KC-390 e A-29 Super Tucano do EDA - 1

O céu da cidade de São José dos Campos/SP presenciou um voo histórico na manhã desta quinta-feira, 25 de fevereiro. Sete aeronaves A-29 Super Tucano da Esquadrilha da Fumaça e um KC-390 desfilaram juntos em evento organizado pela Embraer. As duas aeronaves são modelos de fabricação nacional projetadas pela própria empresa. Há mais de trinta anos, a Esquadrilha da Fumaça utiliza aviões projetados e fabricados no Brasil com tecnologia e mão de obra nacionais. Isso prova a excelência da indústria aeronáutica brasileira e sua capacidade de produzir vetores de qualidade reconhecida mundialmente.

Presente no evento, o Comandante da Aeronáutica, Tenente Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, comentou que o Brasil entrou, definitivamente, na era da tecnologia. “Esse momento histórico para a EMBRAER e, consequentemente, para todo o Brasil, conta com a participação também da FAB. Podemos acompanhar o sucesso das produções das aeronaves da EMBRAER pela quantidade de pessoas presentes neste evento e pela expectativa prevista de vendas”.

O fato aconteceu durante o lançamento da segunda geração da família de E-Jets de aviões comerciais, denominada E-Jets E2, composta por três novos aviões – E175-E2, E190-E2 e E195-E2. O E190-E2 deverá entrar em serviço no primeiro semestre de 2018. O E195-E2 está programado para entrar em serviço em 2019 e o E175-E2 em 2020.

Para o vice-presidente de Operações da EMBRAER – Aviação Comercial, Luís Carlos Affonso, a tecnologia usada no projeto do KC-390 contribuiu bastante na produção da nova família de jatos. “Cada programa novo é sempre um grande aprendizado. As tecnologias vão sendo agregadas e vão incorporando a cada novo desenvolvimento”. Sobre a aeronave lançada no evento, ele também destacou: “o mercado está ficando cada vez mais competitivo, por isso estamos empenhados em lançar novos produtos. A nova família de jatos vem com uma força muito grande, pois apresenta eficiência operacional muito maior, economia em combustível e custo operacional mais baixo”.

KC-390 e A-29 Super Tucano do EDA - 5

KC-390 e A-29 Super Tucano do EDA - 4

KC-390 e A-29 Super Tucano do EDA - 3

FONTE: EDA

Subscribe
Notify of
guest
54 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ederson Joner
4 anos atrás

Fica difícil dizer o que era mais aguardado ou o que impressionou mais, o E2 ou o KC-390 escoltado pelos A-29!
Belas fotos…

Paulão
4 anos atrás

É muito importante que a Embraer tenha esta visibilidade para o mundo!Quem venham mais encomendas deste lindo avião!Parabéns para a Embraer e seus funcionários!!

Paulo

Fernando
Fernando
4 anos atrás

fotos para entrar para a história heim! parabéns EMBRAER!

Maria do Carmo Lacoste
Maria do Carmo Lacoste
4 anos atrás

C-17 “Baby” escoltado pelos P-51 Mustang do século XXI. Vamos chegar assim no Chile?

Guatavo
Guatavo
4 anos atrás

concordo. acho que reinventamos o P-51….

Ederson Joner
4 anos atrás

Maria, seria uma bela apresentação, mas acredito que seriam necessárias algumas certificações para ir com uma aeronave nova em outro país, ou seria apenas algum tipo de autorização?
Quem pode ajudar nessa, como faz para ir com uma aeronave sem certificação a outro país?

Delmo Almeida
Delmo Almeida
4 anos atrás

Lindo! Sem palavras. Meus parabéns aos responsáveis! Fizeram um belo trabalho.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Foram feitas filmagens e fotos para fins de MKT.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Boas fotos !

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Ficarei muito feliz após alguns testes destes, acompanhados pelas imprensa especializada (ispicializada eu dispenso).
https://www.youtube.com/watch?v=BZbF2OrNkhE

Luís Mota
4 anos atrás

Críticas irão haver, mas acima de tudo um belo trabalho de cobertura. Parabéns!

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás
Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Lembrando que testes certificam, mas somente operando-os efetivamente garantem desempenho comprovado.
Longa estrada, ops ………….. longas pistas, curtas também e que façam diferença.
https://www.youtube.com/watch?v=F22F0aQBqwY

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
4 anos atrás

Carlos,
.
Sua dúvida sobre a capacidade do KC-390 fazer o mesmo que o C-17 deste vídeo que postou às 18h33 seria quanto à distância dos motores ao solo?

Maria do Carmo Lacoste
Maria do Carmo Lacoste
4 anos atrás

Ederson Joner 25 de fevereiro de 2016 at 18:18 Eu acho que não precisa neste caso, é que a FIDAE deve ser alguma coisa como uma base militar ou algo parecido, assim como a pista da Embraer em Gavião e SJC, entende?? não é um aeroporto comum, pelo menos para esse evento não é. O KC-390 pode sair de Gavião Peixoto e chegar em Santiago do Chile numa balada só, são apenas 2.580 Km, ou seja, em cruzeiro dá umas três horas, e o KC-390 já fez voos de teste com mais de três horas sem parar, ainda que em… Read more »

Maria do Carmo Lacoste
Maria do Carmo Lacoste
4 anos atrás

Imagine um jovem cadete da AFA hoje, o que ele sabe? que seu avião de transporte será o KC-390, um estado da arte, seu treinador e avião de ataque leve será o A-29 Super Tucano, provavelmente o melhor do mundo na função, e seu caça de superioridade aérea será o Gripen NG. Tudo isso feito no país. Não podemos esquecer do Data Link BR, do Erieye radar e o satélite geoestacionário de emprego militar que será lançado este ano. Será que ele está triste?

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
4 anos atrás

Maria, se o Brasil não quebrar de vez tudo isso vai acontecer. Quanto à ida a Santiago, é óbvio que ele vai sem escalas.
Não precisa ser Cadete. Meu filho Tenente está ansioso pra voa-lo em Manaus.

Marcos
Marcos
4 anos atrás

Não sei onde vi, mas os motores do KC-390 estão vinte centimetros abaixo dos motores 1 e 4 do C-17.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
4 anos atrás

É mais ou menos isso, Marcos. A parte inferior das naceles dos dois motores do KC-390 estão a pouco mais de 2m do solo, enquanto as mesmas partes dos motores externos do C-17 estão a 2,36m do solo. A diferença é relativamente pequena, perto de 20 cm.

TIP
TIP
4 anos atrás

Uma pergunta : nos dois vídeos apresentados do C-17 pelo CAS, o pouso em pistas improvisadas não utiliza o reverso. Existe uma explicação? Visto que a distância de pouso aumenta significativamente.
Vale ressaltar como o pouso sobrecarrega a estrutura do C-17.
Abs

Rommelqe
Rommelqe
4 anos atrás

Certamente a possibilidade de ingestão de partículas solidas é um dos itens mais importantes a serem avaliados. Agora, a distancia da turbina ao solo é apenas um dos parâmetros pertinentes. A velocidade do fluxo no bocal dos compressores é, entre outros, mais significativo. Quem se habilita a analisar os deltas entre o KC-390 e outros aviōes com proposito de uso similar? E olha que sou um fã incondicional do C-17; o Brasil deveria trocar, uns 4 destes por uns KC …
Bom como sempre vai aí um grande abraço aos profissionais da Embraer e da FAB: excelente trabalho. Parabéns!!!!

Marcos
Marcos
4 anos atrás

TIP:
Nos dois vídeos, as pistas claramente são semi preparadas e no primeiro a aeronave abre os quatro reversos.

Marcos
Marcos
4 anos atrás

Em relação ao primeiro voo do KC-390:
Já estão, e isso tem algum tempo, recolhendo o trem de pouso. Seria interessante ver que modificações, se é que fizeram alguma, na porta da bequilha, pois no primeiro voo a haviam retirado.
E não sei se é mera impressão minha, mas acho que retiraram grande parte, se não toda, das fitas adesivas que haviam sido colocadas.

Lord Balian
Lord Balian
4 anos atrás

Parabéns à Embraer, tomara que FAB compre logo primeiras unidades para que possa exportar mais rápido possível para melhorar nossa economia.
Este C-17 é animal. É gigante o bixo. Quantas toneladas ele pode levar? E o KC-390, quantas toneladas pode carregar?
Sds

Baschera
Baschera
4 anos atrás

Lord Balian 25 de fevereiro de 2016 at 22:25
Este C-17 é animal. É gigante o bixo. Quantas toneladas ele pode levar? E o KC-390, quantas toneladas pode carregar?

KC-390 – Max. Payload : 23 Ton / C-17 Globemaster II – Max. Payload : 77,519 Ton (170,900 pounds).

Sds.

Baschera
Baschera
4 anos atrás

Errata: Globemaster “III” e não “II”….

MigBarSan
MigBarSan
4 anos atrás

Oi TIP, boa noite a todos: Eu vi os reversos abertos em todos os motores nos dois vídeos (pousos)(mas minha tela de monitor é gigante). Pelo que ví, o que acontece é que o piloto não mantem eles abertos até o fim da manobra de pouso a fim de evitar a “ingestão” de pedriscos, ou seja, ele fecha o reverso bem antes do avião “quase parar” e levantar poeira a frente dos motores, muito antes de como seria em um avião comercial, e além disso, pelo visto, ele tem freios bastante fortes nas rodas também e excesso de rodas também!!… Read more »

Maria do Carmo Lacoste
Maria do Carmo Lacoste
4 anos atrás

Também se publicou que no centro de gravidade, ou seja, carga concentrada, pode transportar até 26 Ton. Outro detalhe é que como o KC-390 pode ser reabastecido no ar, pode decolar com menos de suas 23 Ton de combustível, abastecer no ar e seguir caminho, entende? essas 26 Toneladas de máxima deve ser levando em conta o tanque cheio, pode muito bem decolar com menos combustível para garantir uma boa decolagem e abastecer no ar, ou seja, se ele decola com 13 toneladas de combustível por exemplo, é como se as 26 Toneladas de carga concentrada caíssem para apenas 16,… Read more »

Maria do Carmo Lacoste
Maria do Carmo Lacoste
4 anos atrás

MigBarSan 26 de fevereiro de 2016 at 0:00 Você fala do pouso do C-17 ou do KC-390? Já li que o C-17 tem um esquema de que quando ele pousa, ele não diminui de imediato a potência dos motores, na verdade ele aumenta a potência e baixa aquelas abas das asas, os tais dos flaps, então isso gera uma força de reação contrária que ajuda a frenar o avião. Creio ser o único avião do mundo a ter este dispositivo, foi desenvolvido pela NASA. Algo interessante é que esses aviões de carga tem seu corpo bem rés ao chão, as… Read more »

JT8D
JT8D
4 anos atrás

Maria do Carmo Lacoste 26 de fevereiro de 2016 at 0:28
A explicação é que isso torna o avião mais estável no solo e também facilita o carregamento/descarregamento.

leandro moreira
4 anos atrás

Estive em Charlestown SC , em 2013, 2014 e 2015, em varias oportunidades pude ver o C17 voando baixo, porem em uma das vezes contei 12 C17 decolando e passavam muito proximos do hotel num intervalo de tempo bem pequeno, foi incrivel. Adorei a analise da Maria do Carmo Lacoste sobre os cadetes e suas novas aeronaves, sem contar os SC105, e as aeronaves de asas rotativas novas EC725, Blackhawks e AH2 Sabre, nunca na historia deste pais foi feito tanto pelas FFAAs.

shambr
shambr
4 anos atrás

cara da vontade de chorar a embraer resiste firme e forte todos os golpes do pt contra ela e como a batalha da linha gotica no fronte italiano debaixo de fogo de anti aerea de varios calibres a embraer mergulha e lanca seu ataque esquivando de todos os golpes evitando e antecipando as tracantes acertando todas missao comprida voltando para casa mais ainda com a carrozeria cheia de furos o barco ainda naum afundou guenta firme naum dorme pilotando volta pra casa conserta o aviao fabrica mais avioes todo mundo com as maos na massa forca embraer lembre do sacrificio… Read more »

Clésio Luiz
4 anos atrás

Como dizem, só não existe jeito para a morte. Aqui um Boeing 737-200 com um kit para pistas improvisadas (um defletor atrás do trem dianteiro e sopradores à frente das turbinas) decola de uma pista de cascalho no norte do Canadá, com direito a reverso e tudo:

https://www.youtube.com/watch?v=dpyLd1v97vE

Clésio Luiz
4 anos atrás

E aqui, com o mesmo kit, na grama:

https://www.youtube.com/watch?v=aOpBXmqa0eY

Clésio Luiz
4 anos atrás

Um A-319 operando na Antártida.
.
https://www.youtube.com/watch?v=3qi1umnfNPI
.
Terra, grama e neve, em jatos comerciais. Mais alguma dúvida sobre o KC-390 operando nessas pistas no lugar do C-130?

Ederson Joner
4 anos atrás

Realmente estes vídeos deixam bem claro essa questão das operações nestas situações por aeronaves adaptadas, agora imagina como serão estas operações no KC-390 que foi pensado desde o inicio para realizar estas missões….
Logo logo teremos o KC-390 escoltado por caças F5, AMX e em um futuro não muito distante “acredito” pelo Gripen NG…..

Maria do Carmo Lacoste
Maria do Carmo Lacoste
4 anos atrás

leandro moreira 26 de fevereiro de 2016 at 1:31

Embraer perdeu o Grau de Investimento por causa da completa destruição econômica do país, num tás sabendo ainda não? agradece a essa turma aí do “nunca antes”.

space jockey
space jockey
4 anos atrás

Escoltado pelos AMX eh mais interessante de ver, pois ta tudo em família… Agora eu anseio pelo dia em que carregarah uma vtr Astros e tbm
qdo operar na Antartida.

JMGSBOSTON
JMGSBOSTON
4 anos atrás

Realmente lembra YC-15 com P51 Mustangs. Alias vi alguns americanos em um air show que fui se não me engano em Rhode Island confundirem os tucanos com P51. Acho foi a primeira exibição deles nos States a uns 3 ou 4 anos atras.

tpanagoulias
tpanagoulias
4 anos atrás

Obrigado ao Marco e MigBarSan !!!

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

De Martini 25 de fevereiro de 2016 at 18:41 Não ! Postei para fomentar o debate e parece que consegui. ______________________________________________________________________________ Clésio Luiz 26 de fevereiro de 2016 at 9:09 ______________________________________________________________________________ “Mais alguma dúvida sobre o KC-390 operando nessas pistas no lugar do C-130?” ______________________________________________________________________________ Sim, muitas dúvidas. Nuca vinculei os link’s/vídeos que postei neste tópico e em outros a capacidade do KC, vinculei sim para que cheguem os testes e ponto. Mais e muito importante: SEMPRE coloquei minhas dúvidas em relação as “pistas” remotas, suporte aos PEF’s etc ….. Não creio reitero, que vamos construir pistas para receber o… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

* nunca

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

http://www.forte.jor.br/2015/10/25/um-dia-no-2o-pelotao-especial-de-fronteira-assis-brasil/ ___________________________________________________________________________________________ Quero ver: “Brandenburg 26 de outubro de 2015 at 16:23 Bateu saudades! As instalações militares evoluiram muito desde que passei por lá mas devo discordar do encarregado da horta quando diz que em 1992, quando lá chegou, não tinha estrada, aeroporto, que o suprimento ia de barco e subia de carro de boi para o Pel Fron. Ou então o CMA e a FAB regrediram muito. Em 1979 eu comandava o 3 Pel Esp Fron do então 4 Btl Esp Fron, hoje 4 BIS, em Placido de Castro e todos os tres pelotões possuiam pistas de pouso(Placido, Brasileia… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás
Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás
Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Comentaram sobre o KC 390 AEW&C, já temos.
Porém comungo com o Cel Nery para desenvolvermos sobre a plataforma 190/195, junto com os Suecos.
https://www.youtube.com/watch?v=qwMhA3NDsF4

Space Jockey
4 anos atrás

O cara chamou os indios de malandros… bem infeliz o comentário.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Não encontrei a expressão “malandros”, irrelevante !

Space Jockey
4 anos atrás

Na hora em que eles estao varrendo a rampa /\

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

Não existe a expressão “malandros”, simples assim. Irrelevante.