Portoes Abertos BAFL - 17

Por Rodrigo M. Vieira

A Base Aérea de Florianópolis(BAFL) abriu seus portões neste último domingo (09/11), para mais um dia de confraternização com o público.

Com o número estimado em 25 mil participantes (dados da FAB), o evento encerrou as comemorações do Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira.

Além da exposição estática das aeronaves da FAB, P-3AM (1º/7ºGAV), C-95CM (5ºETA), C-98 (BAFL), C-130(1º/1ºGT), UH-1H(2º/10ºGAV), P-95A(2º/7ºGAV) e T-27 (AFA), o público pode ver algumas aeronaves da PM-SC, do Corpo de Bombeiros/SAMU-SC e do Aeroclube de SC.

Sobrevoos das aeronaves P-95A e do C-95CM, exposições de carros antigos, air soft, apresentação de cães adestrados e da Banda de Música da Base Aérea também fizeram parte da programação do dia. Sentimos saudades da apresentação da Esquadrilha da Fumaça e dos caças F-5 e A-1 da FAB que pelo segundo ano estiveram ausentes.

Parabéns à nossa querida FAB, pela organização e sucesso de mais um “Portões Abertos”.

Portoes Abertos BAFL - 1

Portoes Abertos BAFL - 2

Portoes Abertos BAFL - 3

Portoes Abertos BAFL - 4

Portoes Abertos BAFL - 4a

Portoes Abertos BAFL - 5

Portoes Abertos BAFL - 5a

Portoes Abertos BAFL - 7

Portoes Abertos BAFL - 8

Portoes Abertos BAFL - 9

Portoes Abertos BAFL - 10

Portoes Abertos BAFL - 10a

Portoes Abertos BAFL - 10b

Portoes Abertos BAFL - 11

Portoes Abertos BAFL - 12

Portoes Abertos BAFL - 13

Portoes Abertos BAFL - 15

Portoes Abertos BAFL - 16

Portoes Abertos BAFL - 18

Portoes Abertos BAFL - 19

Portoes Abertos BAFL - 20

Previous articleAmerican Airlines estreia Boeing 787 Dreamliner em voos para o Brasil
Next articleComandante da Aeronáutica visita a Suécia
Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alex Faulhaber

Não falaram nada dos portões abertos na BASC.

Gustavo

Caramba, interessantíssimo o novo esquema de pintura do H-1 do Pelicano…

Flanker

Gustavo, esse H-1H não está mais em atividade e sim, preservado na BAFL, tendo sido recebido não muito tempo atrás e, como Florianópolis já foi sede do Pelicano, decidiu-se preservá-lo com a pintura que ostentava quando operava em Floripa. A pintura dos helis do Pelicano continua sendo o verde escuro fosco de sempre.

Adão da Costa

show de bola!

Dennis

Me desculpem divergir da opinião expressa na matéria, mas, ultimamente, sempre que vejo algo sobre portões abertos em bases da FAB, não posso deixar de me lembrar desse texto :

http://www.aereo.jor.br/2010/11/05/feiras-de-aviacao-%E2%80%93-ate-quando-a-falta-de-graca/

BrancoF-16

Puts, não divulgaram nada mesmo e eu tinha ido pra floripa perdi de ir lá dar uma olhada :/

Carlos Sales

houve divulgação do evento na BASC sim, por meio do portal da FAB.

Gustavo

Entendi Flanker! Valeu pela resposta!

groosp

A pintura do EMB 810C Seneca também é um padrão antigo como a do Sapão?

Alisson Mariano

O Sêneca é da Polícia Militar

carlos alberto soares

C 130 + UH 1 + C 95 CM + T 27 + P 95A + C 98 + T 27 simplesmente adoro-os e venero-os. Os C 130 + C 95 + P 95 todos mereceriam modernizações, pero no tenemos plata. Quanto a pintura do T 27 maravilhosa. Infelizmente devido as condiçõe$ do$ Estados Unidos do Brazil estamos vendo nossa gloriosa FAB em penúria. Quando há muito tempo morava em Santana entre o CM e o CPOR era pura Sinfonia escutar os UH 1 chegando a Base. Na época os movimentos militares eram bem maiores e os UH 1 dominavam… Read more »

Alex Faulhaber

Estou falando que não colocaram foto nenhuma aqui no site sobre o portões abertos da BASC.

Cris

Tenho curiosidade de conhecer a história da base aérea e do aeroporto Hercílio Luz, com fotos. Você sabe se a base ou o aeroporto possuem um acervo fotográfico?

Rinaldo Nery

Sim, a Base possui. Sua origem remonta aos anos 20, pois era uma Base Aérea Naval, pertencia à Marinha do Brasil. A residencia do Comandante da Base (meu amigo Francalacci) é tombada pelo patrimônio histórico, pois remonta àquela época. Assim como o hangar à beira do mar e o prédio do Comando. Os hidroavioes eram ancorados no pier que lá ainda existe.

carlos alberto soares

Com todo respeito e preservando os tombamentos daria um belo condomínio e geraria recursos a FAB, em muitas outras paragens idem, tanto da FAB, como do EB e da MB. Mas como afirma o JM, “quero ver tirar esse pessoal da praia”. A economia seria enorme e reitero que cada local pode ter uma destinação fantástica para gerar recursos as FA’s. Mas …..