Home Vídeo Tu-22M bombardeando o Estado Islâmico na Síria com FAB 250

Tu-22M bombardeando o Estado Islâmico na Síria com FAB 250

8284
55

Tu-22M sendo preparado para bombardear o EI na siria

O canal de vídeo do Ministério da Defesa Russo no Youtube divulgou um vídeo hoje onde apresenta supostas tomadas feitas durante o bombardeio dos Tu-22M com bombas de queda livre feito às instalações ocupadas pelo Estado Islâmico na Síria.

As bombas do tipo FAB 250 (Fugasnaya Aviatsionnaya Bomba – 250 Kg) são artefatos de queda livre não guiados. Elas são equivalentes à serie Mk 80 empregada no Ocidente (e também usadas/fabricadas no Brasil). No entanto, no Ocidente praticamente não existem mais bombas de emprego geral com perfil de baixo arrasto como a série FAB russa empregada no ataque.

Pelo que se vê no vídeo elas foram lançadas de alta altitude. Ao que parece os russos não estão muito preocupados com ataques de precisão ou com eventuais danos colaterais. No impressionante vídeo abaixo, feito a partir do solo, é possível ver 18 dessas bombas caindo próximo da pessoa que filmava. Precisa ter muita coragem para ficar filmando enquanto elas caem nas proximidades. Ou simplesmente não ter noção nenhuma da situação.

Tu-22M sendo preparado para bombardear o EI na siria 2

Subscribe
Notify of
guest
55 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
kolchak
kolchak
4 anos atrás

Quem tem poder o exerce, não fica de mimimi, mais vale um Tu-22 voando que um B2 no hangar.

leo
leo
4 anos atrás

Bem notado pousio, nas páginas de sírios estavam dizendo que esse vídeo era mísseis de cruzeiro russos cruzando os céus. Mas também não aparenta ser. Pelo andar da carruagem não me admiraria os russos mandarem para a Síria alguns slanders para atacar o Ei.

Melky cavalcante
Melky cavalcante
4 anos atrás

Guilherme Poggio, devem estar economizando para o próximo alvo, olha ai o bomb bay do Backfire.
https://2.bp.blogspot.com/-Oa1nkDtdvFs/U5U2_eqGB2I/AAAAAAAAAdw/S05n2tRO4ws/s1600/2291786.jpg

Topol
4 anos atrás

Melhor avião de ataque do mundo… capaz de carregar os gigantes mísseis anti navio super sônicos russos.

Em algumas tomadas do vídeo da para ver certinho o GsH 23mm na cauda, para defender a aeronave contra mísseis, herança da época em que os mísseis SAM e ar-ar engajavam essencialmente pelo setor traseiro, era uma chance de defesa

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Tenho acompanhado os debates e tem sido muito interessantes e com muita especulação disso e dakilo outro tb… …e olhando apenas para fatos: 1 – O ISIS de fato pode ter conseguido sua guerra contra o ocidente e terá que dar conta, seja lá como for, 2 – Assad/Rússia ganharam e os Sazunidos perderam(?) essa: O inimigo do meu inimigo é meu amigo; 3 – Sazunidos, Rússia e resto do mundo terão que se unir para largar aço no ISIS. A pergunta é: E se tiver que ter tropas em solo? Como será a divisão do TO?; 4 – Israel… Read more »

Eduardo SP
Eduardo SP
4 anos atrás

Esta parecendo que o vídeo é antigo. No início claramente as equipes de solo não estavam na Síria, é só ver as roupas.
Além do mais, qual o sentido de fazer bombardeio a grande altura, com bombas “burras”, em um cenário de baixo risco de antiaérea?

Marcelo
Marcelo
4 anos atrás

Kkkk. Esses barbudinhos só sabem falar Ala Akbar, Ala Akbar…..só Deus para salvá-los da mão pesada da Rússia. Ou não….
Esse Putin não sabe brincar não….

Oganza
Oganza
4 anos atrás

EDITORES:

As coisas nos EUA estão mudando com relação ao F-35… está uma verdadeira batalha na mídia e agora os oficiais (e não só os blogs) já estão tendo coragem de falar.

A coisa está muito interessante já a uns bons 3 meses e Edição da Trilogia está seguindo sua Pauta a qual respeito, mas acabou de sair uma nota que pode ser de interesse e até gerar um post.

Direto do US Naval Institute:

http://www.usni.org/magazines/proceedings/2015-11/two-one-one-none

O USMC pode está considerando a compra de mais de 90 STs.

Grande Abraço.

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Ops… não é uma nota… sorry… é um artigo inteiro…

acho que foi o choque…

“Dois é um e um é nada” 🙂

Grande Abraço.

Ypojucan
4 anos atrás

Eduardo SP , os bombardeiros russos não estão baseados na Síria. Os Tu-22M3 estão operando a partir de Mosdok no território russo da Osétia do Norte, que era uma antiga base de bombardeiros na época da URSS. Já os Tu -95MS e os Tu-160 operam de sua base ao sul de Moscou, em Engels. Na Siria, só estão baseados os Su-34/Su-24 e Su-25. Os amigos notaram que a capacidade do Tu-22M3 esta muito aquém da capaciade total de carga de bombas que este bombardeiro poderia levar? Segundo consta eles estão voando mais de 4.300km para atingirem seus alvos e como… Read more »

Melky cavalcante
Melky cavalcante
4 anos atrás

Falando em Compra Oganza, os chineses compraram 35 Su-35 para copiar.

http://www.reuters.com/article/2015/11/19/us-russia-china-jets-idUSKCN0T80K220151119
E acho que a China entraria em uma futura reconstrução da Síria.

BFiletti
BFiletti
4 anos atrás

Eduardo, os Tu-22M estão saindo da Base Aérea de Mozdok, na Ossétia. como foi noticiado recentemente aqui no site. http://www.aereo.jor.br/2015/11/18/russia-mobiliza-sua-frota-de-bombardeiros-estrategicos-para-atacar-alvos-na-siria/ eles não precisam ficar na Síria já que possuem um bom raio de alcance. Desde do inicio da intervenção russa, percebe-se que eles estão querendo mostrar e fazer propaganda de ‘todo” seu inventario. Como vimos eles levaram uma grande variedade de caças as bases na Síria, dispararam 26 mísseis de cruzeiro através de navios localizados no mar Cáspio. Agora é a vez de demonstrarem os seus bombardeios. A respeito do uso de bombas ”burras”, depois do ataque ao A321 russo… Read more »

Melky cavalcante
Melky cavalcante
4 anos atrás

ERRO: 24 Su-35, estou com dilmismo hoje, sorry 🙁

Ypojucan
4 anos atrás

Outra coisa, se o Bosco puder me elucidar. Os Tu-22M3 Backfire não usam mais os Raduga Kh-15? Ora, se os outros Tu (95/160) estão gastando mísseis na Siria, cade os Kh-15? Em teoria era um dos mísseis mais modernos a disposição da URSS e tinha várias aplicações: Nuclear/ Tático/ Anti- radar.

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Melky, é, pode sim… mas eu ainda acho que os Russos irão procurar um “parceiro” que não possa “ciscar” tanto no terreiro deles… … a China tem a sua própria “Guerra” com a Rússia, a demográfica, e não acho que o Putinho esteja tão cego e embebedado com o Ocidente para não perceber isso… já não bastasse os interesses ching-ling na rota polar. Mas tudo é possível, pois os Russos estão tão fu… financeiramente, que mesmo sabendo que os “gafanhotos” vão desmontar e copiar o que der dos novos Su-35, eles não podem se dar ao luxo de “perder” uma… Read more »

Wagner
4 anos atrás

Oganza

Vc realmente acredita nisso, que a Russia está sem dinheiro e desesperada ??

Vc acha que o Putin não guardou reservas já prevendo essas coisas ??

Bom, se vc quer acreditar nisso…

No face eu vi uma mulher me gritando esses dias que Russia e China eram paises comunistas malvados…

Ok então, cada um que acredite na CNN e Rede Globo, Revista Veja, Fox news, e seja feliz…

Nonato
Nonato
4 anos atrás

NA matéria se fala em bombas FAB 250. Falou-se também numa bomba ocidental ml 80. Alguém poderia falar sobre bombas? Um tratado de leitura fácil?
Acho que Bosco ja falou sobre o assunto. Mas não sei onde está. Poderia até virar um artigo de fácil acesso no site. Para consulta.
Usam muito esse prefixo mk. Significa o quê?

Melky cavalcante
Melky cavalcante
4 anos atrás

Nonato
MK80 é a desiginação de uma “família” de bombas burras, que engloba as bombas MK-81, MK-82, MK-83 e MK-84.
https://3.bp.blogspot.com/_kdcsVoFMTKM/TDCP9vdaQ7I/AAAAAAAAbgI/9fyighjimzA/s1600/_0mar1f.jpg

Antunes
Antunes
4 anos atrás

Organza, Acredito que um primeiro passo para uma arenonave naval brasileira deveria passar pelo ST, se for possível navaliza-lo. Tanto tecnológicamente, quanto financeiramente é um tipo de projeto pés no chão, claro sendo possível navaliza-lo, antes de um empreendimento como o Gripen-N. Claro, se o Basil quisesse andar com as próprias pernas. Com esse interesse da USMC, haveria espaço para o desenvolvimento de uma versão naval ST? Sei que a necessidade do ST hoje é para territórios já tomados com pontos de guerrilha. Mas o translado destes para a zona de guerra parece ser muito dispendioso. Acredito que os ST… Read more »

galeao123
4 anos atrás
bogaz
bogaz
4 anos atrás

Eduardo. São bombardeiros estratégicos de longo alcance. Pelo o que eu sei decolaram da própria Rússia. Além desses e dos Tu-160, Tu-95 lançaram do espaço aéreo russo mesmo mísseis cruzeiro. Estão martelando um alfinete com uma marreta, mas o que importa é mostrar ao mudo seu poderio militar.

joseboscojr
joseboscojr
4 anos atrás

Nonato, Complementando o que o Melk disse, as Mk-81, 82, 83 e 84 são bombas de emprego geral (com mais ou menos a mesma quantidade de material explosivo e de carapaça de metal), que podem receber acessórios na forma de espoletas de proximidade, cauda de alto arrasto, kit da JDAM, kit da Paveway, cauda de baixo arrasto, etc. O peso nominal delas é, respectivamente: 250 lb, 500 lb, 1000 lb, 2000 lb. As bombas russas são designadas pelo peso em quilos e não em libras, portanto, a FAB 250 equivale à Mk-82 de 500 lb. Os americanos ainda têm as… Read more »

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Wagner, meu querido, não é só eu não que acredita… o National Reserve Fund da Rússia estava em Janeiro desse ano na casa dos 79 Bilhões de dólares e caindo… com a queda do preço do petróleo em mais de 50% somado a outras cozitas mas, os Russos já queimaram só esse ano mais de 35 Bilhões de dólares e nos próximos 6 meses se as barreiras não forem diminuídas serão mais 38 bilhões segundo o Ministro das Finanças Russo e que ainda soltou que: “planning to keep at least 2 trillion rubles cumulatively in the Reserve Fund and the… Read more »

Alexandre Samir Maziz
4 anos atrás

Emprego de força desnecessária não concordam meus caros ?? acho que os SU-25 com umas “bombinhas” fazendo incursões diretos em ponto dominados pelo ISIS , já resolvia a parada afinal tem tropas sírias que são leais ao Assad ainda , que pegariam os resto que sobrar , uma pergunta meus caros é os civis como ficam nessa hora ?? pois um FAB 250 vai fazer estragos e gerar alguns efeitos colaterais(civis mortos) né ??

Nonato
Nonato
4 anos atrás

Hummm. Só tá faltando agora pararem de fabricar F35 para comprarem A29… O Brasil cancelar o gripen e comprar mais A29. Quem sabe um megasupertucano? Ou um tucano jet? Ou um stealth jet tucano? Bom, sinto orgulho é até torço para que eles comprem muitos tucanos. Mas que soou engraçado soou… ré. Tucanos nos porta aviões .. rs. Por isso falo. A Embraer é um sucesso. Não é necessário vender todos os dias. Pode até parar a linha de produção mas precisa estar pronta para receber grandes encomendas. Com os ejets também é assim. Passa um tempão sem receber encomendas.… Read more »

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Antunes, certa vez falei sobre isso aki, então vou resumir de forma bem tosca. O USMC e suas aeronaves “não combatem embarcados” como a USN, eles são trasladados para o TO, desembarcam e combatem em terra. Sabe quantos conflitos as aeronaves do USMC em toda a sua história não tiveram disponíveis aeródromos dentro ou nas vizinhanças do TO? – Nenhuma. Até os Hornets quando chegam e depois de garantida a cabeça de praia, são catapultados dos NAs e vão para algum aeródromo no TO. Aqui vale a piada sobre a palavra “Marine” (fuzileiro naval em inglês) – “My Ass Rides… Read more »

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Bosco,

se for possível, dê uma lida no artigo do Major Michael Clark, USMC sobre a “aquisição” dos STs.

http://www.usni.org/magazines/proceedings/2015-11/two-one-one-none

Ele é grande, completo e muito bem contextualizado segundo as experiências dos últimos conflitos/guerras que as FFAA americanas se envolveram nos últimos 15 anos.

Grande Abraço.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
4 anos atrás

A EMBRAER é um sucesso, claro que concordo. Ao contrário do Mister M.
Mas é bom sempre lembrar que os requisitos do A-29 são todos da FAB, escritos em 1992. Se dependesse da EMBRAER o A-29 não existiria da forma que é hoje.

Nonato
Nonato
4 anos atrás

Oganza e Wagner. Nem tanto nem tão pouco. A situação econômica da Rússia não parece ser boa. Como também não é a da Coreia do Norte, Venezuela, Irã, Grécia, Espanha Cuba. Mas isso não a impede de mandar aviões dando volta ao mundo. O maior gasto deve ser com combustível e está barato. Produzir os aviões localmente significa que não vão pagar 100 milhões de dólares em um avião. Vcs estavam falando sobre reservas. Vi essa matéria no R7. Quanto a Wagner dizer que Putin deve ter economizado… se fosse simples assim… E essa mulher criticando os comunistas… está certa.… Read more »

joseboscojr
joseboscojr
4 anos atrás

Oganza,
O artigo é interessante,mas devemos lembrar do OV-10 Bronco que saiu de cena na década de 90. Por que o retiraram e agora encenam a aquisição do ST?
Claro, são aeronaves diferentes, mas é algo a se pensar.
Agora, sem dúvida uma força dotado de F-35 e ST é mais flexível. Na verdade os Marines ainda contam com o KC-130J HH, o AH-1W/Z e o UAV Shadow armado.
Essa combinação se mostra bem balanceada contra qualquer tipo de ameça e em qualquer cenário.

Mauricio Veiga
4 anos atrás

A aquisição do ST foi muito criticada nas respostas sobre a materia, siceramente, não passa de especulação …

Abraço.

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Nonato, o R7 não referência para quase nada além do que, essa notícia é de Junho… mas podemos separar os patos dos gansos: Atente logo de cara para a primeira frase, talvez a única verdadeira: “O Banco da Rússia anunciou nesta quinta-feira que irá começar a comprar entre US$ 100 milhões e US$ 200 milhões por dia para repor suas reservas em moeda estrangeira.” Mas onde está o erro/engano? Simples, vc não repõe reservas, vc as constrói com produtividade e depois as troca por moeda estrangeira que ainda podem ser várias moedas estrangeiras fortes: Por exemplo, posso montar “minhas” reservas… Read more »

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Bosco, “Por que o retiraram e agora encenam a aquisição do ST?” – Dinheiro Nunca pensei que fosse dizer isso, mas o F-35 está sem plano “B” e sua aquisição está matando as Forças americanas, em particular o USMC, muito em parte pelo cancelamento de programas realmente prioritários e em parte por não abraçarem de fato o conceito F-35, o que já discutimos incansavelmente por aki. Conversando com o “nosso colega” piloto de Hornet do USMC, o entendimento hj sobre uma força “inteiramente” stealth veio completamente e tardiamente abaixo. Segundo ele, é crescente a percepção comum de que por ser… Read more »

Oganza
Oganza
4 anos atrás

Mauricio Veiga,

80% de quem comenta no USNI são estudantes de 17 a 22 anos cheios de testosterona… tipo, se não for um mussel car a night não vale.

Pegou né?

Os comments que valem estão no chat fechado… os de fora nem visualizam.

Grande Abraço.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
4 anos atrás

E na conta do boteco da UniMestrado o Tu 22M perdeu para o ST.
Concordo Cel … Sem FAB não obteríamos ST, mas sem a EMBRAER também não. Essa é a mágica, a soma ….

Ronilson
Ronilson
4 anos atrás

Tem um pessoal chato demais aqui em meu deus comentem sobre a materia ao inves d ficar falando que a russia e pobre que estao passando fome que é comunista etc etc povinho chato aff

Ronilson
Ronilson
4 anos atrás

Gosto de equipamento militar nao importa se é americano russo chinês ou da koreia do norte etc ideologias estragam muitos comentarios aqui sempre as mesmas conversinhas

leo
leo
4 anos atrás

Organza Concordo com você, mas isso só acontecerá se o senario econômico continuar assim ou piorar, e outra, a Rússia está desenvolvendo diversas parcerias na área econômica está abrindo outras portas de comércio, a tendência é que essa crise vá se acalmando no passar dos anos, e o preço do petróleo poderá subir novamente, a previsão desse ano para a Rússia é de recessão mas nós próximos ela vai começar a crescer novamente segundo previsões. Mas só o tempo dirá o que irá acontecer, com essa intervenção no oriente médio, se o EI for destruido pelos russos talvez a Europa… Read more »

Eziquiel Martins
Eziquiel Martins
4 anos atrás

Bosco, é preciso lembrar que a guerra assimétrica, de quarta geração, híbrida, contra insurgentes, ou seja lá o nome que lhe atribuírem, é uma demanda nova para os americanos. Então faz sentido eles agora olharem para uma aeronave já bem testada e que se encaixa perfeitamente nessa nova realidade e demonstrarem interesse.

Se os americanos quiserem um A-29 navalizado seria ótimo, mas eu duvido que isso aconteça. Mas o que eu gostaria de ver mesmo é uma versão não tripulada do Tucanão, com autonomia aumentada para missões de patrulha naval. Seria um sucesso! Mas temo que isso seja tecnicamente impossível.

Ednardo de oliveira Ferreira
4 anos atrás

Acabar com o Estado Islâmico será relativamente fácil. Não acabaram antes porque EUA e se bloco e Rússia estão muito mais preocupados com efetivo poder da Síria e Iraque. Tanto é que é notório que os esforços pró e contra o presidente/ditador (fica ao gosto do leitor) são muito mais constantes que contra o ISIS. Mas notem acabar com o Estado Islâmico é fácil. Mas com a psicopatia/ideologia de seus membros não. Quando o EI for desbaratado teremos centenas de grupelhos espalhados pelo mundo. Até porque o tal EI é apenas o grupo extremista de mais sucesso na região. Igual… Read more »

gengisduEduardo Pereira
4 anos atrás

Pô Ednardo com poucas palavras vc resumiu tudo, parabéns . Agora que titio Sam e titio Putinski gostam de um conflito pra testar armas,treinar pessoal e afins ,há eles gostam. E a Russia está tomando o caminho do titio Sam de se reaquecer economicamente por meio da indústria de defesa.
Sobre os ST’s ,se vierem a ser feitas mais encomendas é mérito da Embraer e da Fab pelo excelente avião (o qual adoraria ver em versão navalizada mas…).

Sds.

Ednardo de oliveira Ferreira
4 anos atrás

EUA e Rússia têm uma cultura guerreira. Bush, Clinton, Obama sempre cresceram na opinião pública americana quando detonaram alguma guerra. Tem até uma comédia com Dustin Hoffman onde eles criam uma guerra fictícia para esconder um escândalo do presidente.

De toda forma temos questões fiscais e geopolíticas graves. nem Rússia nem EUA têm orçamentos infinitos. E há muito mais atores no cenário moderno que 20 anos atrás.

Ednardo de oliveira Ferreira
4 anos atrás

Uma das grandes razão pela qual nem Rússia, nem EUA nem Europa está mandando tropas de chão é que esta guerra é muuuuito assimétrica. As grandes potências têm o grosso de suas doutrinas e equipamentos ainda voltados para guerra regular. Artilharia, aviação, blindados e tudo o mais. Nenhum destes recursos funciona a contento (isto é, dando ampla vantagem de combate) numa guerra que vai ser suja. Rua a rua, casa a casa, contra inimigos que não têm uniforme. O tal exército do ISIS é um montão de unidades menores espalhadas para todos os lados, com muita mobilidade e furtividade. Os… Read more »

Ricardo
Ricardo
4 anos atrás

Lendo os comentários percebi que algumas coisas devem ser ponderadas. 1º Não é tão simples como se imagina copiar um caça, pelo contrário é extremamente complexo. O fato da China ter copiado o Su-27 tem uma explicação bem simples, a Ucrânia vendeu a eles plantas da construção dos Su-27, além de vender um monte de plantas de equipamentos militares para uma infinidade de país. Com o Su-35 não será simples, sem os desenhos técnicos os chineses levaram anos a fim para copia-lo e até lá Moscou já terá coisa melhor. Lê se por aí que se a Ucrânia não tivesse… Read more »

Eduardo SP
Eduardo SP
4 anos atrás

Ypojucan e BFilleti, obrigado pela resposta.
Não tinha visto que eles estavam decolando da Rússia, dando volta pela Europa Ocidental e indo Mediterrâneo adentro. Pela rota, é puro marketing das capacidades russas.
Abs.

Antunes
Antunes
4 anos atrás

Organza obrigado pela resposta,

Imaginei que tendo o Hornet, e em menor quantidade o Harrier, a USMC usaria de fato o porta aviões, e os LPDs, como base em zonas de guerra.

Abraço.

Rafael
Rafael
4 anos atrás

Ricardo o Brasil tbm tinha 300 bilhoes em reserva, a Russia gasta 100 a 200 milhoes por dia nesse ritmo a reserva deles acaba em 30 dias, eo dolar ainda pode valorizar mais, concordo com vc na parte de que a china nao ira copiar o su-35, ate pq eles ja tem um j-alguma coisa com radar aesa com 200 km d alcance e tem j-10b com o radar pesa