Home Divulgação IAI recebe contrato adicional para produzir 40 conjuntos de asa do F-35...

IAI recebe contrato adicional para produzir 40 conjuntos de asa do F-35 Lightning II

3093
6
Linha de produção de asas do F-35 na IAI
Linha de produção de asas do F-35 na IAI

A Israel Aerospace Industries (IAI) recebeu um contrato adicional da Lockheed Martin para produzir 40 conjuntos de asa para os aviões de caça multi-função “stealth” F-35 Lightning II. A IAI está programada para produzir mais de 800 pares de asas do F-35, com um valor potencial de US$ 2,5 bilhões, durante os próximos 10-15 anos. Desde o início da produção em 2015, a IAI produziu seis conjuntos de asa e espera entregar um total de 12 conjuntos durante o primeiro semestre de 2016.

Após a execução do contrato inicial, em 2014, a IAI inaugurou uma linha de produção automatizada de asas do F-35 no estado-da-arte, com um investimento em sistemas e tecnologias avançadas necessárias para atender ao design inovador da aeronave. A produção é extremamente precisa e assegura uma proteção do meio ambiente, durante todas as fases do processo de produção. As superfícies superior e inferior da asa são feitas de materiais compósitos, desenvolvidos especialmente para o F-35.

O centro de produção da asa da Divisão Lahav da IAI é conhecido pela sua vasta experiência e conhecimento na produção de asas das aeronaves F-16 e T-38, bem como conjuntos de estrutura aero para outras aeronaves e clientes.

“A Lockheed Martin reconhece o compromisso da IAI para o programa F-35 e compreende a importância da qualidade entregue pela equipe IAI”, disse Jeff Babione, gerente do programa F-35 da Lockheed Martin. “Este pedido demonstra a nossa confiança no desempenho contínuo e estamos ansiosos para continuar nosso relacionamento saudável por muito tempo no futuro.”

Joseph Weiss, presidente e CEO da IAI: “O contrato reflete um forte voto de confiança nas habilidades da IAI e o compromisso com esta parceria, parte do desenvolvimento da aeronave de caça mais avançada já produzida. Estamos extremamente orgulhosos desta cooperação e acredito que vai continuar a ser reforçada no futuro “.

FONTE: IAI Communications

6 COMMENTS

  1. Normal, faz trabalho bem feito.
    Algo me diz:
    Quando Israel começar a receber suas unidades a partir de Novembro/Dezembro, passados dois anos muita coisa terá novos rumos nesse programa.
    Shalom

  2. EDITORES:
    Não consigo postar no Forte e no PN, fica retido ou outro tipo de problema ?
    _
    NOTA DOS EDITORES – RETIDOS NO ANTISPAM E DEPOIS APAGADOS OS COMENTÁRIOS QUE FUGIAM TOTALMENTE DOS TÓPICOS. OUTROS FORAM LIBERADOS.

  3. Olhem só o naipe da fábrica! Dá para pentear o cabelo olhando para o chão! Aos detratores do F35 fica a dica: Israel não compra jaca, não compra rainha do hangar e não entraria nessa se fosse barca furada.

    Abç

  4. engraçado.
    fabricar asas de avião.
    sei que isso é normal e comum. mas é engraçado.
    empresa tal é do ramo de fabricação de aeronaves. fabrica a válvula da sonda revo.
    ou a borracha de vedação do canopi.
    ou o nariz do avião…

  5. Wagner W 22 de fevereiro de 2016 at 13:29
    E ainda sim eles fizeram exigências para que uma boa parte da eletrônica embarcada nos F-35 deles seja de origem israelense.

  6. David, é uma coisa pra lá de lógica e natural, vc queria que fosse diferente? No Brasil não temos condições de fazer o mesmo, por isso importamos tudo e montamos aqui, lá é um pouco diferente, né? F-35, depois do F-22, é o que há de melhor e mais moderno, anos-luz à frente de qualquer outro, o resto é bazófia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here