Home Aviação Civil FAA vai propor inspeção obrigatória em jatos da Embraer e Boeing

FAA vai propor inspeção obrigatória em jatos da Embraer e Boeing

4161
9

e-jets-foto-embraer

A Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) do governo dos EUA vai propor nesta segunda-feira (30) inspeções obrigatórias e, se necessário, a substituição de peças em quase 1,6 mil jatos, para evitar potenciais acidentes. As medidas, que afetam algumas aeronaves da Embraer e da Boeing, são incomuns, já que visam defeitos específicos.

A maior parte dos sistemas em jatos comerciais têm backups, ou seja, um defeito em um único item geralmente não leva a acidentes. A FAA, no entanto, afirma nas medidas que devem ser publicadas nesta segunda-feira que o mal funcionamento de determinado componente pode colocar em risco a segurança do voo. As autoridades, no entanto, ainda não determinaram reparos imediatos, o que significa que os riscos no caso dessas aeronaves não são iminentes.

No caso do Boeing 737, o governo dos EUA quer que os operadores desses jatos verifiquem se há corrosão de partes do estabilizador horizontal, que fica na cauda da aeronave. Cerca de 1,4 mil unidades estão na lista, começando com a versão 737-600 e seguindo por uma série de atualizações posteriores.

Já no caso da Embraer, a FAA quer inspecionar 197 unidades dos modelos 170 e 190. Segundo a agência, algumas válvulas defeituosas podem rachar e resultar em uma parada nos dois motores dessas aeronaves durante o voo.

As companhias aéreas dos EUA devem ter um prazo de três meses para realizar essas inspeções. Tanto a Boeing como a Embraer já haviam alertado para esses problemas antes. No ano passado, as autoridades brasileiras determinaram o reparo de alguns defeitos mas não incluíram certas versões do Embraer 170 na lista.

Os documentos da FAA não citam nenhum acidente causado por esses supostos defeitos.

FONTE: O Estado de São Paulo

9
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
Delmo Almeidacarlos alberto soaresJustin CaseMauricio R.JT8D Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Marcelo
Visitante
Marcelo

Procedimento normal das autoridades para garantir a aeronavegabilidade. Airbus e Bombardier entre outras já receberam inúmeros ADs. Nem sei porque isso virou notícia agora…. Talvez o público em geral esteja mais interessado em aviação, o que é bom.

JT8D
Visitante
JT8D

Se agora toda AD emitida virar notícia não vai ter espaço suficiente em sites e jornais

Mauricio R.
Visitante

A FAA não é a ANAC e AD de qualquer aeronave não é o mesmo que recall de VW Gol.

Marcelo
Visitante
Marcelo

É mesmo Maurício? Descobriu a América! Parabéns!

Justin Case
Visitante
Justin Case

Amigos,

É interessante o relatório final do acidente do A320 da Air Asia, publicado hoje:
http://kemhubri.dephub.go.id/knkt/ntsc_aviation/baru/Final%20Report%20PK-AXC.pdf
Abraços,

Justin

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Caraca, elevaram a Boeing ao nível da EMBRAER ? Parabéns a Boeing ! (MIrs).

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Caro Jaguar ………. Justin Case 1 de dezembro de 2015 at 16:04
seus comentários serão de grande valia com certeza !

Justin Case
Visitante
Justin Case

Olá, Carlos Alberto. Posso comentar que não há como evitar falhas técnicas em sistemas complexos como aeronaves. O problema mais crítico, a meu ver, é a falha de pilotagem, oriunda de provável negligência na assimilação ou atualização do conhecimento teórico dos pilotos. Logo após o acidente do Air France Rio-Paris, assim que soubemos que o avião veio em estol até o solo, eu já tinha comentado sobre o efeito do posicionamento dos motores abaixo do centro de gravidade, dificultando a diminuição do ângulo de ataque. Isso está muito bem descrito ao final do relatório, onde se reproduz a instrução da… Read more »

Delmo Almeida
Visitante
Delmo Almeida

Off-Topic

http://www.defesanet.com.br/aviacao/noticia/20983/Primeiro-A350-XWB-da-TAM-voa-pela-primeira-vez/

PS: Olhem o número de encomendas que o A350 teve! Só pode ser piada!!!