve a grande delicadeza de não perguntar se o Estado português ia comprar o KC-390” e que ele próprio teve “a grande delicadeza de não tocar diretamente no assunto”.

“Estamos a falar de compromissos que têm de ter um faseamento de bastantes anos”, frisou, defendendo que se devem “tomar decisões que não sejam instantâneas”. Azeredo Lopes apontou o projeto da construtora aeronáutica brasileira Embraer em Évora como “um caso muito feliz”, porque “não dependeu de partidos nem deste ou daquele governo”, considerando que representou “um consenso nacional muito importante”. Portugal está envolvido no projeto do KC-390, através do Centro de Excelência para a Inovação e Indústria (desenvolvimento e testes) e das unidades da Embraer no país: as OGMA, em Alverca, e as fábricas de Évora (construção de componentes). Tal como outros 30 países, Portugal assinou uma carta de intenção de compra do KC-390, de até seis aeronaves. O KC-390, segundo a Embraer, é um avião que poderá ser usado para o transporte e lançamento de cargas e tropas, reabastecimento aéreo, busca e resgate e combate a incêndios florestais.

FONTE: Correio da Manhã

152
Deixe um comentário

avatar
152 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
35 Comment authors
NetoMarcelo Pamplonacarvalho2008wwolf22Afonso dos Santos Lyra Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
schwanka
Visitante

Foto linda.

Fresney
Visitante
Fresney

espero que cumpram as intenções, pois a embraer investiu naquele país!!!

Marcos
Visitante
Marcos

Fresney:
Não há obrigação de Portugal na comprar do KC-390.
Os investimentos da Embraer naquele país foram de interesse da própria Embraer e houve as contrapartidas do próprio Estado português.
De resto, desejo bons ventos para o KC390.

EParro
Visitante
EParro

Fresney 2 de abril de 2016 at 9:26

Acredito que se a EMBRAER investiu é porque vislumbrou alguma vantagem, pois intenção de compra, ao que parece, o inferno anda cheio delas e não creio que a EMBRAER “caia numa destas” de intenção de compra.

schwanka
Visitante

Para os mais conhecedores, num futuro tem como transformar essa aeronave em uso comercial de passageiros, ou seria inviável devido o conceito do projeto.

Gustavo
Visitante
Gustavo

Vi em uma revista na net que o KC-390 estara em uma feira aeronautica na Inglaterra eu acho. Sera verdade que vao cruzar o atlantico com ele? Essa nave so de olhar pra ela ja passa um ar de cofiabilidade e solidez. Acho que vai acabar por se vender sozinho no final das contas, vai surpriender muita gente…

Bardini
Visitante

“Tal como outros 30 países, Portugal assinou uma carta de intenção de compra do KC-390, de até seis aeronaves.”
.
30 países? Não sabia que tinham tantas intenções de compra assim…

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Bardini,
Pois é. Anteriormente falava-se em 30 intenções de compra. Ou é confusão do jornalista ou uma ótima notícia.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Brasil fez parceria tecnológica com França e Suécia e está cumprindo sua parte com Gripens e Scorpenes.
Que Portugal, Argentina e República Tcheca, cumpram sua parte conosco com KC-390.

No mais é dar tempo ao tempo para o sucesso mundial do cargueiro confiável, com cara de combatente high tech da EMBRAER.

Marcos
Visitante
Marcos

Eu tenho Intenção de comprar um Legacy 500, um Porsche Panamera e uma mansão em Monte Carlo. Mas por enquanto é intenção mesmo.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Brasil ha hecho alianza tecnológica con Francia y Suecia y está haciendo su parte con el Gripen y Scorpenes.
Que Portugal, Argentina y la República Checa, nosotros cumplir con su parte con KC-390.
Gracias!

Brazílie učinil technologické partnerství s Francií a Švédskem a pracuje na své části s Gripen a Scorpenes.
Že Portugalska, Argentiny a České republiky, plní svou roli nám KC-390.
Děkuji!

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Farroupilha, a Suécia já manifestou interesse no KC-390, até porque precisa substituir seus C-130, que estão no bico do corvo. Acredito que seja apenas questão de tempo para fecharem a compra.
.
Quanto à França, a parceria é do tipo caracu e entramos com a última parte dela.

Luis Alberto Costa Cutrim
Visitante

Não devemos contar com Portugal. Portugal é Europa e deve comprar material europeu. O Brasil deve contar com o mercado AMERICANO, africano e Asiático.

Mauricio R.
Visitante

“…pois a embraer investiu naquele país!!!”
.
Investiu pq quis ninguém obrigou, se meteu a comprar a OGMA pq quis, ai o governo português exigiu as contrapartidas previstas no negócio.
.
“Tal como outros 30 países, Portugal assinou uma carta de intenção de compra do KC-390, de até seis aeronaves.”
.
É “confusão” do jornalista. Esses 30 são as intenções de compra, de nossos parceiros no projeto.

Maria do Carmo Lacoste
Visitante
Maria do Carmo Lacoste

Marcos 2 de abril de 2016 at 11:08 Amigo, a Embraer não investiu em Portugal, investiu na UNIÃO EUROPEIA, é isso que importa: a terceira maior fabricante de aviões comerciais do mundo, produzir dentro da UNIÃO EUROPEIA. Ocorre que foi em Portugal, mas poderia ter sido em qualquer país da União Econômica. É claro que Portugal foi escolhido por diversos motivos, além da infra estrutura aeronáutica e do conhecimento já pré existente. A Embraer se beneficia dos chamados “fundos comunitários”, deve ser algo como algum tipo de financiamento via BNDES por aqui ou incentivo fiscal que o valha. Faz um… Read more »

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Maurício R.,
.
As intenções de compras dos parceiros não totalizam 30. Portugal 6, República Tcheca 2 e Argentina 6.
.
Outras divulgadas: Chile 6 e Colômbia 12.
,
Total: 32
Mais 28 da FAB, daria 60.
Com mais os 2 protótipos para a FAB, 62.
.
Se vão sair ou não essas compras, são outros 500. Assim como podem surgir outros clientes, como Suécia e EAU, que já foram ventilados.

Mauricio R.
Visitante

O que importa é quer não são 30 países, mas somente 5 aqueles que ventilaram a intenção em adquirir o “+ um”, os demais além destes são somente especulação.

Tiago Silva
Visitante
Tiago Silva

O interesse de Portugal e tantos outros países pelo KC-390 é evidente, é uma aeronave que partiu do zero e com grande potencial operacional e de vendas num mercado praticamente dominado pelo C-130 de várias versões, mas que estão chegando ao fim da sua via operacional em grande parte. Mesmo com os C-130J a aeronave norte americana já não atende a alguns requisitos de transporte de equipamentos e sistemas de maiores dimensões ou volume. Sendo assim o interesse representado através das cartas de intenção demonstram o quão longe a nossa aeronave pode chegar,se formos pensar na questão país a país… Read more »

Mauricio R.
Visitante

“Não é qualquer mequetrefizinho que trabalha na Embraer, tão pouco não é qualquer mané que toma as decisões na empresa, estamos falando de gente altamente capacidade, não cai nessa de ir na corda de curiosos que não manjam lhufas.”
.
Veja se presta a atenção e não vá pela cabeça de qualquer fake deseducado e intolerante, tal qual a Maria do Carmo Lacoste.

Mauricio R.
Visitante

As OGMA ficam em Alverca e não em Évora.
.
“…a aeronave norte americana já não atende a alguns requisitos de transporte de equipamentos e sistemas de maiores dimensões ou volume.”
.
Assim como o “+ um”.

Tiago Silva
Visitante
Tiago Silva

Caro Maurício R. , vejo que aqui é um espaço de opiniões aonde todos tem o direito de se manifestarem a favor ou contra o tema da reportagem. Mas ao mesmo tempo vejo que da sua parte acontecem atos intolerantes a opinião dos outros membros algo completamente deseducado. Temos pessoas aqui que trabalham no meio(sou um destes) e se dedicam ao tema e outras que são interessadas mas acima de tudo somos leitores,parte da convivência pacífica nos comentários é respeitar a todos então quanto a isso seria interessante uma reflexão. Quanto ao meu posicionamento sobre as limitações do C-130 para… Read more »

fonseca
Visitante
fonseca

Quanto às fábricas da Embraer em Portugal é como alguém aí acima falou. Certamente, fábricas localizadas na União Europeia devem gozar de algumas vantagens. Talvez até mesmo alguma preferência na compra ou talvez a ausência de rejeição. Não viram o caso dos supertucanos nos EUA? A Embraer teve que se aliar a uma empresa americana? Desse modo, nem congressistas nem os contribuintes americanos poderão dizer que estão tirando emprego dos americanos ou dando lucros a empresas estrangeiras. No caso da Embraer em Portugal, acredito que o motivo devem ter sido, dentre outros, o fato de Portugal ter ligações com o… Read more »

Aéreo
Visitante
Aéreo

Daqui há uns 20 anos quando alguém for analisar o passado recente nos “projetos estratégicos” do Brasil vai concluir falsamente que; O projeto Brasil – Ucrânia para lançamentos comerciais de satélites (que já consumiu mais de 1 bilhão de reais) apenas não vingou por causa do conflito com a Rússia. Vai negligenciar que o projeto era inviável tecnicamente (foguete de menor capacidade e combustível altamente toxico) e economicamente. Não possui os subsídios que a ESA e NASA dá a seus projetos, nem a vantagem de custo de projetos Russos, Chineses e da SpaceX. Quando analisar o projeto de construção de… Read more »

Mauricio R.
Visitante

Tiago Silva 2 de abril de 2016 at 16:36 “Mas ao mesmo tempo vejo que da sua parte acontecem atos intolerantes a opinião dos outros membros algo completamente deseducado.” . Creio que está bem claro quem tem o costume de ser mau educado, pelo menos qndo se dirige a mim, é só ler: . Mauricio R. 2 de abril de 2016 at 15:43 . “…que já foi demonstrado no potencial de transporte do KC-390 com blindados mais modernos por exemplo.” . Assim como há diversos blindados que não são carregados pelo “+ um”, sem que se remova a torre, e/ou… Read more »

Mauricio R.
Visitante

“A Embraer teve que se aliar a uma empresa americana?”
.
Sim, a empresa é a Sierra Nevada.

glaxs7
Visitante

Mauricio R, Disse:
“Veja se presta a atenção e não vá pela cabeça de qualquer fake deseducado e intolerante, tal qual…”

Concordo plenamente.

Fabiano
Visitante
Fabiano

Carrasco da Embraer rsrsrsrs.

Trovão Azul
Visitante
Trovão Azul

SÓ tenho uma coisa á disse :será um bom negócio para os portugueses e bola pra frente é SÓ sucesso!

Marcos
Visitante
Marcos

Maria do Carmo Lacoste Sim, a aquisição da OGMA pela Embraer visava a União Europeia e o objetivo, óbvio, é estender a linha de produção da OGMA para outros fabricantes. Como eu disse lá atrás, houve a compra da unidade e houve investimentos tanto da Embraer como do Estado português. Na verdade um dos problemas enfrentados e que geraram custos foi a falta de infraestrutura em Portugal no que se refere a transporte e embarque. Do mesmo modo a Embraer investe nos EUA e, de igual modo, o Estado da Flórida concedeu uma série de isenções, lembrando da aquisição de… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

Na verdade uma fábrica de assentos: Aero Seating Technologies.

Maria do Carmo Lacoste
Visitante
Maria do Carmo Lacoste

Se colocar 26 Toneladas dentro do compartimento de carga do “””concorrente”” do KC-390 ele se DESINTEGRA… pede água e não conta de tanto.. hihii.. ou então…tem que pedir arrego ao avião brasileiro… “me ajuda aí..ÔÔÔ”” como diz o Datena… não levanta nem a pau, juvenal… e aquele 8×8 com torre usado pelo OTAN?? não entra nem pelos carvalhos… só se tirar o cachimbo… no noventão vai de bolo e tudo… quem manda ser um projeto dos anos 50??? o mais legal é que o ASTROS 2020, além de ter que desmontar parcialmente – coisa que no KC-390 ele vai inteiro… Read more »

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Há um ano para os desinformados:
_________________________

http://www.aereo.jor.br/2015/01/23/portugal-modernizara-c-130-ao-inves-de-comprar-novos-kc-390/
_________________________

De boas intenções o altar das igrejas estão lotados de devotos e velas..]
_________________________

O texto do tópico é claro: 10 (dez) anos.
_________________________

Quem me mostrar aqui uma carta de intenção ou duas notas escritas da EMBRAER e
de um comprador intencional (rs), mudo meu nome para Mauricio R. (rs).
________________________

Motivo da fixação da EMBRAER em Portugal:
FACILITAR A CONTRATAÇÃO DO MAURÍCIO R. (rs).
________________________

Separem torcida de realidade, o 390 não está homologado, terá ainda muitos céus pela frente e por enquanto não há nada que coloque a célula perto dos padrões OTAN.
________________________

Dna. Maria, menos …. menos …..
________________________

http://www.aereo.jor.br/2015/12/14/lockheed-martin-entrega-o-c-130-hercules-numero-2-500/

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Kkkk……….rsrsrs………..este tópico é ótimo:
_________________

http://www.aereo.jor.br/2014/01/08/usaf-troca-c-27j-novo-por-c-130-usado/

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Então Dna. Maria, o 390 vei bater na porta de um monte de FA’s e se ajoelharão perante essa maravilha, a LM vai se sentir humilhada e ficará de q…….. ? Peças, cadeia de produção, reposição de componentes, muitas empresas ao redor do mundo dando manutenção e fazendo overhaul, “up grade” etc etc etc do C 130. __________________________ Lembro que o C 130 cumpri tarefas que o 390 não cumprirá, afirmação esta já contestada pelo De Martini, então aguardemos dias após outros e noites entre esses dias. __________________________ O Coronel RN já comentou que teremos surpresas no quesito consumo e… Read more »

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

“Regarding a replacement platform, Col Bjorkgren said that the Lockheed Martin C-130J would make for greater interoperability with Sweden’s Nordic neighbours, with Norway and Denmark already operating the type. The Embraer KC-390 was raised as an option, given Brazil’s recent decision to acquire the Saab Gripen E/F fighter, and he also noted that used Airbus A400M airlifters might become available in a few years. The C-130 replacement will be formally launched from about 2021 and will run parallel to attempts to replace the Saab 105 trainer jet and the RBS 15 anti-ship missile.” ______________________________ Dá para entender ou precisa desenhar… Read more »

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

http://www.prnewswire.com/news-releases/lockheed-martin-c-130-upgrade-business-continues-to-grow-74081132.html
_____________________________

Aos “torcedores”, o link acima é de 2001.
_____________________________

Quantas unidades a LM vendeu, fez retrofit e
muitas outras Empresas também realizaram retroft ?
____________________________

Menos “torcedores(a)” !

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares
Bardini
Visitante

““me ajuda aí..ÔÔÔ”” como diz o Datena… não levanta nem a pau, juvenal… e aquele 8×8 com torre usado pelo OTAN?? não entra nem pelos carvalhos… ”
.
É pra isso que existe A-400M e C-17.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

“Bardini 2 de abril de 2016 at 21:48”
__________________

Perfeito e tem mais um.

Space Jockeyspace jockey
Visitante

Por que vcs não discutem as potencialidades operacionais do avião em vez de ficar discutindo se vai vender ou não ? Foi o GF quem financiou a pedido, então a EMBRAER lava as mãos se não vender, não vao ter prejuízo nem falir. Esse aviao não é o MD-11, nào tem obrigaçao de vender. Ja encheu o saco essa discussão a respeito de mercado “130 vs 390”. Tem gente aqui que teria um orgasmo se não vendesse uma unica unidade, e do contrario tbm. sério, antigamente esse fórum era melhor, inclusive qdo eram liberados os comentários no inicio, entao não… Read more »

Nonato
Visitante
Nonato

É isso aí. Vi em outro site. O KC ja está de malas prontas para a Europa. feira aeronáutica. Exposição estática. Lá falam que o GF atrasou mas a Embraer seguindo meus conselhos manteve o desenvolvimento. O objetivo da empresa não é só cumprir um acordo com o GF. Você me paga e eu lhe entrego um avião. A Embraer quer é vender. E muito. Geralmente tem entrado em nichos. E se dado bem. Pelo menos comendo pelas beiradas. Vai vendendo uns avioezinhos aqui outros acolá… Gerando fluxo de caixa, mantendo a linha de produção em funcionamento… por falar nisso… Read more »

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Se fosse apenas questão de números de venda e usuários pelo mundo o Fuca até hoje estaria sendo fabricado. Contudo chega uma hora que surgem novos padrões de performances, design e exigências de mercado, e mesmo modelos antigos de sucesso se esgotam.

C-130…
Essa é para a galera no Beira Rio:

Hércules –
Deu pra ti
Baixo astral
Vou de KC-390
Tchau

Mauricio R.
Visitante

“O tal do Strike é a mesma coisa, começou com 18 toneladas para acochambrar e caber no obsoleto… , com reforço de blindagem….”
.
O suporte a “brigada Stryker” é proporcionado pelos C-17 da USAF. Se não sabe e/ou desconhece, por favor não desinforme.
.
“…o bicho dos Marines já bateu nas 23 Toneleadas… de novo…”
.
O blindado “Stryker” é usado pelo US Army, não pelo USMC.
.
“…não é qualquer mequetrefinho que pode bancar uma de boy….”
.
C-130J vendidos: +300
.
KC-390 vendidos: +30
.
Sem mais comentários.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

“KC-390 vendidos: +30” (?)
____________

Onde ?
____________

Tem os da FAB, mas com o quadro econômico e que vai perdurar um bom tempo, sei não ….

kfir
Visitante
kfir

O kc 390 é antes de tudo um produto. um produto novo, mesmo parecendo óbvio, . O que define se alguém vai ou nao comprar um produto de longa vida, é o custo total de propriedade, após o produto ter passado por. avaliações que garante que ele atende as necessidades especificadas. . Depois disso entra o relacionamento, as vezes o produto não esta sendo vendido, mas o relacionamento entre comprador e vendedor, penso que a Embraer foi mestre em Portugal, coisas de latinos, se fossem anglo saxões, teriam feito o que os EUA já propuseram; A Propina, faz parte da… Read more »

EduardoSP
Visitante
EduardoSP

Farroupilha,
O normal é as exigências do mercado evoluírem e demandarem novos produtos. Mas há casos diversos, como o retorno à produção do Twin Otter, muitos anos após a linha ser descontinuada.
Nesse caso os fabricantes abandonaram um mercado específico (aviões STOL até 19 passageiros) abrindo espaço para o retorno de um aparelho que “cumpre a missão”.
Abs.

Marcos
Visitante
Marcos

O C-130J vendeu 300 unidades ao longo de dezessete anos.
Em 2013 vendeu uma unidade.
Em 2014 vendeu três unidades.