Home Aviação Comercial Irã quer comprar 50 aviões da Embraer em negociações com governo brasileiro,...

Irã quer comprar 50 aviões da Embraer em negociações com governo brasileiro, diz fonte

7158
107

Embraer_190

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) – O governo iraniano tem interesse em comprar 50 aviões da fabricante brasileira Embraer EMBR3.SA e mais de 100 mil táxis a gás de montadoras brasileiras, informou à Reuters uma fonte do Palácio do Planalto nesta segunda-feira.

O governo do Irã também quer comprar ônibus e caminhões brasileiros, em um pacote de negócios que começou a ser tratado em outubro, quando o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto, foi ao Irã com uma comitiva de 30 empresários. A negociação teve sequência há duas semanas, em um encontro entre a presidente Dilma Rousseff e o embaixador do Irã no Brasil, Mohammad Ali Ghanezadeh Ezabadi.

Na semana passada, Monteiro afirmou em entrevista à Reuters que o Brasil pretende triplicar o comércio com o Irã nos próximos três anos, especialmente na área de alimentos, proteínas e transportes, e considera aceitar o uso de outras moedas nas transações em vez do dólar, como o euro, para evitar barreiras financeiras. A meta é alcançar uma corrente comercial de 5 bilhões de dólares nesse período.

A compra de aviões da Embraer já está em negociação. O Irã precisa repor toda a frota de aviação, depois de anos de embargo em que foi impedido de fazer importações. Depois de fechar um negócio de 114 Airbus, o país precisa também repor a frota de aviação regional.

Além disso, o país precisa repor toda a frota de táxis, caminhões e ônibus do país. Inicialmente, a fonte havia informado que seriam 60 mil táxis, mas depois retificou o número para mais de 100 mil.

De acordo com a fonte palaciana, estão sendo negociados ainda acordos nas áreas de nanotecnologia, microbiologia e aeroespacial. Há, ainda, a possibilidade de investimentos iranianos na compra de refinarias no Brasil.

FONTE: Reuters

newest oldest most voted
Notify of
Possani
Visitante
Possani

Pelo menos o barbudo acertou em uma.

Luis A. Senger
Visitante

Imagino que os avioes sofrerão algum tipo de embarco dos EUA por terem uma serie de peças norte americanas ou teremos de ada
ptar estes avioes com outros fornecedores?

Luis A. Senger
Visitante

Não haveria algum tipo de embargo pelos EUA por conta de peças fabricadas de origem estadunidenses tipo paineis; motores modernos de ultima geração ?

fonseca
Visitante
fonseca

mas se os EUA e airbus estão fazendo negócio com eles…
achei interessante esses 100 mil taxis.
se for de uma só montadora vai “lavar a burra” como se diz no nordeste…
com a redução nas vendas aqui… 100 mil carros é muita coisa. até fico imaginando que eles queiram sedan e espaçoso, algo como o logan, grand siena, etios…
talvez spin…

Space Jockey
Visitante

O embargo não se refere somente a aviões militares ?
.
O embargo não foi quase todo retirado ? Pois a Airbus tbm fechou um acordo bilionário, logo imagino que não tenha restriçao pro BR.
.
Que oportunidade ein, foi só levantar as restriçoes que a República dos Aiatolás correu às compras, vai ser uma briga de foice no escuro entre os fornecedores.

Duanny D.
Visitante
Duanny D.

É, pelo amor de deus Irã, levem a Petrobrás no pacote.

Space Jockey
Visitante

“As ações da Embraer exibiam alta de 2,18 por cento, às 17h23, enquanto o Ibovespa tinha valorização de 3,93 por cento.”

Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/economia/ira-quer-comprar-50-avioes-da-embraer-diz-fonte-do-governo-brasileiro-18725988.html#ixzz40xKZC0Zs

leandro moreira
Visitante

Vcs se lembram alguns anos atras que a presidente Dilma nao apoiou as sancoes ao Ira? Dizendo que aquele processo deveria ser resolvido no ambito da diplomacia respeitando a soberania de cada Pais? Kkkkkkkkkkkkkk

Alexandre
Visitante
Alexandre

Não pode! Isso é coisa de comunistas petralhas amigos de ditadores antidemocráticos !Coisa de nanico diplomático , megalomaníaco latrinoamericano bolivariano!Coisa de esquerdalha!Vai ter pixuleco ! O MPF e a PF ja pode preparar novas etapas da lava a jato ! Operação Aiatola! Com certeza houve tráfico de influência para favorecer a Embraer e a/as montadoras nesse negócio.

Mauricio R.
Visitante

Luis A. Senger 22 de fevereiro de 2016 at 23:29
.
Luis A. Senger 22 de fevereiro de 2016 at 23:31
.
A qnto tempo vós mecê não lê um jornal de qualidade???? Se atualiza, cara!!! As sanções caíram.
O Irã é novamente “amiguinho” do Ocidente, assinaram o acordo de uso pacífico da energia nuclear.
Israel e a Arábia Saudita, duvidam.
.
“…vai ser uma briga de foice no escuro entre os fornecedores.”
.
E Banânia como de costume está atrasada, deveriam empurrar o “+ um”, aka KC-390, em troca da tecnologia de “lançadores de satélite” dos barbudinhos.

Edcarlos
Visitante
Edcarlos

O Irã precisa de armas também! A queda das sanções inclui armamentos?

O Irã sofreu muita influencia ocidental antes da revolução dos aiatolás, claro que expurgou os vícios ocidentais, no entanto, é ávido em consumir do ocidente. Então fica a pergunta, haverá ou não uma demanda de armas por parte do Irã?

Saudações!

Bardini
Visitante

Off…

Depois do T-50A dar as caras, apareceu o T-100: http://www.finmeccanica.com/en/-/t-x-raytheon

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Errado, AIRBUS também tem brinquedinhos Made in USA.

_________________________________________________

Bom para Embraer, para o Brazil e muita gente.

_________________________________________________

O carro para Táxi deve ser o Doblô 1.8, é o que esta rolando na ANFAVEA.

__________________________________________________

Ônibus são Marcopolo & CAIO.

__________________________________________________

Caminhões as filiais Brazil estão brigando com a Matriz.
Deve dar Brazil, a proteína animal vai ajudar no pacote.

___________________________________________________

Ficaram interessados no T-27, será que rola ? Colômbia na parada ?
Shalom

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Bela foto.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Pois é, certas medidas de bloqueio econômico, embargos de armas, de tecnologias etc, estão abrindo as portas de negócios para mais competidores. No fim essas medidas restritivas políticas e tecnológicas, mesmo que passageiras, estão mostrando serem um verdadeiro tiro no próprio pé. Irã, pelo visto aprendeu a lição, vai partir para novos vendedores, principalmente aqueles que não lhe impõem contrapartidas e manipulações políticas. Saab ao compartilhar tecnologia com seus compradores, está atenta a esse novo perfil de comprador. Que já está cheio de ser refém de países e fabricantes. É um novo mundo que está surgindo, no qual certos castelos… Read more »

wwolf22
Visitante
Member
wwolf22

O ST teria sua venda cinerada caso seja solicitado ??? ja que possui muitos equipamentos americanos/isarelenses militares “sensíveis”…
o KC 390 nem em sonho heh??

Maria do Carmo Lacoste
Visitante
Maria do Carmo Lacoste

Alexandre 23 de fevereiro de 2016 at 1:21

Não esqueça amigo, essa gente que está no poder não tem nada a ver com a Embraer que foi criada pelos “Gorilas de 64” e que vocês perseguem até hoje em busca de vigança, e mais uma, já pensou se a Embraer não tivesse sido privatizada por Itamar/FHC? estaria no buraco como a Petrobras. Não enganas ninguém aqui.

Joao Henrique
Visitante

O Irã perdeu mais uma vez o bonde da história com essas loucuras de bomba atômica.Ao invés de negociar com o ocidente EUA/EUROPA e sobre tudo com Israel e Arabia S e se transformar uma nova Dubai, não, foi brincar de guerra fria e agora ta ai com sua industria em frangalhos.

Jeff
Visitante
Jeff

João Henrique, certíssimo. Aproveitar o dinheiro do petróleo enquanto tem mercado, o combustível fóssil vai se tornar obsoleto antes das reservas mundiais de petróleo acabarem. Os barbudinhos ricos sacaram isso décadas antes, hoje está aí com megacidades que fazem sombra nas antigas capitais mundiais.

André Bueno
Visitante
André Bueno

wwolf22 23 de fevereiro de 2016 at 8:19 Arrisco dizer que se a intenção for apenas para a versão T-29, sem aviônicos de ataque, a coisa não seria embargada. Todavia o mesmo poderia eventualmente ser modificado para ataque posteriomente. E ainda não sei se o embargo diz respeito a armas e se este, existindo, é abrangente ou específico. Se não houver embargo sobre itens militares, o KC-390 é um produto a ser explorado. Mas isso dependerá de alguns fatores, entre eles a agilidade para a certificação e, principalmente, se eles precisam de tal tipo de aeronave no médio prazo. Penso… Read more »

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Negociar com Estados Unidos e Europa não da. Veja a Síria.

Zmun
Visitante
Zmun

Vou começar a estudar persa. Dane-se a política, precisamos ganhar dinheiro.

DomSaf
Visitante
DomSaf

Maria do Carmo Lacoste 23 de fevereiro de 2016 at 9:29

“já pensou se a Embraer não tivesse sido privatizada por Itamar/FHC?”

Por isso temos o melhor e mais eficiente serviço de telefonia, nem é o com mais reclamações do mundo. E a VASP, melhor empresa aérea de todo sistema solar.

O sucesso da Embraer é único e exclusivo oriundo da sua boa gestão e da competência dos demais colaboradores. Se o “Estado” brasileiro tem alguma cota é na sua FALÊNCIA, resultado da má gestão por parte dos apadrinhados.

Sem mais…

Um abraço.

Fernando
Visitante
Fernando

E o Irã tem dinheiro pra tudo isso? fico vendo as encomendas que estão fazendo e me pergunto se vai vingar tudo. É muita coisa! e mais uma questão: será que vai acontecer que nem com nossa “querida” Venezuela que compra tudo do Brasil via BNDES e no fim das contas é o contribuinte brasileiro que paga a conta. Sei não heim… e não precisa ser muito inteligente pra ver que o Irã está se reerguendo um pouco para dar fôlego dentro de breve ao seu programa nuclear, ou vocês acham que o ódio por Israel que eles tem e… Read more »

Maria do Carmo Lacoste
Visitante
Maria do Carmo Lacoste

DomSaf 23 de fevereiro de 2016 at 10:07 Se você não sabe, a primeira grande venda da Embraer, que fez a empresa deslanchar de vez foi garantida por palavra pessoal do então presidente Fernando Henrique Cardoso, foram 70 aviões de uma só vez para uma empresa americana, que tinha medo da empresa não ter capacidade financeira para arcar com a produção. Fernando Henrique pessoalmente deu a palavra do governo brasileiro que o Estado garantiria a empresa em caso de necessidade, foi essa a primeira grande venda da Embraer e que foi garantida pelo governo. Se dependesse dessa gente que está… Read more »

André Bueno
Visitante
André Bueno

Fernando 23 de fevereiro de 2016 at 10:20
O Irã voltou ao mercado de petróleo que, apesar da baixa no preço, ainda gera muito dinheiro.
O ódio por Israel foi declarado por Ahmadinejad, presidente anterior. Certamente ainda não veem Israel com bons olhos mas o discurso é outro atualmente. O Oriente Médio é o barril de pólvora que todos conhecem e, pelo jeito, não mudará em breve. cada um puxará a sardinha para o seu lado.

Alexandre
Visitante
Alexandre

Bom dia Maria.De fato não engano à ninguém.Mesmo porque aqui não tem ninguem pra ser enganado. Esse governo ao qual você se refere é o mesmo que é comprador e parceiro em projetos da Embraer? É o mesmo que ativamente faz gestões governo/governo para negociar produtos da Embraer?Agora sobre 64 , sou totalmente contra revanchismo , mas sou amplamente favorável no que se diz respeito a dar nome certo às coisas . pra mim , torturador fardado ou não é bandido. Que se respeite a lei.A lei da Anistia não deixa margem para dúvidas .Mas a verdade não pode ser… Read more »

Maria do Carmo Lacoste
Visitante
Maria do Carmo Lacoste

Me parece que o governo brasileiro já compra produtos Embraer desde a sua existência, ou vem dizer que começou agora??? desde o Bandeirante, Tucano, Super Tucano e outros, ou seja, não foi essa gente que começou a comprar produtos Embraer, isso sempre existiu, bem como a diplomacia brasileira para vender produtos da Embraer e produtos de defesa, não começou agora.. Quem garantia a primeira grande venda da Embraer foi o governo de Fernando Henrique. Outra coisa amigo, terrorista pra mim também bandido. _ NOTA DOS EDITORES: A DISCUSSÃO ESTÁ DESCAMBANDO PARA A DISPUTA POLÍTICO-PARTIDÁRIA RASTEIRA E ASSUNTOS TOTALMENTE FORA DO… Read more »

Zmun
Visitante
Zmun

_____________________________________________

E sobre o responsável pelo sucesso da Embraer, fui eu. Como contribuinte, trabalhei, paguei imposto e paguei por toda essa festa.
_
COMENTÁRIO EDITADO. LEIA OS AVISOS NOS COMENTÁRIOS ACIMA, ELES VALEM PARA TODOS.

André Bueno
Visitante
André Bueno

Maria do Carmo Lacoste 23 de fevereiro de 2016 at 10:52 Errado, não foi FFHH que promoveu a primeira grande venda de aviões da Embraer, não. possivelmente seu governo deve ter contribuído de alguma forma para vendas, como é habitual em vendas ao exterior. A Embraer já vendia bem aos EUA nas décadas de 70 e 80, primeiro o Bandeirante e, depois, o Brasília. Um problema naquela época era financiamento. Talvez a primeira grande venda tenha sido a dos Tucano para o Reino Unido em… 1984, creio, seguida de uma boa venda de Xingu e Tucano para a França. Não… Read more »

Alexandre
Visitante
Alexandre

Maria.Você tem toda razão.Por isso que eu disse que a verdade vale para todos. Agora o terrorista de _______ ___________________

____________________________

Quanto a Embraer , onde foi que você leu no meu comentário que as vendas da Embraer para o governo começou somente nesse governo?Com certeza eu não preciso enganar ninguém!

_
COMENTÁRIO EDITADO. LEIA OS AVISOS NOS COMENTÁRIOS ACIMA, ELES VALEM PARA TODOS.

Zmun
Visitante
Zmun

A Embraer estava pedindo pinico já no fim dos anos 80 e início dos 90. A virada aconteceu depois da privatização, quando passou a ser administrada por empresários e não por burocratas ancorados em cabides de empregos.

Zmun
Visitante
Zmun

___________________
___________________
COMENTÁRIO APAGADO. LEIA OS AVISOS ACIMA. OS AVISOS E REGRAS VALEM PARA TODOS OS COMENTARISTAS, SEJAM ELES DE DIREITA, DE ESQUERDA, DE CARACAS, DE BRASÍLIA, DE MOSCOU, DE WASHINGTON, DE PATÓPOLIS OU DA VILA XURUPITA.

André Bueno
Visitante
André Bueno

Boa lembrança: Patópolis e Vila Xurupita! Vale um post sobre as aeronaves dos quadrinhos Disney! 😀

Maria do Carmo Lacoste
Visitante
Maria do Carmo Lacoste

André Bueno 23 de fevereiro de 2016 at 11:14 Sempre vendeu, incluindo o Bandeirante e o Brasília como você afirma, mas ainda era estatal, então o que é estatal não quebra, pois o estado não quebra. Essa grande venda foi logo depois de ser privatizada, foram 70 aviões de uma vez, creio que do ERJ-145, essa empresa dos EUA tinha receio em comprar e a Embraer não ter condições de arcar com os custos, provavelmente já operava o Bandeirante e o Brasília, foi então que Cardoso deu sua palavra pessoal que o Estado brasileiro garantiria a capacidade financeira da Embraer… Read more »

DomSaf
Visitante
DomSaf

Maria do Carmo Lacoste 23 de fevereiro de 2016 at 10:24 “Se você não sabe, a primeira grande venda da Embraer, que fez a empresa deslanchar de vez foi garantida por palavra pessoal do então presidente Fernando Henrique Cardoso,” Prezada, acho que minhas palavras não estão claras para seu entendimento. Apenas afirmo e provo que a privatização nada tem a ver com o sucesso dessa empresa, o que tem a ver com o sucesso é exclusivamente a Excelente Gestão dela após a privatização. Consegue entender ? Não menciono partido, muito menos os desgovernos que sempre o tivemos. Somos roubados e… Read more »

Lewandowski
Visitante
Lewandowski

O embargo nao foi retirado de equipamentos militares ofensivos. Como o ST é uma aeronave de ataque, por mais que seja de menor capacidade, entra nessa conta aí. Portanto, creio que esse tipo de equipamento seria vetado, nao pelo fato de possuir tecnologia dos EUA, mas por infringir a resolução.
.
Com relaçao a dinheiro, o Irã possui algo em torno de U$ 150 bilhões retidos devido ao antigo embargo. Agora que o mesmo caiu, esses pila serão liberados novamente.
.
Sds

Alexandre
Visitante
Alexandre

O fato é que , caso se confirme a informação, será uma ótima notícia para a Embraer e para o Brasil. Nesse momento , como foi bem dito , não importa o lado , a cor, ou o bairro .Tal negocio dara um pouco de oxigênio para a economia num momento de grandes turbulências. O que chama a atenção é o fato do negócio poder vir a ser feito em outra moeda que não o dolar. Principalmente considerando que o Irã esta prestes a se tornar membro efetivo da OCX. Portanto esse negocio tem um potencial de se tornar um… Read more »

Maria do Carmo Lacoste
Visitante
Maria do Carmo Lacoste

Pelo site flightradar24 o KC-390 fez um voo de mais de duas horas hoje, foi direto de Gavião para SJC e voltou. Alguém sabe se ele pousou na pista da Embraer ou apenas sobrevoou a cidade? decolou 09:23 e pousou 11:31.

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Interessante que exista uma certa desonestidade intelectual da turma do Pão com mortadela em querer atribuir à Diplomacia dos atabaques do “Brasil – PuTênfia” o eventual sucesso desse negócio quando a verdade é o inverso. A dupla Rei-Sol/Megalonanico apoiou incondicionalmente o antigo presidente iraniano, Mahmoud Ahadinejad, notório fascista e negacionista do holocausto, que em mais de uma oportunidade ameaçou Israel de destruição. O acordo nuclear que a dupla dinâmica da diplomacia dos atabaques propôs iria dar uma sobrevida ao celerado, e eventualmente permitir a continuidade da linha dura no Irã. Contudo, as sanções corretamente impostas pelas potências mundiais forçaram os… Read more »

Mauricio R.
Visitante

Na verdade este negócio se sair, somente irá engordar o enorme backlog da Embraer, em mais alguns bilhões. Na moeda que for. Não vai oxigenar nada mais, que já não esteja oxigenado.

Oganza
Visitante
Oganza

Editores:
Tem um comment meu preso no span…
ps.: e ele está livre de malcriação, sem links e por incrível que pareça está dentro do tópico… 🙂
_
NOTA DOS EDITORES: NÃO HÁ COMENTÁRIO SEU PRESO NA PASTA DE SPAM OU PENDENTE DE LIBERAÇÃO.

Mauricio R.
Visitante

Lembrando que existiram 2 instâncias de sanções econômicas contra o Irã, aquela relativa ao enriquecimento de urânio p/ emprego militar, que c/ a assinatura do acordo cessou de existir.
E a outra relativa ao desenvolvimento e testes de mísseis balísticos. Esta ainda persiste ativa.

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

E nada que ainda se compare ao enorme volume de encomendas que as Feeders norteamericanas fazem à EMBRAER amigo Maurício..

Juliano M
Visitante
Juliano M

Com o modus operandi empregado em Banania desde 2003, só acredito vendo.

Alguém aí viu a Foxconn investindo por aqui os US$12 Bi que o governo, em 2011, anunciou?
As últimas notícias relacionadas a empresa eram sobre demissões… já a “grana” só serviu pra fazer manchete.

Mauricio R.
Visitante

HMS TIRELESS 23 de fevereiro de 2016 at 12:18
.
De fato.

shambr
Visitante
shambr

naum pode misturar economia com politica a economia faz dinheiro e a politica embargos Israel e a polonia entraram em cordo military e cooperacao estrategicas a polonia tem f 22s e Israel f35s em termos de tatica e technologia sao as melhores forcas aereas do mundo o iran naum pode vacilar para naum perder as suas atuais regalia jatinhos da embraer technologia nuclear produtos europeus russos e chineses vagabundo vao poder comprar no alibaba e tudo em euros para o tio sam vigarista naum complicar heheh

donitz123
Visitante

E a Reuters acreditou em uma fonte do Palácio do Planalto?KKKK
Já combinaram com os russos pois eles estão negociando a venda do Superjet para o Irã inclusive com fabricação local de alguns componentes.
São os mesmos russos apoiaram o Irã durante todo o acordo nuclear e conteve o assanhamento belicista de Israel e dos EUA. Há um preço para isto. Quem vocês acham que irá levar?

donitz123
Visitante

Edcarlos 23 de fevereiro de 2016 at 3:01
O Irã precisa de armas também! A queda das sanções inclui armamentos?
>>>> O embargo de armas relativo a aquisição de sistemas ofensivos(sistemas defensivos podem ser adquiridos sem problema) deverá cair apenas em 2020 mas ele tem que ser aprovado pelo Conselho de Segurança. Há um otimismo pois já se fala bastante sobre a aquisição do Su-30 pelo Irã novamente com fabricação local de alguns componentes.

Fábio Mayer
Visitante

DomSaf, concordo, o sucesso da Embraer se deve à sua excelente gestão. Porém, não tire o mérito da privatização: esta gestão de sucesso simplesmente não existiria se a empresa fosse estatal, porque é provável que, se estatal ainda fosse, hoje o presidente da companhia seria alguém como Aldo Rebelo, aquele que tem projeto de lei para proibir avanços tecnológicos, mais uma enorme diretoria de sindicalistas com resultados pífios. Na minha modesta opinião, o Irã foi proscrito do comércio internacional injustamente. Se é verdade que ele não abria seus complexos nucleares para vistoria internacional, por outro, NUNCA se comprovou ligação direta… Read more »