Home Divulgação CES: empresa lança ‘drone‘ para transporte de pessoas

CES: empresa lança ‘drone‘ para transporte de pessoas

4775
28

EHang 184 - 1

Veículo aéreo autônomo é capaz de voar por 23 minutos a velocidade de 100 km/h

LAS VEGAS — Os drones estão por toda a parte nos pavilhões da Consumer Electronics Show (CES), mas uma empresa chinesa conseguiu se destacar. Nesta quarta-feira, a EHang apresentou o EHang 184, o que ela classifica como o primeiro veículo aéreo autônomo pessoal. A aeronave elétrica possui oito hélices e é capaz de carregar uma pessoa adulta. A autonomia de voo é de 23 minutos, com velocidade máxima de 100 quilômetros por hora, o suficiente para pequenas e médias distâncias.

— Tem sido um objetivo da minha vida tornar os voos mais rápidos, fáceis e convenientes. O 184 provê uma solução viável para muitos desafios que a indústria de transportes enfrenta, de forma segura e energeticamente eficiente — disse Huazhi Hu, diretor executivo da companhia. — Eu acredito que a EHang vai provocar um impacto global na indústria de viagem pessoal.

O EHang 184 mede cerca de 1,5 metro e pesa 200 quilos, com capacidade de carga de uma pessoa de até cem quilos. Assim como os drones, ele está pronto para voar, e o passageiro não precisa ter experiência em voos. Basta indicar o destino em um aplicativo no smartphone que a aeronave decola, percorre o percurso e pousa de forma autônoma. Segundo a companhia, a segurança do voo é garantida pelo comando central de voo da companhia, que opera em tempo real.

EHang 184 - 2

A fabricante promete segurança com a redundância dos sistemas. Se algum componente apresentar falha inesperada, como o choque com uma ave, por exemplo, a aeronave vai avaliar automaticamente os danos e tomar as medidas necessárias para garantir a segurança do passageiro. O EHang 184 é equipado com diversos sensores, que fornecem o rastreamento contínuo em tempo real dos voos. O centro de controle será capaz de abortar um voo dependendo das condições climáticas. Em caso de emergência, o passageiro pode apertar um botão para o drone pousar imediatamente.

Por meio desses sensores, a aeronave é capaz de navegar entre obstáculos e traçar a melhor e mais segura rota entre dois pontos. O pouso e a decolagem são verticais, o que elimina a necessidade de uma pista. Os braços de sustentação das hélices podem ser dobrados, o que facilita o armazenamento e o transporte do drone.

FONTE: O Globo / FOTOS: AP

28
Deixe um comentário

avatar
28 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
18 Comment authors
roosevelt l vireiraGersonjohnatan warp driveRodrigoJuca Soares Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bosco
Visitante

É ideia é excelente mas só até alguém ser dilacerado pelos rotores. Aí acaba e todo mundo volta pra realidade.
Ou ele “aperfeiçoa” o aparelho e põe os rotores altos ou ele encapsula esses rotores, caso contrário não vai vingar. Eu pelo menos não iria ser passageiro nesse liquidificador estripador voador.

fagner
Visitante
fagner

Voar não é simples assim, tem redes de alta tensão, como foi dito tem pássaros, ou seja obstáculos, pelo visto não tem piloto é automático, como confiar estar numa aeronaves e não ter poder de pilotá-la ao ver um obstáculo.

Alexandre Galante
Visitante
Member

Bosco, deve ter um sistema que impede o funcionamento dos rotores enquanto as portas estiverem abertas ou sensores de proximidade.

Alexandre Galante
Visitante
Member

Fagner, ele voa por GPS numa altitude segura, longe de fios de alta tensão e construções.

RenanZ
Visitante
RenanZ

Ideia interessante, mas tem muito a ser discutido e planejado ainda. Não pela tecnologia do drone, mas para os cenarios onde ele pretende ser utilizado. Alguem imagina um desses voando em Sao Paulo por exemplo (onde moro), com a quantidade de helicopteros e avioes, predios, incidencia de raios, sem contar com as pessoas e carros embaixo.

Possível em um longo futuro, improvavel no curto e medio. Eu chutaria uns 10 anos mais para começarmos a pensar em virarmos os Jetsons, e outros 20 para a ANAC regulamentar esse modal.

Jose Souza
Visitante

em conceito é muito melhor que os atuais “carros voadores” que são aviões “tunados”.

tadeumar
Visitante
tadeumar

Drone signica um veiculo aereo controlado remotamente e sem a presenca do elemento humano.

Portanto isso ai nao e um drone. Nao passa de um taxi aereo eletrico e altamente perigoso se for pilotado pelo passageiro.

Pilotar e muito diferente de dirigir. Se aqui na terra o ser humano ja faz uma quantidade besteiras no trafico, imaginen no nos ceus.

Da para visualizar aquela dondoca texteando no cellular e pilotando essa sucata ao mesmo tempo.

Jose Souza
Visitante

tadeumar
Pelo video demo… se constata que é automatizado… não se pilota.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Caro Amigo Bosco 6 de janeiro de 2016 at 22:13
100 quilos ! Dá ?

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

RenanZ 6 de janeiro de 2016 at 22:55 Perfeito, morei perto do campo de marte. ANAC ? rsrsrsrs Kkkk …… E as Pipas nas férias ? E no São João ? Os balões vão desviar ? tadeumar 6 de janeiro de 2016 at 23:49 Kkkk rsrsrsrs perfeito. E os tiozinhos come eu ? Tô vendo a cena, tiozinho x dondoca = garotão “metendo” a buzina ….. Tô rindo a meia hora ….. E o garotão se exibindo nas praias ? Rsrsrsrs Kkkkk ….. Chinês ? Pô põe o gordinho da RPC dentro e deixa o liquidificador do Bosco detonar. Semana… Read more »

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

* como eu pô ! Tô rindo tanto que …..
Já imaginei em SAMPA, disk Girl …. com drone entregamos em até 20 minutos !
Rio de Janeiro:
Marido flagra esposa traindo, o drone estava no quintal ….
Kkkk ….. Jesus …… rsrsrs ….

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
tadeumar
Visitante
tadeumar

Meu caro Jose Souza, Pensa bem: motor eletrico (Made in China), sistema de navegacao automatica (Made in China), receptor de GPS (Made in China). Se houver uma falha no sistema, voce vai fazer o que? Vai pilotar? Nao. Vai abrir a porta e pular? Nao. Vai rezar??? Talvez seria a unica opcao. O ou “drone” vai voar para “sempre” ate acabar a bateria….ou vai despencar la de cima, como se fosse um tijolo. Voce confiaria a sua vida em uma maquina dessas? Made in China? As porcarias feitas na China nao sao nada confiaveis. Voce entra em bagulho desses e… Read more »

groosp
Visitante

Baixíssima autonomia.

Alexandre
Visitante
Alexandre

E pq não, um paraquedas semelhante a sistema do monomotor Cirrus SR22!!

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Alexandre 7 de janeiro de 2016 at 7:45
Legal, o SV vem junto ?
tadeumar 7 de janeiro de 2016 at 2:49
” Voce entra em bagulho desses e vai parar no paraiso.”
E sem as 177 virgens. (rs)

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

No vídeo, 2’09” ….. Kkkk …
A escada de madeira no primeiro plano (rs) e ainda com penúltimo degrau detonado,
escada no 2º plano, agora os produtos para aplicação em “fibras” todos juntos …. é hilário.
Apesar de ser uma área de risco por inflamáveis, adorei as proteções contra incêndio, contei ………………… ZERO extintores ……….. me ajudem …………… o campo de provas então ….
essa China, só quem conhece mesmo. (rs).
Gostaria que os defensores dos PLAAF da vida visitassem uma fabrica lá e especialmente refeitórios e banheiros …..

Ednardo de oliveira Ferreira
Visitante

como tudo que é novidade, vai dar pau,vai morrer gente, vai ter polêmica.

Mas o detalhe é que as tecnologias todas existem e, em separado, estão consolidadas, mas para ser taxi, vai ter que ter um nível de segurança absurdamente alto. O desafios mesmo são:
– custo viável;
– segurança absoluta (1 acidente grave em 1.000.000 de vôos ainda seria altíssima taxa de risco. Numa metrópole com, digamos, 100.000 vôos por dia, seria um defunto a cada 10 dias, muito mesmo);
– adaptação urbana.

Vader
Visitante

Céloco…

Jeff
Visitante
Jeff

Isso é só um conceito, ainda não é um produto. E como conceito, está indo muito bem pelo que se vê. Isso serve pra se ter uma ideia do que a força de vontade pode fazer.
.
Os caras não tem estrutura alguma, parece uma boa ideia com um projeto executado com recursos limitados.
.
Dá pra imaginar um aparelho como esse projetado por uma empresa séria daqui a alguns anos, quem sabe?
.
20 minutos de autonomia pra um peso de 300 quilos no total é bom demais tratando-se de motores elétricos. As baterias mais modernas estão evoluindo pra autonomias muito maiores.
.
Bem interessante mesmo.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Vamos falar serio. Alguem aqui no blogo ja operou um drone? Desses de briquedo??? Notaram a aerodinamica dos drones de briquedo, e o centro de gravidade dos mesmos. Primeiramente, a estabilidade aerodinamica desse bagulho e bastante comprometida. Esse veiculo ai, tem um centro de gravidade muito alto, portanto seria facilmente desestabilizado de acordo as variacoes na velocidade e direcao de vento, os quais poderiam alterar a aeronavegabilidade da maquina, e causar uma caida catastrofica. No filmezinho produzino no computador, ate parece que funciona. Mas colocar isso ai, la em cima…ventos, interferencia eletromagnetica, o clima, e possiveis (muito plausiveis) falha mecanicas.

Juca Soares
Visitante
Juca Soares

É normal quando aparece uma novidade no mercado surgirem muitas e muitas criticas, mas a realidade é que tudo vai se modernizar, só um exemplo muito grosseiro de novas tecnologias, quando a TV foi inventada, foi dito que não vingaria, que era loucura, pois na época havia um domínio das rádios; e assim tudo vai se aperfeiçoando e mudando.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

AAAAAgora…se fosse “americanu” já estaria obviamente aprovado…kkkkkkkk….diriam…..fantástico…alienígena…ideia maravilhosa…tem tudo para dar certo, foi muito bem pensado e planejado e etc e etc e etc e etc…kkkkkkkk…..já sei …vou apanhar de novo… podem bater…kkkkk…mandar eu pedir pra sair……e etc …….kkkk

johnatan warp drive
Visitante
johnatan warp drive

Olha o que alguns chinas sem recurso apropriado fizeram, por isso nao compro a historia de fracasso do jipe voador da USAF, eles devem ter muitos TR3B guardados no Hangar. A ideia é boa, capsula compacta sem ocupar muito espaço no ambiente, entretanto como mencionado pelos colegas acima a bateria e de baixa autonomia, bem como as helices, que sao verdadedeiras laminas de liquidificador, sem contar os possiveis padroes de interferencia, tornam o veiculo Perigoso, porem creio que para que tal veiculo possa voar o piloto deva ter algum tipo de habilitaçao de voo simplificada para que possa operar o… Read more »

Bosco
Visitante

Rodrigo, Não é questão de ser americano ou chinês. Você mandaria sua filha pra escola num negócio desses, com 8 rotores girando na altura do pescoço dela? Eu não mando as minhas nem que fosse feito pelo Vaticano. Helicóptero com aquele rotor de cauda exposto já causa acidentes, imagina isso aí Isso pode ser uma boa aeronave de prova de conceito mas está longe de ser viável no mundo real, onde gente é mais boba que bezerro. Alguém uma hora vai abrir a porta antes dos rotores pararem e aí bye bye. Eu já acho aquela geringonça americana do K-Max… Read more »

Bosco
Visitante

E pra mim esse veículo chinês não acrescenta nada em termos de máquina voadora. O conceito de ser elétrico e não tripulado, para transporte de passageiros é interessante, mas como veículo aéreo não acrescenta nada. Fosse eu tinha colocado um rotor coaxial no lugar certo já que os oito rotores nos 4 suportes ocupam tanto espaço quanto um rotor convencional.
A ideia é boa, a aeronave é horrível.
Fosse esse conceito de helicóptero russo utilizado no conceito e eu não faria nenhuma crítica, mas do jeito que está será só uma ideia que não vingou porque já nasceu capenga.
comment image

Gerson
Visitante
Gerson

Não vejo muita utilidade! Não tem autonomia e só leva uma pessoa! Alem da baixa autonomia;

roosevelt l vireira
Visitante
roosevelt l vireira

pra tudo tem um inicio.vá em frente deixa pra la os céticos, parabéns e boa sorte, não desista. tem gente que só enxerga as coisas de um jeito, ( o mundo se transformou no que nos vivemos hoje por causa das ideias.)